SEJÁ VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR

Marcadores

Aborto (11) ACONSELHAMENTO PRÉ-MATRIMÓNIAL (5) Adolecentes Cristão (2) ADPB (1) ADULTÉRIO (2) Agradecimento (1) Aniversario (10) Apologética Cristã (10) Arqueologia (1) As Inquisições (1) Assembleia de Deus (5) Barack Obama (2) Batismos (29) Bíblia (3) Brasil (48) Casamento (25) CGADB (19) Ciência (6) Círculo de Oração (5) CLASSE BERÇÁRIO (26) CLASSE DOS DISCIPULANDOS (55) CLASSE JOVENS E ADULTOS CENTRAL GOSPEL (73) CLASSE JOVENS E ADULTOS BETEL (153) CLASSE MATERNAL (104) Congresso (49) CPAD (6) Cruzada (3) Curiosidades (3) Cursos (3) Departamento Infantil (5) Depressão (2) Desaparecido (4) DESENHOS BIBLICOS (1) Desfiles (3) Dia do Pastor (4) Discipulado (64) Divórcio (4) EBD (20) EBO (21) Escatologia (2) Estudantes (2) Estudos (506) Eventos (118) FALECIMENTO (5) Família (16) Filmes (18) Galeria de Fotos (12) Gospel (285) Gratidão a Deus (1) Hinos Antigos (3) História (4) Homenagens (3) Homilética (4) Homoxesualismo (3) Ideologia de Gênero (12) Idolatria (3) Inquisição (2) Islamismo (10) Israel (18) JARDIM DA INFANCIA (7) LIção de Vida (2) Louvor (1) Luto (42) Maçonaria (3) Mães (3) Mensagens (56) Ministério (34) Missões (148) MODISMOS (2) Mundo (610) Mundo Cristão (178) MUSICAS EVANGÉLICAS (3) Namoro Cristão (8) Noivados (1) Notícias (3155) Obreiros (9) ONU (4) Oração (1) Pneumatologia (1) política (121) Psicopedagogia (3) Pureza sexual (8) Realidade Social (17) Reforma Protestante (4) RELIGIÕES (3) Retiro (4) REVISTA BETEL JOVENS (1) Revista Central Gospel (1) REVISTA CLASSE PRIMARIOS (230) REVISTA CLASSE DOS PRE-ADOLESCENTES (267) REVISTA CLASSE DOS ADOLESCENTES (280) REVISTA CLASSE JARDIM DA INFANCIA (111) REVISTA CLASSE JARDIM DA INFÂNCIA (111) REVISTA CLASSE JUNIORES (243) REVISTA DA CLASSE JOVENS CPAD. (189) REVISTA DA CLASSE JOVENS. (319) REVISTA DA CLASSE ADULTOS (872) REVISTA DA CLASSE JOVENS E ADULTOS (401) REVISTA DA CLASSE JUVENIS (262) Revista Maternal (63) Santa Ceia (3) Saúde (45) Seminário (4) Sexualidade (7) Subsídios (1507) Subsídios EBD (1900) Subsídios EBD Videos (597) Templos (3) Teologia (5) Testemunho (1) TRANSGÊNEROS (2) Utilidade publica (1) UTILIDADE PÚBLICA (2) Vida de Adolecente (5) videos (106) Virgilha (1)

03 dezembro 2012

Pr. José Carlos de Lima convida a todos para participar da última Santa Ceia do ano



Chegamos à primeira segunda-feira do último mês do ano. Hoje é dia dos obreiros, que trabalham nos campos ligados à sede em João Pessoa, virem ao templo central paraparticipar da Escola Bíblica de Obreiros (EBO) e do culto de Santa Ceia à noite.
Neste momento, presbíteros, evangelistas e pastores estãoparticipando de uma reunião da EBO, na qual é ministrada estudos bíblicos para todos os líderes assembleianos.
Hoje, dia 03 de Dezembro de 2012, é dia de toda a igrejacantar o hino 301 da Harpa Cristã: “Vem cear o mestre chama vem cear / Mesmo hoje tu te podes saciar / Poucos pães multiplicou, água em vinho transformou / Vem faminto a Jesus, vem cear”.   Ao som dessa bela canção, os membros participarão da mesa do Senhor, ou melhor, participarão da Santa Ceia do Senhor, cujos elementos utilizados são: o pão (simbolizando o corpo de Cristo) e o vinho (simbolizando o sangue).
O culto será realizado a partir das 19H00min, no templo central da Assembleia de Deus em Jaguaribe.
Este portal transmitirá o culto ao vivo, por meio de 3 câmeras já instaladas no interior do templo.
Portanto, não perca. Pois Cristo te chama hoje: “Vem Cear”.
Ramon Nascimento
ramon@adpb.com.br fonte  ADPB

Não existe ordenação feminina na Bíblia, afirma teólogo assembleiano


Conhecido por sua vasta atuação no ensino da CPAD ele comenta sobre as ADs que aceitam mulheres como diaconisas e pastoras.

A unção de mulheres como pastoras nas extensões da igreja Assembleia de Deus foi questionada pelo pastor Antônio Gilberto, um dos nomes mais respeitados do ministério Belém. Para ele não há base bíblica que justifique tal unção.
Ao comentar usando versículos bíblicos, o pastor chega a conclusão de que a Igreja é a culpada por estar fugindo da verdade da Bíblia. “É a igreja a culpada e a igreja vai prestar conta disso. A igreja que eu digo não é a igreja o prédio, os responsáveis vão prestar conta disso. Jesus nunca ordenou mulheres”, disse ele para o site Seara News.
Gilberto é consultor doutrinário da Casa Publicadora das Assembleias de Deus e membro da Casa deLetras Emílio Conde. Em seu currículo também encontramos o mestrado em Teologia e graduação em Psicologia, Pedagogia e Letras.
Autor de diversos livros religiosos, o ex-cientista da NASA tem grande bagagem para comentar este e outros temas que foram abordados pelo site, mas sobre a ordenação de mulheres especificamente ele mostra seus estudos teológicos para divergir daqueles ministérios que aceitam não só pastoras como também diaconisas.
Em sua explicação, a ordenação de mulheres como diaconisas não é uma regra e que Paulo aceitou Febe, como está no livro de Romanos, por faltar homens habilitados. O pastor Antônio Gilberto também comenta que nos textos originais que falam sobre o serviço dos diáconos o gênero usado é o masculino.
“Em resumo, não tem base na Escritura, nem no Antigo, nem no Novo Testamento. Deus quer a mulher no ministério, quanto mais, melhor, para muita tarefa. Mas ordenação para cuidar do rebanho Deus reservou para o homem”, encerra.
fonte http://blogdoantoniomoreno.blogspot.com.br

Pesquisa afirma que cristão preferem evangelizar amigos


A má imagem da Igreja e de alguns líderes religiosos estaria interferindo de maneira negativa no evangelismo

Uma pesquisa realizada pela Aliança Evangélica no Estados Unidos conseguiu mostrar que a maioria dos cristãos preferem evangelizar seus amigos.
O estudo tinha como objetivo mostrar as mudanças que o processo de evangelismo tem sofrido entre os religiosos do século 21.
Das pessoas entrevistas, 80% afirmaram que é mais eficaz pregar em grupos onde há uma intimidade, pois assim eles se sentem mais seguros para compartilhar suas crenças.
Outros 9% preferem o método de pregação nas ruas, dizendo que esta é a forma mais eficaz para falar de Jesus. O evangelismo ao ar livre era mais comum no século 19 e em meados do século 20, perdendo um pouco de adeptos nos últimos anos.
A pesquisa da Aliança Evangélica também conseguiu mostrar que boa parte dos cristãos, 57%, acredita que as ações falam mais que palavras na hora de evangelizar.
Outra forma citada pelos participantes do estudo para falar do amor de Deus foram os projetos comunitários, 55% deles acreditam que as pessoas conhecem a Jesus participando destes trabalhos.
Para o diretor da Aliança Evangélica, Dave Landrum, “esta pesquisa mostra que, embora a confiança para compartilhar nossa fé tenha tido sucesso nos últimos anos, é preciso que aconteça de maneiras diferentes”.
O ponto crítico da pesquisa aponta que para 87% dos entrevistados a imagem pública da Igreja e de alguns líderes religiosos está influenciando de forma negativa na hora de fazer o evangelismo.
fonte  http://blogdoantoniomoreno.blogspot.com.br

Dez Cristãos foram mortos por militantes islâmicos na Nigéria


Dez Cristãos foram mortos por militantes islâmicos na Nigéria

Cristãos são assassinados em suas casas por groupo de militantes islâmicos na Nigéria

Dez Cristãos foram mortos por militantes islâmicos na Nigéria
Dez Cristãos foram mortos por militantes islâmicos na Nigéria
Um grupo que seria formado por militantes islâmicos matou dez cristãos em suas casas no nordeste da Nigéria.
Os moradores da cidade de Chibok informaram que o grupo de homens que levava armas de fogo e facões entrou de casa em casa atacando os moradores.
Eles teriam cortado as gargantas das vítimas e incendiado suas casas.
A polícia e o Exército do país ainda não comentaram o incidente. Mas as autoridades suspeitam que os responsáveis sejam membros do grupo Boko Haram.
Um porta-voz da polícia afirmou que é difícil conseguir informações pois as antenas de telefones celulares da região já tinham sofrido um ataque do grupo Boko Haram.
Esse mesmo gurpo extremista, são resposáveis em um atantado, contra uma Igreja Cristã, onde onze pessoas foram mortas e trinta ficaram feridas em um duplo atentado suicida, que destruiu uma igreja cristã, numa cidade do norte da Nigéria, informou o exército.
Informaçoes BBC Brasil.fonte  Amigos de Cristo

Revista Aconteceu no Mundo - Ed. Novembro/2012


Revista Aconteceu no Mundo - Ed. Novembro/2012
Para ler a revista completa, clique na imagem abaixo:

fonte www.portalebd.org.b

Pastor Silas Malafaia faz denúncias de perseguição política em seu programa





Pastor Silas Malafaia faz denúncias de perseguição política em seu programa
Pastor Silas Malafaia faz denúncias de perseguição política em seu programa
Pastor Silas Malafaia faz denúncias de perseguição política em seu programa.
No programa Vitória em Cristo, exibido no último sábado, o pastor Silas Malafaia faz denúncias de perseguição de cunho político contra ele.
 Em suas afirmações embora ele não tenha explicitamente citado nomes, deixou subentendido que existe ações do PT em tentar desmoralizá-lo perante os evangélicos.
O pastor ainda afirma que existe grandes interesses em calarem sua voz, e que altos dirigentes do PT estavam preparando um plano, a fim de denegrir sua pularidade como líder religiosioso.
Leia na íntegra:
Na segunda-feira (22/10) fui informado por pessoas da minha mais alta confiança, que, por sua vez, trabalham em órgãos de informação, imprensa e política partidária, que altos dirigentes do PT estavam preparando um plano a fim de denegrir-me diante da opinião pública e, como resultado, tentar calar a minha voz e prejudicar minha influência no meio do povo evangélico.
Quando recebi a informação, fiquei quieto pensando qual seria a melhor maneira de manifestar-me, pois na terça-feira (23/10) viajei para pregar em um congresso em Londres. Nesta quarta-feira (24/10), ao receber em meu escritório um pedido de informações detalhadas para um órgão federal — que agora, por uma questão de estratégia, não quero revelar, mas tenho o documento em mãos —, o sinal amarelo acendeu, pois há mais de três anos faço o mesmo procedimento e só agora estão me pedindo informações tremendamente detalhadas.
Eu já sei a razão disso! É para ver se encontram alguma falha, por menor que seja, a fim de produzirem uma notícia de impacto para me denegrir. Isso eles sabem fazer muito bem, assim como, por serem governo, também controlam instituições públicas que podem agir até ao arrepio da lei para produzir fatos. Depois o acusado, denegrido, que se vire na Justiça para provar sua inocência.
Não uso factoide nem dados mentirosos para produzir qualquer notícia que venha a denegrir alguém. Estou me precavendo de uma possível retaliação perversa devido às minhas posições firmes. Como tenho exaustivamente declarado, não sou contra ou a favor de nenhum partido político. Apoio pessoas. Minhas posições têm a ver com os princípios em que creio e dos quais não abro mão.
Ficarei admirado se essa informação for verdadeira. Como alguns membros do PT podem ser tão medíocres uma vez que eu mesmo já votei no Lula, em 2002, no 2º turno? Em seu programa eleitoral dei depoimento a favor dele. Fui até membro do Conselho de Desenvolvimento da Presidência da República. Agora, por minhas posições firmes contra Haddad, querem me retaliar. Se o PT resolver escolher esse caminho, acredito que ele terá a repulsa dos evangélicos e das pessoas de bem em geral neste país, pois não vamos ficar calados.
O que acabo de declarar aqui no Verdade Gospel será enviado para lideranças do PT, Secretaria Geral da Presidência da República, Ministro da Justiça, membros da mais alta corte do país (STF), e jornalistas, porque eu não vou deixar que ninguém jogue a minha reputação na lama por interesses escusos e medíocres na tentativa de calar a minha opinião.
Assista ao programa na íntegra sobre as denúncias de perseguição contra ele :
fonte  amigo de Cristo

Imagem do Dia: show gospel no centro de Itaporanga reúne evangélicos de todo o Vale


Evento foi promovido pela Igreja Assembleia de Deus 




Por Redação da Folha  – Noite desse sábado, 1º de dezembro. Centenas de evangélicos da Igreja Assembleia de Deus e de outras denominações cristãs concentram-se na Avenida Getúlio Vargas, centro de Itaporanga, para assistir ao show da cantora Alice Maciel & Banda Pentecostal.

O evento foi parte das festividades alusivas à Usmadi (União de Senhoras e Mocidade da Assembleia de Deus de Itaporanga). Fiéis da Assembleia de toda a região louvaram e vibraram com a cantora Alice, considerada uma das melhores do Nordeste na música gospel.

O show desse sábado foi um dos maiores eventos evangélicos de Itaporanga dos últimos tempos.  

Foto: www.folhadovali.com.br

LIÇÃO 10, SOFONIAS, O JUÍZO VINDOURO

LIÇÃO 10, SOFONIAS, O JUÍZO VINDOURO
LIÇÕES BÍBLICAS - 4º Trimestre de 2012 - CPAD - Para jovens e adultos
Tema: Os Doze Profetas Menores - Advertências e Consolações para a Santificação da Igreja de CRISTO.
Comentários da revista da CPAD: Pr. Esequias Soares
Consultor Doutrinário e Teológico da CPAD: Pr. Antonio Gilberto
Complementos, ilustrações, questionários e vídeos: Ev. Luiz Henrique de Almeida Silva
QUESTIONÁRIO
NÃO DEIXE DE ASSISTIR AOS VÍDEOS DA LIÇÃO ONDE TEMOS MAPAS, FIGURAS, IMAGENS E EXPLICAÇÕES DETALHADAS DA LIÇÃO
http://www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm
 
TEXTO ÁUREO"Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas e farão tão grandes sinais e prodígios, que, se possível fora, enganariam até os escolhidos" (Mt 24.24). 

VERDADE PRÁTICA No juízo vindouro, DEUS há de julgar todos os moradores da terra, de acordo com as obras de cada um. 

LEITURA DIÁRIASegunda – Jr 30.7 Um tempo de angústia para JacóTerça – Dn 12.1 Daniel profetizou o tempo de angústiaQuarta – Lc 21.25,26 Uma convulsão geral na sociedadeQuinta – 2 Pe 3.10 Os céus passarão com grande estrondoSexta – 1 Ts 5.2,3 Um tempo de destruiçãoSábado – Mt 25.31,46 O juízo final
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE - Sofonias 1.1-101 Palavra do SENHOR vinda a Sofonias, filho de Cusi, filho de Gedalias, filho de Amarias, filho de Ezequias, nos dias de Josias, filho de Amom, rei de Judá. 2 Inteiramente consumirei tudo sobre a face da terra, diz o SENHOR. 3 Arrebatarei os homens e os animais, consumirei as aves do céu, e os peixes do mar, e os tropeços com os ímpios; e exterminarei os homens de cima da terra, disse o SENHOR. 4 E estenderei a minha mão contra Judá e contra todos os habitantes de Jerusalém e exterminarei deste lugar o resto de Baal e o nome dos quemarins com os sacerdotes; 5 e os que sobre os telhados se curvam ao exército do céu; e os que se inclinam jurando ao SENHOR e juram por Malcã; 6 e os que deixam de andar em seguimento do SENHOR, e os que não buscam ao SENHOR, nem perguntam por ele. 7 Cala-te diante do Senhor JEOVÁ, porque o dia do SENHOR está perto, porque o SENHOR preparou o sacrifício e santificou os seus convidados. 8 E acontecerá que, no dia do sacrifício do SENHOR, hei de castigar os príncipes, e os filhos do rei, e todos os que se vestem de vestidura estranha. 9 Castigarei também, naquele dia, todos aqueles que saltam sobre o umbral, que enchem de violência e engano a casa dos seus senhores. 10 E, naquele dia, diz o SENHOR, far-se-á ouvir uma voz de clamor desde a Porta do Peixe, e um uivo desde a segunda parte, e grande quebranto desde os outeiros. COMENTÁRIOS DA BEP - CPADEsboço  Introdução (1.1)I.O Julgamento e o Dia do Senhor (1.2—3.8)A. Julgamento sobre a Terra (1.2,3)B. Julgamento contra o Povo de Judá (1.4-18)1. Descrição dos Pecados de Judá (1.4-9)2. Advertência a Jerusalém (1.10-13)3. O Grande Dia do Senhor (1.14-18)C. Chamada ao Arrependimento (2.1-3)D. Julgamento das Nações (2.4-15)1. Os Filisteus (2.4-7)2. Os Amonitas e Moabitas (2.8-11)3. Os Etíopes (2.12)4. Os Assírios (2.13-15)E. Julgamento de Jerusalém (3.1-7) 1. Pecados de Jerusalém (3.1-4)2. A Justiça Divina contra Jerusalém (3.5-7)3. Julgamento de Toda a Terra (3.8)II.A Salvação e o Dia do Senhor (3.9-20)A. O Remanescente Restaurado e Jerusalém Purificada (3.9-13)B. O Povo Jubiloso com DEUS no Seu Meio (3.14-17)C. Promessas Finais a Respeito da Restauração (3.18-20) 
Autor: SofoniasTema: O Dia do SenhorData: Cerca de 630 a.C. 
Considerações PreliminaresSofonias, cujo nome significa “o Senhor esconde”, era um tataraneto do rei Ezequias. Ele profetizou durante o reinado de Josias (639-609 a.C.), o último governante piedoso de Judá (1.1). Sua referência a Jerusalém como “este lugar” (1.4), bem como a descrição minuciosa de sua topografia e de seus pecados, indicam que residia na cidade. Como parente do rei Josias, tinha imediato acesso ao palácio real. Conforme era de se esperar, suas profecias focalizavam a palavra do Senhor endereçada a Judá e às nações.Os pecados dos quais Sofonias acusava Jerusalém e Judá (1.4-13; 3.1-7) indicam que ele profetizou antes do reavivamento e reformas promovidas por Josias. Período este marcado pela iniqüidade dos reis que antecederam a Josias (Manassés e Amom). Foi somente no décimo segundo ano do reinado de Josias (i.e., 627 a.C.) que o rei empreendeu a purificação do povo com o banimento da idolatria e a restauração do verdadeiro culto ao Senhor. Oito anos mais tarde, ordenaria o conserto e a purificação do templo. Nesta ocasião, foi descoberta uma cópia da Lei do Senhor (cf. 2 Rs 22.1-10). A descrição que Sofonias faz das lamentáveis condições espirituais e morais de Judá deve ter sido escrita por volta de 630 a.C. É provável que a pregação de Sofonias tenha tido influência direta sobre o rei, inspirando-o em suas reformas. O ano de 630 a.C. é também indicado devido a ausência de referências, no livro de Sofonias, à Babilônia, sendo esta uma potência reconhecida no cenário internacional. Babilônia só começou a galgar uma posição de destaque com a ascendência de Nabopolassar em 625 a.C. Mesmo assim, Sofonias profetizou a destruição da grande Assíria, evento este ocorrido em 612 a.C., com a queda de Nínive. Jeremias era um contemporâneo mais jovem de Sofonias.
PropósitoO objetivo de Sofonias foi advertir Judá e Jerusalém quanto ao juízo divino iminente e ameaçador. O juízo divino é aqui chamado de “o grande dia do Senhor” (1.14). A aplicação imediata da palavra profética era que a apóstata Judá receberia a justa retribuição por sua iniqüidade, o mesmo acontecendo com as nações pagãs em derredor, alistadas nominalmente pelo profeta. O alcance imediato da profecia aplica-se à igreja e ao mundo na conclusão da história. Sofonias escreveu, também, para encorajar os fiéis com a mensagem de que DEUS um dia haveria de restaurar o seu povo. Judá, então, cantaria louvores ao DEUS justo que habita no meio do seu povo.
Visão PanorâmicaNa sua maior parte, o livro é uma advertência sóbria a respeito do dia do castigo divino contra o pecado. Embora percebesse um castigo vindouro em escala mundial, (1.2; 3.8), Sofonias focalizava especialmente o julgamento que viria contra Judá (1.4-18; 3.1-7). Ele faz um apelo à nação para que se arrependa e busque o Senhor em humildade antes que o decreto entre em vigor (2.1-3). O arrependimento nacional ocorreu parcialmente durante o reavivamento de Josias (627—609 a.C.).Sofonias também profetizou o juízo vindouro contra cinco nações estrangeiras: Filístia, Amom, Moabe, Etiópia e Assíria (2.4-15). Depois de dirigir sua atenção aos pecados de Jerusalém (3.1-7), o profeta prediz um tempo em que DEUS reuniria, redimiria e restauraria o seu povo. Os fiéis gritariam de alegria como verdadeiros adoradores do Senhor DEUS, que estaria no meio deles como um guerreiro vitorioso (3.9-20).
Características EspeciaisCinco aspectos caracterizam o livro de Sofonias.(1) É o único profeta que apresenta uma lista considerável da sua linhagem, remontando quatro gerações até o rei Ezequias.(2) Contém a revelação mais completa no AT a respeito do “dia do Senhor”.(3) Demonstra que o povo de DEUS precisa ser confrontado por suas advertências, além de ser consolado com suas promessas.(4) Contém uma doutrina bem desenvolvida a respeito do remanescente fiel, que seria restaurado no dia da visitação do Senhor (3.9-20).(5) A revelação de Sofonias a respeito do dia vindouro da ira de DEUS, para os ímpios, e do grande dia da salvação, para seu povo, contribuiu para a revelação do NT sobre o fim dos tempos.
O Livro de Sofonias ante o NTJESUS pode ter aludido a Sofonias duas vezes (1.2,3, cf. Mt 13.40-42; 1.15; cf. Mt 24.29). Ambas as referências acham-se associadas à sua segunda vinda. Os escritores do NT entendiam a mensagem de Sofonias a respeito do “dia do SENHOR” como uma descrição dos eventos escatológicos que terão início na grande tribulação e culminarão quando JESUS voltar para julgar os vivos e os mortos (cf. 1.14 com Ap 6.17; 3.8 com Ap 16.1). Freqüentemente, o NT refere-se à segunda vinda de CRISTO e ao dia do juízo como “o Dia” (e.g., 1 Co 3.13; cf. 2 Tm 1.12,18; 4.8).
1.1 SOFONIAS. Sofonias profetizou durante o reinado de Josias, rei de Judá (640-609 a.C). A nação achava-se envolvida com a violência e a idolatria. Havia indiferença e zombaria para com o Senhor DEUS. A mensagem de Sofonias foi entregue provavelmente antes do movimento da reforma promovida por Josias. Talvez haja funcionado como a força motivadora que levou o rei a conclamar o povo a renovar a obediência a DEUS e à sua Lei (ver introdução).1.2,3 INTEIRAMENTE CONSUMIREI TUDO. Sofonias começa, anunciando o juízo divino que virá sobre o mundo todo. Pois a raça humana, de maneira genérica, recusar-se-á a buscar o Senhor. DEUS mesmo determinou um dia em que destruirá todos os ímpios, bem como o próprio mundo. Será um tempo de aflição, angústia, perturbação e ruína (v. 15)1.4 CONTRA JUDÁ. Judá, o povo de DEUS nos dias de Sofonias, não demoraria em experimentar a ira de DEUS por haver se desviado do Senhor para adorar outros deuses, e por haver se dedicado à violência, à corrupção e à traição (vv. 4-9).1.5 SE CURVAM AO EXÉRCITO DO CÉU. Esta forma de idolatria grassa nos dias de hoje. Muitos são os que buscam consolo e orientação por meio de sinais astrológicos e horóscopos (cf. Dt 4.19).1.5 OS QUE... JURANDO AO SENHOR. Muitos em Judá participavam doutras formas de culto enquanto diziam adorar ao Senhor DEUS. Tal mistura é idolátrica e flagrantemente maligna. DEUS não tolerará os que, embora se identifiquem como seus seguidores, participam de atividades pagãs, pecaminosas e imorais. A condenação espreita a todos os que se recusam a se dedicarem como santos ao Senhor.1.7 O DIA DO SENHOR. Esta profecia aplica-se, em primeiro lugar, à destruição de Judá pelos babilônios em 605 a.C. E, em segundo lugar, ao juízo divino a ser aplicado em escala mundial contra todas as nações no fim dos tempos (cf. Is 2.12; 13.6,9; Jr 46.10; Ez 13.5; 2.1; ver Jl 1.15; Am 5.18). O último dia da ira ainda está por vir (Rm 2.5), e acha-se associado à segunda vinda de CRISTO (Mt 24.29-33; ver 1 Ts 5.2).1.12 O SENHOR NÃO FAZ BEM NEM FAZ MAL. Muitos em Judá tinham um conceito deísta de DEUS (i.e., de que DEUS não está ativamente envolvido nos assuntos cotidianos da humanidade). Acreditavam que DEUS não castigaria o pecado do povo. (1) Os que adotam tal atitude, descobrirão, com pavor, no dia do juízo, que DEUS os punirá por causa daqueles pecados que não abandonaram. (2) DEUS não está distante dos assuntos humanos, nem deixa de neles envolver-se. Ele recompensará os que o buscam, e condenará os que dEle se desviam para praticar o mal (ver Rm 2.5-11).2.1-3 CONGREGA-TE Ó NAÇÃO. Sofonias já havia enunciado a iminência do dia da ira divina contra Judá. Dia este que não seria cancelado. A ocasião exata e a certeza do juízo já haviam sido determinadas. A nação teria de ser castigada em conseqüência de suas apostasias e pecados. Mesmo assim, DEUS oferecia esperança aos que se arrependessem antes daquele dia. Os verdadeiramente justos seriam protegidos pelo Senhor no dia de sua ira.2.3 BUSCAI O SENHOR... BUSCAI A JUSTIÇA, BUSCAI A MANSIDÃO. O profeta oferece esperança aos que já se haviam voltado ao Senhor. Exorta-os a aprofundar sua dedicação a DEUS e aos seus caminhos. E o Senhor, quem sabe, haveria de protegê-los quando viesse castigar o povo. Os fiéis deviam buscar três coisas se quisessem experimentar o avivamento e novas bênçãos da parte do Senhor. Três coisas igualmente essenciais aos crentes de hoje.(1) Buscar o próprio DEUS. Seus corações deviam voltar-se a Ele com profundo desejo de conhecê-lo e amá-lo como seu Senhor e protetor segundo o concerto (cf. Jr 29.13). (2) Buscar a justiça, conforme definida na Palavra de DEUS, como sua maneira de vida (cf. Is 1.21; Am 5.24; Mt 6.33). (3) Buscar a humildade, reconhecendo a própria insuficiência e necessidade em submeter-se a DEUS (cf. Nm12.3; Sl 45.4; Pv 15.33).2.4-15 GAZA SERÁ DESAMPARADA. Depois de advertir Judá, Sofonias profetiza o castigo divino que viria sobre as nações vizinhas, todas pecaminosas e idólatras.2.10 ESCARNECERAM E SE ENGRANDECERAM CONTRA O POVO DO SENHOR. O mundo incrédulo ofende e zomba dos que são de DEUS, e dedicam-se aos padrões retos e santos da sua Palavra. (1) Semelhante tratamento é inevitável num mundo que está sob o controle de Satanás, é e dominado pelos que têm a mente obscurecida (cf. 2 Co 4.4; Ef 2.2,3; 4.18). O próprio JESUS sofreu zombaria e censuras enquanto se encontrava na terra (ver Mt 27.39-44; cf. Sl 69.10). (2) A perseguição aos justos não durará para sempre. DEUS determinou um dia em que vindicará os que permaneceram leais aos seus caminhos. O justo castigo ele reservou aos que zombam dos fiéis.3.1-7 AI... DA CIDADE OPRESSORA! Depois de condenar as nações pagãs, Sofonias volta a atenção aos pecados de Jerusalém e do povo de DEUS, por haverem se oposto a DEUS e à sua Lei. A decadência moral penetrara em todos os níveis da sociedade, e o povo já não queria ouvir os profetas do Senhor.3.3,4 SEUS PRÍNCIPES... JUÍZES... PROFETAS... SACERDOTES. Estas eram as quatro principais categorias de líderes em Judá. DEUS os condenou por não serem santos e justos.(1) Os príncipes e juízes pervertiam a Lei, e abusavam de seus cargos para obter dinheiro e propriedades.(2) Os profetas alteravam a mensagem divina a fim de obter popularidade e a aprovação do povo.(3) Os sacerdotes profanavam a casa de DEUS ao violarem seus princípios e viverem vidas imorais.(4) Devemos resistir aos líderes que toleram ou promovem o mundanismo e a imoralidade em nome de DEUS. Em lugar deles, coloquemos líderes e leigos que preservem os padrões divinos. Estes jamais podem ser rebaixados a fim de acomodar os pecados de líderes profanos.3.5 O SENHOR É JUSTO... NÃO COMETE INIQÜIDADE. Embora os seres humanos fracassem e caiam no pecado, DEUS continuará justo. Tal verdade é inerente à sua natureza.(1) O Senhor DEUS é veraz, reto e justo em todos os seus caminhos (cf. Dt 32.4). Mantenhamos, pois, a fé na sua justiça infalível.(2) Embora aconteçam-nos coisas que não conseguimos entender, permaneçamos convictos de que seu amor e fidelidade jamais hão de cessar. Ele opera em nossa vida o que é certo. DEUS não pode falhar3.9-20 PARA QUE TODOS INVOQUEM O NOME DO SENHOR. Sofonias passa, agora, a examinar o plano divino em redimir as nações depois de haverem sido estas purificadas pelo juízo. Um dia, as nações serão reconciliadas com DEUS, e hão de invocá-lo e servi-lo. Estas promessas serão cumpridas durante o Milênio, quando CRISTO estiver reinando sobre o mundo inteiro (ver Ap 20.4).3.10 DALÉM DOS RIOS DA ETIÓPIA. A Etiópia era uma das terras mais distantes de Israel naqueles tempos. Além da Etiópia, as demais nações trarão oferendas a DEUS em Jerusalém (cf. Is 66.18,20).3.11 NAQUELE DIA. Quando DEUS levar as nações ao verdadeiro conhecimento, Ele restaurará os infortúnios do seu próprio povo (v. 20).3.14-17 REGOZIJA-TE E EXULTA. O povo de DEUS deve regozijar-se por causa da sua salvação. A alegria do coração não é uma reação carnal; é uma reação sobrenatural, que resulta da atividade redentora em nossa vida. O regozijo vem-nos porque:(1) somos perdoados e não mais castigados pelos nossos pecados (v. 15);(2) nosso inimigo já foi derrotado, i.e., fomos libertados da escravidão de Satanás e do pecado (v. 15);(3) DEUS está conosco, e nos dá sua comunhão, graça e ajuda durante a nossa vida (vv. 15-17; cf. Hb 4.16); e(4) somos objetos do grande amor e deleite de DEUS (v. 17). Estas condições prévias à exultação acham-se à disposição daqueles que têm pleno conhecimento do que DEUS tem feito em nosso favor mediante o seu Filho (ver Ef 1.17,18; 3.16-20). Nossa alegria chegará ao clímax no dia em que DEUS manifestar plenamente a sua glória e majestade na terra (cf. Is 35.1-10). Outro resumo do livroSofonias significa “o Senhor esconde” ou protege.Essa proteção da justiça do Dia do Senhor está em  Sofonias capítulo 2 vesículo 3. Sofonias 3.8 e 12.O profeta é identificado no primeiro versículo como trineto de Ezequias (sem dúvidas o rei que reinara setenta e cinco anos antes).Diante disto, conclui-se que Sofonias foi o único Profeta Menor pertencente à família real.Data em que foi escrito –Entre 630 a 625 a.C., aproximadamente.
O objetivo dessa profecia era divulgar um chamado de undécima hora à nação, condenando sua idolatria e advertindo o povo sobre o grande dia da ira divina que estava para vir.Além desse aviso, Sofonias enfatizou novamente os resultados finais do julgamento de Israel, que seria um povo purificado e humilde, restaurado pelo Senhor, e este passaria a habitar no meio deles.
I. O Autor e a Época da Profecia, 1:1II. As Profecias de Juízo - 1:2 - 3:8a. Juízo contra Judá, 1:2-18b. Uma exortação ao arrependimento, 2:1-3c. Juízo contra as nações Gentílicas 2:4-15d. Juízo contra Jerusalém, 3:1-7e. Juízo contra as nações 3:8III. As Profecias de Bênçãos, 3:9-20a. Futuras Bênçãos para os gentios, 3:9-10b. Futuras Bênçãos para os judeus, 3:11-20
II. As Profecias de Juízoa. Contra JudáJeová está no meio da terra para julgar (3:5 e 1:17).Primeiro Ele analisa Judá.O sacrifício apresentado é o juízo contra Judá.Os convidados consagrados são os caldeus (Isaias 13:3; 34:6; Jeremias 46:10; Ezequiel 39:17).O quadro final é apresentado em Apocalípse 19:17-18. Quão torturante deve ser o juízo quando DEUS santifica os pagãos babilônicos como seus sacerdotes para matar os animais do sacrifícios!Posteriormente, DEUS pronuncia a sua condenação contra todos os que adoram ídolos.A terra precisa ser libertada da idolatria, por detrás de cada ídolo há um demônio escravizando o povo.Os príncipes são denunciados, bem como toda classe de pecadores  (1:7-13).E, finalmente, são condenados os que se afastaram do Senhor.Sobre todos virá o grande e terrível Dia do Senhor.O Dia do Senhor é mencionado sete vezes nesta profecia. O futuro Dia do Senhor é o período da Grande Tribulação e do milênio.(veja Apocalípse 6:1-17). Judá foi avisado de que o “dia do Senhor” estava a caminho, quando haveria um especial ajuste de conta.b. Uma exortação ao arrependimento (2:1-3)DEUS não proclama o seu juízo vindouro sem indicar ao mesmo tempo os meios para evitar a provação.O dia de arrependimento é uma gloriosa oportunidade, mas ele passa tão depressa como a palha que é levada pelo vento.Eles devem valer dessa oportunidade agora.A porta do arrependimento estava até então escancarada para qualquer pessoa entrar.c. Os juízos contra as Nações Gentílicas(2:4-15)São indicados quatro cantos do globo, onde indicam que o juízo de DEUS ,que será universal.O DEUS de Israel  é Senhor do  Universo, o DEUS das Nações.Os ídolos dos inimigos serão destruídos, eles terão de adorar ao Senhor.d. O juízo contra Jerusalém(3: 1-7)Para ver como Jerusalém estava manchada, leia (Jeremias 5:1; 19:5; 23:13-14; 32:35).A ganância é tão grande que  nada deixam de resto para o dia seguinte.DEUS esperava de Jerusalém mais obediência e fé por ser a cidade tão favorecida e privilegiada.Cidade opressora, pois subtraía o direito dos pobres, dos órfãos e das viúvas.Jerusalém se fazia surda, não ouvia a voz de DEUS na Lei e pelas bocas dos profetas.Não confiava em DEUS, mas em si mesma.Não se aproximava do seu DEUS em fé, adoração e arrependimento, mas alienava-se dele embora ele buscasse estar perto dela(Deuteronômio 4:7).O povo era expressão dos seus líderes.Os príncipes, profetas e sacerdotes, recebem condenação especial.Não houve condenação contra Josias porque este era um rei piedoso e temente a DEUS.PRÍNCIPES eram como leões insaciáveis, andavam sempre em busca de mais presa.PROFETAS não eram pastores, mas sim lobos vorazes devoradores(1:8-9; Zc 11:4; Miquéias 2:2).JUÍZES legislavam em causa própria, devoravam tudo, não deixava nada para outro dia.Quem devia dar bons exemplos, como líderes que eram, faziam contaminar as nações por seus maus exemplos e caminhos tortos.Nem mesmo o triste destino das dez tribos levou o reino do sul a enveredar do caminho de pecado contra DEUS.e. O juízo contra as naçõesOs piedosos devem esperar o juízo de DEUS contra as nações, pois isto resultará na sua redenção.De acordo com eruditos, que fielmente trabalham no texto do Antigo Testamento, o versículo  8 é o único da A. T. em que ocorrem todas as letras do alfabeto hebraico.
III. As Profecias de Bênçãos (3:9-20)Os gentios  Depois de derramar sua ira contra os ímpios entre as nações, estão, no programa de suas misericórdias sobre os gentios e lhes darão uma língua pura para que O adorem.As nações  aprendem  a justiça  mediante o julgamento.Estas  invocarão  o nome  do Senhor, o que  significa  restauração das condições indicadas em  Gênesis 4:26 . Isto ocorrerá  na  era milenar.As futuras  Bênçãos para os Judeus (Sofonias 3:11-20) –O profeta  conclui  com as mais   maravilhosas  promessas  da  restauração  futura de Israel e de uma situação feliz do povo de DEUS nos últimos dias. O remanescente dos remidos voltará a Sião purificado,  humilhado, confiante, exultante com suas ofertas.Eles se estabelecerão em  sua  terra e  JESUS  estará  no  meio  deles (Sofonias 3:15, 17). Sião será ,então, uma alegria entre as nações e uma bênção para toda a terra, conforme promessa feita por DEUS a Abraão (Gênesis 12:1-3).O Júbilo de Sofonias (Sofonias 3, versículos 14 e20) deve referir-se a algum acontecimento além do dia em que o remanescente voltará depois do cativeiro da Babilônia.Deve, portanto referir-se ao dia em que o próprio Senhor JESUS CRISTO se assentará no trono de Davi, quando seu povo se congregará dos quatro cantos da terra (Sofonias3 versículo 19).Esta profecia será abençoadamente cumprida no tempo em que CRISTO vier pela Segunda vez a terra para reinar em Poder e Grande Glória.

INTERAÇÃO Se DEUS é bom, por que Ele castigará algumas pessoas eternamente? Esta é a indagação de muitos. Nas Escrituras, DEUS é descrito como o justo juiz. No Antigo Testamento Ele pronunciou juízos contra Israel e outras nações. Em o Novo Testamento o Altíssimo julgou Ananias e Safira (At 5.1-11 ). E no fim dessa era o Eterno, através de seu Filho, julgará todos os homens da terra, de acordo com as obras de cada um. Esses fatos demonstram um DEUS que ama o bem e odeia o mal. Isso mesmo! A justiça de DEUS é uma resposta retumbante contra o mal criado pelo Diabo e praticado pelos homens. O Dia do Senhor vem! 
OBJETIVOS - Após esta aula, o aluno deverá estar apto a:Explicar a estrutura e a mensagem do livro de Sofonias. Compreender a linguagem predominante no livro de Sofonias.   Saber que Juízo de DEUS é uma doutrina bíblica irrevogável. 
ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA Professor, para a aula de hoje sugerimos que você reproduza, de acordo com as suas possibilidades, o esquema abaixo. Utilize-o logo na introdução para explicar que o livro de Sofonias é predominantemente poético. Ele pode ser dividido em três partes: a primeira, o juízo contra as nações, incluindo Judá; a segunda, a descrição dos povos vítimas do juízo divino e a terceira o juízo de Jerusalém e a restauração do remanescente fiel. Explique que o tema "Dia do Senhor" é o assunto central do profeta Sofonias.
ESBOÇO DO LIVRO DE SOFONIASIntrodução (1.1)Silêncio! O Temível Dia do Senhor (1.2 — 2.3)O julgamento do Senhor (1.2,3)O julgamento contra Judá (1.4-18)A Chamada para o Arrependimento (2.1-3)Profecias contra as Nações (2.4-15)Os filisteus (vv.4-7)Os amonitas e moabitas (vv.8-11)Os etíopes (v.12)Os assírios (vv. 13,15)Julgamento de Jerusalém (3.1-8)Os pecados de Jerusalém (vv.1-4)A justiça divina contra Jerusalém (vv. 5-7)Julgamento de toda terra (v.8)Salvação e o Dia do Senhor (3.9-20)O remanescente restaurado e Jerusalém purificada (vv.9-13)A alegria do povo com DEUS (vv.14-17)Promessas a respeito da restauração final (vv.18-20)
RESUMO DA LIÇÃO 10, SOFONIAS, O JUÍZO VINDOUROI. O LIVRO DE SOFONIAS 1. Contexto histórico.2. Genealogia.3. Estrutura e mensagem.II. O JUÍZO VINDOURO 1. Toda a face da terra será consumida (v.2).2. A linguagem de Sofonias. 3. Descrição detalhada.  III. OBJETIVO DO LIVRO 1. Sincretismo dos sacerdotes.2. Sincretismo do povo.3. O modismo do povo e a violência dos príncipes.IV. "O DIA DO SENHOR" 1. Significado bíblico.2. O sacrifício e seus convidados.
SINÓPSE DO TÓPICO (1) O livro de Sofonias apresenta juízo divino contra as nações e Judá; o julgamento global; o castigo de Jerusalém e a restauração do remanescente fiel.  SINÓPSE DO TÓPICO (2) A proclamação do juízo vindouro é o anúncio da tragédia global descrita em Sofonias 3.6-8.SINÓPSE DO TÓPICO (3) O objetivo do livro de Sofonias é anunciar o juízo de DEUS sobre as nações e as mazelas sociais e religiosas praticadas pela humanidade SINÓPSE DO TÓPICO (4) A expressão o "Dia do Senhor" indica o período para o acerto de contas entre DEUS e todos os moradores da terra. Esse período é chamado também de Grande Tribulação.  
AUXÍLIO BIBLIOGRÁFICO Subsídio Teológico"[O Juízo Final]Não há ninguém na Escritura que possa dizer mais sobre isso do que o Senhor JESUS. Ele advertiu repetidamente a respeito do iminente julgamento dos que não se arrependem (Lc 13.3,5). Ele falou muito mais sobre o inferno do que sobre o céu, usando sempre os termos mais nítidos e perturbadores. A maior parte do que sabemos sobre o destino eterno dos pecadores veio dos lábios do Salvador. E nenhuma das descrições bíblicas do juízo é mais severa ou mais intensa do que aquelas feitas por JESUS.No entanto, Ele sempre falou sobre essas coisas usando os tons mais ternos e compassivos. Ele sempre insiste para que os pecadores abandonem os seus pecados, reconciliem-se com DEUS, e se refugiem nEle para que não entrem em julgamento. Melhor do que qualquer outro, CRISTO conhecia o elevado preço do pecado e a severidade da cólera divina contra o pecador, pois iria suportar toda a força dessa cólera em benefício daqueles que redimiu. Portanto, ao falar sobre essas coisas, Ele sempre usou a maior empatia e a menor hostilidade" (MACARTHUR JR., John. A Segunda Vinda. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2008, p.180).BIBLIOGRAFIA SUGERIDADicionário Bíblico Wycliffe. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2009.MACARTHUR JR., John. A Segunda Vinda. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2008.SOARES, Esequias. O Ministério Profético na Bíblia: A voz de DEUS na Terra. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2010. SAIBA MAIS Revista Ensinador Cristão - CPAD, nº 52, p.41.
QUESTIONÁRIO DA LIÇÃO 10, SOFONIAS, O JUÍZO VINDOUROResponda conforme a revista da CPAD do 4º Trimestre de 2012
Complete os espaços vazios e marque com "V" as respostas verdadeiras e com "F" as falsas

1- Complete:
"Porque surgirão __falsos__ cristos e __falsos__ profetas e farão tão grandes sinais e prodígios, que, se possível fora, __enganariam__ até os escolhidos" (Mt 24.24).

VERDADE PRÁTICA
2- Complete:
No __juízo__ vindouro, DEUS há de __julgar__ todos os moradores da terra, de acordo com as __obras__ de cada um.

COMENTÁRIO - INTRODUÇÃO
3- Em que se destaca Sofonias?
(    ) Pela intrepidez do juízo divino contra Judá e os gentios.

I. O LIVRO DE SOFONIAS
4- Qual o contexto histórico de Sofonias?
(    ) Sofonias exerceu o seu ministério "nos dias de Josias, filho de Amom, rei de Judá" (v. 1).
(    ) Josias reinou entre 640 e 609 a.C.
(    ) A reforma religiosa do rei de Judá aconteceu em 621 a.C., "no ano décimo oitavo" do seu reinado (2 Rs 22.3).
(    ) Quando ocorreu a reforma, Jeremias exercia o ofício de profeta há cinco anos.
(    ) O seu chamado deu-se "no décimo terceiro ano do [...] reinado" de Josias (Jr 1.2).
(    ) Esse período corresponde a 627 a.C.
(    ) É possível que, na reforma, o rei fora encorajado por esses profetas.
(    ) Evidências internas apontam para um tempo de pré-reforma em Judá, denunciando os desmandos dos reis Manassés e Amom (2 Rs 21.16-24).

5- Qual a genealogia de Sofonias?
(    ) É comum a menção do nome paterno nos livros dos profetas. Isaías, Jeremias, Ezequiel, Oseias, Joel e Jonas, trazem essa informação.
(    ) Sofonias, porém, descreve a sua genealogia: "Sofonias, filho de Cusi, filho de Gedalias, filho de Amarias, filho de Ezequias" (v.1).
(    ) A citação do nome do pai estabelecia o direito tanto à herança quanto à posição social ou aquisição de poder.
(    ) A ausência de paternidade demonstra que tal profeta não adveio de família tradicional.
(    ) Sofonias era trineto de Ezequias, que também fora rei de Judá. Isso lhe garantia livre acesso no governo real, bem como noutros segmentos da sociedade.

6- Qual a estrutura e mensagem de Sofonias?
(    ) Os meios de comunicação dos oráculos divinos aos profetas eram a palavra e a visão.
(    ) Os porta-vozes do Eterno deixam isso claro no prólogo de seus livros (v.1a).
(    ) O estilo poético predomina em todo o livro de Sofonias.
(    ) O oráculo está organizado em três partes principais: a primeira anuncia o juízo contra as nações da terra, incluindo Judá (1.1-2.3).
(    ) A segunda especifica os povos nesse julgamento global - Filístia, Moabe, Amom, Etiópia e Assíria (2.4-15).
(    ) E a terceira parte trata do castigo de Jerusalém e da restauração dos remanescentes fiéis (3.1-20).
(    ) O tema do "Dia do Senhor" ocupa todo o oráculo divino.

II. O JUÍZO VINDOURO
7- O que quer dizer "Toda a face da terra será consumida" (v.2)?
(    ) Após o dilúvio, DEUS prometeu não mais destruir a terra com água (Gn 9.11-16).
(    ) Desde então, a palavra profética anunciou o juízo vindouro pela destruição através do fogo (1.18; 3.8; Jl 2.3; 2 Pe 3.7; Ap 16.8).
(    ) A declaração "inteiramente consumirei tudo sobre a face da terra" (v.2) refere-se à tragédia global referida em 3.6-8.
(    ) Note que a expressão "face da terra" é igualmente usada no anúncio da tragédia do dilúvio (Gn 6.7; 7.4). 

8- Qual a linguagem de Sofonias?
(    ) A hipérbole é uma figura de linguagem que consiste em dar à sua significação uma ênfase exagerada.
(    ) A hipérbole aparece na Bíblia e, por isso, alguns expositores veterotestamentários defendem o uso de uma linguagem hiperbólica para o livro de Sofonias.
(    ) Eles consideram forte demais a descrição do aniquilamento natural de aves, peixes, animais, seres humanos, nações e cidades (1.3; 3.6).

9- Dê a descrição detalhada e mais provável sobre a linguagem usada por Sofonias: Complete:
É verdade que na Bíblia há o emprego de hipérbole (Mt 11.23; Jo 12.19 etc.). Mas não é o caso, aqui, em Sofonias! A descrição "os homens e os animais, __consumirei__ as aves do céu, e os peixes do mar" (v.3) representa o reverso da criação registrada em Gênesis (1.20-26). Ela corresponde à __destruição__ universal e literal da criação (Ap 16.1-21). O dilúvio, por exemplo, foi literal e global, mas a família de Noé foi salva (1 Pe 3.20), assim como os filhos de Israel foram poupados das __pragas__ do Egito (Êx 9.4; 10.23; Nm 3.13).

III. OBJETIVO DO LIVRO
10- Como era o sincretismo dos sacerdotes na época de Sofonias?
(    ) A expressão "quemarins com os sacerdotes" (v.4) aponta para o sincretismo da religião de Israel com o paganismo.
(    ) "Quemarins" é o plural do hebraico komer usado para "sacerdote pagão" e aparece apenas três vezes no Antigo Testamento (2 Rs 23.5; Os 10.5).
(    ) Apesar da origem levítica, os sacerdotes estavam envolvidos no sincretismo religioso pagão.

11- Como era o sincretismo do povo na época de Sofonias?
(    ) Sabeísmo é a prática pagã dos sabeus; o povo da rainha de Sabá.
(    ) Seu culto resumia-se na prática de adivinhação e na astrologia.
(    ) Judá envolveu-se nesse tipo de paganismo (2 Rs 23.5; Jr 8.2; 19.13).
(    ) Malcã ou Milcom (ARA e TB), ou ainda Moloque (NVI), era o deus nacional dos amonitas (1 Rs 11.5-7).
(    ) Sofonias denunciou o povo por adorar a Jeová numa cerimônia comum com essa asquerosa divindade (v.5).
(    ) Isso exemplifica a realidade do ritual sincrético no meio do povo escolhido.

12- Como era o modismo do povo e a violência dos príncipes na época de Sofonias? Complete:
Não havia nada de errado em alguém vestir a roupa do __estrangeiro__. O problema da "vestidura estranha" (v.8) era o __compromisso__ religioso de tal indumentária com o paganismo (2 Rs 10.22). Os príncipes de Judá, provavelmente filhos de Manassés ou Amom (pois Josias era bem novo para ter filhos nessa idade), serão duramente __castigados__ por causa da violência e do engano (v.9). O objetivo do castigo divino é exterminar o baalismo, o sincretismo, as práticas divinatórias e as __injustiças__ sociais.

IV. "O DIA DO SENHOR"
13- Qual o significado bíblico de "Dia do Senhor" ? Complete:
O termo hebraico para "dia" é yom, que pode ser "dia" no sentido literal (Jó 3.3) ou período de tempo (Gn 2.4). Assim, "o dia do SENHOR" (v.7) ou as fraseologias similares "dia da ira do SENHOR" (2.2,3) e "naquele dia" (1.10), indicam o período reservado por DEUS para o __acerto__ de contas com todos os moradores da __terra__ (Is 13.6,9; Ez 13.5; Jl 1.15; 2.1). Esse período também é chamado de __Grande__ Tribulação (Ap 7.14). O julgamento de Judá e das nações vizinhas é o prenúncio do __juízo__ vindouro.

14- O que quer dizer "sacrifício e seus convidados"?
(    ) A profecia afirma que Jeová "preparou o sacrifício e santificou os seus convidados" (v.7).
(    ) Aqui, essa sentença é chamada de "sacrifício", uma metáfora usada pelos profetas para indicar o juízo (Is 34.6; Jr 46.10; Ez 39.17-20).
(    ) O verbo hebraico para "santificar" é qadash, cuja ideia básica consiste em "separar, retirar do uso comum" (Lv 10.10).
(    ) Assim, os babilônios foram separados por DEUS para a execução da ira divina sobre o povo de Judá (v.10).

CONCLUSÃO
15- Complete:
O juízo vindouro não é assunto __descartável__. Os profetas trataram dele, bem como o Senhor JESUS CRISTO e seus __apóstolos__. Fica aqui um alerta para os promotores da teologia da __prosperidade__ (Fp 3.19-21). Infelizmente, entre muitos cristãos, os assuntos escatológicos são motivos de chacotas e risos. No entanto, DEUS não se deixa escarnecer. O seu __juízo__ é certo e verdadeiro e virá sobre todos os que praticam a iniquidade.

RESPOSTAS DO QUESTIONÁRIO EM  fonte /www.apazdosenhor.org.br/profhenrique/videosebdnatv.htm 

LIÇÃO 05 - A INSTITUIÇÃO DA MONARQUIA EM ISRAEL / SUBSÍDIOS / CLASSE ADULTOS

Apresentado pelo Comentarista das Revistas Lições Bíblicas Adultos da CPAD, pastor Osiel Gomes