SEJÁ VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR

Marcadores

Aborto (11) ACONSELHAMENTO PRÉ-MATRIMÓNIAL (5) Adolecentes Cristão (2) ADPB (1) ADULTÉRIO (2) Agradecimento (1) Aniversario (10) Apologética Cristã (10) Arqueologia (1) As Inquisições (1) Assembleia de Deus (5) Barack Obama (2) Batismos (29) Bíblia (3) Brasil (48) Casamento (25) CGADB (19) Ciência (6) Círculo de Oração (5) CLASSE BERÇÁRIO (26) CLASSE DOS DISCIPULANDOS (55) CLASSE JOVENS E ADULTOS CENTRAL GOSPEL (73) CLASSE JOVENS E ADULTOS BETEL (152) CLASSE MATERNAL (104) Congresso (49) CPAD (6) Cruzada (3) Curiosidades (3) Cursos (3) Departamento Infantil (5) Depressão (2) Desaparecido (4) DESENHOS BIBLICOS (1) Desfiles (3) Dia do Pastor (4) Discipulado (64) Divórcio (4) EBD (20) EBO (21) Escatologia (2) Estudantes (2) Estudos (506) Eventos (118) FALECIMENTO (5) Família (16) Filmes (18) Galeria de Fotos (12) Gospel (285) Gratidão a Deus (1) Hinos Antigos (3) História (4) Homenagens (3) Homilética (4) Homoxesualismo (3) Ideologia de Gênero (12) Idolatria (3) Inquisição (2) Islamismo (10) Israel (18) JARDIM DA INFANCIA (7) LIção de Vida (2) Louvor (1) Luto (42) Maçonaria (3) Mães (3) Mensagens (56) Ministério (34) Missões (148) MODISMOS (2) Mundo (610) Mundo Cristão (178) MUSICAS EVANGÉLICAS (3) Namoro Cristão (8) Noivados (1) Notícias (3155) Obreiros (9) ONU (4) Oração (1) Pneumatologia (1) política (121) Psicopedagogia (3) Pureza sexual (8) Realidade Social (17) Reforma Protestante (4) RELIGIÕES (3) Retiro (4) REVISTA BETEL JOVENS (1) Revista Central Gospel (1) REVISTA CLASSE PRIMARIOS (230) REVISTA CLASSE DOS PRE-ADOLESCENTES (267) REVISTA CLASSE DOS ADOLESCENTES (280) REVISTA CLASSE JARDIM DA INFANCIA (111) REVISTA CLASSE JARDIM DA INFÂNCIA (111) REVISTA CLASSE JUNIORES (243) REVISTA DA CLASSE JOVENS CPAD. (188) REVISTA DA CLASSE JOVENS. (319) REVISTA DA CLASSE ADULTOS (872) REVISTA DA CLASSE JOVENS E ADULTOS (398) REVISTA DA CLASSE JUVENIS (262) Revista Maternal (63) Santa Ceia (3) Saúde (45) Seminário (4) Sexualidade (7) Subsídios (1507) Subsídios EBD (1900) Subsídios EBD Videos (593) Templos (3) Teologia (5) Testemunho (1) TRANSGÊNEROS (2) Utilidade publica (1) UTILIDADE PÚBLICA (2) Vida de Adolecente (5) videos (106) Virgilha (1)

19 julho 2012

JARDIM DA INFÂNCIA - Lição 4: Obedeça a Palavra de Deus


3º Trim. 2012 - JARDIM DA INFÂNCIA - Lição 4: Obedeça a Palavra de Deus

PORTAL ESCOLA DOMINICAL
JARDIM DE INFANCIA – CPAD
3º Trimestre de 2012
Tema: Bíblia, o livro maravilhoso
Comentaristas: Midiam Pessoa, Monica Barreto Valente Varela


LIÇÃO 4 – OBEDEÇA A PALAVRA DE DEUS


Texto Bíblico: Jonas 1.1-17; 2.1-10

Objetivo
Professor (a) ministre sua aula de forma a conduzir os pequenos a conscientizar-se que devemos obedecer a Palavra de Deus, pois Ele sempre sabe o que é melhor para nós, mesmo quando não entendemos o propósito de Deus, devemos cumprir o que Ele nos ordena fazer.


A palavra é...    
OBEDECER

Em uma folha de cartolina cole figura da Biblia da galeria de imagens  e escreva com letras grandes a palavra obedecer, e peça para os pequenos repetir “Obedecendo a Palavra de Deus vivo feliz.”


Fonte:http://www.fotosimagens.net



Aprendendo a Bíblia
“”... É melhor obedecer a Deus...”(1 Sm 15.22 – NTLH)

Reproduza o versículo em uma cartolina e cole a figura de Jonas e o grande peixe da galeria de imagens, dizendo aos pequenos:
“Veja crianças, a situação desse profeta por não ter obedecido a Palavra de Deus. Hoje em nossa historia bíblica vamos saber o que aconteceu com ele.”


Fonte: http://3.bp.blogspot.com


História Bíblica
Crianças, hoje estaremos aprendendo sobre a vida do profeta Jonas. Um profeta de Deus.
Profeta é uma pessoa que um porta-voz de Deus, ou seja, alguém a quem Deus fala com ele, e ele transmite para outra pessoa. Assim era Jonas, Deus falava com ele para ele dizer as pessoas aquilo que Deus queria que elas soubessem.

Jonas vivia em uma época em que os assírios, fazia guerra ao povo de Israel, atacava e destruía casas e prendiam pessoas. O povo de Israel temia muito o povo da Assíria.
Certo dia, Jonas ouviu a voz de Deus a lhe dizer:
__ Jonas vai a cidade de Nínive, que é a capital da Assíria, e diga aquele povo que se eles não se arrependerem das suas maldades, Eu vou destruir a cidade deles.

Jonas não respondeu nada para Deus. Mas ele não queria ir lá. Assim Jonas saiu com muita pressa de sua casa. Quase correndo. Ele estava fugindo de Deus, veja crianças, como Jonas era bobinho, ninguém pode fugir de Deus, Ele vê e sabe de todas as coisas, até mesmo a vida das minhoquinhas debaixo da terra, Deus vê, não é mesmo?

Pois é, mas Jonas achou que poderia fugir de Deus. Assim ao invés de ir tomar o navio que iria para Nínive, tomou um que ia para um lugar muito longe de Nínive – para Tarsis.

Jonas entrou no navio meio desconfiado, desceu para o porão do navio e deitou-se lá, talvez ele repetia pra si mesmo em pensamento:
“Eu não irei para Nínive, que Deus mande outro.”

Mas Deus vê todas as coisas que fazemos, e sabe tudo o que pensamos.
Jonas estava deitado no porão, ouvia o barulho das ondas do mar, e assim ele dormiu.
Enquanto isso lá em cima, no convés do navio, os marinheiros começaram a ver que o céu estava ficando cada vez mais escuro, logo começou a ventar forte, o navio começou a balançar cada vez mais. Mas nem assim Jonas acordou.

O vento foi aumentando mais, e o mar ficou furioso. Ondas enormes começaram a formar-se e vir sobre o navio, as águas começaram a inundar o navio. Os marinheiros puxavam as coradas para amarrar as velas, foram ficando desesperados por ver que não conseguiam manter o navio na vertical naquele mar violento.

Então começaram a pegar tudo o que era pesado no navio e jogar no mar, para que o navio ficasse mais leve e não afundasse. Assim desceram até o porão para apanhar as coisas de lá, e encontraram Jonas que dormia.
Um marinheiro o balançou forte dizendo:
__  O que tens dorminhoco? O navio está quase afundando e você ai dormindo. Levante e ore a Deus para que nos livre desse mal.

Jonas se levantou mas não disse nada, e nem orou também. Mas os marinheiros, começaram a dizer uns aos outros que algo estava errado com aquela tempestade, que alguém deixou Deus zangado.

E assim foram até onde Jonas estava, e perguntaram a ele:
__ Qual seu nome? O que você faz?

Jonas respondeu:
__ Meu nome é Jonas. Sou profeta do Deus criador dos céus e da terra. É minha culpa essa tempestade. Eu desobedeci a Deus.

Ouvindo isso os marinheiros ficaram muito apavorados, e perguntaram a ele o que deviam fazer. E Jonas lhes disse:
__ Me joguem no mar e a tempestade cessará.

Assim os marinheiros fizeram. Pegaram Jonas e o jogaram no mar, assim que ele afundou no mar, a tempestade parou. Mas Deus ia deixar Jonas sozinho, não é mesmo?
Deus enviou um grande peixe abrindo a boca engoliu a Jonas.

Jonas no ventre do peixe orou a deus dizendo:
__ Me perdoe Senhor a minha desobediência. Se o Senhor me livrar desse perigo, eu irei até Nínive e falarei o que o Senhor me mandou dizer.

Deus atendeu a oração de Jonas e mandou que o grande peixe deixasse Jonas na praia. E assim foi, o enorme peixe nadou até a praia e vomitou Jonas lá. Já pensaram com que cheiro horrível Jonas ficou?

Jonas aprendeu a lição, e foi anunciar aos ninivitas a Palavra que Deus havia mandado. E todo o povo daquela cidade se arrependeram e creram em Deus.
Não é maravilhoso crianças? Deus amava também aquele povo, e queria salvá-los.
Devemos sempre obedecer  a Deus para que não venhamos a sofre.


Fixando a aprendizagem
Reproduza o desenho na Galeria de imagens, para os pequenos colorir


Fonte: http://1.bp.blogspot.com


Fontes Consultadas:
·         Bíblia NTLH - SBB
·         Curso para Professor de EBD - Faculdade de Teologia e Ciências Humanas IBETEL – Pr. Vicente de Paula Leite
·         53 Histórias de Jesus – Geográfica Editora
·         Bíblia Ilustrada Infantil – Editora Geográfica – Edição 2000.
·         Lois Rock/Cristina Balit - Bíblia Para Crianças: Histórias Sempre Vivas – Editora Sinodal


Colaboração para Portal Escola Dominical – Profª. Jaciara da Silva 

fonte http://www.portalebd.org.br

Galeria de imagens

PRIMÁRIOS- Lição 4: O Louvor na Casa de Deus


3º Trim. 2012 - PRIMÁRIOS- Lição 4: O Louvor na Casa de Deus

PORTAL ESCOLA DOMINICAL
PRIMÁRIOS – CPAD
3º Trimestre de 2012
Tema: A igreja é a casa de Deus
Comentaristas: Midian Pessoa e Laudicéia Barboza

LIÇÃO 4 – O LOUVOR NA CASA DE DEUS


Texto Bíblico: 2 Cro 7.1-12


ObjetivoProfessor (a) ministre sua aula de forma a conduzir os pequenos a conscientizar-se de que na Igreja, é o local onde nos reunimos para adoramos  e louvarmos a Deus, em gratidão pela nossa vida e por tudo o que Ele nos proporciona.


Frase do dia...
A IGREJA É LUGAR DE ADORAR A DEUS

Amplie o desenho do templo da galeria de imagens e monte um quebra cabeça para os pequenos montá-lo.


Fonte: www.allreligo.blogspot.comm



Memória em ação
“Bem-aventurados os que habitam em tua casa; louvar-te-ão continuamente.”(Sl 84.4 – ARC)

Para memorização, escreva o versículo em uma cartolina. Cole desenhos, ou fotos de igrejas. Leia com os pequenos no mínimo umas três vezes.


Explorando a Bíblia
Salomão construiu um lindo templo, Igreja, para Deus. Onde poderiam se reunir muitas pessoas para louvar e adorar a Deus. Depois de anos de trabalho, finalmente estava pronto e chegou o dia da inauguração.

Vieram muitas pessoas para o evento. Salomão estava muito feliz. E Inaugurou orando a Deus. Quando Salomão terminou a oração, desceu fogo do céu e queimou completamente o animal oferecido em sacrifício e os outros sacrifícios que tinham sido oferecidos; e a glória do SENHOR Deus encheu o Templo.

E, por causa dessa luz, os sacerdotes não puderam entrar no Templo.
Ao verem o fogo descer e a glória do SENHOR encher o Templo, todos os israelitas que estavam ali no pátio se ajoelharam e encostaram o rosto no chão. Eles adoraram a Deus e o louvaram, dizendo:
“Louvem a Deus, o SENHOR, porque ele é bom, e porque o seu amor dura para sempre.”

Então o rei e todo o povo ofereceram sacrifícios ao SENHOR.
Salomão ofereceu em sacrifício vinte e dois mil bois e cento e vinte mil ovelhas.
Assim o rei e o povo dedicaram o Templo ao serviço de Deus.

Os sacerdotes estavam nos seus lugares, e os levitas também, com os instrumentos de música sagrada que o rei Davi tinha feito para eles tocarem acompanhando o cântico “O Seu Amor É Eterno”.
Era assim que eles executavam os cânticos de louvor feitos por Davi. Todos os israelitas ficaram de pé enquanto os sacerdotes, que estavam em frente dos levitas, tocavam as trombetas.
Todos ali louvaram ao SENHOR, adorando-O por seu eterno amor para conosco


Salomão dedicou também ao serviço de Deus a parte central do pátio que ficava em frente do Templo; ali ele apresentou as ofertas que foram completamente queimadas e a gordura dos animais que haviam sido oferecidos nos sacrifícios de paz. Salomão fez isso porque o altar de bronze era muito pequeno para os sacrifícios que eram completamente queimados, para as ofertas de cereais e para a gordura dos sacrifícios de paz.

Depois Salomão e todo o povo de Israel comemoraram durante sete dias a festa da dedicação do altar. Estava ali uma enorme multidão, pessoas que tinham vindo do país inteiro, desde a subida de Hamate, no Norte, até a fronteira do Egito, no Sul.

Que lindo, sete dias de festa, louvado e adorando a Deus. Devemos ter esse mesmo amor pela Casa de Deus. Nos dias de culto devemos estar na igreja louvando a Deus. Agradecendo a Ele por seu eterno amor por nós.



Fixando a aprendizagem
Amplie o desenho da galeia de imagens para os pequenos colorir, enfatizando que não louvamos ao SENHOR apenas de lábios, mas principalmente com nosso comportamento, sendo bons e educados meninos e meninas



Fonte:http://1.bp.blogspot.com




Fontes Consultadas:
·         Bíblia NTLH - SBB
·         Curso para Professor de EBD - Faculdade de Teologia e Ciências Humanas IBETEL – Pr. Vicente de Paula Leite
·         53 Histórias de Jesus – Geográfica Editora
·         Bíblia Ilustrada Infantil – Editora Geográfica – Edição 2000.


Colaboração para Portal Escola Dominical – Profª. Jaciara da Silva 

Galeria de imagens  fonte http://www.portalebd.org.br

JUNIORES - Lição 4: Eu sou pecador


3º Trim. 2012 - JUNIORES - Lição 4: Eu sou pecador

PORTAL ESCOLA DOMINICAL
JUNIORES – CPAD
3º Trimestre de 2012
Tema: Em que acreditamos?
Comentaristas: Miriam Reiche e Luciana Alves de Souza


LIÇÃO 3 – EU SOU PECADOR


Ao Mestre
Prezado (a) está lição é de suma importância. É uma oportunidade que Deus nos concede de guiar nossos pequenos aos braços de Cristo. No final da aula pergunte quem deseja que Jesus more em seu coração, para ser livre do pecado. Em seguida ore com eles.
Boa aula!


Texto Bíblico:  Genesis 3.1-24


Objetivo
Professor (a) ministre sua aula de forma a conduzir seu aluno a compreender que devido ao pecado do primeiro casal Adão e Eva, toda a humanidade estão sob o pecado, somente em Jesus somos livres da condenação do pecado.


Exercitando a Memória
“Pelo que, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, por isso que todos pecaram.”(Rm 5.12 – ARC)

Prezado (a) enfatize aos pequenos que Deus ao criar o homem e a mulher os colocou em um lindo jardim, chamado Éden, e lá a alegria, o conforto a paz eram constantes, pois Deus providenciou tudo para o bem estar do casal. Mas a inocência e a harmonia daquele lugar foi quebrada quando Adão e Eva desobedeceram a Deus, e a conseqüência desse ato afetou toda a humanidade.


Crescendo no conhecimento
O SENHOR criou o homem e a mulher, os quais se chamaram Adão e Eva.
Depois o SENHOR Deus plantou um jardim na região do Éden, e ali pôs o casal que ele havia formado.
O SENHOR fez com que ali crescessem árvores lindas de todos os tipos, que davam frutas boas de se comer. No meio do jardim ficava a árvore que dá vida e também a árvore que dá o conhecimento do bem e do mal. Então o SENHOR Deus pôs o homem no jardim do Éden, para cuidar dele e nele fazer plantações.

E o SENHOR deu ao homem a seguinte ordem:
— Vocês pode, comer as frutas de qualquer árvore do jardim, menos da árvore que dá o conhecimento do bem e do mal. Não coma a fruta dessa árvore; pois, no dia em que você a comer, certamente morrerá.

No Éden nascia um rio que regava o jardim e que, saindo dali, se dividia, formando quatro rios
Tanto o homem como a sua mulher estavam nus, mas não sentiam vergonha, pois eram inocentes, em seus corações não havia maldade.

A cobra era o animal mais esperto que o SENHOR Deus havia feito. Satanás, o inimigo de nossas almas, entrou neste animal e a usou para falar com Eva. Ela perguntou à mulher:
 — É verdade que Deus mandou que vocês não comessem as frutas de nenhuma árvore do jardim?
A mulher respondeu:
— Podemos comer as frutas de qualquer árvore, menos a fruta da árvore que fica no meio do jardim. Deus nos disse que não devemos comer dessa fruta, nem tocar nela. Se fizermos isso, morreremos.
Mas a cobra afirmou:
— Vocês não morrerão coisa nenhuma! Deus disse isso porque sabe que, quando vocês comerem a fruta dessa árvore, os seus olhos se abrirão, e vocês serão como Deus, conhecendo o bem e o mal.

A mulher viu que a árvore era bonita e que as suas frutas eram boas de se comer. E ela pensou como seria bom ter entendimento. Aí apanhou uma fruta e comeu; e deu ao seu marido, e ele também comeu.
Nesse momento os olhos dos dois se abriram, e eles perceberam que estavam nus. Então costuraram umas folhas de figueira para usar como tangas. Naquele dia, quando soprava o vento suave da tarde, o homem e a sua mulher ouviram a voz do SENHOR Deus, que estava passeando pelo jardim. Então se esconderam dele, no meio das árvores.

Mas o SENHOR Deus chamou o homem e perguntou
— Onde é que você está?
O homem respondeu:
— Eu ouvi a tua voz, quando estavas passeando pelo jardim, e fiquei com medo porque estava nu. Por isso me escondi.
Aí Deus perguntou:
— E quem foi que lhe disse que você estava nu? Por acaso você comeu a fruta da árvore que eu o proibi de comer?
O homem disse:
— A mulher que me deste para ser a minha companheira me deu a fruta, e eu comi.

Então o SENHOR Deus perguntou à mulher:
 — Por que você fez isso?
A mulher respondeu:
 — A cobra me enganou, e eu comi.

Então o SENHOR Deus disse à cobra:
 — Por causa do que você fez você será castigada. Entre todos os animais só você receberá esta maldição: de hoje em diante você vai andar se arrastando pelo chão e vai comer o pó da terra. Eu farei com que você e a mulher sejam inimigas uma da outra, e assim também serão inimigas a sua descendência e a descendência dela. Esta esmagará a sua cabeça, e você picará o calcanhar da descendência dela.

Nesta palavra Deus prometeu que enviaria o Seu Filho, o Salvador da humanidade. Um que esmagaria o poder das trevas, a força do pecado e libertaria o ser humano, dando-lhe condição de tornar à Deus com a essência pura com que fora criado.

Para a mulher Deus disse:
 — Vou aumentar o seu sofrimento na gravidez, e com muita dor você dará à luz filhos. Apesar disso, você terá desejo de estar com o seu marido, e ele a dominará.

E para Adão Deus disse o seguinte:
 — Você fez o que a sua mulher disse e comeu a fruta da árvore que eu o proibi de comer. Por causa do que você fez, a terra será maldita. Você terá de trabalhar duramente a vida inteira a fim de que a terra produza alimento suficiente para você. Ela lhe dará mato e espinhos, e você terá de comer ervas do campo. Terá de trabalhar no pesado e suar para fazer com que a terra produza algum alimento; isso até que você volte para a terra, pois dela você foi formado. Você foi feito de terra e vai virar terra outra vez.

O homem pôs na sua mulher o nome de Eva por ser ela a mãe de todos os seres humanos. E o SENHOR Deus fez roupas de peles de animais para Adão e a sua mulher se vestirem.
Então o SENHOR Deus disse o seguinte:
 — Agora o homem se tornou como um de nós, pois conhece o bem e o mal. Ele não deve comer a fruta da árvore da vida e viver para sempre.

Por isso o SENHOR Deus expulsou o homem do jardim do Éden e fez com que ele cultivasse a terra da qual havia sido formado. Deus expulsou o homem e no lado leste do jardim pôs os querubins e uma espada de fogo que dava voltas em todas as direções. Deus fez isso para que ninguém chegasse perto da árvore da vida.


Aplicação da Lição
Enfatize aos pequenos que assim como aconteceu com Adão e Eva assim também é conosco. O pecado realmente traz conseqüências tristes e muitas vezes desastrosas para a nossa vida. Tudo o que Deus nos ensina para fazermos é para nosso bem, para vivermos em alegria e harmonia. Ao desobedecermos certamente males virão em nossa vida. Porém ao pecarmos não devemos fugir como Adão e Eva fizeram, mas correr para Deus, ajoelharmos e pedirmos perdão em Nome de Jesus, o Seu sangue nos purifica de todos o pecado, e é Nele que encontramos a verdadeira felicidade.


Fontes Consultadas:
·         Bíblia de Estudo de Aplicação Pessoal – Editora CPAD – edição 2003
·         Bíblia de Estudo Plenitude – SBB/1995 – Barueri/SP
·         Bíblia de Estudo Pentecostal – Editora CPAD – Edição 2002.
·         Bíblia Shedd – Editora Mundo Cristão – 2ª Edição
·         365 Lições de vida extraídas de Personagens da Bíblia - Rio de Janeiro Editora CPAD
·         Richards – Lawrence O. – Guia do leitor da Bíblia – Editora CPAD – 8[ Edição/2009



Colaboração para Portal Escola Dominical – Profª. Jaciara da Silva



JUVENIS - Lição 4: Paz é ausência de guerra!?


3º Trim. 2012 - JUVENIS - Lição 4: Paz é ausência de guerra!?


PORTAL ESCOLA DOMINICAL
JUVENIS - CPAD
3º Trimestre de 2012
Tema: O caráter cristão
Comentarista:Verônica Araujo

LIÇÃO 4 – PAZ É AUSENCIA DE GUERRA?!

TEXTO BIBLICO:(Rm 14.17-19; Ef 2.13-18)

ENFOQUE BIBLICO
“É a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus” (Fp 4.7)

OBJETIVOS:
Definir o que é paz.
Estabelecer a diferença entre a paz com Deus e a paz de Deus.
Explicara paz independe das circunstancias

INTRODUÇÃO
“Paz doce paz! Que brota lá da Cruz, Nos trouxe paz o sangue de Jesus.” (HC 474)

DEFINIÇÃO DE PAZ
Nunca se falou tanto em paz como nesses dias, o oriente médio tem recebido autoridades de diversas partes do mundo e o objetivo maior é buscar entendimento entre os povos Israelitas e Palestinos para que haja paz no mundo. Qual medida a tomar? Presidentes de diversas nações têm se desdobrados em opiniões, não há como chegar a um consenso, a opinião dada desagrada uma das partes. Aqueles que são favoráveis a criação do estado palestino desagrada a Israel os que pensam ao contrario desagrada ao povo palestino. Ainda como se não bastasse, a Coréia do Norte vem tirando a paz dos governantes com as seqüentes experiências da bomba atômica, o Irã é também uma grande ameaça a Israel, e ao povo americano. As revoluções internas de países pequenos e sem desenvolvimento, as crises internacionais tudo isso tira a paz do mundo.

Para os governantes paz é a ausência de guerra, a estabilidade econômica e uma sociedade justa. Mas afinal o que é paz? Jesus se apresentou aos discípulos estando eles fechados em um quarto assustados dizendo: “Paz seja convosco”, depois de ter mostrado suas mão e seu lado voltou a dizer: “Paz seja convosco”, oito dias depois os discípulos estavam novamente às portas fechadas quando Jesus se apresentou estando agora Tomé e disse: “Paz seja convosco” (Jo 20.19-29 ARA). A paz de Cristo em nada se compara a que os governantes oferecem ele mesmo disse: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou, não vo-la dou como o mundo a dá.” (Jo 14. 27 ARA).

Nesse mundo há milhões de pessoas que suspiram por paz, a busca da paz interior leva as pessoas aos parques de diversões, sexo desenfreado, drogas, misticismos, mudanças de capitais para interiores e etc..
A Bíblia é clara ao dizer que a verdadeira paz só é alcançada através da justificação e pela fé em Cristo (Rm 5.1). Quando temos a certeza de nossos pecados perdoados pelo sacrifício de Cristo na cruz do calvário, então alcançamos paz com Deus. Enquanto o homem não entender que os nossos conflitos são espirituais e que a solução para tal só é encontrado no espiritual com Deus, nunca teremos paz. Por mais que as reuniões diplomáticas aconteçam paz não é apenas um sentimento, paz é uma posição diante de Deus; é exatamente ter amizade como o criador. Não é a ausência de guerra, nem as guerras para atacar e acabar com o terrorismo que indicara que a paz chegará isso é a falsa paz, a verdadeira paz trás felicidade e satisfação, independente das circunstancias. Jesus é o príncipe da paz (Is 9.6), logo ele é o único que pode em meio às tempestades dizer: “acalma-te” (Mc 4.36).
Segundo nota de explicação na Bíblia de Estudos Pentecostal, a palavra “eirene - paz” – significa: “quietude no coração e mente baseada na convicção de que tudo vai bem entre o crente e o Pai celestial.” (BEP pg 1803).

PAZ COM DEUS E PAZ DE DEUS
O que é paz com Deus? Primeiro é estar bem com ele espiritualmente, sem ter o Espírito Santo, jamais haverá paz com Deus. O homem após ter pecado constituiu-se inimigo de Deus, a ausência de paz interior não é falta de lazer ou de estar em lugar de sossego sem barulho, é falta de Deus. A paz provinda de Deus não significa que temos de nos isolarmos para obter, antes pelo contrario ela independe de circunstancias. Somente consegue ter paz de Deus aquele que tem paz com ele, do contrario é impossível, pode sim buscar a paz no mundo. A paz que os poderosos oferecem ela apenas contem o animo, por exemplo, uma pequena nação, mesmo que prejudicada não guerreiam, não por estar em paz, mas por medo, a vontade é contida pelo armamento bélico dos poderosos, isso não é paz.

Ter a paz de Deus no coração é importante, o Apostolo Pedro dormia, mesmo sabendo que no outro dia seria morto. Quem pode oferecer paz assim? Somente Deus, repetindo Jesus disse: “não vo-la dou como o mundo a dá.” Pedro não estava confiado em uma paz oferecida por alguém da oração ou do grupo de louvor, mas da paz de Deus e por isso dormia (Sl 4.8 – “Em paz me deitarei e dormirei, porque só tu, Senhor, me fazes habitar em segurança”). A paz de Deus trás confiança, a dos homens não se pode confiar, eles mudam de comportamento, são vendidos por poderes, fama. Tal procedimento não acontece quando se espera em Deus (Jó 11.18,19 – “E terás confiança, porque haverá esperança; olharás em volta, e repousarás seguro.” (...)).

Bem como já vimos é impossível encontrar paz no mundo, por melhor que seja a proposta ela é eivada de falhas. O presidente dos EUA, não é a melhor opção quando se fala em paz, e nem outro poderoso da Europa, com todo o Eurocêntrismo egoísta deles, não conseguem dar paz a ninguém, eles na verdade impõe certo respeito quando se unem, mas isso não é paz. A paz com Deus vem por meio de Jesus Cristo, (Jo 16.33 – “Tenho vos dito estas coisas, para que em mim tenhais paz. No mundo tereis tribulação; ...”). Portanto não é a nenhum presidente da terra outorgado o titulo de “Príncipe da paz”, o único a ostentar esse titulo é Jesus (Is 9.6), logo para obter a paz de Deus é preciso aceita-lo como Senhor de nossas vidas, serem justificados, ou seja, se apresentar diante de Deus em pé, sem a culpa do pecado (Rm 5.1).


PAZ INDEPENDENTE DE CIRCUNSTANCIA
Encontramos nas Escrituras Sagradas quase trezentos versículos falando sobre paz, alguns deles falando diretamente de onde provem a paz: Nm 6.26 – “O Senhor sobre ti levante o seu rosto, e te de a paz”– Jo 14.27 – “Deixo-vos a paz” (2Ts 3.16; Rm 15.33; 1Co 14.33; 2Co 13.11), Cristo é a nossa paz (Ef 2.14; Mq 5.5ª). Bem alguns podem estar perguntando: “Porque lá em casa as coisas estão todas bagunçadas?” Há guerras familiares, pais que na igreja são verdadeiros santarrões, mas que em casa são perigosos leões. Há jovens que vê seus pais brigarem o tempo todo, vou até me atrever, algumas mães apanham em frente aos filhos, filhos são espancados por pais que até cooperam na igreja. E a pergunta é: “O que é paz?”.

Ninguém pode esconder que essas coisas estejam acontecendo bem próximo de cada um de nós, tudo isso é falta de Cristo, falar de Cristo é maravilhoso e fácil, mas viver Cristo é diferente. Confiar em Cristo é algo muito importante, mas até uma pessoa que ainda não o conhece pode também fazer, o segredo está em Cristo confiar em nós, poder contar conosco, se agradar de nós em sua obra (Nm 14.8; Jo 2.22-24). A paz de Deus é dada ao homem no momento em que ele aceita Cristo e passa a viver uma vida cheia do Espírito Santo (Rm 8.6; Gl 5.22), Jesus disse que pelos frutos conhecereis a arvore, uma pessoa atribulada dentro de sua casa, mesmo que consiga fingir dentro igreja é como a figueira sem frutos, apenas folhas.
A paz independe das circunstancias, uma briga entre marido e mulher devido ao desemprego não justifica, se houver paz, nas horas mais difíceis, haverá carinho, compreensão, o amor aumentará. Uma arvore boa produz bons frutos mesmo estando em meio aos espinheiros ou estando em lugar solitário, não é aceitável que alguém tenha paz apenas na igreja e em casa ou outro lugar não produza bons frutos. Alguns exemplos bíblicos mostram-nos que é possível a paz reinar mesmo nas horas de grandes dificuldades, Elizeu foi cercado pelo exercito do rei da Síria, a paz em seu coração era tão real que ele nem ligou para o que estava acontecendo. Enquanto que seu moço entrou em desespero, faltou-lhe a confiança em Deus, após a oração do profeta seus olhos foram abertos e a paz reinou, que hora difícil aquela, no entanto havia paz independente da circunstancia (2Rs 6.7).


CONCLUSÃO
Muitos receberam o premio Nobel da paz, dentre eles Mikhail Gorbachev- URSS, contribuiu para o fim da guerra fria, Yasser Arafat, Shimon Peres, Yitzhak Rabin, ambos receberam pelos acordos de paz no Oriente Médio,  Martti Ahtissari, que durante três décadas contribuiu para solução de conflitos internacionais em diversos continentes e tantos outros foram achados merecedores de tal premio. Esses homens fizeram algo em busca da paz, mas o que sabemos é que não há paz, são campanhas e passeatas, reuniões, encontros e tratados. Enquanto a busca pela paz for aos dirigentes das nações, pouco acontecerá e ainda esse pouco pode falhar a qualquer momento. Paz é um estado, apenas encontrada em Deus, aceitando a Cristo como Salvador e Senhor, deixando que o Espírito Santo aja no coração, com certeza produzirá no intimo a paz independente da circunstancia.
Ao crente fiel diz o poeta: “E nos conflitos com o tentador, Gloriosa paz, perfeita paz, Cristo Jesus me fará vencedor, tenho doce paz” (HC 178).


Colaboração para Portal Escola Dominical - Pr Jair Rodrigues


 fonte 
http://www.portalebd.org.br

ADOLESCENTES - Lição 4: Mas eu nasci assim...


3° Trim. 2012 - ADOLESCENTES - Lição 4: Mas eu nasci assim...

PORTAL ESCOLA DOMINICAL
ADOLESCENTES – CPAD
3º Trimestre 2012
Tema: Vivendo em Família
Comentarista: César Moisés Carvalho


LIÇÃO 4 – MAS EU NASCI ASSIM...

Ao Mestre
Amado (a), nesta lição estaremos abordando um assunto (que para mim, é) fascinante – o temperamento humano. E a meu ver é de suma importância conhecer nosso temperamento, e para nós professores se aprendermos a distinguir o temperamento de nossos alunos, nos será mais fácil compreendê-los e auxiliá-los.

Há um tempo atrás estava dando aula à classe de jovens, e foi-nos maravilhoso, aprendermos acerca dos temperamentos e as virtudes do Fruto do Espírito que cada temperamento tem maior necessidade. E pela graça de Deus, foi-me possível vê-los crescerem espiritualmente.

“Examina-te, a si mesmo”, ou, como diria Sócrates, o “Conhece-te a ti mesmo”. Este é um principio de profunda sabedoria, pois, ao olharmos para dentro de nós e conhecermos nossas limitações, conseguimos com humildade relacionarmos com as demais pessoas ao nosso redor, auxiliando-as, e juntos aperfeiçoando-nos para o serviço a Deus.
Que ao término desta lição, possamos estar nos “conhecendo melhor”,  e assim, podermos servir ao Senhor de forma mais plena. Amém.

NOTA: Será ótimo se você fizer um teste com seus alunos para que cada um descobra qual o seu temperamento, e possa identificar quais virtudes do Fruto do Espírito precisam para controlar seu temperamentos. No final do comentário, disponibilizarei um teste, caso queira usar.


Objetivo
Professor (a) ministre sua aula de forma que possa conduzir o aluno a:
ØConscientizar-se das limitações decorrentes de nosso temperamento, esforçar-se para viver no Espírito, afim de desenvolver dia-a-dia o Fruto do Espírito, tão necessário à vida cristã.


Para refletir
“Exorta semelhantemente os jovens a que sejam moderados.”(Tt 2.6 – ARC)

A tradição e a história eclesiástica nos mostra que Tito era jovem, poderia perfeitamente se encaixar no perfil dos jovens de Creta, no entanto, o apostolo Paulo o exorta a permanecer, ou seja, conservar-se como exemplo de boas obras. Esse quesito é indispensável para todos os que desejam servir à Deus – que tenha uma conduta exemplar.


Texto Bíblico: Gn 25:19-34; Gl 5:16-26.

Introdução
Todos nós herdamos um temperamento básico de nossos pais, o qual contém forças e fraquezas. Este temperamento é o impulso básico do nosso ser que procura satisfazer as suas necessidades.
Para entendermos melhor o controle dos temperamentos sobre nossas ações e reações, precisamos fazer distinção entre temperamento, caráter e personalidade. Vejamos:

Temperamento: é a combinação de características congênitas (nascidas com o individuo) e que subconscientemente afetam o procedimento. Essas características são coordenadas geneticamente com base na nacionalidade, raça, sexo e outros fatores hereditários. Alguns psicólogos dizem que herdamos mais gens de nossos avós do que de nossos pais. A formação das características do temperamento é tão imprevisível no individuo quanto à cor dos olhos, dos cabelos ou a estrutura física. É o aspecto fisiológico-endócrino do individuo. Fazem parte dele os impulsos ou instintos que são as forças motrizes da personalidade.
Esses instintos saíram perfeitos da mão do Criador, mas o pecado que veio pela queda os perverteu e os transtornou.
a.       É um estado orgânico neuropsíquico, inato e capaz de desenvolver-se.
b.      É influenciado pelo sistema nervoso
c.       Pode ser controlado (através do fruto do Espírito – Rm 8.6,13) – cada temperamento tem deficiências que são plenamente corrigidas pelas virtudes do Fruto do Espírito.

Os temperamentos são:
a.       Sangüíneo (falante, impulsivo, sentimental, etc.)
b.      Colérico (independente, agressivo, determinado, etc.)
c.       Melancólico (contemplativo, humor imaginário,habitualmente sente tristeza e apatia, etc.)
d.      Fleumático (não emotivo, sereno, frieza de ânimo, etc.).


Caráter:em psicologia é o termo que designa o aspecto da personalidade responsável pela forma habitual e constante de agir peculiar a cada indivíduo; esta qualidade, é inerente somente à uma pessoa, pois é o conjunto dos traços particulares, o modo de ser desta; sua índole, sua natureza e temperamento. O conjunto das qualidades, boas ou más, de um indivíduo lhe determinam a conduta e a concepção moral; seu gênio, humor, temperamento, este, sendo resultado de progressiva adaptação constitucional do sujeito às condições ambientais, familiares, pedagógicas e sociais. Caráter é a soma de nossos hábitos, virtudes e vícios.
v  É um componente da personalidade
v  É adquirido não herdado (professor veja que missão Deus colocou em suas mãos)
v  Herdamos tendências e não caráter
v  Resulta da adaptação progressiva do temperamento às condições do meio ambiente
v  Pode ser mudado (mas não é uma tarefa fácil). Jesus pode mudar milagrosamente o caráter (2 Co 5.17)
v  Continua mudando à medida que nos rendemos à Deus (Rm 12.2; Fp1.6).
Lembre-nos que a salvação abrange espírito, alma e corpo:
“Que Deus, que nos dá a paz, faça com que vocês sejam completamente dedicados a Ele. E que Ele conserve o espírito, a alma e o corpo de vocês livres de toda mancha, para o dia em que vier o nosso Senhor Jesus Cristo. Aquele que os chama é fiel e fará isso.”(1 Ts 5.23,24 – NTLH).

O controle e aprimoramento da Personalidade, não podem ser plenamente realizados apenas através de credos, princípios e práticas religiosas.
A fé em Cristo e a comunhão vital com Ele, é o segredo.
A verdadeira vida cristã consiste primeiramente num relacionamento vital com Cristo (Jo 15.5). Tal fé e tal religião não destroem a personalidade, antes a desenvolvem, pois todo esforço é feito para agradar e promover a vontade Daquele que passou a dominar e controlar nossa personalidade, agora participante da natureza divina (2 Pe 1.4; Rm 11.17; Hb 12.10).


Personalidade: É o conjunto de atributos e qualidades físicas, intelectuais e morais que caracterizam cada pessoa. Os elementos formadores da personalidade são:

  1. Hereditariedade: é a natureza humana transmitida pelos pais. Esses fatores hereditários nascem com o individuo, afetam e agem influenciando o psiquismo da pessoa determinando o seu biótipo. Esses fatores passam de geração à geração e afetam o aprendizado de várias maneiras.
  2. Meio-Ambiente: é o meio em que o individuo vive e foi criado. E este se constitui em um poderoso fato influente na personalidade da pessoa. O meio ambiente abrange:
·         O lar (família)
·         A comunidade
·         A escola
·         A igreja
·         A literatura (boa ou má, ou seja, construtiva ou destrutiva)
·         O estado social ( físico, saúde, economia, alimentação, higiene)
·         A sociedade (ambientes freqüentados, regime de vida, os “grupinhos”)
 O meio ambiente influi na personalidade, mas o homem não deve ser escravo do meio em que vive. Ele pode reagir, vencer e transformar-se passando daí a influir melhor onde vive.
Essa é sua tarefa professor, você pode e deve ensinar isso aos seus alunos.

Mas em resumo podemos dizer que,temperamento é a combinação de características com as quais nascemos; o caráter é o nosso verdadeiro “eu”, e apersonalidade é o que mostramos ao próximo, que pode ou não ser igual ao caráter, dependendo de quão autentica seja a pessoa.


Temperamentos
Como colocamos acima, os temperamentos são quatro: sangüíneo, colérico, melancólico e fleumático. Um estudo mais detalhado dos temperamentos nos mostrará nossos pontos fortes (qualidades), nossos pontos fracos (defeitos), e uma vez determinadas nossas características poderemos enfrentar com mais realismo nossas fraquezas, e submeter-nos à Vontade Daquele que nos criou pra Sua glória.

Nosso temperamento pode ser controlado e modificado, isso nos fica bem claro em 2 Co 5. 17 que diz: “Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.” (ARC).
Uma vez que o temperamento é a nossa “natureza antiga” (nascemos com ele), quando nos submetemos ao Senhorio de Cristo nos tornamos novas criaturas, assim ganhamos uma “nova natureza” que nos é dada através da regeneração, e assim nos tornamos diferentes, a antiga natureza é passada, e agora nos tornamos “participantes da natureza divina, havendo escapado da corrupção, que, pela concupiscência, há no mundo.” (2 Pe 1.4 – ARC)

O sangüíneo
Pontos fortes:
v  É exuberante (animado)
v  É cordial
v  É eufórico e vigoroso
v  É receptível por natureza
v  É impressionável
v  Toma decisões quase sempre pelos sentimentos
v  É divertido e contagia os outros
v  É eletrizante
v  Sempre tem amigos
v  Sabe sentir as alegrias e dores dos outros
v  As pessoas são importantes pra ele (a), e sabe fazer com se sentam assim
v  Gosta de estar rodeado de pessoas e se sentir o centro da atenção
v  Fala antes de pensar
v  Faz amizade com facilidade
v  Barulhento
v  Emotivo

Pontos fracos:
·         É pouco pratico
·         É desorganizado
·         É agitado e turbulento
·         Geralmente é indisciplinado
·         É impulsivo
·         Tem dificuldade em dizer não
·         Adora agradar os outros
·         Não conhece suas limitações
·         É perito em começar coisas e não terminar
·         Não é observador de horários
·         Não cumpre decisões tomadas
·         Possui instabilidade emocional
·         Desanima com facilidade
·         Sente pena de si mesmo (comiseração)
·         No campo espiritual se arrepende várias vezes pelo mesmo pecado
·         É de vontade fraca

Virtudes do Fruto do Espírito para o Sangüíneo: Temperança ou autocontrole, paciência, fé, paz e bondade

Pedro era sangüíneo, era caloroso, impulsivo, falante, inconstante. Mas depois de ser cheio do Espírito Santo vemos que Pedro se transformou de tal forma que, seus defeitos foram obscurecidos e suas qualidades foram realçadas. Todo sangüíneo que esteja disposto a cooperar com o Espírito Santo permitindo que seu Espírito o fortaleça em suas fraquezas, também terá seu temperamento mudado e controlado pelo Espírito Santo.

O melancólico
Pontos fortes:
v  É analítico
v  É abnegado
v  Perfeccionista
v  Admira as belas artes
v  É desconfiado
v  Não faz amigos com facilidade
v  Amigo fiel
v  É de confiança
v  Habilidoso
v  Minucioso
v  Leal
v  Idealista
v  Dedicado
v  Sensível
v  É introvertido, enclausura-se como caramujo, chegando até a ser hostil.
v  Fala pouco, mas é muito preciso no que diz

Pontos fracos:
·         Egoísta
·         Amuado
·         Pessimista
·         Teórico
·         Confuso
·         Anti-social
·         Critico
·         Vingativo
·         Inflexível
·         É voluntarioso em excesso
·         Espera muito das pessoas em troca do que faz
·         Gasta tempo no que não deve
·         Se ofende muito facilmente
·         Inseguro
·         Depressivo
·         Foge da realidade e entra em devaneio

Virtudes do Fruto do Espírito para o Melancólico: Amor, alegria, paz, bondade, fé e autocontrole (temperança).

Moisésera melancólico, era habilidoso, prático, perfeccionista, depressivo, leal. Mas sofria de um complexo de inferioridade que trazia à tona todas as fraquezas do melancólico (Ex. 3.11-13) O seu encontro com o Senhor no Monte Horebe e a freqüente busca da sua face, contudo, fizeram dele um homem cheio do Espírito Santo, um líder destemido, e tornou-se “o homem mais manso da Terra” (Nm.12.3). Suas qualidades se destacaram e foi o grande legislador de Israel.

O colérico
Pontos Fortes:
v  É vivaz
v  É ativo
v  É pratico
v  É voluntarioso
v  Auto-suficiente
v  Independente
v  É decidido
v  Ama as atividades
v  Não precisa ser estimulado, se estimula por si mesmo
v  Não vacila sob pressão
v  É insistente
v  Pouco influenciado pelo meio
v  É objetivo
v   É Líder nato
v  Mais razão do que coração
v  Auto disciplinado

Pontos Fracos:
·      Insensível
·      Irado
·      Impetuoso
·      Age com impetuosidade
·      Sem compaixão
·      Cruel
·      Guarda rancor
·      Infringe regras para atingir seus objetivos
·      É sarcástico
·      Sua ira se manifesta de modo em explosão, mais de modo elaborado
·      É arrogante
·      É prepotente
·      Profere declarações cruéis
·      Age tiranicamente sobre os sentimentos dos outros
·      É orgulhoso

Virtudes do Fruto do Espírito para o Colérico: Amor, paz, bondade, paciência, humildade e benevolência.

Pauloera colérico, era cruel, voluntarioso, agressivo, auto suficiente. Após encontrar-se com o Senhor Jesus, vemos na vida desse colérico, amor, amabilidade, humildade, dependência de Deus, mansidão etc., e todos os coléricos que se entregarem ao Senhor assim também terá modificado seus temperamentos.

O Fleumático
Pontos Fortes:
v  É calmo
v  É frio
v  É bem equilibrado
v  É descompromissado
v  Não se perturba com nada
v  Controlado
v  Aprecia artes
v  Despreocupado com as circunstâncias em redor
v  Prático e eficiente
v  Pouco se envolve com as atividades do próximo
v  Cérebro organizado
v  Senso de humor mordaz
v  É habilidoso
v  Conciliador
v  Sabe ouvir com paciência e atenção
v  É mais espectador do que modificador das circunstâncias

Pontos fracos:
·      É moroso
·      Indolente
·      É desmotivado
·      Indeciso
·      Egoísta
·      Avarento
·      Descompromissado
·      Distante e gélido
·      É capaz de provocar a ira de quem o quer motivar
·      Obstinado
·      Espectador da vida sem se envolver
·      Acomodado
·      Conservador por comodismo
·      Procrastinador (sempre deixa tudo para mais tarde)
·      Vacila entre o desejo de fazer e de não fazer alguma coisa
·      Não tem iniciativa

Virtudes do Fruto do Espírito para o Fleumático: Amor, bondade, docilidade, auto-controle, (temperança) e fé.

Abraãoera fleumático, era passivo, pacificador, temeroso. Mas após ouvir a voz de Deus, é chamado de “pai da fé”. Onde Abraão obteve tal fé? – um fleumático temeroso?
O crescimento de Abraão na fé mostra-nos o crescimento gradual que todo crente que se coloca na obediência a Deus pode obter.


Auto-conhecimento
O relato acima dos pontos fortes e fracos dos quatro temperamentos comprova o contraste natural das características herdadas que formam o temperamento humano. Cada temperamento possui forças e riquezas, contudo todos possuem fraquezas e perigos. Daí, a necessidade do Fruto do Espírito em nossas vidas para que cada temperamento anule suas fraquezas e as qualidades possam ser realçadas para louvor do Nome do Senhor,“...para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem o vosso Pai, que está nos céus.” (Mt 5.16 – ARC).


O que temos feito como cristãos?
Deus nos criou para que pudéssemos viver de forma abundante, na sua graça. Este foi seu grande desejo. Para tanto, Ele soprou a vida em nós.
"O Senhor Deus formou, pois, o homem do barro da terra, e inspirou-lhe nas narinas um sopro de vida e o homem se tornou um ser vivente"(Gn 2:7).

Este é o desígnio de Deus: o de nos fazer viver a plenitude da vida. E como você tem se sentido diante das circunstâncias da vida? Tem conseguido viver a alegria de ser de filho de Deus?
Estamos vivendo uma vida abundante ou uma vida vacilante.

Cristo nos deu a vida em abundância; “o inimigo de nossas almas”, no entanto, quer somente roubar nossa alegria de ser de Deus. Portanto, somos chamados a ser plenamente do Senhor. Pois esta é a única forma de sermos abençoados por Sua mão poderosa. Vejam estas palavras do Senhor:
“Se o Espírito daquele que ressuscitou Jesus dos mortos habita em vós, Ele, que ressuscitou Jesus Cristo dos mortos, também dará a vida aos vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que habita em vós.”(Rm 8:11)

Nós, que somos morada de Deus, cheios do Espírito Santo, não podemos levar uma vida dúbia. Somos chamados a corresponder com radicalidade o chamado à santidade que o Senhor nos faz, Tito assim fez, e foi um obreiro de grande valor na Obra do SENHOR.

Você não foi criado para viver sob o julgo da escravidão, mas para viver a vida plena que Cristo tem para você. Suas promessas não falham, Suas palavras não se contradizem. O Senhor prometeu. Ele cumpre Suas promessas.
“Porquanto não recebestes um espírito de escravidão para viverdes ainda no temor, mas recebestes o espírito de adoção pelo qual clamamos: Aba! Pai!”(Rm 8:15)

Que graça! Você foi chamado a viver esta vida. Não vale a pena ser escravo do mundo. O que este lhe oferece é momentâneo e depois você sofre as “contra-indicações”. Porém, na vida abundante, você se torna o homem, a mulher do Espírito, e seus pensamentos passam a ser outros. Veja o que São Paulo nos diz:
“Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação? A angústia? A perseguição? A fome? A nudez? O perigo? A espada? Realmente, está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte o dia inteiro; somos tratados como gado destinado ao matadouro(Sl 43:23). Mas, em todas essas coisas, somos mais que vencedores pela virtude daquele que nos amou.(Rm 8:35-37).

Quando agimos segundo a carne, somos enganados, domados pelo tentador. Pois o Senhor já nos orientou:
"Sede sóbrios e vigiai. Vosso adversário, o demônio, anda ao redor de vós como o leão que ruge, buscando a quem devorar."(1 Pe 5:8)

Conclusão
O segredo do temperamento transformado está em deixar-se encher pelo Espírito Santo, não apenas esporadicamente, mas continuamente. Pois, estar cheios do Espírito, é quando Ele preenche todas as áreas de nosso ser, de forma que nossa mente fica voltada para fazer a vontade do SENHOR. Dessa forma não há mais brecha pra o “eu”, não há mais espaços pra nada que não seja para agradar a Deus.

Talvez você se pergunte: “Mas como fazer isso?” – os passos são simples:
- examine-se e confesse seus pecados a Deus (1 Jo 1.9);
- submeta-se inteiramente à vontade de Deus (Rm 6.11-13);
- peça à Deus que derrame o Espírito Santo em sua vida (Lc 11.13).

Se seguir estes passos, verdadeiramente será cheio do Espírito Santo e o Fruto do Espírito será abundante em sua vida. Deus vos abençoe.


Fontes consultadas:
  • Temperamento controlado pelo Espírito – Tim La Haye – Edições Loyola
  • Temperamentos Transformados – Tim La Haye – Editora Mundo Cristão
  • Bíblia de Estudo de Aplicação Pessoal (ARC) – CPAD
  • A Bíblia da Mulher (Leitura, Estudo, Devocional) – ARA – Editora Mundo Cristão
  • Dicionário Almeida 2002



Colaboração para EBDnet – Profª. Jaciara da Silva – Jaciara.dasilva@ebdnet.com.br

























                             TESTE PARA DESCOBRIR SEU TEMPERAMENTO
  • Este teste é confidencial, faça-o sozinho.
  • Leia a relação dos ITENS que correspondem aos 4 tipos de temperamentos.
  • Marque ao lado dos itens, que você considera que fazem parte do seu temperamento.
  • Não é necessário pensar muito, marque pela sua intuição.
  • Não marque o que você gostaria de ser, mas sim, aquilo que você realmente é.
  • Analise tanto os seus pontos positivos como os seus pontos negativos.
  • O que mostrar maior número de característica assinalada é seu temperamento dominante.
  • Importante: cada pessoa possui mais de um temperamento.

SANGÜÍNEO
X
                 Pontos Fortes
X
                      Pontos Fracos

É exuberante (animado)

É pouco pratico

É cordial

É desorganizado

É eufórico e vigoroso

Agitado e turbulento

É receptível por natureza

É impulsivo

É impressionável

Tem dificuldade em dizer “não”

Toma decisões pelos sentimentos

Adora agradar os outros

É divertido e contagia os outros

Não conhece suas limitações

É eletrizante

Começar as coisas e não termina 

Sempre tem amigos

Não é observador de horários

Sabe sentir as alegrias e dores dos outros

Não cumpre decisões tomadas

As pessoas são importantes pra você

Possui instabilidade emocional

Gosta de estar rodeado de pessoas

Sente pena de si mesmo

Fala antes de pensar

Se arrepende varias vezes do mesmo pecado

Faz amizade com facilidade

Desanima com facilidade

Barulhento

É de vontade fraca

Emotivo

É indisciplinado

MELANCÓLICO
X
           Pontos Fortes
X
                      Pontos Fracos

É analítico

Egoísta

É abnegado

Amuado

Perfeccionista

Pessimista

Admira artes

Teórico

É desconfiado

Confuso

Não faz amigos com facilidade

Anti-social

Amigo fiel

Critico

É de confiança

Vingativo

Habilidoso

Inflexível

Minucioso

É voluntarioso em excesso

Leal

Espera das pessoas muito em troca do que faz

Idealista

Gasta tempo no que não se deve

Dedicado

Se ofende facilmente

Sensível

Inseguro

Introvertido

Depressivo

Fala pouco

Foge da realidade e entra em devaneio





COLÉRICO
X
            Pontos Fortes
X
                          Pontos Fracos

É vivaz

Insensível

É ativo

Irado

É pratico

Impetuoso

É voluntarioso

Age com impetuosidade

Auto-suficiente

Sem compaixão

Independente

Cruel

É decidido

Guarda rancor

Ama as atividades

Infringe regras p/ alcançar seu objetivo

Não precisa ser estimulado

É sarcástico

Não vacila sob pressão

Sua ira se manifesta em modo de explosão

É insistente

É arrogante

É pouco influenciado pelo meio

É prepotente

É objetivo

Profere declarações cruéis

É líder nato

É orgulhoso

É decidido

Age tiranicamente sobre os sentimentos dos outros

É auto-disciplinado

Agressivo


FLEUMÁTICO
X
                      Ponto Forte
X
                     Ponto Fraco

É calmo

É moroso

É frio

Indolente

É bem equilibrado

É desmotivado

É descompromissado

Indeciso

Não se perturba com nada

Egoísta

Controlado

Avarento

Aprecia artes

Descompromissado

Despreocupado c/ as circunstâncias ao redor

Distante e gélido

Pratico e eficiente

Capaz de motivar a ira de quem tenta motiva-lo

Pouco se envolve c/ atividades do próximo

Procrastinador (sempre deixa tudo para fazer mais tarde)

Cérebro organizado

Obstinado

Senso de humor mordaz

Espectador da vida sem se envolver

É habilidoso

Conservador por comodismo

É conciliador

Não tem iniciativa

Sabe ouvir com paciência e atenção

Acomodado

É mais espectador do que modificador das circunstâncias

Vacila entre o desejo de fazer ou não fazer alguma coisa


Resultado:

____ Sangüíneo             _____ Melancólico             _____ Colérico              _____ Fleumático



Colaboração para Portal Escola Dominical  – Profª. Jaciara da Silva 

ESCOLA DOMINICAL CPAD ADULTOS - Lição 3

A chamada profética de Samuel 20 de outubro de 2019 TEXTO ÁUREO “Então, veio o SENHOR, e ali esteve, e chamou como ...