SEJÁ VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR

Google+ Followers

27 abril 2016

Poligamia e casamento misto: os dois grandes erros de Salomão:



Quando lemos sobre o início do reinado de Salomão, ficamos fascinados com a sua humildade e total dependência de Deus. Esse rei fez uma oração ao Senhor digna de ser imitada pelo mais piedoso cristão. Disse Salomão: "Dá, pois, ao teu servo um coração cheio de discernimento para governar o teu povo e capaz de distinguir entre o bem e o mal. Pois, quem pode governar este teu grande povo? (1 Reis 3.9).

As Escrituras dizem que "Deus deu a Salomão sabedoria, discernimento extraordinário e uma abrangência de conhecimento tão imensurável quanto a areia do mar (1 Reis 4.29). Ninguém era tão sábio quanto Salomão. Entretanto, o Livro Sagrado relata uma história em que o sucessor de Davi sucumbiu diante da idolatria.

Às vezes, peguei-me perguntando acerca da queda vergonhosa de Salomão. O que o levou a desobedecer a Deus, se ele possuía uma sabedoria extraordinária? A reposta é: "O rei Salomão amou muitas mulheres estrangeiras" (1 Reis 11.1). 

O primeiro erro de Salomão mostra-se em ter ele amado muitas mulheres, porque, no início da Criação, o Senhor criou e formou um casal, um homem e uma mulher (Gênesis 1.27). Porém, alguém pode argumentar que Abraão, Jacó, Elcana, e tantos outros, tiveram várias mulheres. Todavia, recomendo a análise da vida amorosa desses homens, observando se eles foram felizes agindo assim. A poligamia não encontra apoio diante de Deus: "Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne" (Gênesis 2.24). 

O segundo erro grosseiro do filho de Davi com Bate-Seba foi o casamento misto, ou seja, a união dele com mulheres pagãs. Este equívoco tão grave quanto o primeiro. O que Salomão fez resultou em desgraça, a ponto de levá-lo a se desviar da vontade divina, pois diz-nos as Escrituras que, 

"À medida que Salomão foi envelhecendo, suas mulheres [setecentas mulheres e trezentas concubinas!] o induziram a voltar-se para outros deuses, e o seu coração já não era totalmente dedicado ao SENHOR, o seu Deus, como fora o coração do seu pai Davi" (1 Reis 11.4, grifo nosso).

A cegueira espiritual do terceiro rei de Israel levou-o a curvar-se diante de vários deuses, dentre os quais figuravam Astarote, Moloque e Camos (1 Reis 11.5, 7-8). Astarote era "a deusa [sidônia] do poder produtivo, do amor e da guerra. O seu culto era acompanhado de grande licenciosidade" (BOYER, 2008, p. 72, grifo nosso). Por sua vez, Moloque ou Milcom era "uma divindade amonita adorada com sacrifícios humanos (2 Reis 23.10; Jr 32.35)" (PFEIFFER; VOS; REA, 2006, p. 769). A terceira falsa divindade era Camos ou Quemos, deus moabita, que também era adorado através de sacrifícios de crianças. Diante desses fatos, reflitamos. Até que ponto chegou Salomão...

Amados leitores e leitoras, não há duvidas de que as Escrituras são contrárias a esses dois grandes erros do Filho de Davi. O Santo abomina tanto a poligamia quanto o casamento misto. Em outras palavras, crente deve se casar com crente (1 Coríntios 7.39), tendo como base a união monogâmica. O que ultrapassa essas balizas é pecado!

Por João Paulo Souza
____________________________

BOYER, Orlando. Pequena enciclopédia bíblica: dicionário, concordância, chave bíblica, atlas bíblico. Rio de Janeiro: CPAD, 2008.

PFEIFFER. Charles F.; VOS, Howard F.; REA, John. Dicionário Bíblico Wiycliffe. Traduzido por Degmar Ribas Júnior. Rio de Janeiro: CPAD, 2006.

ESCOLA DOMINICAL BETEL ESBOÇO - Subsídio da Lição 8

AULA EM 20 DE AGOSTO DE 2017 – LIÇÃO 8 (Revista: Editora Betel) Tema:  Jesus o missionário excelente Texto Áureo:   Jo 12.4...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AS 10 MAIS VISITADAS