SEJÁ VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR

Google+ Followers

16 março 2016

Dinâmica da Lição 12: A Vida de Oração (Adolescentes)



Professores e professoras observem alguns pontos importantes e valiosos para o bom crescimento e desenvolvimento de seu aluno e de sua sala:
1– Procure manter os dados pessoais de seus aluno(a)s sempre atualizados (endereço, telefone, e-mail, redes sociais, etc)
2– Antes de iniciar a aula procure se aproximar de cada aluno de sua classe:
- Cumprimente-os, abrace-os.
- Procure saber como foi a semana de cada um deles, e escute-os.
- Preste bastante atenção se há alguém que precise de algum tipo de atenção ou oração especial.
- Observe se existe algum visitante e/ ou aluno novato e faça-lhes uma apresentação muito especial para que ele sinta-se desejoso de voltar a sua sala.
3– Aconselhamos que antes da aula procure ver com seu secretário o nome dos aniversariantes para que após a aula você possa parabeniza-los, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo ou quem sabe uma simples lembrancinha.
4– Ao final da aula procure ver com o secretário de sua sala o nome das pessoas ausentes e durante a semana separe um momento onde você possa entrar em contato com ele(a), por meio de uma visita, um telefone ou rede sociais.
5– É importante que você como professor entenda a importância de cada atitude como a que recomendamos logo acima, a fim de que você possa desenvolver um vínculo afetivo com cada aluno, ele compreenderá o quanto você o ama e se importa com ele.
- Ao preparar a aula, você precisa lembrar que seu alvo é ensinar a palavra de Deus a fim de transformar a vida dos alunos. Para isso, tenha sempre em mente o que eles precisam saber, sentir e agir.
- Este é um momento de grande importância, quando você deverá atrair a atenção e o interesse da classe para o que será ensinado.
6 - Não esqueça que ministrar uma aula não significa apenas transmitir um amontoado de informações teológicas ou conhecimentos puramente pessoais sem a interação com a classe. É importante que os alunos sejam incentivados a participar no processo de aprendizagem.
- Apresentem o título da lição: A Vida de Oração.
– Agora, trabalhe o conteúdo da lição. – Para isso é importante que você apresente estratégias que estimule a participação dos alunos, valorize o conteúdo, reforce as aplicações e facilite a aprendizagem. Portanto, para não perder de vista o alvo da lição, use a criatividade, apresente domínio da matéria e observe se os alunos estão entendendo o assunto.
- Para concluir, utilizem uma das três dinâmicas sugeridas logo abaixo:

Dinâmica: Oração

Objetivo:
Descobrir o valor da oração e a necessidade de orar uns pelos outros.
Material:
Folhas de papel e lápis para cada participante; Bíblias; perguntas sobre oração com textos bíblicos, conforme o modelo logo abaixo (use outras perguntas conforme a necessidade):
-Como e porquê devemos orar? Mateus 6, 5 -13.
-Como e porquê devemos orar? Marcos 11, 22 – 25.
-Como é a pessoa que costuma orar? Romanos 12, 10 – 21.
-Para que serve a oração e a Palavra de Deus? Efésios 6, 10 – 20.
-O que atrapalha as orações? Salmos 32:3-5.
-Quais os efeitos da oração perseverante? Lucas 18.1-7
-Como deve ser a oração? Mt 6.5-8.
Procedimentos:
Divida a turma em dupla. Distribua as perguntas com as leituras bíblicas para as duplas. Dê um tempo para cada dupla ler, conversar sobre cada parte e responder de preferência escrevendo um texto. Depois junte todos, ouça as respostas e faça comentários (Peça para que cada dupla permaneçam juntas, pois ainda irão fazer outro trabalho juntos).
Reflexão:
1 - Ao orar a pessoa assume a existência de um Deus amoroso que está atento para sua realidade e é Onipresente. A constância desta ação, inculca na mente Sua presença, levando a pessoa a sentir-se acompanhada. Na oração descobrimos nossa dependência do Criador, e a necessidade de Sua orientação, proteção, conforto. A prática da oração impulsiona a pessoa à disciplina da dependência; o que redundará em conhecimento, obediência, e bênçãos. A oração também possui uma função terapêutica, pois, leva a pessoa a abrir-se; a colocar para fora aquilo que incomoda, que amedronta; e que, se guardado, poderia facilmente redundar em distúrbios emocionais, ou mesmo depressão. Ao se colocar diante do Deus de mor, Criador e Sustentador do universo, inclusive de sua própria vida, a pessoa liberta-se da ansiedade de seu próprio controle.
Leia e medite com todos Filipenses 4. 4 – 9.
A oração é importantíssima porque a partir dela o Espírito do Senhor trabalha em nosso ser, guiando e confortando-nos para uma vida melhor.

Agora peça aos alunos que contem momentos em que tiveram dificuldades em saber como (ou o que) orar (Ouça atentamente).
Leiam em voz alta o texto de Romanos 8:26-27
Diga a elas que esta passagem nos ajuda a entender que nós sempre podemos orar, mesmo que não saibamos o que dizer. Peça então que um membro da dupla converse com o(a) outro(a) colega alguma coisa que o está preocupando. Quem ouviu, então, coloca esta preocupação numa oração (Peça para que a dupla faça isso de mãos dada. Depois invertem-se os papéis).
Quando as duplas terminaram de orar, pergunte como se sentiram, se acharam fácil orar assim, o que eles podem fazer quando estão inseguros sobre que palavras usar e como orar, etc..

Encerre com oração - cada aluno agora escolherá um problema de alguém que ele(a) conheça para interceder por aquela pessoa como se o problema fosse dele(a). 


Por Escriba Digital


Read more: http://euvoupraebd.blogspot.com/2016/03/professores-e-professoras-observem_14.html#ixzz4361rj6gl

ESCOLA DOMINICAL BETEL ESBOÇO - Subsídio da Lição 8

AULA EM 20 DE AGOSTO DE 2017 – LIÇÃO 8 (Revista: Editora Betel) Tema:  Jesus o missionário excelente Texto Áureo:   Jo 12.4...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AS 10 MAIS VISITADAS