SEJÁ VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR

Marcadores

Aborto (11) ACONSELHAMENTO PRÉ-MATRIMÓNIAL (5) Adolecentes Cristão (2) ADPB (1) ADULTÉRIO (2) Agradecimento (1) Aniversario (10) Apologética Cristã (10) Arqueologia (1) As Inquisições (1) Assembleia de Deus (5) Barack Obama (2) Batismos (29) Bíblia (3) Brasil (48) Casamento (25) CGADB (19) Ciência (6) Círculo de Oração (5) CLASSE BERÇÁRIO (26) CLASSE DOS DISCIPULANDOS (55) CLASSE JOVENS E ADULTOS CENTRAL GOSPEL (73) CLASSE JOVENS E ADULTOS BETEL (153) CLASSE MATERNAL (104) Congresso (49) CPAD (6) Cruzada (3) Curiosidades (3) Cursos (3) Departamento Infantil (5) Depressão (2) Desaparecido (4) DESENHOS BIBLICOS (1) Desfiles (3) Dia do Pastor (4) Discipulado (64) Divórcio (4) EBD (20) EBO (21) Escatologia (2) Estudantes (2) Estudos (506) Eventos (118) FALECIMENTO (5) Família (16) Filmes (18) Galeria de Fotos (12) Gospel (285) Gratidão a Deus (1) Hinos Antigos (3) História (4) Homenagens (3) Homilética (4) Homoxesualismo (3) Ideologia de Gênero (12) Idolatria (3) Inquisição (2) Islamismo (10) Israel (18) JARDIM DA INFANCIA (7) LIção de Vida (2) Louvor (1) Luto (42) Maçonaria (3) Mães (3) Mensagens (56) Ministério (34) Missões (148) MODISMOS (2) Mundo (610) Mundo Cristão (178) MUSICAS EVANGÉLICAS (3) Namoro Cristão (8) Noivados (1) Notícias (3155) Obreiros (9) ONU (4) Oração (1) Pneumatologia (1) política (121) Psicopedagogia (3) Pureza sexual (8) Realidade Social (17) Reforma Protestante (4) RELIGIÕES (3) Retiro (4) REVISTA BETEL JOVENS (1) Revista Central Gospel (1) REVISTA CLASSE PRIMARIOS (230) REVISTA CLASSE DOS PRE-ADOLESCENTES (267) REVISTA CLASSE DOS ADOLESCENTES (280) REVISTA CLASSE JARDIM DA INFANCIA (111) REVISTA CLASSE JARDIM DA INFÂNCIA (111) REVISTA CLASSE JUNIORES (243) REVISTA DA CLASSE JOVENS CPAD. (189) REVISTA DA CLASSE JOVENS. (319) REVISTA DA CLASSE ADULTOS (872) REVISTA DA CLASSE JOVENS E ADULTOS (401) REVISTA DA CLASSE JUVENIS (262) Revista Maternal (63) Santa Ceia (3) Saúde (45) Seminário (4) Sexualidade (7) Subsídios (1507) Subsídios EBD (1900) Subsídios EBD Videos (597) Templos (3) Teologia (5) Testemunho (1) TRANSGÊNEROS (2) Utilidade publica (1) UTILIDADE PÚBLICA (2) Vida de Adolecente (5) videos (106) Virgilha (1)

31 março 2012

Igreja Católica perde espaço para as evangélicas em Cuba


AD Jundiaí vai enviar Bíblias para Guiné-Bissau



Distribuição de exemplares da Bíblia na Língua Crioula



AD Jundiaí vai enviar Bíblias para Guiné-Bissau
Que outro melhor meio de conhecermos ao Senhor senão pela leitura, meditação e prática da Sua Palavra? Por ela temos a revelação da vontade de Deus, encontramos respostas para todos os questionamentos de qualquer área da vida pessoal, familiar e social. Seu poder e eficácia tanto renovam um homem quanto constroem uma nação. A Bíblia Sagrada é o único livro cujo Autor sempre está presente junto àqueles que lêem com o objetivo de conhecê-Lo e servi-Lo melhor.

Por isso, a Igreja Assembleia de Deus de Jundiaí, liderada pelo pastor Esequias Soares, está empenhada em mais um desafio missionário: o envio de 10 mil Bíblias em crioulo para a República da Guiné-Bissau. Dos 20 anos de fundação das Assembleias de Deus naquele País, 19 foram sob a liderança do casal de missionários Rachel e Pedro Souza, enviados pela AD Jundiaí em 1993. 

Entre tantos acontecimentos, o casal foi testemunha ocular de um fato que, sem dúvida, é um marco para a evangelização do povo guineense: o lançamento da Bíblia em Crioulo, em 1999. O feito foi possível graças à chamada específica feita pelo Senhor à missionária Isabel Arthur, escocesa mantida pela Worldwide Evangelization for Christ (WEC). 

Sensibilizada pelo complexo contexto linguístico do povo guineense –que registra mais de 30 etnias cada uma com seu dialeto–, a missionária escocesa que atuou por 54 anos em Guiné-Bissau, empreendeu grande esforço na tradução das Escrituras para o Crioulo da Guiné-Bissau. Pastor Esequias Soares destaca o valor espiritual deste empreendimento. "Glorificamos a Deus e agradecemos a Ele pelo resultado desse trabalho tão importante que é a tradução da Bíblia para o crioulo da Guiné-Bissau". 

Impressões


A primeira impressão foi produzida na Costa do Marfim com uma tiragem de 3 mil exemplares. Uma segunda impressão de 3,5 mil exemplares aconteceu na Coréia do Sul. A ARDA (Association of Religion Data Archives) aponta que os cristãos totalizam 11% (entre evangélicos e católicos), contra 44% de religiões étnicas e 41% de muçulmanos. Ainda que sejam minoria, fato é que 6.500 exemplares não supriram a enorme necessidade. 

Por isso, o pastor Tcharton Sana da Costa, sintetiza a demanda por mais exemplares da Bíblia como "necessidade imperiosa". Como pastor na AD no bairro Cuntum, a mais antiga de Bissau, capital guineense, ele ressalta que a Bíblia é "uma das ferramentas indispensáveis para a evangelização do nosso povo".

A missionária Rachel Peres de Souza já fez a si mesma um questionamento recorrente entre os guineenses quando têm o desejo de adquirir um exemplar da Palavra de Deus: "Onde vou comprar? Se aqui em Guiné-Bissau não tem Bíblias para comprar?".

Ação

Por perceber a enorme necessidade tanto da igreja guineense quanto dos que ainda não foram alcançados pelo Evangelho, a AD Jundiaí deflagra mais uma campanha para fortalecer e ampliar as ações evangelísticas no País.  

Pastor Esequias adianta que "já estão na Sociedade Bíblica do Brasil, as placas prontas para impressão". O problema logístico de envio também já foi resolvido pelo próprio Senhor da Seara. "O irmão Ronaldo Rodrigues de Souza, diretor executivo da CPAD, se encarregou do envio desses exemplares para o país", comemora o líder.

Pela tiragem prevista, cada Bíblia terá o custo final de R$ 10,05. Os interessados em contribuir com a campanha "Bíblias para Guiné-Bissau" podem efetuar depósito no Banco do Brasil Ag. 0340-9 - C/C: 207.000-6. Os comprovantes devem ser encaminhados para o e-mail: alem-mar@adjundiai.org.br ou pelo fax: (11) 4586-5878 ramal 30. Para mais informações acesse o site:www.adjundiai.org.br.

Confira o vídeo da campanha aqui.


Fonte: AD Jundiaí

Comercial de Red Bull é suspenso por ferir a respeitabilidade religiosa



Propaganda foi considerada uma afronta ao cristianismo


Comercial de Red Bull é suspenso por ferir a respeitabilidade religiosa
Nesta terça-feira (27) o Conar (Conselho Nacional de Auto-regulamentação Publicitária) suspendeu o comercial do energético Red Bull alegando que a peça publicitária “fere a respeitabilidade religiosa”.

O órgão recebeu mais de 200 reclamações do vídeo que mostra Jesus no barco com dois discípulos, cansado ele se levanta e sai andando pelo mar. Um dos discípulos pergunta como ele consegue fazer aquilo, o segundo diz que o mestre tomou Red Bull, mas o personagem diz que estava apenas andando sobre pedras.

O comercial foi considerado uma afronta ao cristianismo e não foi só no Brasil que as autoridades competentes tiveram que intervir, na África do Sul o vídeo também foi suspenso, ainda mais por ser exibido durante a Quaresma, período importante e sagrado para os católicos praticantes.

Mas entre os consumidores o assunto divide opiniões, muitos dizem que o vídeo ofende quem acredita nos milagres de Jesus, outros, porém defendem o uso de comerciais ateus já que na mídia encontramos muitos programas religiosos.

“Este comercial não está ridicularizando nada, está somente expressando a opinião do produtor sobre a história de Jesus, sempre tivemos filmes religiosos sendo exibidos na TV aberta, por que não um comercial ateu?”, questiona um internauta no Youtube.

“Sempre gostei dos comercias da Red Bull, mas tudo na vida tem um limite. Zombar do que esta na Palavra de Deus aí já é demais. Logo de quem que eles foram fazer o comercial”, opinou outro internauta.
Assista o vídeo aqui.


Fonte: Gospel Prime com informações Radar On-line

Missão SAL ajuda a evangelizar homossexuais e drogados em SP



´Salvação, Amor e Libertação´ a grupos privados do Evangelho


Missão SAL ajuda a evangelizar homossexuais e drogados em SP
Desde 2007, o Missão SAL é um projeto da cidade de Santo André (SP) que destina suas ações em pregar para grupos que costumam ser privados do Evangelho.

Em sua maior parte, o centro de interesse da instituição são os indivíduos viciados em drogas, moradores de rua, garotas de programa, gays e travestis.

As áreas de atuação são lugares da Região Metropolitana de São Paulo e arredores, que ficam mais propensos a estas ocorrências.

Para cuidar de viciados em crack, por exemplo, o grupo presta suas atividades na região conhecida como “cracolândia”.

O pastor da Igreja Batista, Paulo Capeletti, é responsável por coordenar o movimento e esteve com o site Genizah para explicar sobre os valores e ideais da Missão SAL.

O site revela que a sigla SAL significa “Salvação, Amor e Libertação”, conceito que traduz o objetivo dos missionários de resgatar pessoas excluídas pela sociedade com os ensinamentos de Jesus Cristo.

Tudo é seguido em um processo feito por etapas, que são concebidas através do que a Palavra de Deus tem a instruir.

Primeiramente, há o resgate do indivíduo de acordo com suas dificuldades e o momento em que passa, para em logo em seguida receber assistência e reparação.

No final, após restaurá-lo como cidadão, a pessoa é reintegrado à sociedade.

A casa Comunidade Nova Chance é o local que é atribuído para esta última etapa, de restituição.

O local fica incumbido de inserir a pessoa em convívio com um ambiente humano em que se sinta aceito e incorporado, como se estivesse em família.

Atualmente, a Comunidade Nova Chance conta com a presença de mais de 30 pessoas que moram no estabelecimento e permanecem em processo de reintegração.


Fonte: Christian Post

Supremo Tribunal adia decisão sobre caso de rádio cristã



Cristãos eram convidados a testemunhar perseguições no local de trabalho


Supremo Tribunal adia decisão sobre caso de rádio cristã
A Alta Corte de Londres adiou uma decisão sobre o anúncio cristão bloqueado por um corpo de rádio regulamentar.

O Radio Advertising Clearance Centre (RACC) se recusou a dar o sinal verde para um anúncio de rádio pela Premier Christian Radio, onde cristãos eram  convidados a relatar suas experiências de marginalização no local de trabalho.

O anúncio citou pesquisas que mostram que 60% dos cristãos sentiam-se marginalizados no local de trabalho.

A Premier tinha a intenção de transmitir o anúncio na corrida para a eleição geral, mas o RACC se opôs, alegando que ele tinha uma motivação política e foi proibido pelo Secretário de Estado da Cultura, Mídia, Olimpíadas e do Desporto.

Os donos da estação de rádio, London Radio e Christian Christian Communications Parceria, contestou a decisão e concedeu uma revisão judicial no final do ano passado.

Respondendo a decisão de terça-feira  do Tribunal Superior, o diretor-executivo da Premier,  Peter Kerridge, disse: que "o caso levanta questões importantes dos direitos fundamentais da liberdade de expressão para os cristãos que relatam as suas experiências no local de trabalho. Estamos satisfeitos com a maneira com que o caso está progredindo".

O juiz do caso ouviu atentamente os argumentos jurídicos apresentados pela Premier Rádio Christian e irá agora considerar a sua decisão no pleno conhecimento de que este é um caso muito importante para a Premier.


Fonte: Christian Today

Igreja no Marrocos tem potencial para crescer



Há dois anos, muitos cristãos estrangeiros foram expulsos do Marrocos. Hoje, cristãos reúnem-se em grupos bem menores e uma igreja com vinte membros já pode ser considerada grande


Igreja no Marrocos tem potencial para crescer
O ano de 2010 foi um ano difícil para a Igreja no Marrocos. "Depois que os estrangeiros foram expulsos, quase a metade das igrejas pararam com suas atividades, foi realmente uma grande repressão" disse um colaborador de Portas Abertas, responsável pela África do Norte. Um ano depois, a situação voltou ao normal para cerca de 3 mil cristãos, mas a tendência é dividir os grupos de crentes em grupos ainda menores. 

O corrente ano de 2012 é visto como  crucial para a igreja no Marrocos. Há  sinais de que as coisas podem tornar-se ainda mais difíceis. No início de março, três irmãos foram presos em uma cafeteria. "Ficou claro que eles foram presos por causa da fé em Cristo.

Os policiais fizeram perguntas sobre seu dia a dia e procuraram  literatura cristã e outros materiais. "De acordo com o porta-voz da Portas Abertas, eles também tentaram encontrar um pastor que discipulava os três homens, mas ele pôde ser avisado antes e fugir para um lugar seguro. Os três homens foram libertados, um dia depois de sua prisão, por falta de provas.

"Para os cristãos marroquinos, essas prisões são um sinal de alerta. O país agora é liderado por um governo com clara influência islãmica, os cristãos acreditam que as prisões são o começo de uma nova tendência ", diz ele.

De acordo com o colaborador de Portas Abertas, o fato de que muitos estrangeiros tiveram que deixar o país acabou sendofator positivo para a igreja marroquina. "A igreja precisa ter uma personalidade própria para se organizar. A maior dificuldade é a financeira. As igrejas têm menos dinheiro, agora. "

Tornar-se cristão no Marrocos não é proibido,mas é quase um milagre quando alguém se converte. "É proibido compartilhar o evangelho com os não-cristãos." Uma das ferramentas que Portas Abertas oferece como suporte para fortalecer a igreja são os programas de TV e sites cristãos. O fato é que os cristãos precisam de muita sabedoria e discernimento, pois o governo tenta se infiltrar no meio deles através de espiões."

A Igreja marroquina mudou muito nos últimos anos. "Há dez anos atrás, a maioria dos membros eram solteiros, agora podemos ver famílias inteiras, nas igrejas. Isso também faz com que a Igreja fique cada vez mais forte. Eu diria que a igreja tem potencial para crescer por si só. A igreja tem bons líderes que são destemidos e bem fundamendados na Palavra.

A Portas Abertas auxilia os líderes cristãos no Marrocos. "Oferecemos treinamento, capacitamos os líderes para que possam treinar outros e assim permanecerem no país, apesar das dificuldades."

 
Fonte: Portas Abertas

AD SOUSA: Escola Dominical conclui curso de Discipulado




CONCLUSÃO E ENTREGA DE CERTIFICADOS
A Escola Bíblica Dominical em Sousa, concuiu no último domingo (dia 25 de março de 2012), a primeira Turma do Curso de Discipulado com os novos convertidos do Templo Central e da Congregação do Alto do Dnocs.
A conclusão da Turma do Discipulado foi realizada no Templo Central da AD Sousa e da formatura participaram mais de 10 (dez) alunos, que foram assíduos e que tiveram bom desempenho durante as aulas dominicais.

Durante a conclusão foi entregue a cada aluno um lindo certificado de bom desempenho

As professoras da classe do discipulado (irmãs Neide, Célia e Selma) e o Pr. Alexandre Duarte e o Superintendente Pb. Luiz Arlindo e o Vice-superintendente Pb. Paulo Moraes ficaram muito alegres com a conclusão da turma e parabenizaram aos alunos pela dedicação na Escola Dominical.

NOVA TURMA DO DISCIPULADO 
As professoras da classe do discipulado são as irmãs Neide, Célia e Selma que têm se empenhado bastante e já estão iniciando uma nova classe de discipulados com outros novos convertidos, eis
que muitas vidas estão aceitando a Jesus como salvador em Sousa.

O Pastor Alexandre Duarte juntamente com o Superintentende da EBD, Pb. Luiz Arlindo e vice-superintendente, Pb. Paulo Moraes, têm dado todo apoio e incentivado constantemente a participação dos novos convertidos na Escola Bíblica Dominical.

A CLASSE DOS DISCIPULADOS

A classe dos discipulados funciona no Templo Central da AD Sousa desde o ano passado. Foi uma idealização do Pastor Alexandre ao ver a dificuldade de alguns alunos novos convertidos com as doutrinas básicas da fé cristã.

A classe dos discipulados também tem a função de instruir os novos convertidos com um currículo básico das doutrinas da fé cristã (como: salvação, pecado, ressurreição, trindade, etc.) e prepará-los para o ingresso nas outras classes da Escola Dominical.


Fonte: AD SOUSA E AD AGUIAR

AD Cajazeiras faz reinauguração de congregação



Em culto festivo no dia 29/03/2012 ás 19hs. a AD Cajazeiras que tem como líder, o Pr Luiz Derço juntamente com toda igreja, reinauguraram mais uma congregação, com um templo totalmente moderno e com a fachada frontal semelhante a do Templo Central da AD Cajazeiras.

A reinauguração foi realizada após uma ampla reforma naquela congregação que foi  construida há  32 anos pelo então Pr Aluisio Carneiro.

Esteve representando a mesa diretora da COMADEP o Pr Alexandre Duarte (Presidente da comissão de Assesoramento e líder da AD Sousa juntamente com o Evangelista Lacerda, presbítero Pedro Moraes e diácono Antonio Almeida), também o Pr Domingos de Ad Ipaumirim/CE; Pr. José Domingos de Lavras da Mangabeira/CE; Osvanilson de Bom Jesus/PB; Pr Geraildo de Bernadino Batista/PB e demais caravanas presentes.

O Pastor Luiz Derço agradeceu pelo esforço e empenho de toda igreja em Cajazeiras.


Fotos abaixo.
fonte AD SOUSA

29 março 2012

2º Trim. 2012 - JARDIM DE INFÂNCIA - Lição 1: Uma casa para Deus


2º Trim. 2012 - JARDIM DE INFÂNCIA - Lição 1: Uma casa para Deus
JARDIM DE INFÂNCIA - CPAD
2° trimestre de 2012.
Tema: Eu gosto da Igreja
Comentarista: Verônica de Oliveira Araújo e Marta Doreto.

LIÇÃO  1- UMA CASA PARA DEUS

Texto Bíblico
Êxodo 25.8,9; 31.1-11; 40.16,34-38


Objetivo
Ministre sua aula de forma que as crianças compreendam que a igreja é a casa de Deus e Ele mesmo que ordenou a construção dela.

Aprendendo a Bíblia:
”Ó Senhor Deus, eu amo a casa onde vives...”Sl 26.8
Palavra do dia...·.
MORAR
Jd_2trim2011_L1_ fig 1


Explorando a Bíblia
Este lugar era chamado o Tabernáculo.  Cada parte do Tabernáculo tinha que  ser construída numa maneira especial de acordo com o plano de Deus.

Depois, Deus escolheu um homem para fazer um serviço especial. Todos os que queriam ajudar na construção do Tabernáculo traziam donativos  de ouro, linho, madeira e peles de animais.  Os israelitas ofereceriam muito mais do  que era necessário.
Apesar de este belo Tabernáculo ter sido luxuosamente construído, ele podia ser  facilmente desmontado e transportado para outros locais.  As paredes eram de  madeiras finas, cobertas de ouro.  Um lindo tecido azul e vermelho foi usado para  cobrir o tabernáculo.  Peles de animais foram esticadas sobre o teto, para não deixar  entrar sol, chuva ou poeira.

Em volta do tabernáculo havia um pátio, todo cercado de cortinas de linha,  dentro deste, perto da entrada do tabernáculo, havia o altar, onde se queimavam  animais para os sacrifícios.  Este altar foi feito de madeira e inteiramente coberto de  bronze, para proteger a madeira de incêndios.

O tabernáculo em si tinha dois compartimentos, divididos por uma cortina de  linha.  O primeiro era o “Lugar Santo” onde se encontravam o candelabro, o altar  para incenso e uma mesa, para o pão sagrado do tabernáculo.  O segundo  compartimento era o “Santo dos Santos” (Santíssimo), uma área absolutamente  sagrada, onde apenas o sumo sacerdote podia entrar.  Neste lugar se encontrava a  “Arca da Aliança”.  Sua tampa era chamada de “propiciatório” e em cada uma da  suas extremidades havia um querubim (tipo de anjo, feito de ouro).  E dentro da arca  estavam guardadas as duas tábuas de pedra (Os Dez Mandamentos), além de outros  objetos sagrados.

O Senhor escolheu Arão, o irmão de Moisés, para ser o primeiro sumo  sacerdote de Israel, e seus filhos, Nabada, Abiu, Eleazer e Itamar se tornaram seus  ajudantes.  (Sacerdote significa intercessor entre Deus e os homens).  

Moisés mandou os homens capazes fazerem vestes para Arão e seus filhos para  consagra-los.
A primeira peça de roupa era uma bata (Túnica) comprida de linho branco.  Em  cima disso, Arão usava uma túnica azul que estendia aos joelhos.  Em redor da borda  ficavam romãs penduradas das cores azul, roxa e vermelha e sinos dourados.

A túnica azul era coberta por um martelinho prendido nos ombros e amarrado  na cintura com uma faixa.  Era feita de linho fino e bordada com fios roxos,  vermelhos e dourados.
Nas alças do martelinho estavam pedrinhas gravadas com os nomes das doze  tribos.  Deus disse,
−  Arão carregará os nomes deles nos seus ombros para que sempre Eu me  lembre de meu povo.

Arão também usava um peitoral bordado de azul, roxo, vermelho e ouro. 
Tinha doze pedrinhas preciosas, cada uma gravada com o nome de uma tribo de
Israel.

Arão usava um turbante de linho fino.  Prendido ao turbante estava uma placa
dourada gravada com estas palavras,
−  Dedicado ao Senhor.

Na presença de toda a nação, Moisés ungiu Arão e seus filhos, separando-os  para este serviço tão especial. Daquele dia em diante os sacerdotes ofereciam dois sacrifícios por dia:  de  manhã e de tarde, ofertas contínuas a favor do povo e dos seus pecados.

Oficina criativa
Amplie o desenho abaixo para os pequenos colorir
Jd_2trim2011_L1_ fig 1


Fontes Consultadas:
·         Bíblia na linguagem de hoje
·         Bíblia da galerinha
·         Bíblia de estudo pentecostal.
·         53 histórias de Jesus

Colaboração para Portal Escola Dominical – Profª Cristina Araújo

2º Trim. 2012 - PRIMÁRIOS - Lição 1: Jesus o amigo das crianças


Primários Aluno - 2º trim/2012
PORTAL ESCOLA DOMINICAL
PRIMÁRIOS - CPAD 2°Trimestre de 2012.
Tema: Jesus e seus amigos
Comentarista: Laudicéa Barboza da Silva e Débora Ferreira Da Costa.

LIÇÃO 1- JESUS O AMIGO DAS CRIANÇAS

Texto Bíblico
Mateus 3.13-17; 4.1-11.

Objetivo: Ministre sua aula de forma que os alunos entendam que Jesus é amigo das crianças e que ama a todas.

Frase do dia
Jesus é amigo das crianças
Pri_2trim2011_L1_ fig 1.jpg
Imagem: ucadec.zip.net

Memória em ação:
“Vocês são meus amigos se fazem o que eu vos mando”João 15.14

Explorando a Bíblia
 Jesus estava ensinando. Havia muita gente ouvindo Jesus ensinar. Cada vez chegavam mais pessoas para ouvi-lo. Entre as pessoas, chegaram também alguns pais com seus filhinhos.  Carregavam os nenenzinhos ao colo e seguravam as mãos das crianças maiores. Eles queriam que Jesus abençoasse seus filhos. Os discípulos não gostaram daquilo.
Disseram:
_Jesus está muito ocupado ensinando pessoas. Estas crianças vão atrapalhar. Levem-nas embora daqui! Por favor!
Ah! Jesus não gostou nada, nada mesmo daquilo.
_Deixem elas virem. Jesus sorriu e estendeu os braços. As crianças correram para junto dele. Jesus os abraçou, conversou com elas. Pôs as mãos sobre suas cabeças e as abençoou. As crianças estavam contentes, pertinho de Jesus.
Elas certamente pensaram: Jesus é nosso amigo. Nosso melhor amigo.

Oficina criativa         
Pri_2trim2011_L1_ fig 2.jpg
imagem: www.desenhosparaimprimirepintar.blogspot.com
           
Fontes Consultadas:
Bíblia na linguagem de hoje
Bíblia da galerinha
Bíblia de estudo pentecostal.
Bíblia Viva
História da Bíblia para a família.

Colaboração para o Portal Escola Dominical – Profª Cristina Araújo

2º Trim. 2012 - JUNIORES - Lição 1: Joquebede, uma mãe Heroína


Revista Juniores Aluno<br>2º trim/2012PORTAL ESCOLA DOMINICAL
JUNIORES – CPAD
2º Trimestre de 2012
Tema: Heróis da Bíblia
Comentaristas: Damaris Ferreira da Costa & Luciana Alves de Sousa
LIÇÃO 1 – JOQUEBEDE, UMA MÃE HEROINA

Texto Bíblico: Ex 2.1-10

Ao Mestre
Prezado (a) estamos iniciando mais um trimestre. Mesmo que você já lecionou estes temas, (pois o currículo repete), procure iniciar com entusiasmo.

O tema que abordaremos é de suma importância, pois em meio a tantos “heróis” produzidos pela mídia, durante este trimestre você terá a oportunidade de conduzir a conhecer a realidade dos verdadeiros heróis, pessoas como eles, eu e você, cuja confiança foi depositada em Deus, por isso realizaram feitos que ajudaram sua família e sua nação.

Ore, apresente seus pequenos um a um a Deus, é Ele quem conhece o intimo de cada ser e te conduzirá nesta tão gloriosa missão – o ensino.
Deus abençoe seu ministério.
Objetivo
Professor (a) ministre sua aula de forma a conduzir seu aluno a:
  • Compreender que assim como Joquebeque, uma mãe escrava, se tornou heroína, ele (a) também pode ser um herói (na)


Exercitando a Memória
“Porventura pode uma mulher esquecer-se tanto de seu filho que cria, que não se compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse dele, contudo eu não me esquecerei de ti”. (Is 49.15 – ARC)


História
Neste domingo estudaremos acerca da vida de uma mulher que foi exemplo de fé, coragem e perseverança, uma verdadeira heroína – Joquebede. Observe o exemplo dessa personagem e aprenda colocar em prática tudo quanto vai aprender.

Nossa personagem em destaque é Joquebe, do Heb. Yokebed, significa “Yah é gloria” = “O Senhor é glória”), segundo o Dicionário Bíblico Wycliffe. Este nome revela que Jeová era conhecido e respeitado antes de da experiência de Moisés, na ocasião da queima da sarça, quando Deus revelou o seu divino nome (Êx 3.1-15). Ela era descendente de Levi, nasceu na época em que os israelita estavam cativos no Egito.

Jacó e seus filhos, desceram ao Egito por ocasião em que José era governador. Após a morte de Jacó e de Jose, outro rei subiu ao trono e escravizou aos filhos de Israel (Jacó).
Os descendentes de Jacó, os israelitas, tiveram muitos filhos e aumentaram tanto, que se tornaram poderosos.
Ele disse ao seu povo:
“Vejam! O povo de Israel é forte e está aumentando mais depressa do que nós. Em caso de guerra, eles poderiam se unir com os nossos inimigos, lutariam contra nós e sairiam do país.”

Por isso os egípcios puseram feitores para maltratar os israelitas, obrigando-os a fazer trabalhos pesados na fabricação de tijolos, nas construções e nas plantações. Mas faraó continuava preocupado com o crescimento do povo de Israel e ordenou às parteiras:
“Matem os bebês que forem meninos, e só deixem vivas as meninas!”

Mas as parteiras serviam a Deus, e não obedeceram a Faraó. Então o rei mandou chamar as parteiras e perguntou:
“Por que vocês estão fazendo isso? Por que estão deixando que os meninos vivam?”
 Elas responderam:
“É que as mulheres israelitas não são como as egípcias. Elas dão à luz com facilidade, e as crianças nascem antes que a parteira chegue.”
Então Faraó ordenou:
“Joguem todos os bebês meninos no rio Nilo e deixem só as meninas viverem!”

Foi nessa época que dois descendentes de Levi, filho de Jacó, Anrão e Joquebede, tiveram um filho. Durante a vida de Joquebede, as condições para os israelitas eram duras e sem esperança. Eles eram escravos oprimidos sem misericórdia. Joquebede já tinha dois filhos pequenos quando foi passado um edito ordenando que todos os bebês masculinos fossem mortos logo que nascessem. As pessoas resistiram, e os bebês continuaram a sobreviver. O terceiro filho dela veio a tornar-se um lindo menino, a quem ela decidiu manter vivo.

Joquebede viu que era um bebê muito bonito, por isso o escondeu durante três meses para que os guardas não o matassem. Depois desse tempo, ela não conseguia mais escondê-lo por isso teve a idéia de fazer um cesto. Quando o cesto estava terminado, ela colocou o menino dentro, e colocou-o no rio. Miriã, irmã do bebê, ficou vigiando para ver o que iria acontecer. A filha do rei do Egito foi até o rio e estava tomando banho, quando de repente, ela viu o cesto no meio da moita de juncos e mandou que uma das suas escravas fosse buscá-lo.

A princesa abriu o cesto e viu um bebê chorando. Ela ficou com muita pena dele e disse:
“Este é um menino israelita.”
Então a irmã da criança perguntou à princesa:
“Quer que eu vá chamar uma mulher israelita para amamentar e criar esta criança para a senhora?”
“Vá”- respondeu a princesa.
Então a moça foi e trouxe a própria mãe do menino. Aí a princesa lhe disse:
 “Leve este menino e o crie para mim, e eu pagarei pelo seu trabalho.”
A mulher levou o menino e o criou. Quando ele já estava grande, ela o levou à filha do rei, que o adotou como filho. Ela pôs nele o nome de Moisés e disse:
“ Eu o tirei da água.”

O nome Moisés na etimologia judaica popular, têm o significado de "retirado [isto é, salvo]" da água.

A salvadora de Moisés veio a ser a princesa, que sem saber colocou a criança de volta nos braços de sua mãe para criá-la.
A fé, a coragem e o desembaraço de Anrão e Joquebede não só preservaram a vida de Moisés como sua mãe obteve da filha do Faraó a permissão de amamentá-lo e cuidar de seu próprio filho (Êx 2.1-10).

É sempre difícil para um pai ou mãe deixar seu filho ir. Mas Joquebede o fez por amor a Deus e o bem de sua nação.
Joquebede é mencionada em Êxodo 2; 6; Números 26 e Hebreus 11.23.
 

Fontes Consultadas:
  • Bíblia de Estudo de Aplicação Pessoal – Editora CPAD – edição 2003
  • Bíblia de Estudo Plenitude – SBB/1995 – Barueri/SP
  • Bíblia de Estudo Pentecostal – Editora CPAD – Edição 2002.
  • Bíblia Shedd – Editora Mundo Cristão – 2ª Edição
  • Dicionário Vine – Editora CPAD – 3ª Edição 2003
  • 365 Lições de vida extraídas de Personagens da Bíblia - Rio de Janeiro Editora CPAD

Colaboração para Portal escola Dominical – Profª Jaciara da Silva

LIÇÃO 05 - A INSTITUIÇÃO DA MONARQUIA EM ISRAEL / SUBSÍDIOS / CLASSE ADULTOS

Apresentado pelo Comentarista das Revistas Lições Bíblicas Adultos da CPAD, pastor Osiel Gomes