SEJÁ VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR

Google+ Followers

Marcadores

Aborto ACONSELHAMENTO PRÉ-MATRIMÓNIAL Adolecentes Cristão ADOLESCENTES ADPB ADULTÉRIO ADULTOS Agradecimento Aniversario Apologética Cristã Arqueologia As Inquisições Assembleia de Deus Barack Obama Batismos Bíblia Brasil Casamento CGADB Ciência Círculo de Oração CLASSE BERÇARIO CLASSE BERÇÁRIO CLASSE DOS DISCIPULADOS CLASSE DOS DISCIPULANDO CLASSE DOS DISCIPULANDOS CLASSE JOVENS E ADULTOS CENTRAL GOSPEL CLASSE JOVENS E ADULTOS BETEL CLASSE MATERNAL Congresso CPAD Cruzada Curiosidades Cursos Departamento Infantil Depressão Desaparecido DESENHOS BIBLICOS Desfiles Dia do Pastor Discipulado Divórcio EBD EBO Escatologia Estudantes Estudos Eventos FALECIMENTO Família Filmes Galeria de Fotos Gospel Gratidão a Deus Hinos Antigos História Homenagens Homilética Homoxesualismo Ideologia de Gênero Idolatria Inquisição Islamismo Israel LIção de Vida Louvor Luto Maçonaria Mães Mensagens Ministério Missões MODISMOS Mundo Mundo Cristão MUSICAS EVANGÉLICAS Namoro Cristão Noivados Notícias Obreiros ONU Oração Pneumatologia política PRIMARIOS Psicopedagogia Pureza sexual Realidade Social Reforma Protestante RELIGIÕES Retiro Revista Central Gospel REVISTA CLASSE PRIMARIOS REVISTA CLASSE DOS PRE-ADOLESCENTES REVISTA CLASSE DOS ADOLESCENTES REVISTA CLASSE JARDIM DA INFANCIA REVISTA CLASSE JARDIM DA INFÂNCIA REVISTA CLASSE JUNIORES REVISTA DA CLASSE JOVENS. REVISTA DA CLASSE ADULTOS REVISTA DA CLASSE JUVENIS Revista Maternal Santa Ceia Saúde Seminário Sexualidade Subsídios Subsídios EBD Subsídios EBD Videos Templos Teologia Testemunho TRANSGÊNEROS Utilidade publica UTILIDADE PÚBLICA Vida de Adolecente videos Virgilha

20 novembro 2015

"Quem diz que o islã é pacífico, não o investigou a fundo", diz ex-muçulmano

Postado por 

Os recentes atentados em Paris e os ataques aéreos executados por países como França, Estados Unidos e Rússia contra a Síria têm colocado o islamismo e seus fundamentos em debate com uma frequência cada vez maior.

Nabeel Qureshi é um escritor que nasceu no estado da Califórnia, mas foi criado em um lar muçulmano e que relata suas descobertas sobre o islamismo, depois que decidiu estudar o próprio Corão e as tradições do islã mais a fundo.

Diante das ações que comprovam uma clara perseguição religiosa, promovida pelo Estado Islâmico aos cristãos e tantas outras minorias existentes no Oriente Médio, pessoas em todo o mundo têm se questionado: até que ponto este e outros grupos terroristas que confessam a fé muçulmana seguem de fato o islã?

Durante uma de suas pregações na igreja norte-americana 'Christ Community', o escritor - ex-muçulmano, convertido ao cristianismo - Nabeel Qureshi compartilhou um pouco de sua vivência dentro do islamismo e as descobertas que acabou fazendo, após se propor a estudar a fundo a religião que ele mesmo confessava e que moldou a cultura em que ele nasceu.

"Existem pessoas como as do grupo ao qual eu pertencia no islã, que dizem que esta é uma religião de paz. O slogan do nosso grupo no islã era: 'Amor para todos, ódio para ninguém'. [...] Quando eu vi [os ataques de] 11 de setembro acontecendo e aqueles prédios sendo derrubados, minha resposta foi: 'Como isso pôde acontecer em nome da minha fé?", relatou Nabeel, que é nascido na Califórnia, mas foi criado por pais muçulmanos.

"Foi a partir deste momento que passa a investigar esse assunto a fundo. Comecei a conversar com amigos e eles me disseram: 'Existem capítulos no Corão que são bastante violentos, como por exemplo o capítulo 9:5".

Nabeel continua seu testemunho, afirmando que depois que começou a estudar o Corão e a cultura do islã mais a fundo, descobriu a jihad é de fato prevista e até mesmo 'justificada' no livro sagrado dos muçulmanos.

"Quando comecei a investigar, realmente acreditava que o contexto eram todos de batalhas defensivas no Corão. Mas quanto mais eu investigava, mais eu percebia que simplesmente não era o caso. O capítulo 9 do Corão é o mais violento. Fala sobre o arrependimento. É o mesmo capítulo que diz: 'Combatei os judeus e cristãos, até que eles paguem, humilhados, o tributo (9:29)", alertou.

Clique no vídeo abaixo para conferir o relato completo:

 

guiame http://josiel-dias.blogspot.com.br/2015