SEJÁ VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR

Google+ Followers

Marcadores

Aborto ACONSELHAMENTO PRÉ-MATRIMÓNIAL Adolecentes Cristão ADOLESCENTES ADPB ADULTÉRIO ADULTOS Agradecimento Aniversario Apologética Cristã Arqueologia As Inquisições Assembleia de Deus Barack Obama Batismos Bíblia Brasil Casamento CGADB Ciência Círculo de Oração CLASSE BERÇARIO CLASSE BERÇÁRIO CLASSE DOS DISCIPULADOS CLASSE DOS DISCIPULANDO CLASSE DOS DISCIPULANDOS CLASSE JOVENS E ADULTOS CENTRAL GOSPEL CLASSE JOVENS E ADULTOS BETEL CLASSE MATERNAL Congresso CPAD Cruzada Curiosidades Cursos Departamento Infantil Depressão Desaparecido DESENHOS BIBLICOS Desfiles Dia do Pastor Discipulado Divórcio EBD EBO Escatologia Estudantes Estudos Eventos FALECIMENTO Família Filmes Galeria de Fotos Gospel Gratidão a Deus Hinos Antigos História Homenagens Homilética Homoxesualismo Ideologia de Gênero Idolatria Inquisição Islamismo Israel LIção de Vida Louvor Luto Maçonaria Mães Mensagens Ministério Missões MODISMOS Mundo Mundo Cristão MUSICAS EVANGÉLICAS Namoro Cristão Noivados Notícias Obreiros ONU Oração Pneumatologia política PRIMARIOS Psicopedagogia Pureza sexual Realidade Social Reforma Protestante RELIGIÕES Retiro Revista Central Gospel REVISTA CLASSE PRIMARIOS REVISTA CLASSE DOS PRE-ADOLESCENTES REVISTA CLASSE DOS ADOLESCENTES REVISTA CLASSE JARDIM DA INFANCIA REVISTA CLASSE JARDIM DA INFÂNCIA REVISTA CLASSE JUNIORES REVISTA DA CLASSE JOVENS CPAD. REVISTA DA CLASSE JOVENS. REVISTA DA CLASSE ADULTOS REVISTA DA CLASSE JOVENS E ADULTOS REVISTA DA CLASSE JUVENIS Revista Maternal Santa Ceia Saúde Seminário Sexualidade Subsídios Subsídios EBD Subsídios EBD Videos Templos Teologia Testemunho TRANSGÊNEROS Utilidade publica UTILIDADE PÚBLICA Vida de Adolecente videos Virgilha

27 janeiro 2016

Lição 5 - O amigo oculto

Nicodemos, nome grego que significa "homem do povo", muito frequente entre os judeus, pertencia aos principais do judaísmo. Era membro do Sinédrio, filiado ao partido dos fariseus. Possuía muita autoridade, era mestre de Israel, certamente ele também era um doutor da lei.

PORTAL ESCOLA DOMINICAL
PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2016
JUNIORES - Tema: Os amigos de Jesus
Comentarista: Daniele Pereira
Comentário: Prof.ª Jaciara da Silva
ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO DO IPIRANGA - SEDE - SÃO PAULO/SP


LIÇÃO 5 - O AMIGO OCULTO

Objetivo
Professor (a) ministre sua aula de forma que ao término, seu aluno possa compreender não podemos nos envergonhar da falar que conhecemos a Jesus, assim ajudamos outras pessoas a conhece-LO.

Memorizando
“Em resposta, Jesus declarou: "Digo-lhe a verdade: Ninguém pode ver o Reino de Deus, se não nascer de novo". (Jo 3.3 – ARC).

Texto bíblico em estudo: Jo 3.1-21.

Quem era Nicodemos?
Nicodemos, nome grego que significa "homem do povo", muito frequente entre os judeus, pertencia aos principais do judaísmo. Era membro do Sinédrio, filiado ao partido dos fariseus. Possuía muita autoridade, era mestre de Israel, certamente ele também era um doutor da lei.

O doutor procura Jesus à noite
Nicodemos sentiu muito interesse em conversar com Jesus, mas teve medo de que um encontro com o Mestre, o colocasse em risco, diante de seus nobres colegas fariseus. A inimizade dos fariseus contra Jesus crescia a cada dia. Movido de prudência e temor, Nicodemos espera o cair da noite e vai ao encontro de Jesus. Conversas noturnas geralmente aconteciam no piso superior da casa. É bem provável que enquanto eles conversavam, o vento soprava.
Jesus recebe Nicodemos, sabendo que aquela alma haveria, futuramente, de superar sua fraqueza atual."Este foi ter de noite com Jesus, e disse-lhe: Rabi, bem sabemos que és Mestre, vindo de Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não for com ele." (Jo 3.2)
A fala de Nicodemos revela que sua compreensão da espiritualidade de Jesus, vinha de que o volume de milagres e sinais que Jesus realizava, só podia ter como causa primária, uma intervenção ou ação divina.
Nicodemos entende apenas com seu intelecto, seguindo uma lógica que ele pensa dominar, de que se há um efeito de grandes milagres, grandes obras realizadas por Jesus, isso era manifestação de uma causa que na concepção dele, só poderia vir de Deus.
E ele expressa seu pensamento à Jesus. O Mestre com muito amor, vê o quanto era incompleto o entendimento de Nicodemos a cerca do Reino de Deus. Jesus inicia suas palavras, na tentativa de elevar os pensamentos de Nicodemos ao nível espiritual.
"Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o Reino de Deus." (Jo 3.3). Começa aqui um diálogo notório, onde Jesus mostra a necessidade da interiorização do evangelho e da confiança em Deus, no novo nascimento. Jesus falava de um Deus que não era somente para ser "acreditado" por seus milagres. O mestre se referia à transformação do "ser" para que o Reino de Deus nele se manifestasse.
"Disse-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer?" (Jo 3.4). Era muito difícil para um judeu, fariseu entender o sentido espiritual das palavras de Jesus. Por serem filhos do patriarca Abraão, eles julgavam-se já aperfeiçoados. Por apresentarem um aparente zelo pela lei de Moisés, acreditavam em uma pureza espiritual intrínseca da sua raça.
"Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus." (Jo 3.5). Nicodemos não conseguia ver que o reino de Deus não vinha de fora do corpo, mas o reino de Deus era e é algo interior, que deve estar no coração em primeiro lugar.
Jesus fala a Nicodemos, da necessidade do novo nascimento da água e do espírito. Aqui o Jesus se refere ao simbolismo do batismo de João (que os fariseus não aceitavam), e da renovação pelo Espírito Santo. O batismo em água não era de todo desconhecido de Israel. O batismo vinha já desde o exílio babilônico, porém professado aos prosélitos, cidadãos de outras nações que se convertiam ao judaísmo.
Nicodemos e os judeus porém, achavam que eles não tinham necessidade nenhuma de aceitar um ato que simbolizava o nascer de novo. Quando reconhecemos o nosso vazio espiritual, somos moldados segundo a forma divina, recebendo um novo modo de pensar, deixamos de lado os nossos conceitos e preconceitos humanos, abandonamos o mundo, os desejos carnais e nos entregamos a Jesus para sermos recriados do nada.
"O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito. Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo." (Jo 3.6-7). Nicodemos não entendeu as palavras de Jesus, pensando tratar-se de um segundo nascimento físico. Mas mesmo que se nascesse fisicamente de novo, continuaria sendo carne.
O novo nascimento ou regeneração, é o ato pelo qual Deus concede uma vida espiritual àqueles que confiam em Jesus Cristo. Sem esse nascimento espiritual, ninguém pode conhecer as coisas espirituais, nem entrar no Reino de Deus. Jesus fala do Reino de Deus que leva o homem à prática das boas obras, pela transformação interior. Nicodemos, acostumado à prática de rituais externos da lei, tinha dificuldade de entender com o coração.

Conclusão
Nos dias atuais, muitos tem se enganado a respeito de Deus, também. Em uma religiosidade exagerada, presa a dogmas, liturgias e teologias, esquecem de que o evangelho não vem da aparência exterior. Como Nicodemos, há muitos que se pensam ser detentores do saber a respeito do Reino. Jesus nos avisa que o nosso ser e a nossa vida devem ser constantemente modificados. Devemos buscar o novo nascimento a todo o tempo.
Portanto, não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.

Colaboração para Portal Escola Dominical – Profª. Jaciara da Silva.