SEJÁ VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR

Google+ Followers

Marcadores

Aborto ACONSELHAMENTO PRÉ-MATRIMÓNIAL Adolecentes Cristão ADOLESCENTES ADPB ADULTÉRIO ADULTOS Agradecimento Aniversario Apologética Cristã Arqueologia As Inquisições Assembleia de Deus Barack Obama Batismos Bíblia Brasil Casamento CGADB Ciência Círculo de Oração CLASSE BERÇARIO CLASSE BERÇÁRIO CLASSE DOS DISCIPULADOS CLASSE DOS DISCIPULANDO CLASSE DOS DISCIPULANDOS CLASSE JOVENS E ADULTOS CENTRAL GOSPEL CLASSE JOVENS E ADULTOS BETEL CLASSE MATERNAL Congresso CPAD Cruzada Curiosidades Cursos Departamento Infantil Depressão Desaparecido DESENHOS BIBLICOS Desfiles Dia do Pastor Discipulado Divórcio EBD EBO Escatologia Estudantes Estudos Eventos FALECIMENTO Família Filmes Galeria de Fotos Gospel Gratidão a Deus Hinos Antigos História Homenagens Homilética Homoxesualismo Ideologia de Gênero Idolatria Inquisição Islamismo Israel LIção de Vida Louvor Luto Maçonaria Mães Mensagens Ministério Missões MODISMOS Mundo Mundo Cristão MUSICAS EVANGÉLICAS Namoro Cristão Noivados Notícias Obreiros ONU Oração Pneumatologia política PRIMARIOS Psicopedagogia Pureza sexual Realidade Social Reforma Protestante RELIGIÕES Retiro Revista Central Gospel REVISTA CLASSE PRIMARIOS REVISTA CLASSE DOS PRE-ADOLESCENTES REVISTA CLASSE DOS ADOLESCENTES REVISTA CLASSE JARDIM DA INFANCIA REVISTA CLASSE JARDIM DA INFÂNCIA REVISTA CLASSE JUNIORES REVISTA DA CLASSE JOVENS CPAD. REVISTA DA CLASSE JOVENS. REVISTA DA CLASSE ADULTOS REVISTA DA CLASSE JOVENS E ADULTOS REVISTA DA CLASSE JUVENIS Revista Maternal Santa Ceia Saúde Seminário Sexualidade Subsídios Subsídios EBD Subsídios EBD Videos Templos Teologia Testemunho TRANSGÊNEROS Utilidade publica UTILIDADE PÚBLICA Vida de Adolecente videos Virgilha

28 julho 2017

Lição 5 - Jesus entre os doutores




ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO DO IPIRANGA - SEDE - SÃO PAULO/SP
PORTAL ESCOLA DOMINICAL
TERCEIRO TRIMESTRE DE 2017
Juniores: A vida de Jesus
COMENTARISTA: DANIELE VITAL
COMENTÁRIO: JACIARA DA SILVA

LIÇÃO Nº 5 – JESUS ENTRE OS DOUTORES

Objetivo
Professor (a) ministre sua aula de forma a conduzir seu alunos (as) a confiar que Deus é a fonte de toda sabedoria, quem quer ser inteligente deve buscar a Deus.
Memorizando
“Pois o Senhor é quem dá sabedoria; de sua boca procedem o conhecimento e o discernimento.”. (Pv. 2.6 – NVI).
Texto Bíblico: Lucas 2.21-52
Jesus causa admiração aos doutores
As crianças são livres do senso de conveniência e dizem tudo o que passa em suas cabecinhas, até parece que a distancia entre a mente e a boca de uma criança não existe.
Jesus foi uma criança igualzinha todas as crianças e, ao mesmo tempo, totalmente diferente de todas. A semelhança fica por conta de uma infância tão comum que nem é relatada na Bíblia. A diferença é que Jesus é Deus e como tal, se incumbiu de tarefas que nem de longe se encarregaria uma criança.
Os pais de Jesus iam todos os anos a Jerusalém, para a festa da Páscoa, como o faziam todos os judeus. A cidade ficava cheia de visitantes e peregrinos que vinham de todas as partes para a comemoração da saída dos hebreus do Egito.
Jesus já tinha doze anos, era um pré-adolescente e seguiu com seus pais para Jerusalém. Até aí tudo bem. Acontece que terminados os dias da festa José e Maria regressaram com seus vizinhos e parentes para Nazaré, mas Jesus ficou em Jerusalém. Os pais do menino só se deram conta que Ele havia ficado em Jerusalém depois de um dia de caminhada, quando começaram a procurar o garoto entre seus parentes e ninguém sabia de Jesus.
José e Maria voltaram imediatamente a Jerusalém, estavam preocupados, angustiados, afinal, o menino só tinha doze anos e eles pensaram que Jesus estava entre seus companheiros de viagem.
A procura por Jesus durou três longos dias, até que seus pais o encontraram num lugar impensável: no templo, sentado entre os doutores da lei, ouvindo-os e fazendo perguntas. Uma cena inusitada. Um garoto de doze anos que não estava brincando nas ruas de Jerusalém, como os outros garotos de Sua idade faziam. Ele estava no Templo e não estava brincando, mas discutindo as Escrituras com os sábios da lei.
Todas as pessoas que ouviam Jesus ficavam maravilhadas com Sua inteligência e com as respostas que dava aos doutores, inclusive Seus pais. Maria se aproximou de Jesus e disse: “Filho, por que fizeste assim para conosco? Eis que teu pai e eu ansiosos te procurávamos.” (Lucas 2:48).
A resposta de Jesus foi de um adulto e não de um menino no auge de seus doze anos, veja: “Por que é que me procuráveis? Não sabeis que me convém tratar dos negócios de meu Pai?” (Lucas 2:49).
Nem José e nem Maria entenderam a resposta do garoto.
Depois disso Jesus voltou com Seus pais para Nazaré e Maria, apesar de não ter entendido nada, guardava no seu coração todas estas coisas e o texto diz que Jesus era obediente aos Seus pais.
Aquele episódio nada teve a ver com desobediência aos pais, era bem maior do que eles podiam imaginar. Jesus é Deus e não perdeu uma boa oportunidade para esclarecer os doutores da lei, que estavam cegos a respeito das Profecias a Seu respeito. Não se sabe se a conversa de Jesus com os escribas no Templo surtiu algum efeito, mas o Reino Espiritual é assim mesmo: entrega-se a mensagem, mas o crescimento da semente cabe unicamente a Deus.
É bom lembrar que foram os doutores da lei, os sacerdotes, os fariseus que condenaram à morte o Filho de Deus, porém muitos deles tiveram sua oportunidade de reconhecer em Jesus o seu Messias.
Aplicação da lição
Enfatize aos alunos (as) que da mesma forma acontece em nossos dias. Não somos nós quem escolhe a quem devemos pregar a Palavra de Deus, nossa missão é pregar o Evangelho a toda criatura, cabendo unicamente ao Senhor fazer prosperar a mensagem de salvação em cada coração. Jesus é um Deus lindo e muito educado, o que Ele espera de você é que abra a porta do seu coração e o convide a entrar em sua vida e mudar o rumo de sua sorte
Colaboração para Portal Escola Dominical – Prof. Jaciara da Silva  http://www.portalebd.org.br