SEJÁ VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR

Google+ Followers

Marcadores

Aborto ACONSELHAMENTO PRÉ-MATRIMÓNIAL Adolecentes Cristão ADOLESCENTES ADPB ADULTÉRIO ADULTOS Agradecimento Aniversario Apologética Cristã Arqueologia As Inquisições Assembleia de Deus Barack Obama Batismos Bíblia Brasil Casamento CGADB Ciência Círculo de Oração CLASSE BERÇARIO CLASSE BERÇÁRIO CLASSE DOS DISCIPULADOS CLASSE DOS DISCIPULANDO CLASSE DOS DISCIPULANDOS CLASSE JOVENS E ADULTOS CENTRAL GOSPEL CLASSE JOVENS E ADULTOS BETEL CLASSE MATERNAL Congresso CPAD Cruzada Curiosidades Cursos Departamento Infantil Depressão Desaparecido DESENHOS BIBLICOS Desfiles Dia do Pastor Discipulado Divórcio EBD EBO Escatologia Estudantes Estudos Eventos FALECIMENTO Família Filmes Galeria de Fotos Gospel Gratidão a Deus Hinos Antigos História Homenagens Homilética Homoxesualismo Ideologia de Gênero Idolatria Inquisição Islamismo Israel LIção de Vida Louvor Luto Maçonaria Mães Mensagens Ministério Missões MODISMOS Mundo Mundo Cristão MUSICAS EVANGÉLICAS Namoro Cristão Noivados Notícias Obreiros ONU Oração Pneumatologia política PRIMARIOS Psicopedagogia Pureza sexual Realidade Social Reforma Protestante RELIGIÕES Retiro Revista Central Gospel REVISTA CLASSE PRIMARIOS REVISTA CLASSE DOS PRE-ADOLESCENTES REVISTA CLASSE DOS ADOLESCENTES REVISTA CLASSE JARDIM DA INFANCIA REVISTA CLASSE JARDIM DA INFÂNCIA REVISTA CLASSE JUNIORES REVISTA DA CLASSE JOVENS CPAD. REVISTA DA CLASSE JOVENS. REVISTA DA CLASSE ADULTOS REVISTA DA CLASSE JOVENS E ADULTOS REVISTA DA CLASSE JUVENIS Revista Maternal Santa Ceia Saúde Seminário Sexualidade Subsídios Subsídios EBD Subsídios EBD Videos Templos Teologia Testemunho TRANSGÊNEROS Utilidade publica UTILIDADE PÚBLICA Vida de Adolecente videos Virgilha

03 abril 2015

CHUCK NORRIS SE TORNA PASTOR DE UMA IGREJA NOS EUA



Chuck Norris, uma das grandes estrelas americanas e sua esposa Gena O’Kelley, estão liderando uma igreja evangélica na Flórida. Norris que se converteu ao cristianismo há seis anos, já deixou claro o desejo de ser um pastor e ganhar almas para o reino de Deus.

O responsável para que Chuck Norris se chegasse a Jesus Cristo foi outra estrela americana, o ator Stephen Baldwin, que pregava constantemente para ele.  Os jornais dizem que Norris sempre andava com Stephen e foi por isso que acabou se convertendo ao cristianismo. Stephen tem o costume de falar da Jesus para as pessoas que estão ao seu redor e Norris era uma delas.

Norris acredita que parte do plano de Deus para sua vida aconteceu quando ele entrou pela primeira vez no mundo das artes marciais, enquanto servia como soldado na Coréia. Algo dentro dele gostava de cada minuto deste esporte.

“Eu era somente do tipo que iniciava e parava. Nunca pude realmente seguir adiante com tudo que começava. As artes marciais foi realmente a primeira coisa em minha vida que continuei através dos anos“, admitiu ele.

Sua esposa Gena também foi fundamental para ajudar a Norris estabelecer bons hábitos, como leitura regular da Bíblia e oração.

“Ela lê a Bíblia todos os dias“, disse Norris sobre sua esposa. “Finalmente, ela conseguiu que juntos, eu e ela lêssemos a Bíblia. Depois que eu comecei, se tornou uma rotina regular para nós.”

Embora Norris tenha crescido indo à igreja quando era criança, diz que aceitou ao Senhor como uma criança e ganhou inspiração através de uma cruzada de Billy Graham, quando ele era um jovem garoto. Norris realmente não tinha fé genuína até que ele conheceu sua esposa Gena.

O seu nome verdadeiro é Carlos Ray Norris. Ele recebeu o nome em homenagem a Carlos Berry, pastor da igreja que seu pai frequentava. O ator teve dois irmãos mais novos, Wieland (já morto) e Aaron (produtor de Hollywood). Quando o jovem Carlos tinha dezesseis anos, seus pais se divorciaram, e ele se mudou com sua mãe e irmãos para Prairie Village, no Kansas, e depois para Torrance, na Califórnia.

Chuck descreve sua infância como apática. Ele não era atlético, era tímido e tinha um desempenho medíocre na escola. Outras crianças o perturbavam por sua etnia misturada, e o menino sonhava em se livrar de seus detratores. Ele mencionou em sua autobiografia que seu pai tinha um sério problema com alcoolismo e foi um pai ausente durante seu crescimento. Chuck admitiu que não o amava, mas sentia pena dele, porque “era assim que ele era, e ele perdia muito com isso.