SEJÁ VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR

Google+ Followers

02 junho 2017

Adultos: O Caráter do Cristão - Moldado pela Palavra de Deus e provado como ouro Lição 10: Maria, irmã de Lázaro, uma devoção amorosa

Professoras e professores, observem estas orientações:
1 – Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:
- Cumprimentem os alunos.
- Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.
2 - Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.
Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.
3 - Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais,deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.
4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.
5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!
6 - Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:
- Apresentem o título da lição: Maria, irmã de Lázaro, uma devoção amorosa.
- Em seguida, escrevam o nome “Maria, irmã de Lázaro” no quadro ou cartolina.
- Perguntem:
Mas, o que vocês conhecem a respeito de “Maria, irmã de Lázaro”?
Que outros personagens participam dos acontecimentos que envolvem sua história?
Deixem que os alunos relatem, mas com uma condição: a informação que um aluno falar não poderá ser repetida por outro colega. Isto promoverá mais atenção e o relato da história não tomará muito tempo.
- Trabalhem o conteúdo da lição, oportunizando a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.
Não se esqueçam de escrever no quadro ou cartolina as características do caráter de Maria, irmã de Lázaro.
- Para iniciar, apliquem a dinâmica “O que você tem de melhor para oferecer?”.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Atenção! Professores da classe dos novos convertidos:
Vocês encontram sugestões para a revista Discipulando do 1o. ao 4o. ciclo, no marcador "Discipulando", deste blog.
Para a revista 1 e 2 do Discipulado, vocês encontram no marcador "Subsídio Pedagógico Discipulado 1" e "Subsídio Pedagógico Discipulado 2", do currículo antigo. Façam bom proveito!

Dinâmica: O que você tem de melhor para oferecer?
Objetivo: Refletir sobre o que temos oferecido a Jesus como ato de adoração.
Material:
Metade de uma folha de papel ofício para cada aluno
01 vidro de perfume
Procedimento:
- Escolham uma aluna da classe e coloquem nas mãos dela o vidro de perfume.
- Falem: Maria ungiu Jesus com nardo puro, oferecendo o melhor para Jesus.
“Então Maria, tomando um arrátel de unguento de nardo puro, de muito preço, ungiu os pés de Jesus, e enxugou-lhe os pés com os seus cabelos; e encheu-se a casa do cheiro do unguento”(João 12:3).
 - Entreguem para os alunos a metade de uma folha de papel ofício e peçam para que façam o contorno de uma das suas mãos.
- Perguntem:
O que você tem de melhor para oferecer a Jesus como ato de adoração?
- Falem: Escrevam dentro do desenho da mão.
- Depois, leiam:
“Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade”(João 4:23,24).

Por Sulamita Macedo.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AS 10 MAIS VISITADAS