SEJÁ VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR

Google+ Followers

Marcadores

Aborto ACONSELHAMENTO PRÉ-MATRIMÓNIAL Adolecentes Cristão ADOLESCENTES ADPB ADULTÉRIO ADULTOS Agradecimento Aniversario Apologética Cristã Arqueologia As Inquisições Assembleia de Deus Barack Obama Batismos Bíblia Brasil Casamento CGADB Ciência Círculo de Oração CLASSE BERÇARIO CLASSE BERÇÁRIO CLASSE DOS DISCIPULADOS CLASSE DOS DISCIPULANDO CLASSE DOS DISCIPULANDOS CLASSE JOVENS E ADULTOS CENTRAL GOSPEL CLASSE JOVENS E ADULTOS BETEL CLASSE MATERNAL Congresso CPAD Cruzada Curiosidades Cursos Departamento Infantil Depressão Desaparecido DESENHOS BIBLICOS Desfiles Dia do Pastor Discipulado Divórcio EBD EBO Escatologia Estudantes Estudos Eventos FALECIMENTO Família Filmes Galeria de Fotos Gospel Gratidão a Deus Hinos Antigos História Homenagens Homilética Homoxesualismo Ideologia de Gênero Idolatria Inquisição Islamismo Israel LIção de Vida Louvor Luto Maçonaria Mães Mensagens Ministério Missões MODISMOS Mundo Mundo Cristão MUSICAS EVANGÉLICAS Namoro Cristão Noivados Notícias Obreiros ONU Oração Pneumatologia política PRIMARIOS Psicopedagogia Pureza sexual Realidade Social Reforma Protestante RELIGIÕES Retiro Revista Central Gospel REVISTA CLASSE PRIMARIOS REVISTA CLASSE DOS PRE-ADOLESCENTES REVISTA CLASSE DOS ADOLESCENTES REVISTA CLASSE JARDIM DA INFANCIA REVISTA CLASSE JARDIM DA INFÂNCIA REVISTA CLASSE JUNIORES REVISTA DA CLASSE JOVENS. REVISTA DA CLASSE ADULTOS REVISTA DA CLASSE JUVENIS Revista Maternal Santa Ceia Saúde Seminário Sexualidade Subsídios Subsídios EBD Subsídios EBD Videos Templos Teologia Testemunho TRANSGÊNEROS Utilidade publica UTILIDADE PÚBLICA Vida de Adolecente videos Virgilha

10 maio 2016

Pr. José Carlos de Lima – Presidente da ADPB, COMADEP e UMADENE

PALAVRA DO PASTOR

Pr. José Carlos de Lima
Vivemos dias tumultuados. Crise econômica, política, religiosa… a sociedade está vivendo cercada de muitos medos e problemas. Porém, há lições valiosas que podemos e devemos aprender no meio de uma sociedade cheia de problemas.

A compreensão do nosso futuro eterno (de salvação) nos ajuda a manter a esperança nos dias tumultuados. As oscilações do câmbio ou da Bolsa de Valores podem quebrar carreiras políticas e consumir fortunas. Mas, como se diz, no final das contas, são nada mais do que números e pedacinhos de papel. Tendo muitos pedacinhos ou poucos, como nos alerta o texto bíblico, qualquer pessoa vai sair desta vida do mesmo jeito que entrou: nua e sem nada (Jó 1.21).
Uma sociedade aflita e doente como a de nossos dias refletem o triste fato que muitas pessoas hoje estão sem rumo. Enganadas pelas filosofias vãs de descrentes, elas não sabem de onde vêm ou para onde vão. Por exemplo, a teoria da evolução nega o Criador e tira do ser humano o sentido de onde vem. Outros negam a existência de Deus e tiram do ser humano a esperança da eternidade com o Criador. Conceitos que visam a relatividade da moral e ética produzem seres humanos “sem leme, nem âncora no meio de um mar tempestuoso”.
Teorias e filosofias vêm e vão, mas a palavra de Deus “vive e é permanente” (1ª Pe 1.23). Ela “permanece eternamente” (1ª Pe 1.25). A Bíblia nos conta a história de um homem sábio (há mais ou menos 3.000 anos) que procurou entender o sentido da vida. Procurou prazer, posses e a satisfação do próprio trabalho. Mas faltou-lhe alguma coisa essencial. Olhando somente para a vida “debaixo do sol”, ele percebeu a grande futilidade desta vida (Ec 1.2-3). Hoje, para as pessoas presas nos ensinamentos limitados de homens, a futilidade continua. Ela nasce, passa por momentos alegres e outros tristes, e morre, achando que seus atos nesta vida não terão nenhuma consequência eterna. Para os que servem a Deus, a vida não é vazia. Louvamos a Deus, pois sabemos que a vida não consiste apenas nas coisas da nossa existência terrestre.
No mesmo livro de Eclesiastes, o sábio rei Salomão, encerra com os ensinamentos que precisamos para verdadeiramente vivermos uma vida plena:
– Olhar para trás, lembrando o nosso Criador (12.1).
– Olhar para frente, reconhecendo que a vida aqui é passageira (12.1-7).
– Viver com a perspectiva eterna. A vida sem Deus é vã e vazia.  E deixa a pessoa despreparada e sem esperança para a eternidade. Porém, a pessoa que vive uma vida para a Glória de Deus reconherá a importância de fazer a vontade d’Ele (12.13-14).
Que o Senhor nos ajude a vivermos uma vida cheia de esperança e a comunicar essa Esperança, as Boas Novas, aos que vivem sem esperança nesse mundo!

Pr. José Carlos de Lima – Presidente da ADPB, COMADEP e UMADENE