SEJÁ VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR

Google+ Followers

Marcadores

Aborto ACONSELHAMENTO PRÉ-MATRIMÓNIAL Adolecentes Cristão ADOLESCENTES ADPB ADULTÉRIO ADULTOS Agradecimento Aniversario Apologética Cristã Arqueologia As Inquisições Assembleia de Deus Barack Obama Batismos Bíblia Brasil Casamento CGADB Ciência Círculo de Oração CLASSE BERÇARIO CLASSE BERÇÁRIO CLASSE DOS DISCIPULADOS CLASSE DOS DISCIPULANDO CLASSE DOS DISCIPULANDOS CLASSE JOVENS E ADULTOS CENTRAL GOSPEL CLASSE JOVENS E ADULTOS BETEL CLASSE MATERNAL Congresso CPAD Cruzada Curiosidades Cursos Departamento Infantil Depressão Desaparecido DESENHOS BIBLICOS Desfiles Dia do Pastor Discipulado Divórcio EBD EBO Escatologia Estudantes Estudos Eventos FALECIMENTO Família Filmes Galeria de Fotos Gospel Gratidão a Deus Hinos Antigos História Homenagens Homilética Homoxesualismo Ideologia de Gênero Idolatria Inquisição Islamismo Israel LIção de Vida Louvor Luto Maçonaria Mães Mensagens Ministério Missões MODISMOS Mundo Mundo Cristão MUSICAS EVANGÉLICAS Namoro Cristão Noivados Notícias Obreiros ONU Oração Pneumatologia política PRIMARIOS Psicopedagogia Pureza sexual Realidade Social Reforma Protestante RELIGIÕES Retiro Revista Central Gospel REVISTA CLASSE PRIMARIOS REVISTA CLASSE DOS PRE-ADOLESCENTES REVISTA CLASSE DOS ADOLESCENTES REVISTA CLASSE JARDIM DA INFANCIA REVISTA CLASSE JARDIM DA INFÂNCIA REVISTA CLASSE JUNIORES REVISTA DA CLASSE JOVENS. REVISTA DA CLASSE ADULTOS REVISTA DA CLASSE JUVENIS Revista Maternal Santa Ceia Saúde Seminário Sexualidade Subsídios Subsídios EBD Subsídios EBD Videos Templos Teologia Testemunho TRANSGÊNEROS Utilidade publica UTILIDADE PÚBLICA Vida de Adolecente videos Virgilha

15 janeiro 2016

OITO ABALOS SÃO REGISTRADOS EM 3 DIAS NO PARANÁ

post-feature-image

Tremores de terra foram registrados na região do bairro Jardim Califórnia. Moradores de Cambé afirmam que casas foram danificadas após abalos.

Um dos quatro sismógrafos instalados em Londrina, no norte do Paraná, no dia 6 de janeiroregistrou oito abalos sísmicos na região do bairro Jardim Califórnia entre domingo (10) e terça-feira (12). De acordo com o primeiro relatório dos pesquisadores da Universidade Estadual de Londrina (UEL) e Universidade de São Paulo (USP), divulgado nesta quarta-feira (13), os tremores de terra variaram entre 1,1 e 1,7 de intensidade.


Os moradores dos bairros Jardim Califórnia, Jardim Europa, San Fernando e Vila Brasil, todos na zona leste do município, reclamam que estão ouvindo estrondos e sentindo tremores de terra desde 14 de dezembro de 2015. Após o surgimento de rachaduras em paredes e pisos, muitos moradores dizem que pretendem deixar as casas onde moram por medo. O Centro de Sismologia da USP já tinha confirmado a ocorrência de dois terremotos na região nos dias 14 de dezembro e1° de janeiro de 2016.

Os dados relatados pelos sismógrafos ainda são preliminares e os micro tremores ainda serão investigados. Esse levantamento foi encaminhado para o Centro de Sismologia de São Paulo para um estudo mais detalhado. Como o laboratório está com diversos trabalhos, analisando tremores que aconteceram na Bahia e Minas Gerais, o resultado dessa análise deve ficar pronto em 30 dias.

"Ainda não sabemos a profundidade desses abalos, precisamos de mais informações, mais dados, para podermos calcular e descobrir o que está causando essas ondas. A população precisa saber que esses tremores de terra são de pequena intensidade e não descartamos nenhuma possibilidade de estudo", detalha o professor de geofísica da UEL, João Paulo Pinese.

Tremores na região metropolitana
Além desses registros, moradores da zona oeste de Londrina, Cambé, Rolândia eIbiporãafirmam que a terra também tremeu nos locais na terça-feira (12). Rachaduras apareceram em várias casas.

Na casa de Márcia Regina Nunes Miranda, que mora no Jardim Ana Rosa, emCambé, várias rachaduras apareceram. “Levantei de manhã e percebi várias rachaduras pela casa. Na parede da cozinha foi onde apareceram as piores rachaduras. Antes estava tudo normal, essas rachaduras não existiam”, detalha. No lado externo da casa, o muro trincou e está caindo aos pedaços.

Os danos apareceram em várias casas do bairro. Na sala de Ana Carla Teixeira da Silva, pisos quebraram e debaixo deles fendas apareceram. Além do prejuízo, há um perigo para a família. A parede do quarto corre o risco de desabar.

“Não temos para onde ir. Esses dois cômodos serão o nosso cantinho até arrumar a parede”, constata a moradora.

Moradores relataram incidentes em dois momentos: na segunda-feira, entre 21h e 22h, e na madrugada de terça, às 3 horas. Alguns disseram que ouviram um forte estrondo, outros que sentiram um tremor. Também teve gente que não percebeu nada, mas quando acordou, constatou os estragos na casa.

“Eu vim aqui fora e vi como o piso ficou. Eu acho que foi um tremor de terra, porque ninguém sabe explicar como isso aconteceu. Eu nunca vi isso”, conta Maria Aparecida Salomão Nunes.

A uns três quilômetros do Jardim Ana Rosa, no Jardim Boa Vista, o problema se repete. Rachaduras grandes, paredes se soltando e o mesmo relato do que originou o prejuízo.

“Era mais ou menos umas 3h30 da manhã quando ouvimos batidas na parede, como se a parede estivesse vibrando. Foi um estrondo bem forte”, diz o pintor Roberto de Oliveira.

No Jardim Maracanã, na zona oeste de Londrina, moradores também relataram tremores.


Fonte: G1http://www.libertar.in/2016/01/oito-abalos-sao-registrados-em-3-dias.html