SEJÁ VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR

Google+ Followers

11 setembro 2016

A Bíblia condena o vício da pornografia? - Artigo Gospel Prime




No último artigo que escrevemos falamos um pouco sobre a pornografia a partir da ótica científica. Desta feita, iremos abordá-la sob a tutela das Escrituras Sagradas. À vista desta abordagem, a Bíblia, de fato, condena a pornografia?

Ao folhearmos todas as páginas da Bíblia, não encontraremos a palavra “pornografia”. Entretanto, esta ausência vocabular não significa que as Escrituras não tratem do assunto. Pelo contrário, existe um termo grego chamadoporneia[1], que é traduzido em língua portuguesa pela palavra prostituição (Gl 5.19). Porneia abrange toda e qualquer prática sexual.
Como esposado pelo título deste artigo, geralmente o consumo de pornografia vem acompanhado pelo vício. E o que é vício? É a “dependência física e/ou psicológica de determinada substância ou prática”[2]. Dessa forma, o consumo excessivo e incontrolável de material pornográfico configura-se um vício, que, por seu turno, é condenado biblicamente: “Não sabeis que daquele a quem vos ofereceis como servos para obediência, desse mesmo a quem obedeceis sois servos, seja do pecado para a morte ou da obediência para a justiça?” (Rm 6.16, ARA[3] ).
Em 1 Coríntios 6.12, o apóstolo Paulo diz: “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas”. Trocando em miúdos, o doutor dos gentios quis dizer que, quando aceitamos Cristo como nosso Senhor e Salvador, somos libertados das amarras do pecado, ou seja, temos plena liberdade de escolha. Realidade esta que um viciado em pornografia não desfruta, porque está dominado, vencido pelos desejos desenfreados da natureza pecaminosa que nele habita (Gl 5.19).
É importante também compreendermos que o pecado não está apenas no vício em si, mas também no próprio consumo de porneia. Como dito acima, esta expressão grega abrange toda e qualquer prática sexual. E o mundo da pornografia é recheado de práticas sexualmente abomináveis diante de Deus: incesto (Lv 18.6), fornicação (Dt 22.20-21; 1 Ts 4.3-5), pedofilia (Rm 1.31; 2 Tm 3.1-3), prostituição (1 Reis 15.12; Gl 5.19), adultério (Mt 5.27-28), bestialismo (Lv 18.23), homossexualismo (Lv 18.22; Rm 1.26-27), bigamia e poligamia (Lv 18.18), orgia (Rm 13.13; 1 Pe 4.3). Certamente, além dessas, existem outras práticas pervertidas.
Portanto, as evidências bíblicas são claras em relação ao vício em pornografia. O Livro Santo condena veementemente toda e qualquer prática sexual que não seja dentro do casamento entre um homem e uma mulher: “Digno de honra entre todos seja o matrimônio, bem como o leito sem mácula; porque Deus julgará os impuros e adúlteros” (Hb 13.4).
Concluindo, faço minhas as palavras do rei Davi: “Não porei coisa má diante dos meus olhos; aborreço as ações daqueles que se desviam; nada se me pegará” (Sl 101.3, ARC[4]).
Notas

[1] Bíblia de Estudo Palavras-Chave Hebraico e Grego. 2ª ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2011, p. 2366.
[2] “Vício.”. Dicionário Online Caldas Aulete. Disponível em: <http://www.aulete.com.br/v%C3%ADcio>. Acesso em: 17/08/16.
[3] Almeida Revista e Atualizada
[4] Almeida Revista e CorrigidaPor João Paulo Souza
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AS 10 MAIS VISITADAS