SEJÁ VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR

Google+ Followers

07 março 2017

Igreja O Brasil para Cristo é homenageada na Câmara Federal


Na manhã desta segunda-feira (06), a Igreja O Brasil para Cristo foi homenageada por seus 61 anos, em sessão solene na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF).

Participaram do momento e tiveram oportunidade de falar na tribuna, representantes da denominação, como o pastor e deputado federal Roberto de Lucena (PV - SP) e os reverendos Luiz Fernandes Bergamini (presidente da Convenção das Igrejas O Brasil Para Cristo) e Orlando Silva (presidente de honra da denominação).

Em seu discurso no plenário da Câmara, Roberto de Lucena expressou sua gratidão em poder homenagear o ministério no qual ele foi criado, amadureceu na fé e viu seu próprio pai trabalhar como obreiro e pastor por 40 anos.

"É uma honra poder prestar esta justa homenagem em sessão solene da Câmara dos Deputados à Igreja O Brasil para Cristo", afirmou. "Eu Tinha apenas um ano de idade, quando o meu pai se converteu à fé evangélica na Igreja O Brasil para Cristo. Esta igreja, que estava vivendo seus primeiros anos, foi o ambiente onde o meu pai teve a sua experiência de fé, de conversão, começou a servir como obreiro e lá, juntamente com outros obreiros e líderes, eu aprendi a me deixar guiar pelos ensinamentos de Cristo".

"Meu pai foi pastor da Igreja O Brasil para Cristo por 40 anos, na cidade de Santa Isabel, na grande São Paulo. Eu acompanhei de perto a história dessa igreja, que iniciou-se como um movimento de evangelização e depois organizou-se até se tornar uma das maiores organizações evangélicas desse país", acrescentou.

Lucena também destacou a dura perseguição que a Igreja O Brasil para Cristo enfrentou nos tempos da ditadura militar, lembrando que não só os templos da igreja sofreram depredações e incêndios criminosos, mas também o próprio fundador da denominação chegou a ser preso diversas vezes.

"Essa história nem sempre foi fácil. Os obstáculos foram muitos ao longo de todas essas guerras. Aos mais antigos não faltam histórias para contar sobre templos e tabernáculos que foram depredados e queimados, sobre perseguições e afrontas. Muitos dos pastores da geração pioneira da Igreja O Brasil para Cristo foram perseguidos, alguns deles foram presos. O próprio fundador da igreja, o missionário Manoel de Mello foi preso 27 vezes", relatou.

Porém a perseguição não foi suficiente para fazer com que os pastores e missionários da igreja desanimassem. Lucena lembrou que a perseguição, na verdade, só contribuiu para o seu fortalecimento.

"A cada uma dessas histórias tristes corresponde outra de união pela fé e de superação de todas as dificuldades. A igreja não se enfraqueceu, não diminuiu em função das perseguições. Pelo contrário: a cada afronta, mais a igreja se fortalecia, mais ela crescia e cada vez mais ocupava um papel importante na história da evangelização desse país", destacou.


Celebração oficial
No mês de maio de 2016 foi aprovada a Lei 13.279/2016, que inclui o dia 03 de março no calendário oficial do país como o Dia Nacional da Igreja O Brasil Para Cristo.

Falando com exclusividade ao Portal Guiame, Roberto de Lucena apontou a aprovação da lei como uma importante conquista.

"A inserção da data comemorativa da fundação da Igreja O Brasil Para Cristo no calendário Nacional é o reconhecimento do importante trabalho que essa denominação evangélica pentecostal tem desenvolvido no Brasil ao longo dessas seis décadas. Uma história de dedicação ao povo e consagração a Deus", afirmou.



Guiame  http://www.cleitonalbino.com

AD em Itajá realiza batismo nas águas

Aconteceu, neste sábado dia (22), na cidade de Itajá, liderado pelo Pastor Josias Belmiro, líder da Assembleia de Deus naquele município...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AS 10 MAIS VISITADAS