SEJÁ VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR

Google+ Followers

Marcadores

Aborto ACONSELHAMENTO PRÉ-MATRIMÓNIAL Adolecentes Cristão ADOLESCENTES ADPB ADULTÉRIO ADULTOS Agradecimento Aniversario Apologética Cristã Arqueologia As Inquisições Assembleia de Deus Barack Obama Batismos Bíblia Brasil Casamento CGADB Ciência Círculo de Oração CLASSE BERÇARIO CLASSE BERÇÁRIO CLASSE DOS DISCIPULADOS CLASSE DOS DISCIPULANDO CLASSE DOS DISCIPULANDOS CLASSE JOVENS E ADULTOS CENTRAL GOSPEL CLASSE JOVENS E ADULTOS BETEL CLASSE MATERNAL Congresso CPAD Cruzada Curiosidades Cursos Departamento Infantil Depressão Desaparecido DESENHOS BIBLICOS Desfiles Dia do Pastor Discipulado Divórcio EBD EBO Escatologia Estudantes Estudos Eventos FALECIMENTO Família Filmes Galeria de Fotos Gospel Gratidão a Deus Hinos Antigos História Homenagens Homilética Homoxesualismo Ideologia de Gênero Idolatria Inquisição Islamismo Israel LIção de Vida Louvor Luto Maçonaria Mães Mensagens Ministério Missões MODISMOS Mundo Mundo Cristão MUSICAS EVANGÉLICAS Namoro Cristão Noivados Notícias Obreiros ONU Oração Pneumatologia política PRIMARIOS Psicopedagogia Pureza sexual Realidade Social Reforma Protestante RELIGIÕES Retiro Revista Central Gospel REVISTA CLASSE PRIMARIOS REVISTA CLASSE DOS PRE-ADOLESCENTES REVISTA CLASSE DOS ADOLESCENTES REVISTA CLASSE JARDIM DA INFANCIA REVISTA CLASSE JARDIM DA INFÂNCIA REVISTA CLASSE JUNIORES REVISTA DA CLASSE JOVENS. REVISTA DA CLASSE ADULTOS REVISTA DA CLASSE JUVENIS Revista Maternal Santa Ceia Saúde Seminário Sexualidade Subsídios Subsídios EBD Subsídios EBD Videos Templos Teologia Testemunho TRANSGÊNEROS Utilidade publica UTILIDADE PÚBLICA Vida de Adolecente videos Virgilha

31 março 2016

Ex-muçulmana da Ásia Central tem encontro marcante com Deus


Frequentemente, novos convertidos ao cristianismo são multados, presos e até expulsos de suas comunidades.

Anvar* era uma muçulmana solitária da Ásia Central. Tinha limitações por ter uma deficiência física e sempre 
se sentia muito rejeitada, tanto pela família quanto pelos amigos. Mesmo assim, ela se esforçava para cuidar
 de sua irmã, que também é deficiente. Ela tinha um único desejo, que era encontrar uma pessoa que a amasse
 do jeito que é e que realmente se importasse com sua vida.
No final de 2015, Cristo bateu em sua porta. "Conheci um cristão que me falou sobre o Salvador e fiquei muito entusiasmada. Eu queria saber mais. Eu queria me aproximar de Jesus. E quanto mais eu sabia sobre Ele, mais eu me convencia de que eu era amada. O Natal chegou e havia uma igreja que estava distribuindo presentes através de um projeto daPortas Abertas, como forma de expressar o ‘amor ao próximo’. Aquilo me tocou profundamente", lembra Anvar.
Ela nunca havia recebido um único presente na vida. "Fiquei tão surpresa quando também recebi o presente. Era uma cesta com vários alimentos, objetos úteis e lembrancinhas. Tinha tanta coisa que eu poderia me alimentar daquela cesta por duas semanas. Então eu chorei de alegria e de emoção. A minha gratidão veio em forma de lágrimas. Eu realmente me senti feliz. Aquele presente significava muito mais para mim. Era como uma declaração de amor de Deus", diz a nova convertida.
Anvar está vivendo o primeiro amor, ela ainda não sofreu nenhum tipo de perseguição religiosa, mas há grandes possibilidades de que isto aconteça. Frequentemente, ex-muçulmanos que se convertem ao cristianismo são multados, presos e até expulsos de suas comunidades. "Eu não me importo com o que virá daqui para frente, pois agora eu tenho alguém que me ama de verdade e entrei para uma grande família, dentro da qual serei amparada e acolhida", finaliza ela.
Motivos de oração
- Ore ao Senhor para que proteja Anvar e, se for da vontade dele, a livre da perseguição religiosa.
- Peça a Deus para que a igreja na Ásia Central se fortaleça e que tenha cada vez mais estratégias para lidar com os perseguidores.
- Ore também para que a família de Anvar seja tocada pelo amor de Cristo e que eles possam aprender através da vida dela que não há outro caminho além de Jesus.
*Nome alterado por motivos de segurança.
Fonte: Portas Abertas Internacional