SEJÁ VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR

Google+ Followers

Marcadores

Aborto ACONSELHAMENTO PRÉ-MATRIMÓNIAL Adolecentes Cristão ADOLESCENTES ADPB ADULTÉRIO ADULTOS Agradecimento Aniversario Apologética Cristã Arqueologia As Inquisições Assembleia de Deus Barack Obama Batismos Bíblia Brasil Casamento CGADB Ciência Círculo de Oração CLASSE BERÇARIO CLASSE BERÇÁRIO CLASSE DOS DISCIPULADOS CLASSE DOS DISCIPULANDO CLASSE DOS DISCIPULANDOS CLASSE JOVENS E ADULTOS CENTRAL GOSPEL CLASSE JOVENS E ADULTOS BETEL CLASSE MATERNAL Congresso CPAD Cruzada Curiosidades Cursos Departamento Infantil Depressão Desaparecido DESENHOS BIBLICOS Desfiles Dia do Pastor Discipulado Divórcio EBD EBO Escatologia Estudantes Estudos Eventos FALECIMENTO Família Filmes Galeria de Fotos Gospel Gratidão a Deus Hinos Antigos História Homenagens Homilética Homoxesualismo Ideologia de Gênero Idolatria Inquisição Islamismo Israel LIção de Vida Louvor Luto Maçonaria Mães Mensagens Ministério Missões MODISMOS Mundo Mundo Cristão MUSICAS EVANGÉLICAS Namoro Cristão Noivados Notícias Obreiros ONU Oração Pneumatologia política PRIMARIOS Psicopedagogia Pureza sexual Realidade Social Reforma Protestante RELIGIÕES Retiro Revista Central Gospel REVISTA CLASSE PRIMARIOS REVISTA CLASSE DOS PRE-ADOLESCENTES REVISTA CLASSE DOS ADOLESCENTES REVISTA CLASSE JARDIM DA INFANCIA REVISTA CLASSE JARDIM DA INFÂNCIA REVISTA CLASSE JUNIORES REVISTA DA CLASSE JOVENS CPAD. REVISTA DA CLASSE JOVENS. REVISTA DA CLASSE ADULTOS REVISTA DA CLASSE JOVENS E ADULTOS REVISTA DA CLASSE JUVENIS Revista Maternal Santa Ceia Saúde Seminário Sexualidade Subsídios Subsídios EBD Subsídios EBD Videos Templos Teologia Testemunho TRANSGÊNEROS Utilidade publica UTILIDADE PÚBLICA Vida de Adolecente videos Virgilha

09 novembro 2015

Adultos: O Começo de Todas as coisas – Estudos sobre o livro de Gênesis Lição 07: A família que sobreviveu ao Dilúvio

Professoras e professores, observem estas orientações:
1 – Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:
- Cumprimentem os alunos.
- Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.
2 - Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.
Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.
3 - Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais,deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.
4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.
5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!.
6 - Agora, iniciem o estudo da lição:
- Apresentem o título da lição: A família que sobreviveu ao Dilúvio.
- Iniciem a aula, lançando a seguinte pergunta:
O Dilúvio foi universal? Por quê?
Aguardem as respostas.
Depois, apresentem o posicionamento mais aceito: o Dilúvio foi universal. Apresentem argumentação bíblica sobre isto.
- Lembrem-se de que ao trabalhar o conteúdo da lição, vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.
Apresentem a figura abaixo para mostrar o tamanho da arca em comparação a outros objetos:  

Como curiosidade, falem que na Holanda existe uma arca com as mesmas dimensões da arca de Noé, vejam imagem abaixo:


- Para concluir, utilizem a dinâmica “Ação de Resistência”.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Importante!!!
Para a conclusão do trimestre, sugiro que façam uma Mostra Cultural.
Quer saber como fazer?
Leiam o texto pedagógico “Mostra Cultural na EBD”, que vocês encontram no marcador “Texto pedagógico” deste blog.


Dinâmica: Ação de Resistência
Objetivo: Refletir sobre os cuidados que devemos diante da corrupção do mundo, vivendo de forma íntegra de acordo com a Palavra de Deus.
Material:
Uma sombrinha sem defeito ou guarda-chuva
Uma sombrinha quebrada
¼ da folha de papel ofício para cada aluno
01 coleção de lápis hidrocor
01 rolo de fita adesiva
Papéis coloridos pequenos, com um furo para pendurar um cordão

Procedimento:
- Apresentem a sombrinha fechada.
- Perguntem: Para que usamos uma sombrinha?
Aguardem as respostas.
Espera-se que os alunos falem que a sombrinha é utilizada para proteger a pessoa da chuva ou do sol ou do vento forte.
- Falem: Para que a pessoa fique protegida a sombrinha deve estar aberta(agora abram a sombrinha).
- Falem: Vamos agora refletir sobre a sombrinha aberta para proteção com relação ao cristão e sua família diante dos desafios do mundo que jaz no maligno.
- Agora, distribuam papel e lápis hidrocor para os alunos e peçam para que cada um escreva uma palavra que resuma os ataques de satanás contra a família.
- Depois, fixem, com fita adesiva, estes papéis na parte externa da sombrinha, simbolizando que os ataques são externos, isto é, na sociedade etc.
Vocês devem acrescentar outros tipos de ataques apresentados na lição, caso eles não tenham sido apontados pelos alunos.
Depois, leiam cada palavra para os alunos e façam um breve comentário sobre elas.
- Perguntem: O que estes ataques podem causar na família?
Aguardem as respostas.
- Depois, apresentem a sombrinha quebrada e falem: Estes ataques podem destruir a família, ficando sem a proteção, perdendo os valores cristãos e a mercê do materialismo e do liberalismo social.
A sombrinha pode se quebrar por não suportar a força do vento, da chuva forte etc, indicando que a sombrinha não era de boa qualidade. Isto nos remete ao cuidado com o tipo de ação protetiva que cultivamos na família, para que não fique desprovida de ações qualitativas centradas na Palavra de Deus.
- Falem: Mas, o que a família pode fazer?
Distribuam os papéis coloridos pequenos, já com um furo e o cordão pendurado.
Peçam para que os alunos escrevam, neste papel, palavras que se refiram as ações que a família deve fazer para permanecer firme diante dos ataques do inimigo.
Depois, pendurem cada papel na parte interna(nas aspas) da sombrinha, representando que as ações de resistência estão na família.
Leiam cada palavra para os alunos e façam um breve comentário sobre elas.
Por isso que a sombrinha tem que estar aberta, pois representa a proteção contra estes ataques, sabendo que o que a protege é o que está na parte interna.
A sombrinha fechada ou quebrada indica que a família está completamente vulnerável aos ataques do inimigo.
- Leiam  “Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, ele fugirá de vós”(Tg 4.7).
- Para concluir, perguntem: Alguém já perdeu uma sombrinha ou guarda-chuva?
Certamente a resposta será positiva, pois é comum perder este objeto.
Isto nos remete ao aspecto de que a família não pode se esquecer de estar sempre cuidando de sua proteção contra as investidas malignas.
Ideia original do uso da sombrinha como proteção em dinâmica desconhecida.

Esta versão da dinâmica por Sulamita Macedo.