SEJÁ VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR

Marcadores

Aborto (11) ACONSELHAMENTO PRÉ-MATRIMÓNIAL (5) Adolecentes Cristão (2) ADPB (1) ADULTÉRIO (2) Agradecimento (1) Aniversario (10) Apologética Cristã (10) Arqueologia (1) As Inquisições (1) Assembleia de Deus (5) Barack Obama (2) Batismos (29) Bíblia (3) Brasil (48) Casamento (25) CGADB (19) Ciência (6) Círculo de Oração (5) CLASSE BERÇÁRIO (26) CLASSE DOS DISCIPULANDOS (55) CLASSE JOVENS E ADULTOS CENTRAL GOSPEL (73) CLASSE JOVENS E ADULTOS BETEL (153) CLASSE MATERNAL (104) Congresso (49) CPAD (6) Cruzada (3) Curiosidades (3) Cursos (3) Departamento Infantil (5) Depressão (2) Desaparecido (4) DESENHOS BIBLICOS (1) Desfiles (3) Dia do Pastor (4) Discipulado (64) Divórcio (4) EBD (20) EBO (21) Escatologia (2) Estudantes (2) Estudos (506) Eventos (118) FALECIMENTO (5) Família (16) Filmes (18) Galeria de Fotos (12) Gospel (285) Gratidão a Deus (1) Hinos Antigos (3) História (4) Homenagens (3) Homilética (4) Homoxesualismo (3) Ideologia de Gênero (12) Idolatria (3) Inquisição (2) Islamismo (10) Israel (18) JARDIM DA INFANCIA (7) LIção de Vida (2) Louvor (1) Luto (42) Maçonaria (3) Mães (3) Mensagens (56) Ministério (34) Missões (148) MODISMOS (2) Mundo (610) Mundo Cristão (178) MUSICAS EVANGÉLICAS (3) Namoro Cristão (8) Noivados (1) Notícias (3155) Obreiros (9) ONU (4) Oração (1) Pneumatologia (1) política (121) Psicopedagogia (3) Pureza sexual (8) Realidade Social (17) Reforma Protestante (4) RELIGIÕES (3) Retiro (4) REVISTA BETEL JOVENS (1) Revista Central Gospel (1) REVISTA CLASSE PRIMARIOS (230) REVISTA CLASSE DOS PRE-ADOLESCENTES (267) REVISTA CLASSE DOS ADOLESCENTES (280) REVISTA CLASSE JARDIM DA INFANCIA (111) REVISTA CLASSE JARDIM DA INFÂNCIA (111) REVISTA CLASSE JUNIORES (243) REVISTA DA CLASSE JOVENS CPAD. (189) REVISTA DA CLASSE JOVENS. (319) REVISTA DA CLASSE ADULTOS (872) REVISTA DA CLASSE JOVENS E ADULTOS (401) REVISTA DA CLASSE JUVENIS (262) Revista Maternal (63) Santa Ceia (3) Saúde (45) Seminário (4) Sexualidade (7) Subsídios (1507) Subsídios EBD (1900) Subsídios EBD Videos (597) Templos (3) Teologia (5) Testemunho (1) TRANSGÊNEROS (2) Utilidade publica (1) UTILIDADE PÚBLICA (2) Vida de Adolecente (5) videos (106) Virgilha (1)

12 junho 2012

AD Sousa realiza batismo em águas 2012 e Santa Ceia



Na noite de hoje, 11 de junho de 2012, foi realizada no Templo Central da AD Sousa um grande Culto de Santa Ceia que teve a participação de vários pastores da região e onde também foi realizado o primeiro batismo em águas de 23 novos convertidos que passaram a fazer parte do rol de membros da igreja.

Dentre os visitantes estava o Pastor Jonas Pereira, já jubilado e que reside na cidade de Patos-PB. O Pastor Jonas Pereira pastoreou a AD Sousa duas vezes e por isso é muito amado por todos os irmãos e irmãs.
Inicialmente, durante o culto o Pastor Alexandre realizou o batismo dos 23 novos convertidos que passaram a fazer parte do rol de membros da igreja e também já participaram do primeiro culto de santa ceia também.

O Pastor Dorneles ministrou uma palavra aos batizandos e ressaltou que o batismo em águas representa o trabalho dos irmãos e demonstra claramente o crescimento da igreja em Sousa.

Logo após o batismo em água houve a celebração do culto de santa ceia pelo Pastor Alexandre Duarte que estava muito feliz pelo primeiro batismo em águas de 2012, já com 23 novos crentes descendo às águas batismais.

No ano de 2011 a AD Sousa realizoua dois batismo, o primeiro no mês de junho com 35 novos crentes e o segundo no mês de dezembro com 24. Ficando um saldo positivo de 59 novos crentes que desceram às águas batismais e passaram a fazer parte do rol de membros da AD Sousa.

Para ver todas as fotos do batismo e do culto de santa ceia clicando no link abaixo.

==>> FOTOS <<==fonte AD SOUSA

Filha de Regis Danese deixa UTI e apresenta melhoras


Brenda foi transferida para um quarto do hospital Madre Dei de Belo Horizonte e já apresenta melhoras significativas
por Leiliane Roberta Lopes

Filha de Regis Danese deixa UTI e apresenta melhoras
A pequena Brenda Danese, filha do cantor evangélico Regis Danese, saiu da UTI do hospital Madre Dei de Belo Horizonte e continua em observação em um quarto. A novidade foi contata pelo cantor em seu Twitter onde ele aproveitou para agradecer a Deus por mais essa vitória.Regis Danese pretende ajudar instituições que tratam crianças com câncer
Com apenas três anos, Brenda tem passado por um tratamento para vencer uma leucemia diagnosticada no começo deste ano. Além do tratamento de quimioterapia, ela também precisou passar por transfusões de sangue, mas no começo do mês de junho ela teve complicações e precisou ser levada às pressas para a Unidade Intensiva de Tratamento.
Filha de Regis Danese inicia tratamento contra leucemia
“A Brendinha já saiu da situação de risco, já tem dois dias que parou de vomitar, as plaquetas subiram, leucócitos também, Deus é poderoso!”, escreveu o cantor. Seus fãs e amigos de todo o Brasil estão em campanha de jejum pela cura de sua filha. “Não tenho palavras para agradecer a Deus nas minhas orações e a você que está orando e jejuando pela vida da Brendinha, vamos continuar!”, completou ele
fonte gospe prime

AGE decide mostrar a posição da Assembleia de Deus sobre assuntos polêmicos


CGADB realiza Assembleia Geral Extraordinária em AlagoasAGE decide mostrar a posição da Assembleia de Deus sobre assuntos polêmicos

Mais de 2 mil pastores foram até Alagoas participar da 5ª Assembleia Geral Extraordinária

Aconteceu na cidade de Rio Largo, em Alagoas, a 5ª Assembleia Geral Extraordinária (AGE) realizada pela Convenção Geral das Assembleias de Deus do Brasil que reuniu mais de 2.000 pastores.
Ao longo do dia 7 de junho os pastores discutiram sobre diversos assuntos como as possíveis mudanças no credo das Assembleias de Deus do Brasil e também sobre a participação política da igreja.
Coordenados pelo pastor José Wellington Bezerra da Costa, presidente da CGADB, os pastores aprovaram a medida de enviar notas públicas para mostrar a posição da AD sobre temas polêmicos como a aprovação do aborto, a legalização das drogas e até mesmo sobre a união de pessoas do mesmo sexo.
“A nota oficial da CGADB tem que expressar a posição da entidade em relação a esses assuntos que estão no Congresso Nacional. A nota tem que ser lida no Congresso e publicada nos principais veículos de comunicação do País”, ressaltou.
Aproveitando a oportunidade, José Wellington discursou sobre os projetos de leis que vão de encontro aos interesses da família, dizendo aos pastores que é necessário que a igreja reaja contra esses projetos.
“Senhores obreiros, a família está ameaçada no Brasil. Querem acabar com a família em nome de um poder”, disse o pastor. “Querem retirar os termos pai e mãe dos documentos oficiais, oferecer cirurgias de mudança de sexo a partir dos 14 anos de forma gratuita e até acabar com o dia dos pais e das mães para não constranger os homossexuais”.
Além da Assembléia Geral Ordinária aconteceram cultos que contaram com a pregação do pastor-presidente das ADs e também do pastor Genival Bento. Alguns cantores da CPAD Music também estiveram presentes.

Cristãos em oração às vésperas do 2º turno das eleições no Egito


Eleição será realizada nos dias 16 e 17 de junho


Cristãos em oração às vésperas do 2º turno das eleições no Egito
Dentro de cinco dias, em 16 e 17 de junho, os egípcios irão às urnas para votar naquele que poderá se tornar o primeiro presidente, democraticamente eleito, do Egito 

Dezesseis anos após a queda de Hosni Mubarak, os egípcios estão em uma “sinuca de bico” para escolher seu novo presidente, com duas opções “amargas” - com muita preocupação e ansiedade sobre como poderá ser o futuro do país sob o governo de qualquer um dos candidatos.

De um lado, o Dr. Mohamed Morsi, o candidato da Irmandade Muçulmana na corrida presidencial.  É perceptível o espírito dominante do partido político religioso, islâmico, que, claramente, luta para governar, dominar e controlar todas as esferas superiores de liderança do novo governo egípcio.

Na oposição, o Dr. Ahmed Shafik, ex-ministro da aviação, e o último primeiro-ministro durante os últimos dias de Mubarak no poder. Muitos egípcios veem o Dr. Shafik como reflexo do antigo regime que governou o país por 30 anos, e que eles querem esquecer, um regime que nada trouxe para eles, além de pobreza e miséria.

Com apenas essas  duas opções para escolher, os egípcios se sentem como um grupo de pessoas em um barco à deriva em meio a grandes ondas, em um mar agitado, em uma noite escura, sem esperança e desamparados, sem saber o que esperar do futuro!

A igreja egípcia está nesse barco com as mesmas preocupações humanas que todos os demais egípcios têm.

No entanto, apesar desta situação incerta, existe uma grande diferença na maneira como os cristãos olham para o cenário! Enquanto a tempestade fica mais forte, e a noite fica ainda mais escura, o rosto de Jesus brilha e aparece em cena, trazendo muita esperança e alegria que ninguém, além dos filhos de Deus, pode experimentar.

"Jesus pode acalmar o mar agitado com apenas uma palavra, ou pode optar por não fazê-lo. Mas isso não importa, desde que Ele esteja dentro barco", afirma um cristão no Egito.

Fonte: Portas Abertas

Jovens optam por nova maneira de namorar em MT



Evangélicos adeptos da `corte´ optam por abdicar do contato físico


Jovens optam por nova maneira de namorar em MT
Eles não beijam na boca durante o namoro e defendem o sexo somente após o casamento. O objetivo: conhecer o verdadeiro amor. Este é o estilo de relacionamento que muitos jovens evangélicos têm adotado como princípio para uma vida “emocionalmente saudável”. É o que o universitário Rafael Almeida, de 22 anos, e Heloísa Lugato, de 24 anos, formada em direito, garantem estar vivenciando há mais de um ano.

O casal conta que os dois são adeptos da pureza sexual até o casamento e durante este período de relacionamento não tiveram relação sexual. “Preferi me preservar. Nos abdicamos do contato físico, do toque, para focar nosso relacionamento na amizade e em conhecer um ao outro”, comenta Rafael. Ele destaca também que a escolha ajuda ainda em ter uma vida emocional equilibrada.

Para Heloísa, a união do casal está respaldada na santidade e em princípios que estão descritos na bíblia. Ela argumenta que o contato físico pode contribuir para que o namoro saia do foco e, por conta disso, o máximo que fazem é pegar na mão e abraçar. “Sabemos que o beijo não é pecado, até porque a bíblia não se refere a isso. Porém, o sexo é, por isso evitamos. Mas não se trata de uma regra. Somos livres para optar e escolher”, pontua.

A jovem disse que já teve outros relacionamentos fora da igreja e que as experiências só reforçam o estilo adotado no namoro atual. “Somos guardados do prejuízo que é ter um coração machucado e ferido”.

Corte
O casal já marcou a data do casamento para o mês de março de 2013. E para chegar até lá, Rafael e Heloísa contam que o namoro dos moldes atuais foi trocado para a modalidade “corte”, no sentido de resgatar valores que se perderam.

Mas para Rafael, isso não é uma tarefa fácil. Ele ressalta que o preconceito da sociedade é grande e que a castidade ainda é um assunto polêmico. Cursando engenharia civil, o universitário disse que já foi até chamado de louco por colegas. “A postura vai contra as regras ditadas pela sociedade. É difícil para muitos aceitarem que alguém em pleno século 21 pense assim. No entanto, quando se tem convicção, seguimos em frente”, avalia.

Veredas antigas
O pastor Heitor Henrique Laranjo, de 27 anos, explica que a área sentimental é a que mais aflige o solteiro. Responsável por trabalhos desenvolvidos com jovens e adolescentes na Igreja Videira, em Cuiabá, o pastor avalia que muitos jovens estão tendo diversos relacionamentos e que chegam a um ponto de frustração emocional muito cedo.

Ou então, segundo Heitor, chegam ao casamento e não conseguem sustentá-lo por falta de amadurecimento. Além disso, percebem que se casaram com a pessoa errada. “Por isso a corte é diferente do namoro, pois preserva o conhecimento entre o casal. Não é respaldado em beijo ou sexo. Voltamos ao tempo em que nossos pais e avós namoravam na sala com a presença da família toda”, reforça.

O molde de relacionamento tem ganhado cada vez mais adeptos nas igrejas evangélicas do país. O movimento “Eu Escolhi Esperar”, por exemplo, que prega a virgindade até o matrimônio tem sido disseminado cada vez mais nas redes sociais e já ganhou millhares de seguidores no Facebook e Twitter.

A adesão à corte, conforme o pastor Heitor Henrique, é feito por casais, preferencialmente a partir de18 anos e que têm o objetivo de casamento. “É muito maior que um movimento de pró-sexualidade. É o resgate das veredas antigas”, observa.

Precoce
A doutora em psicologia comunitária Maria Auxiliadora de Oliveira avalia que a sociedade contemporânea deturpou o sexo ao explorar a sensualidade. Segundo ela, está cada vez intenso o desenvolvimento precoce da sexualidade, o que tem aumentado os casos de gravidez na adolescência.

“A questão afetiva e familiar hoje está banalizada. São muitos jovens e adolescentes começando uma vida sentimental sem estrutura. Sabemos que cada coisa tem o seu tempo e priorizar isso ajuda a minimizar os problemas que afetam a juventude”, frisou Maria Auxiliadora.

Frutos
Os frutos de um relacionamento preservado na pureza sexual, são o que o casal Sandro Cruz, de 28 anos, e Maria Aparecida de Assis da Cruz, de 29, garantem estar colhendo. Com apenas três de meses de namoro, eles se casaram e optaram pela castidade até subir ao altar.

Para Sandro foi a melhor opção que fez, após ter namoros fora dos padrões da igreja que geraram problemas sentimentais. “Começamos a nos conhecer e o sentimento foi aumentando. Percebi que já poderia me casar e fiz tudo dentro que acreditei estar correto. Hoje percebo que valeu à pena porque tenho um casamento recheado de respeito, confiança e carinho”, revela.

Maria Aparecida, que tem uma filha de sete anos, disse que não teve dúvidas em se preservar. Ela disse que foi difícil a caminhada, mas a vontade de encontrar o verdadeiro amor falou mais alto. “A questão é dar valor às coisas que se perdem no decorrer da relação. Nossa prioridade foi a amizade e a base do evangelho. Hoje vejo o quanto essa escolha fez a diferença em minha vida”.

Fonte: G1
 

Pastor evangélico oferece casamento coletivo no dia dos namorados


Serão cem casais na cerimônia do ´Casamento Coletivo´em Campina Grande (PB)



Pastor evangélico oferece casamento coletivo no dia dos namorados
Um pastor evangélico e um juiz em Campina Grande, Paraíba, oferecem um casamento coletivo nesta terça-feira, dia em que se comemora o dia dos namorados.

Esta é um oportunidade para aqueles que não possuem condições de preparar uma cerimônia. Os noivos não precisam se preocupar com nada, tudo é promovido pela Prefeitura. Ela oferece a decoração, o bolo, o salão de beleza, o vestido e o terno.

Serão cem casais na cerimônia do “Casamento Coletivo” na Pirâmide do Parque do Povo, que terá também decoração especial promovida pela pPefeitura. O evento garante som de violinos, damas de honras e pagens. Haverá também atrações musicais que tocarão músicas românticas. Para muitos o evento é mais que uma economia, é um sonho.

“A gente tinha muita vontade de se casar oficialmente, mas nossas condições financeiras nunca deixaram e sempre foi um sonho de criança casar no Parque do Povo”, disse a Suênia Barbosa de Alencar, 30 anos.

Segundo a programação, os casais sairão do Centro Cultural Lourdes Ramalho às 19h30 e irão em direção à Pirâmide do Parque do Povo. No local, o anúncio dos casais será feito pelos clarins da Filarmônica Epitácio Pessoa.

Todos os anos os preparativos começam seis meses antes do dia da cerimônia. Neste ano, o investimentou ficou em torno de R$30 mil. O casal ganhará depois da cerimônia uma réplica no formato do bolo oferecido no casamento coletivo.


Fonte: Christian Post

LIÇÃO 12, O JUÍZO FINAL


 
 
TEXTO ÁUREO
"Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos fornicadores, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre, o que é a segunda morte" (Ap 21.8).
 
 
VERDADE PRÁTICA
DEUS é amor, mas não permitirá que nenhum pecador impenitente fique impune.
 
 
LEITURA DIÁRIA
Segunda - Ap 20.11-15 A instauração do Juízo Final
Terça - 2 Tm 4.1; Ap 20.12 O Juízo Final e as obras
Quarta - Ap 19.20 O julgamento da besta e do falso profeta
Quinta - Ap 20.1-3 O aprisionamento do Dragão
Sexta - Ap 20.10 O juízo sobre o Dragão
Sábado - Ap 22.11 A Santidade ao Senhor
 
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE - Apocalipse 20.7-15
7 E, acabando-se os mil anos, Satanás será solto da sua prisão 8 e sairá a enganar as nações que estão sobre os quatro cantos da terra, Gogue e Magogue, cujo número é como a areia do mar, para as ajuntar em batalha. 9 E subiram sobre a largura da terra e cercaram o arraial dos santos e a cidade amada; mas desceu fogo do céu e os devorou. 10 E o diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde está a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados para todo o sempre. 11 E vi um grande trono branco e o que estava assentado sobre ele, de cuja presença fugiu a terra e o céu, e não se achou lugar para eles. 12 E vi os mortos, grandes e pequenos, que estavam diante do trono, e abriram-se os livros. E abriu-se outro livro, que é o da vida. e os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas  nos livros, segundo as suas obras. 13 E deu o mar os mortos que nele havia; e a morte e o inferno deram os mortos que neles havia; e foram julgados cada um segundo as suas obras. 14 E a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte. 15 E aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo.
 
Apocalipse 20.7-15 - BEP - CPAD
20.7 SATANÁS SERÁ SOLTO. No fim do reino de CRISTO, Satanás será solto.
(1) O próprio Satanás, enganando-se ao ponto de supor que ainda poderá derrotar a DEUS, sairá a enganar aqueles que quiserem rebelar-se contra o reino de CRISTO, e ajuntará uma multidão de semelhantes rebeldes.
(2) "Gogue e Magogue" (v. 8; expressão oriunda de Ez 38,39), representa as nações do mundo rebeladas contra DEUS e a sua justiça.
20.8 ENGANAR AS NAÇÕES. Esta é a última rebelião contra DEUS. Muitos dos que nascem durante o milênio, optam manifestamente pela rejeição do senhorio visível de CRISTO, e escolhem Satanás e a sua mentira. O julgamento divino é a sua destruição e ruína total (v. 9).
20.10 O DIABO... LANÇADO NO LAGO DE FOGO. O poder de Satanás acabará então, pois DEUS o lançará no lago de fogo para todo o sempre (ver Is 14.9-17). Ali, ele não reinará, sendo sempre atormentado, dia e noite, eternamente.
20.11 FUGIU A TERRA E O CÉU. Pode ser uma referência à destruição do universo e à criação de novo céu e nova terra (21.1; cf. Is 51.6; 2 Pe 3.7,10-12).
20.11-13 GRANDE TRONO BRANCO. O julgamento aqui descrito é chamado o "Julgamento do Grande Trono Branco", abrangendo os perdidos de todas as épocas. Alguns entendem que os que foram salvos durante o reino milenar de CRISTO na terra, serão incluídos nesse julgamento.
20.14 LAGO DE FOGO. A Bíblia descreve um quadro terrível do destino dos perdidos.
(1) Fala de "tribulação e angústia" (Rm 2.9), "pranto e ranger de dentes" (Mt 22.13; 25.30), "eterna perdição" (2 Ts 1.9) e "fornalha de fogo" (Mt 13.42,50). Fala das "cadeias da escuridão" (2 Pe 2.4), do "tormento eterno" (Mt 25.46), de um "inferno" e de um "fogo que nunca se apaga" (Mc 9.43), de um "ardente lago de fogo e de enxofre" (19.20) e onde "a fumaça do seu tormento sobe para todo o sempre; e não têm repouso, nem de dia nem de noite" (14.11). Realmente, "horrenda coisa é cair nas mãos de DEUS vivo" (Hb 10.31); "bom seria para esse homem se não houvera nascido" (Mt 26.24; ver também Mt 10.28).
(2) Os crentes do NT tinham nítida consciência do destino de quem vive no pecado. Por essa razão eles pregavam com lágrimas (ver Mc 9.24; At 20.19) e defendiam a Palavra infalível de DEUS e o evangelho da salvação contra todas as distorções e as falsas doutrinas (ver Fp 1.17; 2 Tm 1.14).
(3) O sinistro fato do castigo eterno para os ímpios é a maior razão para levar o evangelho a todo o mundo, e fazer o máximo possível para persuadir as pessoas a arrependerem-se e a aceitarem a CRISTO antes que seja tarde demais (ver Jo 3.16)
20.15 LIVRO DA VIDA. Ver 3.5.
Ap 3.5 - RISCAREI O SEU NOME. Fica claro que qualquer pessoa que experimenta o novo nascimento, mas que posteriormente deixa de perseverar na fé e de viver vitoriosamente, terá seu nome tirado do livro da vida (ver 2.7). Ter o nome apagado do livro da vida é perder a própria vida eterna (2.7,10,11) e ser finalmente lançado no lago de fogo (20.15). É isso que o ESPÍRITO diz às igrejas (v. 6; 13.8; 17.8; 20.12; 21.17; cf. Êx 32.32).
 
 
 
Apocalipse 20.7-15 - Espada Cortante - Vol. 1 - Orlando Boyer - CPAD 
6 Bem-aventurado e santo aquele que tem parte na primeira ressurreição; sobre estes não tem poder a segunda morte; mas serão sacerdotes de DEUS e de CRISTO, e reinarão com ele mil anos.
Há uma idéia entre o povo de DEUS de que a primeira ressurreição acontecerá ao mesmo tempo de uma ressurreição geral. Mas aqui no Apocalipse (v. 5) declara que haverá um intervalo de mil anos entre as duas: Os outros mortos não reviveram, até que os mil anos se acabassem. Não é somente no Apocalipse que mostra haver um período de tempo entre as duas ressurreições. Vide Heb. 11:35; Fil, 3:11; I Cor. 15:23; ITes. 4:16, João 5:28,29; Luc. 14:14; Dan, 12:2.
Ë claro também que haverá dois grupos dos da primeira ressurreição,
(1) A maior parte dos crentes ressuscitarão imediatamente antes do arrebatamento prévio ao começar a Grande Tribulação (I Tes. 4:13-17).
(2) Sete anos depois da ressurreição desse grupo ao terminar a Grande Tribulação, ressuscitarão os que foram degolados... (6:9-11), que não adoraram a besta...(c. 13), e viveram e reinaram com CRISTO durante mil anos (v. 4).
 
A BATALHA DE GOGUE E MAGOGUE. Vs. 7-10.
20:7 E, acabando-se os mil anos. Satanás será solto da sua prisão. 8 E sairá a enganar as nações que estão sobre os quatro cantos da terra, Gogue e Magogue, cujo número é como a areia do mar, para as ajuntar em batalha. 9 E subiram sobre a largura da terra, e cercaram o arraial dos santos e a cidade amada; mas desceu fogo do céu, e os devorou. 10 E o Diabo, que os enganava foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde está a besta e o falso profeta: e de dia e de noite serão atormentados para todo o sempre.
 
O milênio não é o estado final. No fim dos mil anos a terra estará cheia duma população que por multo tempo gozará amplamente a luz da verdade. Porém esse povo terá de ser provado. Satanás, o grande cirandelro (Luc. 22:31), será solto do abismo para cirandar os homens da terra, separando-os para o último grande juízo. Incitará um espírito de descontentamento e rebelião nas nações, simbolizadas pelos termos Gogue e Magogue (vide Ezeq. 38). Haverá uma mudança tão grande, durante os mil anos, que não podemos identificar agora essas nações com qualquer das nações atuais.A grande loucura dessas nações findará de repente: desceu fogo do céu e os devorou.
Satanás será encerrado no abismo a primeira vez, mas a segunda vez será lançado no lago de fogo e enxofre, onde está a besta e o falso profeta, note que, depois de mil anos, a Besta, e o Falso Profeta ainda se acharão no lago de fogo. É um lugar onde os perdidos de dia e de noite serão atormentados para todo o sempre. Com o ato de lançar Satanás no lago de fogo, findará toda a rebelião do povo da terra — findará todo o pecado e toda a morte em nosso planeta.
 
O GRANDE JUÍZO DO TRONO BRANCO. Vs. 11-15.
20:11 E vi um grande trono branco, e o que estava assentado sobre ele de cuja. presença fugiu a terra e o céu; e não se achou lugar para eles. 12 E vi os mortos, grandes e pequenas, que estavam diante do trono, e abriram-se os livros; e abriu-se outro Livro, que é o da vida; e os mortos foram Julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras. 13 E deu o mar os mortos que nele havia; e a morte e o inferno deram os mortos que neles havia; e foram julgados cada um segundo as suas obras. 14 E a morte e o Inferno foram lançados no lago de fogo; esta é a segunda morte. 15 E aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo.
 
Queremos considerar agora os outros mortos que não reviveram, até que os mil anos se acabaram (v. 5).
E vi um trono branco (v. 11): João viu um trono semelhante ao do inicio dos grandes juízos que precederam o milênio (4:2-8). O primeiro trono foi posto no céu; quanto ao segundo não sabemos o lugar. Havia, no primeiro, um arco-íris , indicando que DEUS permaneceria fiel no cumprimento das promessas da aliança; o segundo está nu, isto é, não oferece esperança, nem tem aliança para cumprir. Do primeiro procediam relâmpagos, trovões e vozes, indicando juízos sobre a terra; do último está escrito que era grande e branco, que nos fala de poder ilimitado e de justiça, pura e completa.
Ê evidente que o grande juízo do Trono Branco, não é o mesmo do julgamento das nações (Mat. 25: 31-46). O primeiro será "Quando vier o Filho do homem na sua glória" (Mat. 25:31; Col.3:4; II Tes.1:10); o segundo será depois do milênio. No primeiro não ha, ressurreição, mas no segundo há. No primeiro as nações serão julgadas; no segundo serão "os mortos".
De cuja presença fugiu a terra e o céu... (v. 11):
A presença de DEUS em juízo é terribilíssima, o universo fugirá. Todos os ímpios, uma vez face a face com o Criador, abandonarão sua temeridade. Lembra c. 6: 15,16.
E vi os mortos, grandes e pequenos (v. 12): Todos, desde o principio, serão ressuscitados. Aqui podem evitar os cultos e lugares onde se sente a presença de DEUS, mas aí terão de assistir. Terão de comparecer os grandes e os pequenos — Caim, Faraó, Jezebel, etc.,etc. Grande e vasto, além da concepção humana será esse concurso de gente!
Foram julgados... segundo as suas obras (v. 12):
Vide 2 Cor. 5:10; Tiago 2:24. Como é que seremos julgados, então, segundo as nossas obras, quando somos salvos, pela fé? Rom. 4:3. As obras são a prova da fé que salva. Calvino assim o explicou: "Só a fé justifica, porém a fé que justifica não está só."
E a morte e o inferno (hades) foram lançados no lago de fogo (v. 14): Será o fim da morte, a garantia de ela nunca invadir a nova ordem do c. 21.
Esta é a segunda morte (v. 14): Vede 2:11; 21:8; 20:14. A morte não é o cessar de existir, mas sim a existência fora do que DEUS planejou. Vede por exemplo I Tim. 5:6. Não era plano de DEUS que o homem existisse fora do corpo (a primeira morte), nem que existisse fora da presença de DEUS (a segunda morte, 21;8; 22:15). A segunda morte não quer dizer que a pessoa morta não existe mais, como algumas seitas ensinam. Isto é evidente porque a Besta e o Falso Profeta se acham ainda na segunda morte depois de mil anos. Compare vs. 10 e 14 c. 19:20. Que a pessoa fora do corpo (ou como se diz: "morta") está cônscia (pode ouvir, etc.) é claro, também, nas passagens como II Cor. 12:3,4. Que os mortos não cessam de existir é evidente em Rom. 5:8. CRISTO, sendo DEUS não pode cessar de existir, contudo a passagem declara que morreu.
A segunda morte é tanto mais horrível que a primeira, quanto o inferno é mais terrível que a morte física.
E aquele que não fui achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo (v. 15): Todos os nomes que estiverem escritos no livro, serão escritos ali antes desse dia. Nada consta que qualquer nome será escrito no Livro da vida nesse dia. Diz. "Aquele que não foi achado escrito..." É fato que nos comove até as profundezas de nosso ser!
 
 
 
Apocalipse 20.7-15 - Apocalipse - Versículo por Versículo Autor: Severino Pedro da Silva Editora: CPAD Ano: 2002
7. “E, acabando-se os mil anos, Satanás será solto da sua prisão”. 
I. “...Satanás será solto”. Com a soltura deste terrível ser, a nova geração será provada como foi provado Adão, no jardim do Éden (Gn capítulo 3). Não seria mais necessário o homem agora aderir a Satanás a despeito de tudo que CRISTO já realizou por sua pessoa, porém, aqui, fica demonstrada a natureza humana. “A humanidade já foi provada sob todas as condições possíveis, e falhou em cada prova. Falhou debaixo da lei, e ainda mais debaixo da graça, e agora, “na dispensação da plenitude dos tempos” (o Milênio), quando o Senhor é conhecido em todo o mundo e reina a justiça em toda a terra, torna a falhar, não correspondendo à graça de DEUS, a ele oferecida...”. Esta dispensação, que pela ordem cronológica é a sétima e a última. Não será um tempo de graça, mais de justiça divina para todos; será o tempo em que “...os reinos do mundo” serão só de nosso Senhor e do seu CRISTO (11.15). Cumprir-se-á finalmente Daniel 7.13-14, suas palavras são aplicáveis a esse tempo do fim.
 
8. “E sairá a enganar as nações que estão sobre os quatro cantos da terra, Gogue e Magogue, cujo número é como a areia do mar, para as ajuntar em batalha”. 
I. “...Gogue e Magogue”. Ezequiel 38-39 fala de Gogue, Magogue, Mezeque e Tubal. Geograficamente falando, “São regiões ocupadas pelos antigos citas e tártaros, correspondendo aos modernos russos. Josefo diz que Magogue são os citas ou tártaros, correspondendo aos modernos russos. Josefo diz que Magogue são os tártaros que são os russos”. Mezeque converteu-se em Moskva (Moscou), como diz em russo, e Tubal é o moderno nome de Tobolsk. Profeticamente falando, essa nação do norte é inimiga de Israel. Em nossos dias, como é sabido, essa nação vem orando a DEUS, para que o mesmo impeça uma invasão de Gogue à Terra Santa.
1. “No dia 28 de novembro (1983), 25 judeus ortodoxos foram a Hebrom, para interceder diante de DEUS junto ao túmulo de Abraão para que “a chegada de Gogue e Magogue ainda seja adiada”, pois alguns deles tiveram um sonho: “Gogue e Magogue estariam prestes a vir”. Já o rabino-chefe, diante do Muro das Lamentações considerou que “verdadeiros cabalistas não deveriam orar pelo adiamento da vinda de Gogue e Magogue, mas pelo seu rápido aparecimento, pois, assim, seria apressada a vinda do Messias”. Porém, é evidente que a investida de Gogue e Magogue na passagem em foco, não se refere àquela mencionada em Ez capítulo 38-39. Uma está distante da outra, pelo menos, 1000 anos. Os nomes “Gogue e Magogue” em Ezequiel, se referem aos poderes do norte, chefiados pela Rússia; após o Milênio, porém, os nomes “Gogue e Magogue” são empregados metaforicamente para representar (“as nações que estão sobre os quatro cantos da terra”).
 
9. “E subiram sobre a largura da terra, e cercaram o arraial dos santos e a cidade amada; mas desceu fogo do céu, e os devorou”. 
I. “...desceu fogo do céu, e os devorou”. O comandante do norte na sua invasão a Terra Santa, não chegou a cercar “...o arraial dos santos” (ISRAEL) nem “...a cidade amada” (JERUSALÉM), mas foi derrotado por DEUS nas montanhas da Judéia; e, ainda por um ato de misericórdia divina teve um (“lugar de sepultura”) ao oriente do mar Morto (Ez 39.11). Nesta secção porém, Gogue e Magogue aqui, representados, serão tragados por fogo que “desceu do céu”, e os devorou. “No sentido mais profundo, o Apocalipse é um livro de divindade. É um livro acerca de DEUS; é um livro sobre os atos de DEUS. Por igual modo, a derrota das forças do mal é um ato divino. Os habitantes da cidade amada descobrirão que DEUS terá feito a causa dele e a causa deles. Eles não terão armas suficientemente poderosas para aquela batalha final. Mas DEUS proverá seu fogo destruidor dos céus”.
 
10. “E o diabo que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde está a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados para todo o sempre”. 
I. “...o diabo, que os enganava”. A queda de Satanás nesta secção, aludi, profeticamente, à queda de todos os poderes do mal, conforme se depreende na secção seguinte. Ele tinha já passado mil anos no abismo, mais isso foi uma ação intermediária. Agora, entretanto, ele sofrerá sua derrota final e irá para seu destino. Finalmente a cabeça da serpente é ferida para sempre (Gn 3.15). A vitória conseguida sobre o diabo no calvário agora recebe operação completa. Sua queda será gradual. Ele será expulso dos ares para a terra e o mar no período da Grande Tribulação (12.9 e ss). Será aprisionado por mil anos (20.2 e ss). E então, no texto em foco, derrotado completamente pela ação poderosa e imediata de DEUS, mesclada de ira. Este capítulo do Apocalipse é a consolidação, no que diz respeito a toda e qualquer revolta ou rebelião do ser humano ou de hostes espirituais do mal. O bem triunfará, e o Cordeiro de DEUS, tirará definitivamente “...o pecado do mundo” (Jo 1.29), e só existirá no Universo a semente do bem.
 
11. “E vi um grande trono branco, e o que estava assentado sobre ele, de cuja presença fugiu a terra e o céu; e não se achou lugar para eles”. 
I. (“...UM GRANDE TRONO BRANCO”). Já tivemos ocasião de frisar em notas expositivas nos capítulos 2.13 e 20.4 deste livro, a palavra “trono” ou “tronos”. Ela, no grego, é (“thonos”). É usada no Novo Testamento com o sentido de “trono real” (cf. Lc 1.32, 52), ou com o sentido de “tribunal judicial” (cf. Mt 19.28; Lc 22.30). Também há alusão aos “tronos” de elevados poderes angelicais, ou governantes humanos (cf. Cl 1.16). O trono do presente texto, é grande! É de vastíssimas dimensões enchendo o campo inteiro de nossa visão; expulsa da vista todos os outros elementos. Ameaça; deixa a mente atônita. Trata-se de um infinito julgamento, diante do qual está que é finito: o pobre humano, morto. O trono é branco! Resplandece de pureza e de santidade, o que exije justiça! Castigo! Julgamento! Purificação! Retribuição! Tudo isso descreve uma cena fora da história humana! É o juízo Final!
 
12. “E vi os mortos, grandes e pequenos, que estavam diante do trono, e abriram-se os livros; e abriu-se outro livro, que é o da vida: e os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras”. 
I. “...grandes e pequenos”. O Filho se assentará juntamente com o Pai, em seu trono, para julgar. Mas o Pai é quem figura majestaticamente em todas as seguintes referências: (At 17.31; Hb 1.3; Ap 4.2, 9; 5.1, 7, 13; 7.10; 19.4; 21.5), e por meio de JESUS todos ali serão julgados (Jo 5.22). Duas classes de seres, ali serão julgados: “...os grandes” (os anjos caídos). 2Pd 2.4; Jd v.6, e os “...pequenos” (os homens em sentido geral). Sl 8.5; Hb 9.27. Todos ali “...postos em pé” diante do trono. Fica assim subentendida no expressivo a “segunda ressurreição”, isto é, dos incrédulos (20.5).
1. Os mortos foram julgados. Entre os muitos julgamentos ou juízos mencionados na Bíblia, sete têm significação especial, como é descrito por C. I. Scofield em seu SCOFIEL REFERENCE BIBLE:
(a) O julgamento dos pecados do crente na cruz de CRISTO. Jo 13.31. Ele foi aí justificado porque CRISTO, havendo levado os seus pecados sobre a cruz, foi feito por DEUS justiça. 1Co 1.30:
(b) O crente julgando-se a si mesmo, para não ser julgado com o mundo. 1Co 11.31:
(c) O julgamento das obras dos crentes diante do Tribunal de CRISTO, logo após o arrebatamento. Rm 14.10; 1Co 3.12; 2Co 5.10:
(d) O julgamento das nações vivas, na “parousia” de CRISTO com poder e grande glória. Mt 25.32 e ss:
(e) O julgamento de Israel, na volta de CRISTO. Ez 20.33 e ss; Mt 19.28, etc.
(f) O julgamento descrito por Paulo em 2Tm 4.1, que se dará “...na sua vinda e no seu reino”.
(g) O julgamento do “Grande Trono Branco” aqui mencionado nesta secção (20.11-15)
 
13. “E deu o mar os mortos que nele havia; e a morte e o inferno deram os mortos que neles havia; e foram julgados cada um segundo as suas obras”. 
I. “...deu o mar os mortos que nele havia”. Estes mortos saídos do mar, são aqueles que foram tragados na hecatombe provocada quando “... desceu fogo do céu”. (v. 10); Eles não passaram pela ação “intermediária” do Hades, visto que concomitantemente foi estabelecido o juízo final. João observa que não é necessário no julgamento um anjo assistente “abrir” os livros. Eles se abriram movidos por uma força sobrenatural emanada do supremo Juiz: observe-se a frase: “...e abriram-se os livros...” (v.12). Podemos observar a exposição excepcional do versículo 15 desta secção, ela demonstra um julgamento individual, confirmando o versículo 13: “...e foram julgados (“cada um”) segundo as suas obras”. DEUS julgará cada um segundo as suas obras”. DEUS julgará cada um segundo as suas obras, porque no inferno há também grau elevado de sofrimento (Ez 32.21-23; Hb 10.29); após uma acurada investigação do Justo Juiz, nas obras, feitos, motivos, memória e consciência, confrontando tudo com o que está escrito em cada livro (Jo 12.48). Ali agora só há uma sentença: “Apartai-vos de mim!”. Alguém se estremecerá, mas ali não haverá margem para erro, para indecisão, equivoco ou modificação.
1. Existe uma pergunta no meio da cristandade e até fora dela baseada nos versículos 11-15 que termos nesta secção: (“como serão julgados aqueles que morreram sem ouvir o Evangelho?”). Essa pergunta quando dentro da lógica da visualização do homem pode ultrapassar qualquer possibilidade de entendimento da mente humana. Mas é evidente que, DEUS tem falado e vem falando ao homem de “muitas maneiras” (Hb 1.1). Paulo diz que o Evangelho foi “pregado a toda criatura que há debaixo do céu” (Cl 1.23). DEUS pode alcançar através de seus métodos a todos os homens; vejamos alguns dos métodos de DEUS:
(a) DEUS fala através do Universo: “Os céus manifestam a glória de DEUS e o firmamento (“anuncia”) a obra das suas mãos... Sem linguagem, sem (“fala”), ouvem-se as suas vozes, em (“toda a extensão da terra”), e as suas palavras até ao fim do mundo”. Sl 19.1-4:
(b) DEUS fala através da percepção: “Porquanto o que de DEUS se pode conhecer neles (nos homens) se manifesta, porque DEUS lho manifestou. Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder... se entendem, e claramente se (“vêem”) pelas coisas que estão criadas, para que eles (os homens) fiquem inescusáveis”. Rm 1.19-20:
(c) DEUS fala através da consciência: “Porque, quanto os gentios, que não têm lei, fazem naturalmente as coisas que são da lei, não tendo eles lei, para si mesmos são lei. Os quais mostram a obra da lei escrita em seus corações, testificando juntamente a sua consciência, e os seus pensamentos, que acusando-os, quer defendendo-os; no dia em que DEUS há de julgar os segredos dos homens, por JESUS CRISTO”. Rm 2.14-16:
(d) DEUS fala através da vida dos animais: “Mas, pergunta agora às alimárias, e cada uma delas to ensinará; às aves dos céus, e elas to farão saber; ou fala com a terra; e elas to ensinará até os peixes do mar to contarão. Quem não entende por todas estas coisas que a mão do Senhor fez isto?”. Jó 12.7-9:
(e) DEUS fala através dos meios geográficos: “...DEUS anuncia agora a (“todos os homens”), e em (“tudo o lugar”), que se arrependam; Porquanto tem determinado um dia em que com justiça há de julgar o mundo...”. At 17.30-31:
(f) DEUS fala através dos sonhos: “Antes DEUS fala uma e duas vezes, porém ninguém atenta para isso. Em sonho ou visão de noite, quando cai sono profundo sobre os homens, e adormecem na cama. Então (“abre os ouvidos dos homens”), e lhes sela a sua instrução. Para apartar o homem do seu desígnio, e esconder do homem a soberba; Para desviar a sua alma da cova, e a sua vida de passar pela espada”. Jó 33.14-18:
(g) DEUS fala através dos anjos: “E vi outro anjo voar pelo meio do céu, e tinha o evangelho eterno, para o proclamar (“aos que habitam sobre a terra”), e a toda a nação, e tribo, e língua, e povo”. Ap 14.6:
(h) DEUS fala através de seu Filho: “Havendo DEUS antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho”. Hb 1.1:
(i) DEUS fala através de sinais e milagres: “Testificando também DEUS com eles, por sinais, e milagres, e várias maravilhas e dons do ESPÍRITO SANTO...”. Hb 2.4a. Perguntamos agora: havendo DEUS falado tanto e de muitas maneiras, chegará alguém inocente diante do Grande Trono Branco? (Êx 34.7). Segundo se depreende do significado do pensamento, aqueles que não viveram de acordo com a (“FÉ”). Rm 4.5-6; Hb 10.38; serão ali julgados de acordo com as (“OBRAS”). Jn 3.10. Deixemos o assunto com o Senhor – O Justo Juiz (Dt 29.29; Rm 4.15).
 
14. “E a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo: esta é a segunda morte”. 
I. “...foram lançados no lago de fogo”. Naturalmente, é provável que este versículo seja o cumprimento real, daquilo que profetizou Is 25.8, e citado por Paulo em seu argumento sobre a ressurreição, em 1Co 15.26, onde é descrito que o “...último inimigo que há de ser aniquilado é a morte”. Isso significa um triunfo total de CRISTO e dos santos. A morte, como aliada do pecado, será destruída juntamente com o pecado; o Hades não envolverá mais terrores, para os santos nos céus. Não haverá mais temor da morte (Hb 2.15) ela não existirá (21.4). O ciclo temível do juízo agora está completamente terminado. O Anticristo e seu consorte já haviam sido lançados no lago de fogo (19.20). Satanás sofreu essa mesma sanção (20.10). Agora a morte e o inferno, são ali lançados. E no versículo 15, chegará a vez dos perdidos. É realmente a sorte dos ímpios, e todas as gentes que se esquecem de DEUS (Sl 9.17). Os anjos maus foram também ali lançados (Mt 25.41).
 
15. “E aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo”. 
I. “...aquele que não foi achado escrito”. É evidente que os salvos, que comparecerão diante do trono branco, cujos nomes “se encontram no livro da vida”, não é a Igreja (isso não afasta a possibilidade de ela estar presente, mas não para ser julgada, e, sim, tomar parte no julgamento), e sim, aqueles que foram fiéis a DEUS durante o Reino Milenial de CRISTO. “Diante do Trono Branco estarão multidões incalculáveis que, durante o Milênio, creram em JESUS e foram fieis, e permaneceram até o fim. Quando Satanás, pela última vez, rebelou-se contra DEUS, esses não o acompanharam e, agora, estão diante do Trono Branco, sabendo que seus nomes estão no Livro da Vida”.
1. O Lago de Fogo. É este o lugar onde o bicho não morre e o fogo nunca se apaga. (Cf. Mc 9.46). “A palavra hebraica que descreve este lugar, como no Antigo Testamento, é “Tofete” (Is 30.33; Jr 7.31-32). Mas a palavra grega é “Geena” (Mt 5.22, 29, 30; 10.26; 23.14, 15, 33). “Geena” refere-se literalmente ao “Vale do filho de Hinom”, vale, este, fora da cidade de Jerusalém que servia de Monturo da cidade e onde queimavam seus filhos em sacrifícios a Moloque, o deus pagão. JESUS empregou o termo “Geena” 11 vezes, sempre no sentido literal. Ali sempre havia fogo aceso, servindo desta maneira para figurar o Lago de Fogo que arde eternamente. A palavra encontra-se em Mt 5.22, 29, 30; 23.15, 33; Mc 9.43, 45, 47; Lc 12.5; Tg 3.6. Em cada caso, com exceção do último, a palavra sai dos lábios do Senhor JESUS em solene aviso das conseqüências do pecado. Ele descreve como o lugar onde o seu bicho não morre, e o fogo nunca se apaga. A expressão é idêntica à que temos aqui: “o lago de fogo”.
 
 
Livros (Pr. Geziel Gomes)
 
OS LIVROS
1- As pessoas que saíram do Egito, e que morreram no deserto, umas foram salvas e outras condenadas.
2- É simples, é só ver a situação do povo, uns eram realmente crentes, outros rebeldes.
3- Quanto ao julgamento, no dia do juízo final serão abertos vários livros, passarei a citar alguns:
3.1- O livro da consciência Rm 2.15;
3.2- O livro da natureza Sl 19.1-14;
3.3- O livro da lei Rm 2.12;
3.4- O livro do Evangelho Rm 2.16;
3.5- O livro das memórias Lc 16.25;
3.6- O livro das obras Ap 20.12;
3.7- O livro da vida Ap 20.15.
4- Todas as pessoas serão julgadas, e todas receberão de Deus o que merecem, ninguém se dará por inocente diante de Deus, porque cada um será julgado de acordo com os livros citados acima.
5- O caso de Moisés: Ele não entrou na Terra da Promessa, mas foi salvo, pois o vemos falando com Jesus em Mt 17.3.
 
NOSSO NOME NO LIVRO DA VIDA (O Livro mais importante que todos os outros)

Apocalipse 19.14,15
(Pr. Geziel Gomes)
Introdução:
· A vida humana sem tem sido associada a livros.
· A vida espiritual também se relaciona com livros.
· No fim de todas as coisas será instalado O Grande Trono Branco.
· No Grande Trono Branco serão abertos os livros de Deus.
· último e mais importante livro será o LIVRO DA VIDA.
I. O MAIS IMPORTANTE LIVRO DO UNIVERSO - O LIVRO DA VIDA
1. Um livro que jamais foi visto na Terra
2. Um livro que não contem registros feitos por mãos humanas
3. Um livro que nunca se acabará
4. Um livro que contem registros infalíveis e inapeláveis.
II. POR QUE ELE E CHAMADO DE LIVRO DA VIDA?
1. Porque ele está guardado no Reino da Vida
2. Porque ele é administrado pelo Príncipe da vida
3. Porque ele diz respeito aos que possuem vida eterna
4. Porque os que nele são inscritos são recomendados pelo
Espírito da vida
III. PARA QUE DEUS CRIOU O LIVRO DA VIDA?
1. Para registrar os nomes dos nascidos de novo,  os  futuros habitantes do Céu
1.1 Os Salvos
1.2 Os Santos
1.3 Os Servos
2. Para registrar os nomes dos que jamais morrerão espiritualmente.
2.1 O pecado produziu morte
2.2 A salvação produziu vida
3. Para registrar os nomes dos que serão arrebatados
3.1 O Arrebatamento está anunciado claramente na Bíblia
3.2 Os Governos recolhem seus cidadãos em caso de guerra, calamidade
4. Para registrar os nomes dos destinados a vencer Satanás
4.1 Vencerão pela Palavra de Deus
4.2 Vencerão pelo sangue do Cordeiro
IV. AS QUATRO MAIORES TRAGÉDIAS DA VIDA
1. Viver neste mundo sem ter abarcado a Cristo
2. Sair deste mundo sem Ter a certeza de salvação
3. Morrer sem ter o nome escrito no Livro da Vida
2. Ter o nome escrito e depois ser ele riscado
Conclusão
Venha a Cristo para que seu nome seja escrito
Faça uma confissão que confirme seu nome no livro da vida (Mt 10.32; Rm 10.9,10).
 
INTERAÇÃO
Chegará o dia, onde os homens da Terra comparecerão diante do Trono Branco. CRISTO se assentará como o supremo juiz e, junto à igreja, julgará a humanidade. É importante realçar, que a figura do Trono Branco simboliza a santidade e a justiça do divino Juiz no julgamento final. Enquanto os salvos deleitar-se-ão no Senhor e reinarão com CRISTO, aqueles que não foram achados seus nomes escritos no Livro da Vida, atormentar-se-ão eternamente. Nesta lição, veremos que da mesma forma como o céu é um lugar, o inferno também possui a dimensão geográfica da eternidade.
 
OBJETIVOS - Após esta aula, o aluno deverá estar apto a:
Definir o Juízo Final.
Compreender o sistema do julgamento divino e seus personagens.
Conscientizar-se de que o Juízo Final é uma doutrina fundamental das Escrituras.
 
ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA
Caro professor, você sabe o que significa a palavra inferno? Qual a importância dessa pergunta? No exercício da tradução da Bíblia, há limites de caráter semântico nativo imposto pelo idioma original a ser traduzido. Nem sempre encontramos palavras da língua nativa que expresse a plenitude semântica do termo original. A palavra inferno é um belo exemplo dessa complexidade. Introduza o tópico V explicando aos alunos que os termos originais para "infernos" nas Escrituras, são: Sheol, Hades, Tártaro e Geena. Com o auxílio do subsídio bibliográfico I explique que o termo inferno, a que se refere o tópico V da lição, remete-se ao Hades, ou seja, a morada dos mortos.
 
RESUMO DA LIÇÃO 12, O JUÍZO FINAL
I. O QUE É O JUÍZO FINAL
1. O Juízo Final.
2. As bases do Juízo Final.
3. A ocasião do Juízo Final.
II. O JULGAMENTO DA BESTA, DO FALSO PROFETA E DO DRAGÃO
1. O juízo sobre a Besta.
2. O juízo sobre o Falso Profeta.
3. O juízo sobre o Dragão.
III. A INSTALAÇÃO DO TRONO BRANCO
1. O Trono Branco.
2. Os tronos dos justos.
3. O Supremo Juiz.
4. Os livros do Juízo Final.
IV. O JULGAMENTO DOS MORTOS
1. A segunda ressurreição.
2. Os mortos da segunda ressurreição.
3. A segunda morte.
V. O JULGAMENTO DA MORTE E DO INFERNO
1. O juízo sobre a morte.
2. O juízo sobre o inferno.
 
SINÓPSE DO TÓPICO (1) O julgamento que o Altíssimo conduzirá no final dos tempos consoante às obras dos homens chama-se Juízo Final.
SINÓPSE DO TÓPICO (2) Antes de instaurar o Juízo Final, o Senhor julgará antecipadamente a Besta, o Falso Profeta e o Dragão.
SINÓPSE DO TÓPICO (3) Na instauração do Juízo Final teremos os seguintes símbolos: o Trono Branco, os tronos dos justos, o Supremo Juiz e os livros do Juízo.
SINÓPSE DO TÓPICO (4) No Juízo Final, os mortos, sejam grandes ou pequenos, estarão diante do Trono Branco.
SINÓPSE DO TÓPICO (5) Embora não sejam pessoas, a morte e o inferno serão finalmente julgados. Eles simbolizam os dois grandes castigos perpetuados na humanidade. 
 
AUXÍLIO BIBLIOGRÁFICO - Subsídio Bibliológico
"Inferno
O inferno, no sentido de um lugar para futuro castigo, certamente é ensinado de uma maneira distinta na Bíblia. Embora a doutrina não seja tão claramente expressa no Antigo Testamento quanto o é no Novo Testamento [...]. [Há nas Escrituras] [...] quatro palavras traduzidas como "inferno" são [elas]:
1. Sheol. [...] No Antigo Testamento, sheol é usada para a sepultura (Jó 17.13; Sl 16.10; Is 38.10) e para o lugar dos mortos, tantos bons (Gn 37.35; Jó 14.13; Sl 6.5; Ec 9.10) quanto os maus (Sl 55.15; Pv 9.18).
2. Hades. [É] a palavra grega que mais se aproxima de sheol e o nome do deus grego do submundo. [...] Hades [...] é o lugar dos maus (Lc 16.23). [...] Hades é a tradução de Sheol em Salmos 16.10 e refere-se simplesmente ao sepulcro ou à morte. Nas passagens de Apocalipse, Hades parece estar personificado como um sinônimo da morte em relação ou seu poder sobre os homens, provalvelmente seguindo a metáfora de Mateus 16.18.
3. Geena. [Refere-se a] um lugar onde havia fogo constante, um símbolo dos espíritos perdidos atormentados [...] (Mt 5.22; 29,30; 10.28; Mc 9.43,45,47; Lc 12.5; Tg 3.6).
4. Tartaroo. Um verbo grego que significa "enviar Tártaro", encontrada somente em 2 Pedro 2.4. Os gregos viam Tártaro como um lugar subterrâneo, inferior ao Hades, onde a punição divina era infligida" (Dicionário Bíblico Wycliffe. 4.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2009, pp.968,69).
 
VOCABULÁRIO
Casuísmo: Argumento ou medida fundamentada em raciocínio enganador ou falso, especialmente em direito e moral, e baseada muitas vezes em casos concretos e não em princípios fortemente estabelecidos.
Consoante: Concordante.
 
BIBLIOGRAFIA SUGERIDA
Dicionário Bíblico Wycliffe. 4.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2009.
HORTON, Stanley M. Apocalipse: As coisas que brevemente devem acontecer. 2.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2001.
LAHAYE, Tim; HINDSON, Ed (Eds.). Enciclopédia Popular de Profecia Bíblica. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2008.
SAIBA MAIS pela Revista Ensinador Cristão - CPAD, nº 50, p.42.
 
QUESTIONÁRIO DA LIÇÃO 11, O EVANGELHO DO REINO NO IMPÉRIO DO MAL
Responda conforme a revista da CPAD do 2º Trimestre de 2012
Complete os espaços vazios e marque com "V" as respostas verdadeiras e com "F" as falsas
 
TEXTO ÁUREO
1- Complete:
"Mas, quanto aos __tímidos__, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos fornicadores, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no __lago__ que arde com fogo e enxofre, o que é a __segunda__ morte" (Ap 21.8).
 
VERDADE PRÁTICA
2- Complete:
DEUS é __amor__, mas não permitirá que nenhum pecador __impenitente__ fique __impune__.
 
COMENTÁRIO - INTRODUÇÃO
3- Onde serão julgados todos os ímpios, como por exemplo Adolf Hitler que não foi levado a julgamento, pois preferiu suicidar-se a comparecer ante o tribunal internacional de justiça, escapando assim da justiça humana?
(    ) No Juízo Final.
(    ) Tanto ele, quanto o mais anônimo dos ímpios, comparecerão ante o Trono Branco.
 
4- Quanto à Igreja, onde estará, enquanto perdurar o juízo do Trono Branco?
(    ) Estará ao lado de CRISTO, para administrar a justiça divina, inclusive aos anjos caídos
 
I. O QUE É O JUÍZO FINAL
5- O que é o Juízo Final?
(    ) Denomina-se assim o julgamento que o Senhor DEUS conduzirá no final dos tempos, para retribuir a cada um consoante às suas obras (2 Tm 4.1; Ap 20.12).
 
6- Qual a base primordial do Juízo Final?
(    ) É a justiça perfeita e inquestionável de DEUS (Dt 32.4; Sl 7.11; Ap 16.7).
 
7- Quando DEUS instaurará o Juízo Final?
(    ) Logo após a última apostasia da humanidade, no final do Milênio (Ap 20.7-10).
 
II. O JULGAMENTO DA BESTA, DO FALSO PROFETA E DO DRAGÃO
8- Antes da instauração do Juízo Final, DEUS julgará e sentenciará sumariamente três personagens: quem são?
(    ) A Besta, o Falso Profeta e o Dragão.
 
9- Quem inaugurará o lago que arde com fogo e enxofre?
(    ) A Besta e o Falso Profeta.
 
10- Como será o juízo sobre a Besta?
(    ) O Anticristo será tão maléfico à humanidade, que o Senhor o lançará no lago de fogo mil anos antes do Juízo Final (Ap 19.20).
(    ) Repulsivo e abominável, não terá direito sequer ao último julgamento.
(    ) Dessa forma, o Senhor destruirá por completo o sistema político deste mundo, para implantar o governo milenial.
 
11- Como será o juízo sobre o Falso Profeta?
(    ) O Anticristo será tão maléfico à humanidade, que o Senhor o lançará no lago de fogo mil anos antes do Juízo Final (Ap 19.20).
(    ) Repulsivo e abominável, não terá direito sequer ao último julgamento.
(    ) Com os seus prodígios e sinais mentirosos, deu todo o apoio ao Anticristo (Ap 19.20). Com ele haverá de cair os ídolos e os falsos deuses que, desde o Gênesis, vêm afrontando ao DEUS Único e Verdadeiro.
 
12- Como será o juízo sobre o Dragão? Complete:
Terminada a Septuagésima Semana de __Daniel__, conhecida também como a Grande Tribulação, DEUS __aprisionará__ o Dragão. E este será detido por __mil__ anos (Ap 20.2). Ele é a antiga serpente, é o Diabo. No final do Milênio, Satanás será __temporariamente__ solto. E sairá a seduzir as nações. Inexplicavelmente, muitos povos o seguirão. Nesse ponto, obrigamo-nos a perguntar: Como o ser humano poderá recusar um governo tão perfeito como o de CRISTO? Um governo que proporcionará justiça, segurança e bem-estar social a todos. O __Milênio__, por conseguinte, será a última aventura humana antes da instauração do Juízo Final e do Perfeito Estado Eterno: a Jerusalém Celeste.
 
III. A INSTALAÇÃO DO TRONO BRANCO
13- Qual o simbolismo do Trono Branco?
(    ) Nas Sagradas Escrituras, o branco é o símbolo da justiça divina (Ap 19.8).
(    ) O Juízo Final, pois, simbolizado pelo Trono Branco, será de tal forma processado, que nele não haverá qualquer falha ou deslize.
(    ) Será irretorquível (Sl 19.9).
 
14- Onde estarão os redimidos de todas as eras (Ap 20.4)?
(    ) Nos tronos dos justos.
(    ) Lá nos acharemos, inclusive, para julgar os anjos caídos (1 Co 6.3).
 
15- Quais as características do Supremo Juiz que irá conduzir o Juízo Final?
(    ) O Senhor DEUS é o juiz de toda a terra (Gn 18.25).
(    ) Ele é o juiz de vivos e de mortos (At 10.42).
(    ) Sua competência é inquestionável (1 Pe 4.5).
(    ) O Senhor é um justo juiz (Sl 119.137).
 
16- Quais tipos de livros serão abertos no Juízo Final?
(    ) Escreve o Evangelista que, no Juízo Final, muitos livros serão abertos: "E abriram-se os livros. E abriu-se outro livro, que é o da vida" (Ap 20.12).
(    ) Nesses livros, acha-se escrita fidedignamente a história da humanidade.
(    ) Nenhum registro é alterado.
(    ) Todas as obras humanas acham-se neles anotadas.
(    ) Entre esses volumes e rolos, encontram-se também as Sagradas Escrituras, pois será com base nestas que há de se processar o Juízo Final.
 
IV. O JULGAMENTO DOS MORTOS
17- Quais são os mortos julgados no Juízo Final e como serão julgados?
(    ) Grandes e pequenos, estarão diante do Trono Branco.
(    ) Bilhões de seres humanos.
(    ) Cada um destes será tratado individual e personalizadamente. Diz o texto sagrado: "E foram julgados cada um segundo as suas obras" (Ap 20.13).
 
18- Quando se dará a primeira ressurreição?
(    ) Acontecerá no término da Grande Tribulação e contemplará os mártires desse período (Ap 20.1-6).
 
19- Quando se dará a segunda ressurreição?
(    ) Dar-se-á logo após o Milênio, trazendo novamente à vida ímpios e pecadores de todas as eras (Ap 20.12).
 
20- Quais são os mortos da segunda ressurreição?
(    ) Do homicida Caim ao último dos pecadores, todos lá estarão. Nero, Calígula, Hitler.
(    ) Lá estarão também os pecadores anônimos que, agarrados à justiça própria, rejeitaram a graça de DEUS.
(    ) Os que morrerem durante o Milênio de igual modo se farão presentes.
(    ) Os inscritos no Livro da Vida tornarão a viver para tomar parte nas bem-aventuranças da Jerusalém Celeste (Ap 20.4-6,15).
 
21- O que é a segunda morte?
(    ) O horror da segunda morte não está propriamente no lago de fogo, mas na separação definitiva e eterna de DEUS.
(    ) Os ímpios serão lançados nesse lugar de tormentos, localizado nas trevas exteriores (Mt 25.30).
(    ) É um castigo real num lugar real. Jamais terá fim.
 
V. O JULGAMENTO DA MORTE E DO INFERNO
22- Finalmente, serão julgados a morte e o inferno. Embora não sejam pessoas, o que simbolizam?
(    ) Simbolizam os dois grandes castigos que recaíram sobre os filhos de Adão.
(    ) A experiência física terminal e a penalidade eterna.
 
23- Como é o juízo sobre a morte? Complete:
Afirma o apóstolo Paulo que o __último__ inimigo a ser aniquilado é a __morte__ (1 Co 15.26). Os justos nunca mais experimentarão a morte, porque viverão eternamente ao lado do Senhor. Assim, poderemos cantar: "Tragada foi a morte na __vitória__" (1 Co 15.54). Ela também será lançada no lago de fogo (Ap 20.14).
 
24- Como é o juízo sobre o inferno? Complete:
O inferno não é um __estado__ de espírito. É um lugar __real__ (Lc 16.23). Mas está com os seus dias contados. É o que diz o Evangelista: "E a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte" (Ap 20.14). O inferno será lançado no lgo de fogo. Assim, o Senhor aniquilará todas as __maldições__ que, desde Adão e Eva, infelicitam a raça humana.
 
CONCLUSÃO
25- Complete:
No lago de fogo, não serão lançados apenas __genocidas__ como Nero e Hitler. Adúlteros e mentirosos também sofrerão as penalidades __eternas__, conforme adverte a Palavra de DEUS: "Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos fornicadores, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre, o que é a __segunda__ morte" (Ap 21.8).
Infelizmente, tais pecados acham-se também entre os que __invocam__ o nome de DEUS. É hora de buscarmos ao Senhor. Sua advertência é grave e urgente: "Quem é injusto faça injustiça ainda; e quem está sujo suje-se ainda; e quem é justo faça justiça ainda; e quem é santo seja santificado ainda" (Ap 22.11). __Santidade__ ao Senhor!
 
 
fonte  www.apazdosenhor.org.br

LIÇÃO 05 - A INSTITUIÇÃO DA MONARQUIA EM ISRAEL / SUBSÍDIOS / CLASSE ADULTOS

Apresentado pelo Comentarista das Revistas Lições Bíblicas Adultos da CPAD, pastor Osiel Gomes