SEJÁ VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR

Marcadores

Aborto (11) ACONSELHAMENTO PRÉ-MATRIMÓNIAL (5) Adolecentes Cristão (2) ADOLESCENTES (3) ADPB (1) ADULTÉRIO (2) ADULTOS (9) Agradecimento (1) Aniversario (10) Apologética Cristã (10) Arqueologia (1) As Inquisições (1) Assembleia de Deus (5) Barack Obama (2) Batismos (29) Bíblia (3) Brasil (48) Casamento (25) CGADB (19) Ciência (6) Círculo de Oração (5) CLASSE BERÇARIO (10) CLASSE BERÇÁRIO (26) CLASSE BETEL JOVENS (37) CLASSE DOS DISCIPULANDOS (55) CLASSE JOVENS E ADULTOS CENTRAL GOSPEL (74) CLASSE JOVENS E ADULTOS BETEL (155) CLASSE MATERNAL (104) Congresso (49) CPAD (6) Cruzada (3) Curiosidades (3) Cursos (3) Departamento Infantil (5) Depressão (2) Desaparecido (4) DESENHOS BIBLICOS (1) Desfiles (3) Dia do Pastor (4) Discipulado (64) Divórcio (4) EBD (20) EBO (21) Escatologia (2) Estudantes (2) Estudos (506) Eventos (118) FALECIMENTO (5) Família (16) Filmes (18) Fome (1) Galeria de Fotos (12) Gospel (285) Gratidão a Deus (1) Hinos Antigos (3) História (4) Homenagens (3) Homilética (4) Homoxesualismo (3) Ideologia de Gênero (12) Idolatria (3) Inquisição (2) Islamismo (10) Israel (18) LIção de Vida (2) Louvor (1) Luto (42) Maçonaria (3) Mães (3) Mensagens (56) Ministério (34) Missões (148) MODISMOS (2) Mundo (610) Mundo Cristão (178) MUSICAS EVANGÉLICAS (3) Namoro Cristão (8) Noivados (1) Notícias (3156) Obreiros (9) ONU (4) Oração (1) Pneumatologia (1) política (121) Psicopedagogia (3) Pureza sexual (8) Realidade Social (17) Reforma Protestante (4) RELIGIÕES (3) Retiro (4) REVISTA CLASSE PRIMARIOS (230) REVISTA CLASSE DOS PRE-ADOLESCENTES (267) REVISTA CLASSE DOS ADOLESCENTES (280) REVISTA CLASSE JARDIM DA INFÂNCIA (111) REVISTA CLASSE JUNIORES (243) REVISTA DA CLASSE JOVENS CPAD. (191) REVISTA DA CLASSE JOVENS. (319) REVISTA DA CLASSE ADULTOS (872) REVISTA DA CLASSE JOVENS E ADULTOS (411) REVISTA DA CLASSE JUVENIS (262) Revista Maternal (63) Santa Ceia (3) Saúde (45) Seminário (4) Sexualidade (7) Subsídios (1507) Subsídios EBD (1900) Subsídios EBD Videos (601) Templos (3) Teologia (5) Testemunho (1) TRANSGÊNEROS (2) Vida de Adolecente (5) videos (106) Virgilha (1)

23 novembro 2012

JUVENIS - Lição 8: A vida é bela


4º Trim. 2012 - JUVENIS - Lição 8: A vida é bela

PORTAL ESCOLA DOMINICAL
JUVENIS – CPAD
4º Trimestre de 2012
Tema: O Que A Biblia Fala Sobre O Futuro Da Igreja
COMENTARISTA: Ciro Sanches Zibordi

LIÇÃO  8 - A VIDA É BELA

TEXTO BÍBLICO  (Ez 37.1-12)


ENFOQUE BÍBLICO
“Agora, pois, se diligentemente ouvirdes a minha voz e guardardes o meu concerto, então, sereis a minha propriedade peculiar dentre todos os povos [...] E vós me sereis reino sacerdotal e povo santo.” (Ex 19.5,6)


OBJETIVOS
Mostrar aos seus alunos que Deus escolheu Israel dentre todos os povos para ser um reino sacerdotal.
Discorrer sobre a história de Israel, desde a chamada de Abraão até os dias de hoje.
Enfatizaras profecias bíblicas quanto ao futuro de Israel, ressaltando que os acontecimentos relativos a esse povo são evidências de que o Arrebatamento da Igreja está próximo.


INTRODUÇÃO
“Tudo nos mostra que Cristo já volta; Breve Jesus Voltará! Já deste mundo o mar se revolta; Breve Jesus voltará (HC 401 – H.N)


A ESCOLHA DE ISRAEL PARA SER UM REINO DE SACERDOTES DENTRE TODOS OS POVOS
Antes precisamos ter uma compreensão sobre o que significa ser sacerdote, entre os hebreus essa função significa ministrar os sacrificios diante de Deus. Pensar tambem que há varios tipos de sacerdotes e que nada tem a ver com o significado que tem entre o povo hebreu e nem com o que diz a Bíblia quando os chama de reino de sacerdotes. Entre os Mormons, por exemplo, os sacerdotes tem poder de realizar batismos, ordenanças e outros ministerios, o Aarônico é considerado menor que o de Melquisedeque. No Budismo o sacerdote exerce funções basicas do ministerio, em outras religiões de certa forma chama seus lideres de sacerdote, devido a responsabilidade diante do povo, de certa forma num sentido geral todos eles acham que estão levando os problemas do povo a Deus.

Biblicamente os sacerdote era constituido nas coisas concernente a Deus a favor dos homens, eles tinham a obrigação de apresentar as ofertas a Deus. O trabalho sacerdotal era diferente do de profeta, equanto o segundo tinha o dever de apresentar Deus ao homem o primeiro era o elo de ligação entre Deus e o homem por meio da interceção. Essa era a idéia principal da função sacerdotal mediar entre Deus e o homem, muito diferente dos de hoje que as seitas, por exemplo, ostentam.  Nos tempos patriarcais, os chefes de familias eram os sacerdotes da casa ou de toda a tribo, vemos isso em Abraão, Isaque e Jacó. Nos dias do Exodo a tribo de Levi foi a escolhida para exercer o sacerdócio atraves de Arão e seus filhos, eles tinham o dever de mediar entre os homens e Deus.
A nação de Israel foi escolhida como reino de sacerdotes. Sabe o que significa isso? O objetivo de Deus assim que o homem pecou foi sempre o de traze-lo de volta para a adoração. Na verdade isso sem mediador é impossivel, então era necessario alguem, e é escolhido um povo que começa em Abraão formando mais tarde uma nação com essa responsabilidade, itermediar entre a humanidade e Deus. Mas por qual objetivo Deus escolheria uma nação para ser Sacerdotes?  Claro que Deus sempre tem objetivos e neste caso em especial, Isarael seria a nação intermediaria. Todas as nações da terra seria abençoadas por intermedio desse reino de Sacerdotes. (Gn 22.18; 18.18). Caso Israel guardasse essa resolução divina por estarem colocados no meio do globo terrestre todas as nações seriam abençoadas por intermédio deles.

Israel não se ofereceu, antes pelo contrario, foram escolhidos para ser a nação peculiar de Deus, Reino de Sacerdotes e nação santa. A nação não foi chamada para viver separada no sentido de segregar, nem para ser intocavél. Mas para adorar a Deus como único e verdadeiro, sem olhar para os deuses das nações, em segundo plano ser uma nação que praticasse a justiça divina, serem os agentes de Deus ao tratarem com as nações pecadoras.  Infelismente Israel ao ser colocado como nação veio a falhar e cometer os mesmos erros das nações, deixando de ser o instrumento de Deus para atrair os demais povos. Leia os Capitulos 4 a 8 de Deuteronômio, olhando para os primeiros capitulos de Josué, podemos ver que Deus cumpriu tudo o que disse, colocando o povo na terra prometida. Porém o povo pecou (Is 5.1-7). 


A HISTÓRIA DE ISRAEL DE ABRAÃO ATÉ OS DIAS DE HOJE.
Como surgiu a nação? Após o dilúvio Noé com seus três filhos saíram da arca com a ordem de povoar a terra (Gn 9.1). Abraão é descendente de Sem (Gn 9.26), seus descendentes povoaram a Ásia, Sem é o pai de Elão – elamitas; Assur – assírios; Arfaxade – caldeus segue a lista Sela, Eber, Pelegue, Naor, Terá, Abraão – hebreus. Abraão é o pai de Isaque que gerou a Jacó o pai de doze filhos que originou os nomes das tribos de Israel.

Como já é do conhecimento de todos, Deus foi a Ur dos Caldeus, escolheu um homem já idoso marido de uma mulher alem de idosa era estéril com objetivo de formar uma nação. Depois de vários anos o casal já bem avançado em idade tem um filho o qual da o nome de Isaque.  Anos mais tarde Isaque é pai de gêmeos, que na verdade eram duas nações, o menor era Jacó que se tornaria mais tarde Israel (Gn 25. 19-34; 32. 27,28). É quase impossível, humanamente pensar que um povo que tenha passado por tantos massacres possa ainda existir. Sua existência esta segura em Deus. A profecia registrada em Jeremias é consoladora para a nação, só assim entendemos o porquê ainda estão lá e permanecerá sempre. Deus disse: “darei fim a todas as nações entre as quais te espalhei, a ti, porem, não darei fim,...” (Jr 30.11).
O contexto histórico mostra que essa profecia é real e verdadeira, o poderoso império da Assíria que levou o reino do norte, foi derrotado por intervenção divina, o império babilônico foi derrotado pelo Medo-Persa em seguida vem o império grego, a Grécia existe, segundo a história Alexandre, insentou Israel dos impostos, quando soube que havia uma profecia bíblica que falava dele. Roma, o império que surgiu de modo misterioso, também desapareceu. As nações vizinhas todas desapareceram, bem lá esta o Egito apenas o mesmo nome o povo é diferente. Mas Israel permanece com seu povo e com a sua historia.
As promessas divinas ao homem podem ser condicionadas ao próprio homem, enquanto ele se manter fiel, as bênçãos de Deus poderão estar sobre sua vida. Agora com Abraão não foi uma simples promessa, foi um decreto, Deus disse que ele seria o pai de uma grande nação, não há o termo “se você crer”, na verdade Deus dependeu apenas da fé de Abraão (Gn 15; Is 45.4; Rm 11.27-29; Gn 28.13-16 e Hb 6.17,18). Quando chegaram ao Egito eram apenas 70 pessoas, quando saíram eram em torno de seiscentos mil, somente de homens (Ex 12.37,38).

Durante quarenta anos peregrinaram no deserto morrendo todos, apenas Josué com mais alguns poucos de sua época entraram na terra prometida. Deus era o seu Rei, usando os juízes para orientar o povo e por decisão do próprio povo Deus permitiu reis sobre eles. O resultado de tudo isso é que dividiram o reino, desviaram-se do verdadeiro Deus e devido a isso vieram às dispersões. No ano 722 a.C, o reino do norte fora levado pela Assíria e 598 a.C, a Babilônia levou a Judá. Voltaram para a terra setenta anos depois, encontramos tais relatos nos livros de Neemias, Esdras, Ageu e Malaquias, já nos dias de Jesus o povo judeu estava na terra, mas eram vassalos de Roma.
No ano 70 d.C, o General Tito invadiu a Palestina, para o povo Judeu começa um rastro de sangue:
1-      Ano 115 – Expulsos da Ilha de Chipre
2-      Ano 640 – obrigados a se converter ao catolicismo
3-      Ano 1096 – são exterminados pelos alemães
4-      Ano 1099 – mortos pelos cruzados alemães
5-      Ano 1290 – expulsos da Inglaterra
6-       Ano 1306 – expulsos da França
7-      Ano 1355 – massacrados na Espanha
8-      Ano 1360 – mortos na Hungria
9-       Ano 1420 – mortos na Tolosa
10-   Ano 1421 – expulsos da Áustria
11-   Ano 1492 – mortos novamente na Espanha
12-   Ano  1495 – mortos na Lituânia
13-   Ano 1497 – motos na Sicilia
14-   Ano 1502 – mortos em Rode
15-   Ano 1516 – mortos em Portugal
16-   Ano 1541 – mortos na Itália
17-   Ano 1656 – mortos na Polônia
18-   Ano 1747 – mortos na Rússia
19-   Ano 1838 – mortos na Pérsia (Irã)
20-   Ano 1921 – mortos novamente na Rússia
21-  Ano 1945 – o maior massacre da história, seis milhões de judeus, mortos na Alemanha pelo ditador Hitler.
Hitler não conseguiu exterminar  (Ez 6.8; 12.15,16), devido as profecias, esse resto procurou asilo nos EUA, não conseguiram devido ao tratado de guerra, vieram ao Brasil, havia aqui o mesmo tratado (Os 9.17). Mas é no Brasil que eles recebem a ordem para voltar para sua terra prometida.
1948, o ano do cumprimento de uma profecia das mais consoladoras e ao mesmo tempo alvissareira “Quem jamais ouviu tal coisa” (Is 66.8). O brasileiro Osvaldo Aranha surpreende o mundo com seu voto, criando o Estado de Israel, 770, 000 judeus voltaram para sua Pátria e até 1967 enfrentaram 12 batalhas, grandes e poderosos exércitos foram derrotados. A prova real que Deus tem preservado seu povo, corrigido sim, mas o cuidado divino é notável.

Israel hoje passa de 7 milhões de habitantes, um PIB de 188 milhões de dólares em 2007 era o 44º lugar, e a renda per capita 22ª maior do mundo. É considerado um dos países mais avançado do sudoeste da Ásia em desenvolvimento econômico e industrial. Classificado como o de nível mais elevado da região pelo Banco Mundial. Israel tem o maior numero de empresas cotadas na bolsa NASDQ, fora da America do Norte. É um país auto-suficiente na produção de alimentos, um dos maiores produtores de frutas, vegetais, produtos farmacêuticos, softwares, produtos químicos, tecnologia militar, diamantes etc.  Isto é para quem crê em milagres “a ti porem não darei fim”     


O FUTURO DE ISRAEL E AS EVIDÊNCIAS QUE O ARREBATAMENTO DA IGREJA ESTÁ PRÓXIMO.
Israel permanece mesmo diante de tantos acontecimentos como já vimos, encontramos na Biblia suas fronteiras (Ez 47.13-20). E como é promessa de Deus a nação não ira desaparecer jamais (Jr 30.11), porem neste momento as fronteiras não está sendo ocupadas pelos judeus e Israel continua longe do propósito para o qual Deus os escolheu. Israel ainda vai chegar ao plano de Deus para eles, agora para que isto hoje aconteça, a igreja terá que sair daqui. O papel da igreja é evangelizar até que o arrebatamento aconteça como já estudamos em liçoes passadas.

Como podemos saber se está perto ou longe para que a igreja seja arrebatada? Em uma das lições mostramos não haver um sinal caracteristicos para anteceder o arrebatamento, os sinais estão relacionados à vinda de Jesus em glória. Essa é a razão de estarmos preparados, pois antes de Cristo vir restaurar Israel, falando humanamente a igreja já estara com ele por um periodo de sete anos. Portanto o relogio é Israel (Lc 21.29), nesse caso o ponteiro está girando rapido e mostrando que o fim dos gentios está chegando (Dn 2.34,35, 44,45). O proposito de Jesus é levar a sua igreja para si, consumar a salvação e glorificar a sua igreja. Quando isto acontecer à igreja será reconhecida publicamente e recompensada pelo Senhor Jesus Cristo. Como tudo isto acontecerá antes da Tribulação, estejamos preparados para subir com Cristo no arrebatamento. Não haverá restauração de Israel enquanto a igreja estiver aqui.

CONCLUSÃO
Breve virá, breve virá. Breve Jesus voltará (HC 401)


OBRAS CONSULTADAS
  • Wilkipédia
  • SILVA, Antonio Gilberto da –Escatologia Bíblica– Adaptado a EETAD, 2ª Edição 1997 – Campinas -SP


Colaboração para o Portal Escola Dominical – Pr. Jair Rodrigues
fonte portal ebd