SEJÁ VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR

Google+ Followers

Marcadores

Aborto ACONSELHAMENTO PRÉ-MATRIMÓNIAL Adolecentes Cristão ADOLESCENTES ADPB ADULTÉRIO ADULTOS Agradecimento Aniversario Apologética Cristã Arqueologia As Inquisições Assembleia de Deus Barack Obama Batismos Bíblia Brasil Casamento CGADB Ciência Círculo de Oração CLASSE BERÇARIO CLASSE BERÇÁRIO CLASSE DOS DISCIPULADOS CLASSE DOS DISCIPULANDO CLASSE DOS DISCIPULANDOS CLASSE JOVENS E ADULTOS CENTRAL GOSPEL CLASSE JOVENS E ADULTOS BETEL CLASSE MATERNAL Congresso CPAD Cruzada Curiosidades Cursos Departamento Infantil Depressão Desaparecido DESENHOS BIBLICOS Desfiles Dia do Pastor Discipulado Divórcio EBD EBO Escatologia Estudantes Estudos Eventos FALECIMENTO Família Filmes Galeria de Fotos Gospel Gratidão a Deus Hinos Antigos História Homenagens Homilética Homoxesualismo Ideologia de Gênero Idolatria Inquisição Islamismo Israel LIção de Vida Louvor Luto Maçonaria Mães Mensagens Ministério Missões MODISMOS Mundo Mundo Cristão MUSICAS EVANGÉLICAS Namoro Cristão Noivados Notícias Obreiros ONU Oração Pneumatologia política PRIMARIOS Psicopedagogia Pureza sexual Realidade Social Reforma Protestante RELIGIÕES Retiro Revista Central Gospel REVISTA CLASSE PRIMARIOS REVISTA CLASSE DOS PRE-ADOLESCENTES REVISTA CLASSE DOS ADOLESCENTES REVISTA CLASSE JARDIM DA INFANCIA REVISTA CLASSE JARDIM DA INFÂNCIA REVISTA CLASSE JUNIORES REVISTA DA CLASSE JOVENS CPAD. REVISTA DA CLASSE JOVENS. REVISTA DA CLASSE ADULTOS REVISTA DA CLASSE JOVENS E ADULTOS REVISTA DA CLASSE JUVENIS Revista Maternal Santa Ceia Saúde Seminário Sexualidade Subsídios Subsídios EBD Subsídios EBD Videos Templos Teologia Testemunho TRANSGÊNEROS Utilidade publica UTILIDADE PÚBLICA Vida de Adolecente videos Virgilha

03 agosto 2017

CPAD JOVENS 3º Trimestre de 2017 Lição 6 Recuperando o tempo perdido



CPAD JOVENS – 3º Trimestre de 2017 – 06/08/2017
Lição 6 – Recuperando o tempo perdido

Texto do dia
“E restituir-vos-ei os anos que foram consumidos pelo gafanhoto, e a locusta, e o pulgão, e a oruga, o meu grande exército que enviei contra vós.” (Joel 2.25)


Síntese
Sem a ajuda de Deus não podemos recuperar o tempo e as oportunidades perdidas. 

Texto bíblico
Jó 1.1,3,12,18-21; 42.10,12,17
Jó 1
1 Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; e este era homem sincero, reto e temente a Deus; e desviava-se do mal.
3 E era o seu gado sete mil ovelhas, e três mil camelos, e quinhentas juntas de bois, e quinhentas jumentas; era também muitíssima a gente ao seu serviço, de maneira que este homem era maior do que todos os do Oriente.
12 E disse o SENHOR a Satanás: Eis que tudo quanto tem está na tua mão; somente contra ele não estendas a tua mão. E Satanás saiu da presença do SENHOR.
18 Estando ainda este falando veio outro e disse: Estando teus filhos e tuas filhas comendo e bebendo vinho, em casa de seu irmão primogênito,
19 eis que um grande vento sobreveio dalém do deserto, e deu nos quatro cantos da casa, a qual caiu sobre os jovens, e morreram; e só eu escapei, para te trazer a nova.
20 Então, Jó se levantou, e rasgou o seu manto, e rapou a sua cabeça, e se lançou em terra, e adorou,
21 e disse: Nu saí do ventre de minha mãe e nu tornarei para lá; o SENHOR o deu e o SENHOR o tomou; bendito seja o nome do SENHOR.
Jó 42
10 E o SENHOR virou o cativeiro de Jó, quando orava pelos seus amigos; e o SENHOR acrescentou a Jó outro tanto em dobro a tudo quanto dantes possuía.
12 E, assim, abençoou o SENHOR o último estado de Jó, mais do que o primeiro; porque teve catorze mil ovelhas, e seis mil camelos, e mil juntas de bois, e mil jumentas.
17 Então, morreu Jó, velho e farto de dias.

Introdução
“Bens materiais e até saúde podem ser recuperados. Mas o tempo que se deixou passar, sem aproveitá-lo, é irrecuperável. O ócio é um pecado capital e um perigo, porque facilmente se torna pai de muitos pecados”. Textos judaicos
Por muitas vezes nos deparamos correndo atrás do tempo, tentando recuperar o tal do ‘tempo perdido’. E até por muitas vezes imaginamos que tudo o que foi feito não valeu nada, foi tudo um desperdício de tempo, um ‘tempo perdido’.
Estamos justamente aprendendo a administrar o nosso tempo, vimos que nos frustramos quanto aos nossos objetivos quando:
  • Temos preguiça;
  • Somos ativistas,
  • Somos ansiosos.
Tudo tem o seu tempo determinado. E se tudo tem o seu tempo, compete a nós planejarmos bem o tempo que Deus está nos concedendo, nunca imaginando que o presente é uma perda de tempo, mas sim um aprendizado da parte de Deus.
Talvez você hoje, querido leitor, possa lembrar de algo que passou e que agora vê que tudo serviu para que você chegasse onde está hoje. Pode ser também que ainda o tempo não chegou para você. Lembremos de José: Foi vendido pelos irmãos, vendido como escravo e preso injustamente. Após tudo isso, se tornou governador do Egito. Com certeza Deus poderia fazer José governador do Egito sem precisar passar por nada do que ele passou; mas o que Deus queria era preparar José. Um José despreparado não poderia ser governador do Egito.
Foram 13 anos, não perdidos, mas de preparação para ser um dos homens mais poderosos na sua época.
Lembremos que o tempo de Deus é diferente do nosso tempo: O que achamos que é melhor pra nós hoje, não é para Deus. Quando oramos ao Pai, ele responde as nossas orações: as vezes com SIM, as vezes com NÃO. Acontece que quando Deus não faz aquilo que estamos pedindo em oração, achamos que ele não nos responde; mas ele está respondendo conforme a vontade dele e não a nossa.
“Este é o dia que fez o Senhor; regozijemo-nos, e alegremo-nos nele”. Salmos 118.24
Devemos nos alegrar e nos regozijar a cada dia que o Senhor nos concede e não vivermos como um tempo de desperdício achando que tudo está ruim e que nada vale a pena, mas sim crendo que coisas boas estão por vir!

I – TEMPO DE RECOMEÇAR
1. Perdendo tempo
Parece que o dia não tem 24 horas. Para alguns parece que tem bem menos e para outros bem mais (ativistas e preguiçosos respectivamente). Tudo acaba passando muito rápido e a frase que fica é: ‘Estou sem tempo, não posso perder tempo com isso ou aquilo’. Pare e pense em tudo que você já fez no dia de ontem. Veja quantas coisas você já fez e verá que terá faltado algo.
Usar bem o nosso tempo é algo que devemos aprender e exercitar diariamente para que possamos então otimizar o nosso dia e gastar o nosso tempo com aquilo que é proveitoso.
Percebemos que quando vivemos segundo a vontade de Deus, estamos sujeitos a viver segundo o seu tempo e se o tempo de Deus é o melhor, nesse tempo não estamos perdendo nada, ou seja, se falamos que estamos perdendo tempo é porque não estamos vivendo os propósitos divinos que Deus tem para nós.
Mas como podemos definir a perda de tempo? Alguns especialistas fizeram uma lista:
  • Checar e-mails e mensagens freneticamente: Uma pesquisa realizada em 2013 nos EUA revelou que 32% das pessoas respondem a um e-mail em até 15 minutos depois de recebê-lo, enquanto 23% das pessoas dão uma resposta em no máximo 30 minutos. Essa rapidez nem sempre tem a ver com eficiência, mas com a mania moderna de checar e-mails e mensagens constantemente.
  • Tentar ser perfeccionista: Em vez de perder tempo demais esperando que as coisas saiam perfeitas, tente entender que algumas tarefas precisam ser apenas realizadas, e não realizadas com a perfeição que você exige o tempo todo.
  • Ser multitasking (multitarefa): Quando mudamos de tarefas o tempo todo, nosso cérebro perde a capacidade de manter o foco e, por isso, é bem possível que, no final das contas, cometamos mais erros do que acertos. O ideal, por mais doloroso que pareça, é realizar uma tarefa de cada vez.
  • Ser desorganizado: Trabalhar em meio ao caos é uma ótima forma de perder tempo, já que você vive à procura de documentos, pastas, livros, canetas e coisas que, se estivessem organizadas, não seriam difíceis de achar.
  • Achar que pode fazer tudo sozinho: Trabalhar em equipe pode ser uma boa ideia, e você só tem a ganhar se aceitar isso.
  • Não saber dizer não: Uma vez que você descubra uma forma de dizer “não” sem medo de parecer preguiçoso, sua vida vai melhorar bastante. E isso vale para todos os aspectos dela.
“Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, mas como sábios, remindo o tempo;porquanto os dias são maus. Por isso não sejais insensatos, mas entendei qual seja a vontade do Senhor”. Efésios 5.15-17

2. Reconhecendo o tempo
“Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não, brevemente a ti virei e tirarei do seu lugar o teu castiçal, se não te arrependeres”. Apocalipse 2.5
Quão difícil é reconhecermos o nosso erro! Deus nos leva justamente a isso: reconhecer que erramos e que carecemos da sua misericórdia, do seu perdão e da sua graça.
A Biblia nos ensina por diversas vezes a nos examinarmos para que possamos ver e reconhecer os nossos erros. Veja o texto que nos fala sobre a santa ceia:
Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma deste pão e beba deste cálice”. 1 Corintios 11.28
Nós mesmos é que temos que reconhecer os nossos erros e ver se estamos aptos ou não para participar do corpo e do sangue de Cristo. Acontece é que acaba sendo mais fácil nós julgarmos e culparmos os outros do que admitirmos o nosso erro. Dessa forma perdemos grande oportunidade de crescimento espiritual, quando a Biblia nos ensina justamente para sermos santos. Onde santo significa buscar a justiça, andar nos caminhos do Senhor e sermos humildes.
Nós não conseguimos voltar o segundo que se passou, nem os minutos, nem as horas. Não vamos desperdiçar o nosso tempo, mas vamos nos arrepender e aproveitar aquilo que o Senhor Deus tem de proprósito para as nossas vidas.
A Biblia nos cita o exemplo de Davi: ‘homem segundo o coração de Deus’. E o que esse homem fez? Um de seus erros foi o de ter tramado todo o assassinato de Urias para que pudesse ficar com sua mulher Bate-Seba. Acontece que por causa desse pecado ele foi punido, mas o que agrada Deus é um coração arrependido e contrito:
“Tem misericórdia de mim, ó Deus, segundo a tua benignidade; apaga as minhas transgressões, segundo a multidão das tuas misericórdias.Lava-me completamente da minha iniqüidade, e purifica-me do meu pecado.Porque eu conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de mim.
Contra ti, contra ti somente pequei, e fiz o que é mal à tua vista, para que sejas justificado quando falares, e puro quando julgares.
Eis que em iniqüidade fui formado, e em pecado me concebeu minha mãe.
Eis que amas a verdade no íntimo, e no oculto me fazes conhecer a sabedoria.
Purifica-me com hissopo, e ficarei puro; lava-me, e ficarei mais branco do que a neve.
Faze-me ouvir júbilo e alegria, para que gozem os ossos que tu quebraste.
Esconde a tua face dos meus pecados, e apaga todas as minhas iniqüidades.
Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito reto.
Não me lances fora da tua presença, e não retires de mim o teu Espírito Santo”.
Salmos 51:1-11
Parte do Salmo 51, Salmo de Davi, onde ele confessa o seu pecado com Bate-Seba, suplica por perdão e purificação e ora por perdão e restauração. Logo após, Deus perdoa o pecado de Davi, ele se deita com Bate-Seba e ela lhe concede um filho. E quem foi esse filho? Salomão.
Nunca é tarde para nos arrependermos, Deus sempre está lá para nos perdoar. Mas lembre-se: não é porque Deus sempre perdoa que isso nos dá o direito de viver uma vida de pecado onde:
Lembremos do que Jesus disse a mulher adúltera: Os pecados estavam perdoados, mas era para não pecar mais!
“E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te, e não peques mais”. João 8.11

3. Desistir jamais
“Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo”. João 16.33
Costumo dizer que se tem uma coisa que Jesus nos garantiu é: no mundo tereis aflições. Ele não disse que provavelmente teríamos ou que dependeria da nossa fé. Não. Ele garantiu que passaríamos por dificuldades. O melhor é que logo em seguida ele nos dá força pedindo para que não desanimemos mas tenhamos bom ânimo!
“Porque necessitais de paciência, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, possais alcançar a promessa.
Porque ainda um pouquinho de tempo, E o que há de vir virá, e não tardará.
Mas o justo viverá pela fé; E, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele”. Hebreus 10:36-38
O escritor aos Hebreus nos ensina a termos paciência, porque aquilo que há de vir, virá e se desistirmos, Deus não tem prazer nisso.
Thomas Alva Edison, mais conhecido apenas como Thomas Edison, foi um grande inventor na era moderna. O que muitos de nós não sabemos é que ele perdeu muito dinheiro tentando descobrir novas coisas e melhorando seus inventos. Uma vez questionado ele disse o seguinte:
“De fato, não fracassei ao tentar, cerca de 10.000 vezes, desenvolver um acumulador. Simplesmente, encontrei 10.000 maneiras que não funcionam”.
Ele não desistia. Por mais que os outros falassem, ele continuava. E se hoje temos luz incandescente, telefone, câmera cinematográfica, microfones, distribuição de energia elétrica, entre outras coisas, foi porque ele não desistiu!
Apenas para descontrair…

II – A RESTITUIÇÃO DO TEMPO
1. Deus, agente da restituição
Quando reconhecemos a soberania de Deus, não há tempo perdido. No texto da nossa lição lemos a respeito de Jó e vimos que depois de tudo que ele passou, Deus restituiu de forma grandiosa tudo o que ele havia perdido. A bíblia é clara ao dizer que o último estado de Jó foi melhor do que o primeiro. Se existe alguém que pode restituir tudo aquilo que perdemos, esse alguém é Deus.
No livro de 2 Reis, capitulo 6 a partir do versículo 24, a bíblia nos conta a história do cerco a cidade de Samaria. No tempo em que Jorão reinava em Israel, Ben-Hadade, rei da Síria, cercou todas as terras de Samaria com suas tropas. Por ter suas fronteiras fechadas pela Síria, começou a faltar recursos dentro da cidade de Samaria. Como o comércio havia enfraquecido e a cidade estava desabastecida de recursos, até o que não tinha qualquer valor começou a ser vendido por alto preço. Em Samaria vendia-se até cabeça de jumento por oitenta peças de prata. Já a fome supervalorizou até as fezes de pombos, que eram vendidas por cinco peças de prata cada duzentas gramas.
A situação chegou ao ponto de as mães cozinharem seus próprios filhos:
“Disse-lhe mais o rei: Que tens? E disse ela: Esta mulher me disse: Dá cá o teu filho, para que hoje o comamos, e amanhã comeremos o meu filho”. 2 Reis 6.28
A situação parecia que não teria solução, ou se tivesse seria algo demorado e ainda faria o povo sofrer mais ainda. Acontece que Deus é o Deus da restituição! Ao chamarem o profeta Eliseu, eis a palavra do Senhor:
“Então disse Eliseu: Ouvi a palavra do SENHOR; assim diz o SENHOR: Amanhã, quase a este tempo, haverá uma medida de farinha por um siclo, e duas medidas de cevada por um siclo, à porta de Samaria”. 2 Reis 7.1
O que parecia impossível, Deus restitui logo no outro dia! No dia seguinte, os sírios já haviam fugido de Samaria e deixado no arraial muita abundância de alimentos. Conforme a palavra do Senhor, Samaria foi abençoada com muita fartura. Fiel é Deus!

2. O homem, o beneficiário do milagre
Por diversas vezes, podemos nos pegar querendo ‘ajudar Deus’. Oramos pedindo a direção de Deus, mas não esperamos a sua resposta, já vamos logo em seguida fazendo e querendo resolver tudo, achando que ‘Deus está no negócio’.
Essa ânsia por ver as coisas logo resolvidas é um sinal que não estamos sabendo esperar em Deus. Isso demonstra que não estamos entregando tudo a Ele e consequentemente queremos fazer tudo do nosso jeito.
Acontece que, conforme aprendemos, esse tipo de atitude nos causa muitos problemas; e como resultado temos que arcar com as consequências. Pode ser que a correção demore, mas ao final, seremos nós os beneficiários do que Deus tem a entregar.
“Porque o Senhor repreende aquele a quem ama, assim como o pai ao filho a quem quer bem”.  Provérbios 3:12
Deus não tem limites. Ele muda a história, quebra paradigmas para cumprir a sua vontade. As vezes o ‘ajudar Deus’ acaba sendo como colocar limites a Ele: “Não…Deus não vai fazer assim, tem leis e burocracia para esse tipo de coisa, Deus não vai fazer”. Se queremos o milagre temos que nos arrepender e crer que ele pode e faz novas todas as coisas!
“E o que estava assentado sobre o trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E disse-me: Escreve; porque estas palavras são verdadeiras e fiéis”. Apocalipse 21:5

 3. Aprendendo com a espera
Por mais que pareça difícil e doloroso, devemos aprender com a espera. Já falamos mais acima sobre José que ficou 13 anos esperando para que o que Deus lhe mostrou por sonhos se cumprisse. E não foram 13 anos fáceis.
“Esperei com paciência no SENHOR, e ele se inclinou para mim, e ouviu o meu clamor”. Salmos 40:1
Esperar não é fácil. Vivemos um século onde tudo acontece com rapidez e as pessoas estão dispostas a pagar para não esperar. A sociedade moderna é imediatista. Contudo, a vida já começa com a espera de nove meses para nascer e continua com uma sequência de esperas até o fim. A grande dificuldade para esperar é a dúvida se vai acontecer o que se espera.
Ter esperança é esperar acreditando. Quem espera com dúvida, não tem esperança. Por isso devemos esperar no Senhor, pois sabemos que não seremos decepcionados por Ele. Esperar em Deus é ter certeza de resposta no tempo certo.

III – UM JOVEM PARADO NO TEMPO
1. Um terrível engano
Se sentimos que não estamos sendo úteis e que estamos parados no tempo, é um sinal que não estamos vivendo debaixo da vontade de Deus. Ele sempre tem algo para nós realizarmos. Lembremos que o trabalho foi instituído por Deus:
“E tomou o Senhor Deus o homem, e o pôs no jardim do Éden para o lavrar e o guardar”. Gênesis 2:15
Não podemos nos entregar aos desejos mundanos para tentarmos preencher o vazio dentro de nós. Só Jesus é que nos dá a verdadeira paz:
“Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize”. João 14:27
Veja que Jesus disse que Ele não dá a paz como o mundo dá, ou seja, o mundo traz aquela alegria passageira, aquela paz que não preenche o vazio por dentro. Se lhe falta algo, é falta de comunhão e relacionamento com o Pai.
Não seja um filho pródigo, volte para o Pai que sempre lhe amou e está de braços abertos para lhe receber!

2. Aprendendo com o erro
Vimos no exemplo de Davi que o mesmo aprendeu com o erro, se arrependeu e Deus o perdoou. Se tivermos o estado de espírito certo, um erro pode se tornar um acidente valioso, ou seja, podemos aprender com o erro. Vamos lembrar de alguns ‘erros’ que hoje já se tornaram produtos muitos conhecidos:
  • Os pequenos blocos para anotação de recados em cor amarela e com uma faixa adesiva, conhecidos como Post-it, surgiram através de um pesquisador da Companhia 3M que tentava aprimorar a fita adesiva.
  • Ruth Wakefield, proprietária de uma pousada, que certo dia na década de 1930 decidiu assar alguns biscoitos amanteigados usando uma receita muito antiga. Ela picou uma barra de chocolate e acrescentou à massa, na expectativa de que o chocolate derretesse. Ao tirar a forma do forno, em vez de biscoitos de chocolate, ela encontrou biscoitos amanteigados repletos de gotas de chocolate (cookies).
A lista é bem grande desses tipos de acontecimentos. Devemos é crescer com os erros que cometemos. Às vezes ficamos perturbados mentalmente após cairmos mas ai sua graça nos toma pela mão, levanta-nos e coloca-nos de volta no caminho com mais maturidade.
“Pois ainda que o justo caia sete vezes, tornará a erguer-se, mas os ímpios são arrastados pela calamidade”. Provérbios 24:16

 3. Seguindo em frente
“Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora”. João 6:37
Há situações na vida que devemos começar tudo de novo. Para isso é preciso ter coragem. Jesus nos garante que sempre estará conosco. Podemos recomeçar sem medo, porque é Ele quem cuida de nós. Não recue! Não desista! Siga em frente. Muitos líderes que tinham cargos na Igreja, eram ministros de louvor, da EBD, professores de seminários e outros departamentos na Igreja, infelizmente recuaram e entregaram seus cargos, e abandonaram a Fé.
“Porque no evangelho é revelada, de fé em fé, a justiça de Deus, como está escrito: Mas o justo viverá da fé”. Romanos 1.17
Para conquistarmos a salvação é necessário prosseguir, continuar o caminho olhando pra frente sempre pra frente.
“Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim, prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus”. Filipenses 3:13,14
Como foi dito, Deus faz novas todas as coisas! Prossiga adiante, não desista, avance para o alvo!
Que Deus em sua graça lhe conceda forças para a caminhada!
Deus lhe abençoe.

Por Rafael Cruz  /ebdcomentada.com.br