SEJÁ VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR

Marcadores

Aborto (11) ACONSELHAMENTO PRÉ-MATRIMÓNIAL (5) Adolecentes Cristão (2) ADPB (1) ADULTÉRIO (2) Agradecimento (1) Aniversario (10) Apologética Cristã (10) Arqueologia (1) As Inquisições (1) Assembleia de Deus (5) Barack Obama (2) Batismos (29) Bíblia (3) Brasil (48) Casamento (25) CGADB (19) Ciência (6) Círculo de Oração (5) CLASSE BERÇÁRIO (26) CLASSE DOS DISCIPULANDOS (55) CLASSE JOVENS E ADULTOS CENTRAL GOSPEL (73) CLASSE JOVENS E ADULTOS BETEL (153) CLASSE MATERNAL (104) Congresso (49) CPAD (6) Cruzada (3) Curiosidades (3) Cursos (3) Departamento Infantil (5) Depressão (2) Desaparecido (4) DESENHOS BIBLICOS (1) Desfiles (3) Dia do Pastor (4) Discipulado (64) Divórcio (4) EBD (20) EBO (21) Escatologia (2) Estudantes (2) Estudos (506) Eventos (118) FALECIMENTO (5) Família (16) Filmes (18) Galeria de Fotos (12) Gospel (285) Gratidão a Deus (1) Hinos Antigos (3) História (4) Homenagens (3) Homilética (4) Homoxesualismo (3) Ideologia de Gênero (12) Idolatria (3) Inquisição (2) Islamismo (10) Israel (18) JARDIM DA INFANCIA (7) LIção de Vida (2) Louvor (1) Luto (42) Maçonaria (3) Mães (3) Mensagens (56) Ministério (34) Missões (148) MODISMOS (2) Mundo (610) Mundo Cristão (178) MUSICAS EVANGÉLICAS (3) Namoro Cristão (8) Noivados (1) Notícias (3155) Obreiros (9) ONU (4) Oração (1) Pneumatologia (1) política (121) Psicopedagogia (3) Pureza sexual (8) Realidade Social (17) Reforma Protestante (4) RELIGIÕES (3) Retiro (4) REVISTA BETEL JOVENS (1) Revista Central Gospel (1) REVISTA CLASSE PRIMARIOS (230) REVISTA CLASSE DOS PRE-ADOLESCENTES (267) REVISTA CLASSE DOS ADOLESCENTES (280) REVISTA CLASSE JARDIM DA INFANCIA (111) REVISTA CLASSE JARDIM DA INFÂNCIA (111) REVISTA CLASSE JUNIORES (243) REVISTA DA CLASSE JOVENS CPAD. (189) REVISTA DA CLASSE JOVENS. (319) REVISTA DA CLASSE ADULTOS (872) REVISTA DA CLASSE JOVENS E ADULTOS (401) REVISTA DA CLASSE JUVENIS (262) Revista Maternal (63) Santa Ceia (3) Saúde (45) Seminário (4) Sexualidade (7) Subsídios (1507) Subsídios EBD (1900) Subsídios EBD Videos (597) Templos (3) Teologia (5) Testemunho (1) TRANSGÊNEROS (2) Utilidade publica (1) UTILIDADE PÚBLICA (2) Vida de Adolecente (5) videos (106) Virgilha (1)

16 fevereiro 2019

CPAD Adultos – 1º Trimestre de 2019 – 17-02-2019 – Lição 7: Tentação – A batalha por nossas escolhas e atitudes



Este post é assinado por Eliel Goulart

Texto Áureo

“Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo.”  I João 2.16.

Verdade Prática

A tentação no sentido religioso é a atração ou sedução para praticar o mal tendo por recompensa prazeres ou lucros ilícitos.

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE

Mateus 4.1 a 11 
Então, foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo. 
E, tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome; 
E, chegando-se a ele o tentador, disse: Se tu és o Filho de Deus, manda que estas pedras se tornem em pães. 
Ele, porém, respondendo, disse: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus. 
Então o diabo o transportou à Cidade Santa, e colocou-o sobre o pináculo do templo, 
e disse-lhe: Se tu és o Filho de Deus, lança-te daqui abaixo; porque está escrito: Aos seus anjos dará ordens a teu respeito, e tomar-te-ão nas mãos, para que nunca tropeces em alguma pedra. 
Disse-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor, teu Deus.
Novamente, o transportou o diabo a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo e a glória deles. 
E disse-lhe: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares. 
10 Então, disse-lhe Jesus: Vai-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a ele servirás. 
11 Então, o diabo o deixou; e, eis que chegaram os anjos e o serviram.             

INTRODUÇÃO

A paz do Senhor!
Todos os versículos citados são da Almeida Revista e Corrigida. Quando de outra versão, a mesma é mencionada.
Continuando os estudos sobre o tema deste primeiro trimestre de 2019, Batalha Espiritual, vamos refletir como agir diante das tentações.
A tentação ainda não é pecado. O tentado não é ainda pecador.
Com a diferença essencial de nunca ter pecado, também o Senhor Jesus foi tentado. O escritor aos Hebreus afirma que o Senhor Jesus “em tudo foi tentado, mas sem pecado.” – Hebreus 4.15.
A tentação manifesta-se como pecado quando a sugestão para a prática do mal é aceita e cede-se a ela.
Tentação é diferente de provação.
A tentação nunca provém de Deus, pois sempre é uma proposta para escolhermos ou termos atitude de desobediência contra os mandamentos do Senhor.
Tiago 1.13 – “Ninguém, sendo tentado, diga: De Deus sou tentado; porque Deus não pode ser tentado pelo mal e a ninguém tenta.”
A provação tem o propósito de corrigir o que está errado ou melhorar com edificação.
Romanos 8.28 – “E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados por seu decreto.”
A provação coopera com que o propósito de amor de Deus para com o crente.
Em Gênesis 22.1, na Almeida Revista e Corrigida, está escrito “que tentou Deus a Abraão”. Na edição Almeida Revista e Atualizada está “pôs à prova”. É mesmo o sentido contextual da palavra.
Trata-se do verbo hebraico nasah. Definido como “para testar, para provar”. Ocorre 36 vezes no Antigo Testamento. (Strong – Léxico do Hebraico de Brown-Drives-Briggs).
A tentação é para destruição. A provação é para edificação.
Na carreira do rei Ezequias vemos a distinção destas palavras. Isaías capítulos 36 e 37 observamos sua provação, quando do cerco do exército de Senaqueribe contra Jerusalém e diante das propostas do rei da Assíria, qual foi a atitude de Ezequias entrando na Casa do Senhor e orando, trouxe à memória o poder de Deus. E, finalmente, o grande livramento operado pelo Senhor.
Em Isaías capítulo 39, vemos a tentação quando da visita dos embaixadores da Babilônia a Jerusalém. O rei Ezequias expôs-lhes orgulhosamente os seus tesouros. Mostrou-lhes todos os seus bens, com a intenção implícita de engrandecimento próprio. Cedeu a tal tentação. O profeta Isaías informou-lhe da Palavra do Senhor, então Ezequias teve a atitude de crer dizendo: “Boa é a palavra do Senhor” (v.8).
O Senhor Jesus triunfou sobre a carne, o mundo e o diabo. Estas são as três fontes da tentação. Triunfou pela Palavra!
Hebreus 2.18 – “Porque, naquilo que ele mesmo, sendo tentado, padeceu, pode socorrer aos que são tentados.”

I – A TENTAÇÃO

1 – A provocação de Refidim

Proibida a cópia parcial ou total deste material – Sujeito a penas legais – https://ebdcomentada.com 
Refidim significa “lugar de descanso”.
O povo de Israel viajou 80 quilômetros do deserto de Sim, tendo acampado em Refidim.
Observe que partiram obedecendo a mandamento do Senhor. E embora o lugar seja regado por fluxo abundante de água, ao chegarem encontraram sequidão.
Êxodo 17.1 – “…e não havia ali água para o povo beber.”
Podemos estar no caminho da obediência e do dever e, entretanto, sofrer aflições que o Deus Todo Poderoso permite para pôr-nos à prova.
Haja vista que viajaram a Refidim pelo mandamento do Senhor, seguindo a coluna de fogo e a de nuvem, mas chegaram ali e não havia água.
É impossível viver sem conflitar, mas a contenda é pecado.
II Timóteo 2.24 – “E ao servo do Senhor não convém contender…”
O povo contendeu com Moisés, mas Moisés respondeu com brandura. Depois, o povo murmurou contra Moisés, que estava investido da autoridade delegada por Deus. Moisés orou ao Senhor, e obedecendo a Sua instrução, feriu a rocha e dela saiu água. E o lugar foi chamado de Massá e Meribá, tanto por causa da contenda quanto por causa da tentação ao Senhor.
Não há prudência e nem sabedoria responder a grosseria com palavras rudes.
Provérbios 15.1 – “A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira.”
A misericórdia do Senhor suportou a atitude contenciosa dos israelitas, e Ele operou um milagre de misericórdia.
Graça é quando Deus no concede o que não merecemos. Misericórdia é quando o Senhor deixa de aplicar a disciplina que merecemos.
Milagre é um ato além da capacidade humana.
O Senhor é cheio de compaixão, e pode operar pelo Seu poder milagre com misericórdia, abrindo fontes inesperadas para nós!
I Coríntios 10.4 – “Porque bebiam da pedra espiritual que os seguia; e a pedra era Cristo.”
Mas não puderam beber sem antes a pedra ser ferida. Por Jesus fluem todas as bênçãos do amor, da graça e da misericórdia de Deus. Mas, antes era necessário que o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo e da nossa vida também, fosse ferido na cruz do Calvário.
Naum 1.3 está escrito que o Senhor “tem o Seu caminho na tormenta e na tempestade”. E II Samuel 22.31 nos ensina que “o caminho do Senhor é perfeito”. Portanto, confiemos no Senhor, pois quem segue os mandamentos do Senhor pode perfeitamente confiar Nele para prover nossas necessidades e o Seu Nome é glorificado!
Você está em Refidim? Aleluia, porque ali num lugar inesperado veio ajuda de forma inesperada.
Israel contendeu e murmurou em Refidim. Então, o Senhor enviou guerra através de Amaleque. Então o povo de Israel entrou noutro contexto, esquecendo a mesquinhez, e como consequência de querer testar o próprio Deus, tiveram de empreender esforços para a guerra. E mais uma vez contemplaram a misericórdia do Senhor, que lhes deu retumbante vitória.
Três coisas aconteceram em Refidim:
1 – contenda, murmuração e tentar pôr Deus à prova;
2 – a rocha foi ferida para dar água;
3 – ali os amalequitas foram derrotados.

2 – A experiência de Massá e Meribá

Proibida a cópia parcial ou total deste material – Sujeito a penas legais – https://ebdcomentada.com 
Os nomes Massá – tentação – e Meribá – murmurar – comprova a incredulidade arraigada no nosso coração.
Tentaram ao Senhor, pois ao perguntarem “Está o Senhor no meio de nós, ou não?” mesmo depois de repetidas manifestações da Graça e da Misericórdia, mesmo depois de repetidas garantias divinas, mesmo depois de confirmação da Presença de Deus… de fato, era tentar ao Senhor!
Tanto no Antigo Testamento quanto no Novo Testamento, tentar a Deus está ligado à ideia de testar o Senhor. De pôr Deus a prova. Inclusive, prescrevendo a Deus as condições de como agir. É este o espírito carnal e adâmico que quer desafiar a Deus.
Hoje há este espírito de busca de sinais de lugar em lugar. Há esta exigência de exceções, e insatisfação com o que é ordinário. A crença depende do que Deus faz.
João 6.2 – “E grande multidão o seguia, porque via os sinais que operava sobre os enfermos.”
Ó crente, não esteja contado no meio da multidão que segue a Cristo porque somente quer ver sinais. Mas entra na fileira dos fiéis, que segue a Cristo pelo que Ele é.
Quando confiamos no Senhor pelo que Ele é, então tudo que Ele faz, tudo que Ele pode, tudo que Ele tem, opera em nosso favor!

3 – Como um teste

Pastor Eliel Goulart
Para continuar lendo esse esboço CLIQUE AQUI e escolha um dos nossos planos!
É com muita alegria que nos dirigimos a você informando que a EBD Comentada já está disponibilizando os planos de assinaturas para que você possa continuar a usufruir dos nossos conteúdos com a qualidade já conhecida e garantida.
vantagens
Informamos também que conquistamos uma parceria missionária com os seguintes trabalhos evangelísticos:
  • Equipe Semear – Localizada na cidade Uberaba – MG e que realiza relevante trabalho de evangelismo na própria Uberaba e região;
  • Equipe Exército da Última Hora – Localizada na cidade de Porto Velho – RO – e que também executa o mesmo trabalho tanto na capital de Rondônia como nos arredores.
CLIQUE AQUI para ser nosso parceiro missionário e continuar estudando a lição conosco…
Deus lhe abençoe ricamente!!!
Equipe EBD Comentada  https://ebdcomentada.com 

LIÇÃO 05 - A INSTITUIÇÃO DA MONARQUIA EM ISRAEL / SUBSÍDIOS / CLASSE ADULTOS

Apresentado pelo Comentarista das Revistas Lições Bíblicas Adultos da CPAD, pastor Osiel Gomes