SEJÁ VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR

Google+ Followers

08 julho 2017

Lição 2 - O nascimento de Jesus



ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO DO IPIRANGA - SEDE - SÃO PAULO/SP
PORTAL ESCOLA DOMINICAL
TERCEIRO TRIMESTRE DE 2017
Juniores: A vida de Jesus
COMENTARISTA: DANIELE VITAL
COMENTÁRIO: JACIARA DA SILVA

LIÇÃO Nº 2 – O NASCIMENTO DE JESUS

Objetivo
Professor (a) ministre sua aula de forma a crer que Deus é poderoso, para fazer muito mais do que imaginamos. Devemos confiar n'Ele

Memorizando
“Pois nada é impossível para Deus”. (Lc 1.37 – NVI).
Texto Bíblico: Lc 1.26-38; 2.1-21.
Contexto histórico político do nascimento de Jesus
Às vésperas da vinda de Jesus, o mundo já havia conquistado a sabedoria ateniense e a família romana. Roma conheceu neste período momentos de harmonia, paz e prosperidade, como nunca antes. O Imperador Caio Júlio César Otávio alcança o poder depois do assassinato de seu pai adotivo, Júlio César. Após a morte deste, Roma mergulha em profunda perturbação. Mas logo aparecem os primeiros êxitos de César Augusto ou Augusto, nome adotado pelo governante romano, com a instauração do triunvirato – divisão do poder entre ele e dois amigos de César, Marco Antônio e Lépido.
Depois de vários conflitos entre eles, Augusto se torna o senhor de Roma e o artífice de uma era de progresso intenso, com a proliferação de templos e monumentos importantes, a paz se disseminando por todo o Império, até a mais remota província. Artistas e empreendedores se multiplicam pela cidade dos Imperadores, as leis são renovadas e a educação conhece avanços anteriormente desconhecidos. Nesse momento despontam mentes brilhantes e criativas, como Virgílio, Horácio, Ovídio, Tito Lívio, Mecenas, entre outros.
O nascimento de Jesus Cristo
É nesse contexto que nasce Jesus Cristo, o Messias anunciado. Na tradição hebraica, portanto, ele se encarnaria, ou seja se tornaria humano, com o propósito de estabelecer no mundo o Reino de Deus. Uma tradição nascida entre os Macabeus, família judaica que, entre 140 a.C. e 37 a.C., liderou uma rebelião contra os selêucidas e deu início a uma dinastia real na Judéia, governando Israel até a dominação romana, acreditava que o Salvador seria o libertador da cidade do jugo de Roma. Mas enquanto o povo aguardava um revolucionário, o profeta Isaías anunciava a vinda de um Messias de natureza espiritual, que nasceria de uma virgem, sofreria terríveis dores e uma morte cruel, para salvar a Humanidade.
O nascimento, a vida e os ensinamentos de Jesus são narrados pelos Evangelhos oficiais, que integram o Novo Testamento. Os apócrifos também apresentam dados importantes sobre o Mestre, principalmente acerca de sua infância, igualmente descrita em detalhes nos Evangelhos de Lucas e de Mateus. O Imperador romano promulgou nesta época um decreto que obrigava todas as famílias a realizarem um recenseamento em suas respectivas terras natais. Maria, que nesta época já estava grávida – concepção supostamente anunciada pelo anjo Gabriel, que lhe teria comunicado que ela engravidaria pela graça do Espírito Santo -, partiu ao lado de José, seu marido, de Nazaré para Belém. A viagem deveria demorar aproximadamente cinco dias e é justamente quando se encontra nesta jornada que Maria entra em trabalho de parto. Todas as hospedarias se encontravam lotadas, e então só resta encontrar abrigo em um estábulo, no qual nasce Jesus, precisamente numa manjedoura – tabuleiro no qual se deposita comida para os animais. O Menino, como era de costume na época, foi envolto em faixas, para que ficasse aquecido e seus movimentos fossem reduzidos.
É nesse momento que alguns pastores que se encontram nas proximidades, zelando por seus rebanhos, são abordados por anjos, que lhes anuncia o nascimento do Messias, e lhes oferece a exata localização da criança. Esta passagem entrou para a história como o episódio dos Reis Magos, que teriam visitado Jesus em seu berço improvisado e lhes levado presentes – ouro, incenso e mirra.
Aplicação da lição
Jesus, Nosso Senhor, é alguém totalmente singular entre todas as pessoas que viveram e viverão na face da terra. Ele é o perfeito humano, sem pecado, dependente da vontade do Pai e submisso a ela. É também verdadeiro Deus, em honra, majestade e poder, que assumiu a humanidade e do homem teve compaixão a ponto de morrer por nós, de forma que fossemos libertos do pecado, para que possamos viver como filhos de Deus. Sua obra e propósito eterno foram e serão plenamente cumpridas. Louvado seja o Senhor por ter enviado seu Filho a mundo, para que fosse salvo todo aquele que Nele crê.
Colaboração para Portal Escola Dominical – Profª. Jaciara da Silva. http://www.portalebd.org.br/

LIÇÃO 04 - O SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO / SLIDES DA LIÇÃO / REVISTA DA CLASSE ADULTOS

BAIXAR SLIDES LIÇÃO 04 - O SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AS 10 MAIS VISITADAS