SEJÁ VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR

Google+ Followers

Marcadores

Aborto ACONSELHAMENTO PRÉ-MATRIMÓNIAL Adolecentes Cristão ADOLESCENTES ADPB ADULTÉRIO ADULTOS Agradecimento Aniversario Apologética Cristã Arqueologia As Inquisições Assembleia de Deus Barack Obama Batismos Bíblia Brasil Casamento CGADB Ciência Círculo de Oração CLASSE BERÇARIO CLASSE BERÇÁRIO CLASSE DOS DISCIPULADOS CLASSE DOS DISCIPULANDO CLASSE DOS DISCIPULANDOS CLASSE JOVENS E ADULTOS CENTRAL GOSPEL CLASSE JOVENS E ADULTOS BETEL CLASSE MATERNAL Congresso CPAD Cruzada Curiosidades Cursos Departamento Infantil Depressão Desaparecido DESENHOS BIBLICOS Desfiles Dia do Pastor Discipulado Divórcio EBD EBO Escatologia Estudantes Estudos Eventos FALECIMENTO Família Filmes Galeria de Fotos Gospel Gratidão a Deus Hinos Antigos História Homenagens Homilética Homoxesualismo Ideologia de Gênero Idolatria Inquisição Islamismo Israel LIção de Vida Louvor Luto Maçonaria Mães Mensagens Ministério Missões MODISMOS Mundo Mundo Cristão MUSICAS EVANGÉLICAS Namoro Cristão Noivados Notícias Obreiros ONU Oração Pneumatologia política PRIMARIOS Psicopedagogia Pureza sexual Realidade Social Reforma Protestante RELIGIÕES Retiro Revista Central Gospel REVISTA CLASSE PRIMARIOS REVISTA CLASSE DOS PRE-ADOLESCENTES REVISTA CLASSE DOS ADOLESCENTES REVISTA CLASSE JARDIM DA INFANCIA REVISTA CLASSE JARDIM DA INFÂNCIA REVISTA CLASSE JUNIORES REVISTA DA CLASSE JOVENS CPAD. REVISTA DA CLASSE JOVENS. REVISTA DA CLASSE ADULTOS REVISTA DA CLASSE JOVENS E ADULTOS REVISTA DA CLASSE JUVENIS Revista Maternal Santa Ceia Saúde Seminário Sexualidade Subsídios Subsídios EBD Subsídios EBD Videos Templos Teologia Testemunho TRANSGÊNEROS Utilidade publica UTILIDADE PÚBLICA Vida de Adolecente videos Virgilha

13 fevereiro 2016

DILMA FARÁ NESTE ANO VISITA INÉDITA AO IRÃ, MAS CONTINUA REJEITANDO ISRAEL


Dilma Rousseff, aquela mesma que pediu para que o mundo "dialogasse" com o Estado Islâmico, que construiu uma mesquita-embaixada para a Palestina, mesmo ela ainda não sendo um país, a mesma Dilma que rejeitou o envio do embaixador israelense ao Brasil, rompendo relações com Israel, agora promete que fará uma visita inédita ao Irã... o mesmo Irã que tem na sua agenda, por exemplo, o "fim de Israel"...

---

A presidente Dilma Rousseff combinou nesta quinta-feira (11), com o embaixador iraniano, Mohammad Ali, um significativo aumento da relação econômico-comercial, que terá como cereja do bolo uma visita presidencial a Teerã ainda neste ano.

O presidente iraniano, Hasan Rowhani retribuirá a visita no máximo em 2017, se não puder vir neste ano.

O embaixador Ali manifestou a Dilma o interesse iraniano em itens que soam como música aos ouvidos não só da presidente, carente de boas notícias, mas também do empresariado industrial, sufocado pela crise.

O Irã quer comprar táxis a gás em quantidade significativa, ônibus, caminhões e máquinas agrícolas.

Vahid Salemi/Associated Press
O presidente do Irã, Hasan Rowhani, nas comemoração dos 37 anos da Revolução Islâmica, em Teerã

Quer também importar "número considerável" de aviões da Embraer, a serem utilizados na reativação da aviação regional iraniana, um dos setores prejudicados pelas sanções impostas pelas Nações Unidas para obrigar o país a abandonar uma eventual vertente militar em seu programa nuclear.

A recente eliminação das sanções, formalizada no mês passado, é a base para a retomada de um relacionamento que chegou a ser razoavelmente intenso no período Lula (2003 a 2010).

O intercâmbio comercial passou de magros US$ 500 milhões em 2002 para US$ 2,18 bilhões em 2012. Mas caiu, no ano passado, para apenas US$ 1,66 bilhão.

DIVERSIFICAÇÃO

Os itens de interesse do Irã não só tendem, como é óbvio, a aumentar o volume de intercâmbio como a tornar mais rica a pauta brasileira de exportação, hoje concentrada em produtos básicos.

Dilma e os ministros presentes ao encontro (o chanceler Mauro Vieira e o titular de Minas e Energia, Eduardo Braga) disseram que o Brasil, em troca, se interessa pelo petróleo iraniano, considerado de alta qualidade e, por isso, ideal para o "mix" petrolífero brasileiro.

Mas se interessaram também pelas indústrias iranianas de bio e nanotecnologia.

O interesse iraniano será agora levado aos demais ministérios e também ao setor privado, para conhecer a disponibilidade para atender às eventuais encomendas.

Será criado um grupo de trabalho para organizar a cooperação, em tempo para receber a visita, em breve do chanceler iraniano, Mohammad Javad Zarif.

O chanceler já devia ter vindo, mas sua visita coincidiria com a cerimônia de levantamento das sanções, motivo pelo qual foi adiada.

Mas, no Fórum Econômico Mundial deste ano em Davos, Zarif manifestou à Folha o interesse pelo Brasil: "O Irã está aberto para o Brasil. Aberto para a cooperação econômica e para a cooperação industrial", disse o chanceler, o que o seu embaixador em Brasília ratificou nesta quinta, descendo a detalhes.

O Brasil entra, assim, na corrente de países que se apressaram a procurar Teerã tão logo as sanções caíram.

Via: Folhahttp://www.libertar.in/2016/02/dilma-fara-neste-ano-visita-inedita-ao.html