SEJÁ VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR

Marcadores

Aborto (11) ACONSELHAMENTO PRÉ-MATRIMÓNIAL (5) Adolecentes Cristão (2) ADPB (1) ADULTÉRIO (2) Agradecimento (1) Aniversario (10) Apologética Cristã (10) Arqueologia (1) As Inquisições (1) Assembleia de Deus (5) Barack Obama (2) Batismos (29) Bíblia (3) Brasil (48) Casamento (25) CGADB (19) Ciência (6) Círculo de Oração (5) CLASSE BERÇÁRIO (26) CLASSE DOS DISCIPULANDOS (55) CLASSE JOVENS E ADULTOS CENTRAL GOSPEL (71) CLASSE JOVENS E ADULTOS BETEL (146) CLASSE MATERNAL (103) Congresso (49) CPAD (6) Cruzada (3) Curiosidades (3) Cursos (3) Departamento Infantil (5) Depressão (2) Desaparecido (4) DESENHOS BIBLICOS (1) Desfiles (3) Dia do Pastor (4) Discipulado (64) Divórcio (4) EBD (20) EBO (21) Escatologia (2) Estudantes (2) Estudos (505) Eventos (118) FALECIMENTO (5) Família (16) Filmes (18) Galeria de Fotos (12) Gospel (284) Gratidão a Deus (1) Hinos Antigos (3) História (4) Homenagens (3) Homilética (4) Homoxesualismo (3) Ideologia de Gênero (12) Idolatria (3) Inquisição (2) Islamismo (9) Israel (18) JARDIM DA INFANCIA (7) LIção de Vida (2) Louvor (1) Luto (42) Maçonaria (3) Mães (3) Mensagens (56) Ministério (34) Missões (147) MODISMOS (2) Mundo (608) Mundo Cristão (178) MUSICAS EVANGÉLICAS (3) Namoro Cristão (8) Noivados (1) Notícias (3155) Obreiros (9) ONU (4) Oração (1) Pneumatologia (1) política (121) Psicopedagogia (3) Pureza sexual (8) Realidade Social (17) Reforma Protestante (4) RELIGIÕES (3) Retiro (4) REVISTA BETEL JOVENS (1) Revista Central Gospel (1) REVISTA CLASSE PRIMARIOS (229) REVISTA CLASSE DOS PRE-ADOLESCENTES (267) REVISTA CLASSE DOS ADOLESCENTES (280) REVISTA CLASSE JARDIM DA INFANCIA (111) REVISTA CLASSE JARDIM DA INFÂNCIA (110) REVISTA CLASSE JUNIORES (242) REVISTA DA CLASSE JOVENS CPAD. (185) REVISTA DA CLASSE JOVENS. (319) REVISTA DA CLASSE ADULTOS (872) REVISTA DA CLASSE JOVENS E ADULTOS (391) REVISTA DA CLASSE JUVENIS (262) Revista Maternal (63) Santa Ceia (3) Saúde (45) Seminário (4) Sexualidade (7) Subsídios (1507) Subsídios EBD (1900) Subsídios EBD Videos (592) Templos (3) Teologia (5) Testemunho (1) TRANSGÊNEROS (2) Utilidade publica (1) UTILIDADE PÚBLICA (2) Vida de Adolecente (5) videos (106) Virgilha (1)

05 março 2012

RELIGIÕES E SEITAS



RELIGIÕES E SEITAS


Tabela de Religiões e Seitas comparadas — nº1
(Compilada pelo CPR - Centro de Pesquisas Religiosas)

Nome do grupoFundadorMensagemIgrejaDeusJesusSalvaçãoRessurreição
de Jesus
Escrituras
Cristianismo Bíblico (Protestantismo)Jesus CristoJesus morreu para salvar pecadoresAqueles que são salvosTrindade
três pessoas em um Deus
Deus em carne. 2ª pessoa da TrindadePela Graça,
através da Fé somente
Jesus elevou-se no mesmo corpo em que Ele morreuA Bíblia somente
(66 livros)
Catolicismo RomanoJesus, sobre a pedra que é Pedro (considerado como primeiro Papa)Sacramentos, caridade, culto a Maria e aos "Santos"Os membros da Igreja Católica Apostólica RomanaTrindade
três pessoas em um Deus
Deus em carne. 2ª pessoa da TrindadeFora da Igreja Católica Apostólica Romana não há SalvaçãoSimA Bíblia (+ 7 livros apócrifos) + a Tradição (Dogmas)
Legião da Boa Vontade - LBVAlziro Zarur(04-03-1949)Assim como Jesus, todos poderão alcancar a perfeição após muitas reencarnações.Todos são cristãos independente da religiãoImpessoalNão é Deus nem teve corpo humanoAtravés da caridade e reencarnações sucessivasNãoLivros da LBV
Espiritismo KardecistaDr. Hippolyte Léon Denizard Rivail, vulgo
Allan Kardec (1857)
Assim como Jesus, todos poderão alcancar a perfeição após muitas reencarnações.O Espiritismo é a Igreja restaurada e o Consolador prometido por JesusImpessoalNão é Deus nem teve corpo humanoAtravés da caridade e reencarnações sucessivasNãoLivros de Allan Kardec e outros
Testemunhas
de Jeová
Charles Taze Russell
(1852-1916) Fundada em 1881
Jesus abriu a porta para conquistarmos nossa salvação144.000 ungidos que irão para o céuJeová, que é uma só PessoaNão é Deus; é o Arcanjo Miguel, a primeira e única criatura de JeováObedecendo as ordens da Sociedade Torre de VigiaNãoBíblia deles (Tradução do Novo Mundo) + literaturas dos líderes
MaçonariaAnderson e Desagulliers
(Londres, 1717
Buscar o próprio aperfeiçoamentoImpessoal como força superiorUm grande mestre semelhante a Buda, Maomé, e etc."Erguer templos à virtude e cavar masmorras aos vícios"NãoRituais e manuais secretos
Adventistas
do Sétimo Dia
Ellen Gould White
(1860)
Crer em Jesus e observar a LeiSomente os adventistasTrindade
três pessoas em um Deus
Deus em carne. 2ª pessoa da TrindadeGuardando o sábado e os mandamentosSimBíblia e livros de Ellen White
MormonismoJoseph Smith (1805-1844) fundado em 1830Alcançar a divindade pelas ordenanças do evangelho mórmonMembros da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos DiasTríade
3 deuses
Não é Deus. É irmão de Lúcifer e dos homensSalvação pelas boas obras da igreja mórmonSimA Bíblia, Livro de Mórmon, Doutrina e Convênios, Pérola de Grande Valor
TeosofiaMadame Helena Blavatsky (1831-1891) fundada em 1875Deus é um princípioUm grande MestreNãoA Doutrina Secreta, Isis sem Véu,
A Chave para a Teosofia e A Voz do Silêncio
Ciência CristãMary Baker Eddy (1821-1910Crenças religiosas extraídas dos ensinos de Jesus. Rejeitam a expiaçãoUma coletânea de idéias espirituaisPresença Impessoal UniversalUm homem afinado com a consciência divinaPensamento
correto
NãoCiência e Saúde com Chave para as Escrituras, Miscelânea
UnitarismoCharles Filmore(1854-1948) fundado 1889Os princípios gerais do UnitarismoUma coleção de idéias espirituaisForça Universal ImpessoalUm homem, não o CristoAdotando a correta Unidade através de principiosNãoRevista Unitarista, Dicionário Bíblico de Metafísica
® CPR - Centro de Pesquisas Religiosas – Direitos reservados — (Ao reproduzir, citar a fonte)

RELIGIÕES E SEITAS


Tabela de Religiões e Seitas comparadas — nº2
(Compilada pelo CPR - Centro de Pesquisas Religiosas)

Nome do grupoFundadorMensagemIgrejaDeusJesusSalvaçãoRessurreição
de Jesus
Escrituras
MoonismoSun Myung Moon(1920) Igreja da UnificaçãoDeus é tanto positivo como negativo. Não há Trindade. Deus precisa de Moon para fazê-lo felizJesus foi um homem perfeito, não Deus. Jesus falhou em sua missão. Moon vai completar sua obraObediência e aceitação dos verdadeiros pais (Moon e sua
esposa)
Jesus não ressuscitou fisicamentePrincípio divino por Sun Myung Moon, Esboço do Princípio, Nível 4 e a Bíblia
CientologiaRon Hubbard(1954)Todos são "thetans", espíritos imortais com poderes ilimitadosRejeita o Deus revelado na Bíblia.Raramente mencionado. Jesus não morreu pelos pecados de ninguémSalvação é a libertação da reencarnaçãoDianética: A Ciência Moderna da Saúde Mental, e outros de Hubbard, e A Chave para a Felicidade
Meninos de DeusDaniel Brandt Berg (1968)Desistir de tudo para seguir a Jesus. Já usaram a prostituição para atrair novos adeptosFamília do AmorPai, Filho e Espírito Santo, mas não TrindadeFoi uma criação de Deus.Cartas MO - cartas escritas por David "Moses" Berg. Mesmo nível de inspiração do Antigo e Novo Testamentos
Nova EraTodos são deuses e só precisam se conscientizar dissoDeus é uma força impessoal ou princípio, não uma pessoa. Tudo e todos são Deus.Não é o verdadeiro Deus nem Salvador, mas um mestre elevadoO mau carma tem que ser compensado com bom carmaJesus não ressuscitou fisicamente, mas subiu a um nível espiritual mais altoEscritos I Ching, hindus, budistas, taoístas, crenças americanas nativas e magia em geral
HinduísmoO homem deve se conformar com sua condição para alcançar uma vida melhor na próxima encarnaçãoO Absoluto. Um espírito universal (Brahman). Vários deuses são manifestações deleÉ um mestre ou avatar (uma encarnação de Vishnu). Sua morte não foi expiatóriaLibertação dos ciclos de reencaranção, e absorção em Brahman alcançadas através da Yoga e meditação.Vedas, Upanishads, Bhagavad Gita
BudismoBuda (Siddartha Gautama em 525 a.C.)O alvo da vida é o Nirvana para escapar do sofrimentoNão existe. Buda é considerado por alguns como uma consciência universal iluminadaO Nirvana (inexistência) que pode ser alcançado seguindo-se o Caminho das Oito ViasA Tripitaka (Três Cestos),que têm mais de100 volumes
IslamismoMaomé (610 d.C.)Só Allah é Deus e Maomé o seu profetaAlá, um juiz severo. Não é descrito como amorosoÉ um dentre mais de 124 mil profetas enviados por Deus a várias culturas. Não é Deus, não foi crucificado, voltará para viver e morrerO equilíbrio entre as boas e más obras determina o destino eterno no paraíso ou no infernoNão ressuscitou, porque não morreuCorão e Hadith. A Bíblia é aceita, mas considerada corrompida
JudaísmoDeus (o Eterno), através de Abraão, formou o povo escolhidoO Eterno é o único DeusO Eterno, chamado de Jeová ou IavéSimples judeuObediência à Lei e aos MandamentosNegamTanach (o Velho Testamento), dividido em Lei, Profetas e Escritos
UmbandaSolução de problemas imediatos com a ajuda dos espíritosZambi é único, onipotente, irrepresentável, adorado sob vários nomesOxalá novoPrática de caridade material e espiritual como meio de evolução cármicaTradição oral
CandombléPrimeiro templo erguido na Bahia, na primeira metade do século XIXDança religiosa de origem africana através da qual as pessoas homenageiam seus orixásOlodumarê, criador de todas as coisas, eterno e todo-poderosoAo morrer o candomblecista vai para o Orum( nove céus sob o comando de Iansã)Tradição oral
AteísmoA evolução é um fato científico, portanto ética e moral são relativasNão há Deus ou diabo, uma vez que não podem ser provados cientificamenteJesus foi um mero homemNão há vida após a morteNão há ressurreição, pois não existem milagres
® CPR - Centro de Pesquisas Religiosas – Direitos reservados
(Ao reproduzir, citar a fonte)

O Conjunto Voz da Verdade e o Show do Fest-Gospel
em São José do Rio Preto - SP
O Conjunto Voz da Verdade fez "um show" no Fest-Gospel 2001 de SJ Rio Preto. Infelizmente esse "show" não foi no sentido qualitativo, mas pejorativo. O líder do Conjunto Carlos A. Moisés, no meio da apresentação, começou a desafiar os pastores presentes no recinto a provarem a ele que Deus tem sócio (se referindo à Trindade). Argumentou que quem acredita na possibilidade de Deus viver em sociedade crê na doutrina inventada pelo Papa. Além desses impropérios, o conjunto distribuiu um Cd onde faz apologia contra a doutrina da Trindade (E isso sem a autorização do Conselho de Pastores da Cidade). Quando um de nossos apologistas tentou conversar com o Líder do Grupo por e-mail e questioná-lo sobre suas declarações feitas no Fest-Gospel e sobre a Doutrina da Trindade, recebemos a seguinte resposta: "Primeiramente, eu gostaria de lhe informar que quem vos escreve é o mesmo que estava gritando no palco em São José do Rio Preto. Em segundo lugar, não estou nem um pouco preocupado... você e nada pra mim, é igual a NADA. Alguém , como você, que nega o nome de JESUS não é merecedor de minha apreciação. Se a tua igreja não cantar, MILHÕES de igrejas cantarão por todo o Brasil, por isso você não faz DIFERENÇA. O dia que você conseguir fazer com que as igrejas de todo o país parem de cantar nossos hinos, aí você será um vencedor. - Pastor Carlos A. Moysés".
Nenhum argumento teológico foi recebido da parte do nobre conjunto, mas somente afrontas infantis sem redundância alguma. Nenhuma de nossas apologias à favor da Trindade foi objetada pelo Sr. Carlos Moisés a não ser o que imprimimos acima. Isso é lamentável!
Sobre a questão "Unitarista" do referido conjunto, vamos fazer apenas algumas observações:
O ARGUMENTO UNICISTA - A doutrina unicista está baseada nas seguintes verdades bíblicas:   A primeira verdade bíblica é que há somente um Deus e a segunda é  que Jesus é Deus. Destas duas verdades, os Unicistas deduzem que Jesus Cristo é Deus em sua totalidade, sendo assim, Jesus tem que ser o Pai, o Filho e o Espírito Santo, rechaçando a doutrina da Trindade.
O ARGUMENTO TRINITÁRIO -   A Igreja, através dos séculos, sempre ensinou que dentro da unidade do único Deus existem três pessoas distintas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo; e estes três compartilham da mesma natureza e atributos; então, com efeito, esses três são o único Deus. A teologia unicista ensina que Jesus Cristo é o Pai encarnado, e que o Espírito Santo é Jesus Cristo também. Estes ensinamentos são o pilar da teologia unicista. Vejamos se esta noção está em harmonia com as Escrituras.
É JESUS O PAI? - Isaías 9:6 – o "Pai Eterno"
Este versículo não ensina que Jesus é o Pai. O título "Pai eterno" refere-se ao fato de que Jesus é o Pai da eternidade; em outras palavras, Jesus sempre existiu (João 1:1); Ele não foi criado, não teve princípio (João 17:5). O termo "Pai" não era o título que se costumava usar para dirigir-se a Deus no Antigo Testamento. Assim, este versículo não ensina que Jesus é o "Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo" (1ª Pedro 1:3); em outras palavras, Jesus não é seu próprio Pai.
João 10:30 – "Eu e o Pai somos um".  Se Jesus tivesse querido dizer que ele é o Pai, teria dito: "Eu e o Pai sou um" ou "Eu sou o Pai", que seria a expressão gramatical correta. Jesus não pode ser acusado de ter sido um mal comunicador. "Somos" (gr. esmen), a primeira pessoa do plural. Jesus e o Pai são um em natureza e em essência, porque Jesus é Deus, como o Pai, mas não é o Pai.
É JESUS O ESPÍRITO SANTO?
Versículos que os Unicistas usam para provar que Jesus é o Espírito Santo:  2ª Coríntios 3:17 — "Ora, o Senhor é o Espírito e, onde está o Espírito do Senhor, ali há liberdade". O texto não diz que "Jesus é o Espírito". Se a passagem dissesse isto, talvez os Unicistas tivessem um ponto forte, mas como não diz isto, eles assumem que a palavra "Senhor" se refere a Jesus Cristo. O "Espírito" aqui é chamado de Senhor no sentido de identificá-lo com Javé (Nome que se refere a Trindade) ou Deus, e NÃO com Jesus, já que o versículo 16 diz: "Mas quando alguém se converte ao Senhor, o véu é retirado". Trata-se de uma referência a Êxodo 34:34: "Porém, vindo Moisés perante o SENHOR [Javé] para falar-lhe, removia o véu até sair; e, saindo, dizia aos filhos de Israel tudo o que lhe tinha sido ordenado". O contexto sempre é que determina a quem se está referindo quando a palavra "Senhor" é usada. No versículo 17 a palavra "Senhor" está referindo-se a Javé e não a Jesus, já que o versículo 16 e todo o contexto assim demonstra. Se os Unicistas estivessem sempre corretos ao interpretar "Senhor" como "Jesus", como ficaria Filipenses 2:11? O texto diz: "E toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus Pai". Seguindo a linha de raciocínio dos Unicistas, teríamos de concluir erroneamente que: "E toda língua confesse que Jesus Cristo é o Jesus...". Isto não é o que este versículo está dizendo, mas o que está ensinando é que: "E toda língua confesse que Jesus Cristo é Deus. Porém, não Deus, o Pai, porque no mesmo versículo diz que isso será feito "para a glória de Deus Pai".
          Depois de termos visto que Jesus não é o Pai nem tampouco o Espírito Santo, podemos concluir de que os Unicistas têm um conceito equivocado da verdadeira natureza de Deus. Se Jesus não é o Pai, mas é Deus, e o Pai não é Jesus e é Deus, e o Espírito Santo não é Jesus e é Deus e a Bíblia diz que somente há um Deus, então isto significa que dentro da unidade do único Deus existem três pessoas distintas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo; e estas três compartilham a mesma natureza e atributos; então, com efeito, estas três são o único Deus. Uma coisa é dizer "Eu não entendo a doutrina da Trindade" e outra coisa é dizer que "a doutrina da Trindade é falsa", "pagã", "diabólica", "antibíblica". A Bíblia faz uma advertência muito forte para esta classe de pessoas quando nos diz: "... Este é o anticristo: aquele que nega o Pai e o Filho".(1ª João 2:22) - "... e a nossa comunhão é com o Pai, e com seu Filho Jesus Cristo (I Jo. 1:3)".
Pr. João Flávio Martinez
Colaboração: Presb. Paulo Cristiano e Ricardo Becerra

LIÇÃO 11, COMO ALCANÇAR A VERDADEIRA PROSPERIDADE


 
 
TEXTO ÁUREO
E riquezas e glória vêm de diante de ti, e tu dominas sobre tudo, e na tua mão há força e poder; e na tua mão está o engrandecer e dar força a tudo” (1 Cr 29.12).
 
 
VERDADE PRÁTICA
A verdadeira prosperidade dá-nos as condições necessárias para não somente cuidarmos de nossa manutenção, como também investir no Reino de DEUS.
 
 
LEITURA DIÁRIA
Segunda - Hb 8.12 A real prosperidade e as promessas divinas
Terça - Fp 4.19 A real prosperidade e a fidelidade de DEUS
Quarta - Ef 4.28 A real prosperidade e o trabalho
Quinta - Pv 13.11 A real prosperidade produz benefícios
Sexta - Pv 30.8 A real prosperidade e a administração
Sábado - 2 Co 9.7 A real prosperidade e a obra de DEUS
 
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE - 1 Crônicas 29.10-18
10 - Pelo que Davi louvou ao SENHOR perante os olhos de toda a congregação e disse: Bendito és tu, SENHOR, DEUS de nosso pai Israel, de eternidade em eternidade.11 - Tua é, SENHOR, a magnificência, e o poder, e a honra, e a vitória, e a majestade; porque teu é tudo quanto há nos céus e na terra; teu é, SENHOR, o reino, e tu te exaltaste sobre todos como chefe.12 - E riquezas e glória vêm de diante de ti, e tu dominas sobre tudo, e na tua mão há força e poder; e na tua mão está o engrandecer e dar força a tudo.13 - Agora, pois, ó DEUS nosso, graças te damos e louvamos o nome da tua glória.14 - Porque quem sou eu, e quem é o meu povo, que tivéssemos poder para tão voluntariamente dar semelhantes coisas? Porque tudo vem de ti, e da tua mão to damos.15 - Porque somos estranhos diante de ti e peregrinos como todos os nossos pais; como a sombra são os nossos dias sobre a terra, e não há outra esperança.16 - SENHOR, DEUS nosso, toda esta abundância que preparamos, para te edificar uma casa ao teu santo nome, vem da tua mão e é toda tua.17 - E bem sei eu, DEUS meu, que tu provas os corações e que da sinceridade te agradas; eu também, na sinceridade de meu coração, voluntariamente dei todas estas coisas; e agora vi com alegria que o teu povo, que se acha aqui, voluntariamente te deu.18 - SENHOR, DEUS de nossos pais Abraão, Isaque e Israel, conserva isso para sempre no intento dos pensamentos do coração de teu povo; e encaminha o seu coração para ti.
 
 
Veja http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/licao05-dns-malesdoconsumismo.htm
 
 
Palavra Chave - Trabalho: Conjunto de atividades, produtivas ou criativas, que o homem exerce para atingir um determinado fim.
 
INTERAÇÃO
Professor, você sabe como alcançar a verdadeira prosperidade? Muitos são os livros de autoajuda que prometem revelar o segredo do sucesso financeiro e da felicidade. Tal “fórmula” deve funcionar somente para os autores! Na verdade não há nenhum segredo. Pois sabemos que DEUS é um Pai amoroso e que a verdadeira prosperidade está fundamentada na sua providência e graça. Se quisermos ter uma vida bem-sucedida precisamos aprender a depender de DEUS e nos submeter à sua vontade!
 
OBJETIVOS - Após esta aula, o aluno deverá estar apto a:
Compreender que para sermos bem-sucedidos precisamos confiar na suficiência de DEUS.
Conscientizar-se de que o trabalho foi instituído por DEUS antes da Queda.
Explicar porque devemos fazer uso do dinheiro de modo consciente.
 
ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA
Professor, peça aos alunos que citem um versículo bíblico onde DEUS promete suprir as nossas necessidades de alimentação e vestuário. Diga que DEUS é um Pai amoroso que tem prazer em suprir todas as nossas necessidades básicas, porém, explique que existe uma diferença entre precisar e desejar. Nem sempre o que desejamos é realmente necessário. O precisar tem a ver com consumo, suprimento das necessidades básicas. O desejar está relacionado ao consumismo, impulso incontrolável de ter ou possuir. Enfatize que DEUS promete suprir (atender) as nossas necessidades. O Senhor não é um “gênio da lâmpada” que atende os nossos desejos. Ele é DEUS, e por sua infinita bondade promete prover-nos as necessidades. Conclua lendo Filipenses 4.19.
 
RESUMO DA LIÇÃO 11, COMO ALCANÇAR A VERDADEIRA PROSPERIDADE
I. CONFIANÇA NA SUFICIÊNCIA DE DEUS
1. Confiando nas promessas de DEUS. 
2. Confiando na fidelidade de DEUS. 
II. DEDICANDO-SE AO TRABALHO
1. A necessidade do trabalho. 
2. Os benefícios do trabalho. 
III. USANDO O DINHEIRO CONSCIENTEMENTE
1. Rejeitando o consumismo. 
2. Contribuindo para a Obra de DEUS. 
3. Contribuição voluntária e regular. 
 
 
SINOPSE DO TÓPICO (I)
DEUS é fiel. Ele prometeu e supre todas as nossas necessidades.
SINOPSE DO TÓPICO (II)
O trabalho foi instituído por DEUS antes mesmo da Queda do homem. Ele é útil e necessário aos seres humanos.
SINOPSE DO TÓPICO (III)
Ser próspero é saber utilizar os recursos financeiros com sabedoria, sempre investindo no Reino de DEUS.
VOCABULÁRIO
Haveres: Relativo a bens materiais.
BIBLIOGRAFIA SUGERIDA
SALE, F. Você & DEUS no Trabalho: A ética profissional do cristão. 1.ed., RJ: CPAD, 2001.
RICHARDS, L. O. Comentário Histórico-Cultural do Novo Testamento. 1.ed., RJ: CPAD, 2007.
 AUXÍLIO BIBLIOGRÁFICO I - Subsídio Teológico 
“A importância do trabalho
Por que o trabalho árduo é tão importante? A que propósito ele serve, uma vez que DEUS prometeu prover todas as nossas necessidades?
As Escrituras dizem muitas coisas sobre a importância do trabalho. Em primeiro lugar, nossos esforços no trabalho são capazes de glorificar a DEUS. Em segundo lugar — e relacionado ao primeiro ponto — seja o que for que façamos nesta terra, incluindo o nosso comportamento no trabalho, será um testemunho para as outras pessoas. Por essa razão, DEUS espera que sejamos diferentes, que nos salientemos no contexto do mundo em que vivemos e que façamos o nosso trabalho sem murmurações. O terceiro ponto é complexo. A Bíblia deixa claro que o nosso trabalho é um dos veículos que DEUS utiliza para suprir as nossas necessidades. O seu intento é que a nossa produtividade nos traga recompensas significativas, tanto tangíveis, como intangíveis. Em seu plano, a preguiça e a falta de produtividade resultam naturalmente em necessidades. DEUS quer que estejamos em posição tal, que possamos desfrutar dos resultados de nossos trabalhos. Podemos ter a certeza que Ele seria capaz de nos conceder aquilo que necessitamos, sem qualquer esforço de nossa parte. Existem alguns exemplos em que Ele faz exatamente isto, quando sabe tratar-se de uma situação apropriada” (SALE, F. Você & DEUS no trabalho: A ética profissional do cristão. 1.ed., RJ: CPAD, 2001, pp.30-1).
 AUXÍLIO BIBLIOGRÁFICO II - Subsídio Teológico 
“Salomão, filho de Davi e Bate-Seba, sucedeu a seu pai como rei de Israel e reinou durante quarenta anos. Ele foi o homem mais sábio do mundo. As Escrituras nos contam sobre todas as suas realizações e a sua consequente fama. Ele era também o homem mais rico do mundo; a história descreve a sua grande fortuna, bem como os seus elaborados projetos de edificação. Ele recebeu sua sabedoria de DEUS. Igualmente, sua fortuna foi dada por DEUS, por não tê-la pedido. O povo de Israel estava contente sob o seu governo. Com o passar do tempo, o sucesso fabuloso de Salomão fez com que se tornasse autoindulgente. Pelo fato de poder dispor de tudo o que desejasse, passou a sentir que tinha direitos sobre tudo o que quisesse.
Qual é, portanto, a direção que a Bíblia nos oferece, em relação a mantermos as posses na perspectiva apropriada?
   1. Em primeiro lugar, reconheça que seja o que for que alcance ou acumule neste mundo não durará para sempre. Como diz o ditado popular, ‘você não pode levar nada consigo’. Você estará deixando este mundo com as mãos vazias, como quando a ele chegou.
   2. A segunda diretriz das Escrituras é que não sejamos avarentos. Esforce-se pela moderação saudável em tudo aquilo que desejar. Tudo o que você possui é uma bênção, uma dádiva divina. A Palavra de DEUS oferece uma boa medida sobre quanto dinheiro é suficiente: o bastante para que você não tenha que roubar, porém, nem tanto a ponto de esquecer-se da sua origem.
   3. A terceira diretriz das Escrituras é que não nos preocupemos - não importa qual seja a sua situação financeira. Como cristão, se você sofrer perdas financeiras, DEUS está com você, e esta é a chave para tudo aquilo que precisa. Em primeiro lugar, DEUS é quem o capacita a ganhar dinheiro. Você tem sua própria garantia de que Ele conhece intimamente as suas necessidades, e que o seu bem-estar é importante para Ele” (SALE, F. Você & DEUS no trabalho: A ética profissional do cristão. 1.ed., RJ: CPAD, 2001, pp.175-77).
 
 
QUESTIONÁRIO DA LIÇÃO 11, COMO ALCANÇAR A VERDADEIRA PROSPERIDADE
Responda conforme a revista da CPAD do 1º Trimestre de 2012
Complete os espaços vazios e marque com "V" as respostas corretas e com "F" as falsas.
 
TEXTO ÁUREO
1- Complete:
E riquezas e glória vêm de __diante__ de ti, e tu __dominas__ sobre tudo, e na tua mão há força e poder; e na tua mão está o __engrandecer__ e dar força a tudo” (1 Cr 29.12).
 
VERDADE PRÁTICA
2- Complete:
A verdadeira __prosperidade__ dá-nos as condições necessárias para não somente __cuidarmos__ de nossa manutenção, como também __investir__ no Reino de DEUS.
 
COMENTÁRIO - introdução
3- A que está condicionada a prosperidade?
(    ) Está condicionada não ao domínio de técnicas ou fórmulas mirabolantes, mas à prática dos princípios expostos na Palavra de DEUS.
 
I. CONFIANÇA NA SUFICIÊNCIA DE DEUS
4- A que se resumem as promessas de DEUS para o seu povo?
(    ) As mais significativas não se resumem aos bens materiais
(    ) Uma das mais significativas é o perdão dos nossos pecados (Hb 8.12), à adoção (2 Co 6.18),
(    ) As mais significativas se resumem à vida eterna (1 Jo 2.25)
(    ) Uma das mais significativas é um novo céu e a uma nova terra (2 Pe 3.13).
(    ) Essas promessas revelam a suficiência de DEUS em nos prover o melhor.
(    ) De fato, como dizem as Escrituras, as promessas divinas são boas e mui preciosas (1 Rs 8.56; 2 Pe 1.4).
(    ) Qualquer idéia de prosperidade, para ser genuinamente bíblica, necessita levar em conta a nossa dependência da vontade soberana de DEUS (Sl 103.1-3; 23.1-6).
 
5- Como deve ser a nossa confiança na fidelidade de DEUS?
(    ) O fundamento do ensino da suficiência divina é que o Pai Celeste nos supre todas as necessidades (Fp 4.19).
(    ) Através de sua Palavra, o Senhor demonstra todo o seu amoroso cuidado para com os seus filhos (Sl 145.9; Mt 6.26), provendo-lhes o necessário para que tenham uma vida digna (Gn 24.48,56).
(    ) O cristão precisa conscientizar-se que DEUS jamais abandonará os seus filhos.
(    ) Davi declara em sua oração: “E riquezas e glória vêm de diante de ti, e tu dominas sobre tudo, e na tua mão há força e poder; e na tua mão está o engrandecer e dar força a tudo” (1 Cr 29.12).
 
II. DEDICANDO-SE AO TRABALHO
6- Qual a necessidade do trabalho, segundo a Palavra de DEUS?
(    ) O trabalho foi instituído por DEUS antes mesmo da queda de Adão e Eva (Gn 2.15).
(    ) O trabalho aparece na Bíblia como algo útil, necessário e nobre (1 Ts 4.11; 2 Ts 3.8; 1 Tm 6.2).
(    ) Paulo aconselha aos novos crentes: “Aquele que furtava não furte mais; antes, trabalhe, fazendo com as mãos o que é bom, para que tenha o que repartir com o que tiver necessidade” (Ef 4.28).
(    ) A prosperidade do crente está associada ao trabalho (Dt 8.18) que, no âmbito da Palavra de DEUS, tem uma finalidade que transcende o mero acúmulo de bens.
(    ) O cristão deve conscientizar-se de que a bênção do Senhor manifesta-se também por intermédio de nosso labor diário (Dt 15.7,8; Pv 10.22).
 
7- Quais os benefícios do trabalho, segundo a Palavra de DEUS? 
(    ) O trabalho é necessário não somente para suprir nossas necessidades (1 Ts 2.9; At 20.34) mas também as do nosso próximo (At 20.35).
(    ) Instituição divina que é, o trabalho oferece-nos também um real significado para a vida (Pv 13.11).
(    ) A Bíblia destaca o valor daqueles que desempenharam bem o seu trabalho (Gn 29.9; 31.6).
(    ) O Novo Testamento, por exemplo, realça o exemplo de Dorcas, que é lembrada pelo seu trabalho e generosidade (At 9.36,39).
 
III. USANDO O DINHEIRO CONSCIENTEMENTE
8- Embora o desejo de consumir seja considerado algo normal, há uma diferença gritante entre consumo e consumismo. Qual é?
(    ) Consumo tem a ver com o suprimento de nossas necessidades básicas
(    ) Consumismo manifesta um impulso incontrolável de se ter, ou possuir, as coisas mesmo quando estas não são necessárias.
(    ) Consumo trata com o que é indispensável.
(    ) Consumismo diz respeito àquilo que é supérfluo.
 
9- Como lidar com o consumismo? 
(    ) Alguém já disse que o crente deve tomar cuidado para não comprar o que não precisa, com o dinheiro que não tem, visando demonstrar o que ele, na realidade, não é.
(    ) Administrar bem o dinheiro, atribuindo-lhe o seu real valor, faz parte da verdadeira prosperidade (1 Tm 6.17).
(    ) A Bíblia destaca, inclusive, o contentar-se com a porção cotidiana proporcionada pelo trabalho digno, honesto e abençoado por DEUS (Pv 30.8).
 
10- Por que devemos estar contribuindo para a Obra de DEUS?
(    ) Porque o Reino de DEUS, apesar de seu aspecto sobrenatural, necessita de nosso apoio natural para expandir-se até aos confins da terra.
(    ) Porque ainda que não sejamos detentores de grandes posses, seremos considerados prósperos e bem-aventurados se participarmos com nossos haveres do avanço da obra de DEUS (Lc 21.1-4; Fp 4.18,19).
 
11- Complete segundo a contribuição voluntária e regular:
A Escritura é clara ao preceituar: “Cada um contribua segundo propôs no seu __coração__, não com tristeza ou por necessidade; porque DEUS ama ao que dá com __alegria__” (2 Co 9.7). O texto deixa bem patente que a nossa contribuição para a obra de DEUS deve ser feita de forma __voluntária__, regular e amorosa. Isto significa que temos de ser __regulares__ na entrega dos dízimos e das ofertas. Os dízimos, a propósito, têm de ser trazidos à __casa__ do tesouro, conforme exorta o Senhor por intermédio de Malaquias. Ou seja: devemos dar o dízimo à igreja na qual __congregamos__, para que sejamos realmente fiéis.
O dízimo é tanto normativo (Ml 3.10) como __voluntário__ (Gn 14.20; 28.22).
 
12- Quando o crente prospera?
(    ) O crente prospera quando põe em prática os princípios bíblicos da __contribuição__.
 
CONCLUSÃO
13- Por que a verdadeira prosperidade fundamenta-se, antes de tudo, na providência de DEUS?
(    ) Porque Ele capacita-nos a obter a necessária provisão para a nossa vida.
 
14- Complete:
A prosperidade bíblica faz do cristão um autêntico __despenseiro__ dos negócios de DEUS. E, como tal, estimula-o a usar de forma adequada aquilo que lhe foi __confiado__. Há uma ação de DEUS em abençoar-nos e uma resposta de nossa parte em __reconhecer__ corretamente os benefícios divinos.
 
RESPOSTAS DO QUESTIONÁRIO EM      fonte http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm
 

Grupos cristãos são perseguidos no Cazaquistão



Cerca de 580 grupos religiosos perderam o registro do governo para a realização de cultos


Grupos cristãos são perseguidos no Cazaquistão
Centenas de pequenos grupos religiosos tiveram seus registros anulados no Cazaquistão, como um ato oficial do Ministério de Assuntos Religiosos do país, que considera tais atividades como ilegais.

Muitas denominações cristãs, incluindo Batista e Presbiteriana, estão entre os 579 grupos religiosos que foram desregistrados das permissões do governo de fazerem seus cultos.

Kairat Lama Sharif, presidente da Agência de Assuntos Religiosos, descreveu que caiu em 13% o número de grupos religiosos que eram oficialmente reconhecidos pelo Estado. Ele disse que o número ainda pode aumentar à medida que a nova lei religiosa do país seja aplicada.

Um grupo religioso precisa ter, pelo menos, 50 membros adultos para se tornar registrado no Cazaquistão. Os líderes de pequenas igrejas receberam avisos oficias para que parassem suas reuniões.

Pequenas igrejas ainda estão realizando seus cultos normalmente, mas estão enfrentado a perseguição do Estado. Um representante de uma igreja disse que os cristãos agora estão com mais medo. "Estamos preocupados com possíveis punições das autoridades”.

Para muitos, agora o registro de suas igrejas será quase impossível, pois é muito difícil conseguir 50 assinaturas de pessoas que frequentam suas igrejas, pois em sua maioria, as igrejas possuem menos de 50 membros.


Fonte: Portas Abertas

Mulher cristã é libertada após ser acusada de blasfêmia



Ela foi acusada de ter cometido blasfêmia contra o Islã e de ter profanado o Alcorão



Mulher cristã é libertada após ser acusada de blasfêmia
A polícia paquistanesa na semana passada superou a pressão que os muçulmanos aplicavam sobre ela e libertaram uma mulher cristã que estava sendo acusada sem provas de ter cometido blasfêmia contra o Islã e de ter profanado o Alcorão.

Professores muçulmanos da Fundação Escola que se localizava na aldeia de Roranwala, próxima a Lahore, capital do Paquistão, acusaram a diretora da escola, Saira Khokhar, de profanar um livro baseado no Alcorão no dia 22 de fevereiro.

Fontes disseram ao Compass que a polícia se recusou a ceder à pressão dos islâmicos que acusavam a diretora de ter blasfemado e queria que as leis do Paquistão a condenassem. Fontes disseram que em tais acusações a polícia costuma prender os acusados sem ao menos investigar o que aconteceu.

O superintendente da polícia, Imtiaz Sarwar, disse ao Compass que após uma investigação completa sobre o caso ele concluiu que os funcionários da escola acusaram a diretora falsamente.

“No minuto em que eu interroguei as pessoas que trabalhavam na escola e que haviam acusado Saira, eu soube de imediato que a acusação era falsa”, disse ele.

Ele elogiou seus oficiais, que colocaram sua vida em risco quando resgataram Saira do meio da multidão que queria que a justiça fosse aplicada naquele momento. “Ninguém deve querer fazer a justiça com suas próprias mãos. Todos os suspeitos são inocentes até que se prove a culpa”, disse Sarwar.

Situações como a de Saira Khokhar são extremamente comuns em país islâmicos. Cristãos são acusados e presos sem nem ao menos terem provas contra eles. Ore pelos cristãos do Paquistão que foram presos injustamente. Peça que o Senhor derrame paz no coração deles para que enfrente essas situações tão difíceis.


Fonte: Portas Abertas

LIÇÃO 09 - A MORDOMIA DO TRABALHO / SLIDES / CLASSE ADULTOS

BAIXAR OS SLIDES