SEJÁ VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR

Google+ Followers

Marcadores

Aborto ACONSELHAMENTO PRÉ-MATRIMÓNIAL Adolecentes Cristão ADOLESCENTES ADPB ADULTÉRIO ADULTOS Agradecimento Aniversario Apologética Cristã Arqueologia As Inquisições Assembleia de Deus Barack Obama Batismos Bíblia Brasil Casamento CGADB Ciência Círculo de Oração CLASSE BERÇARIO CLASSE BERÇÁRIO CLASSE DOS DISCIPULADOS CLASSE DOS DISCIPULANDO CLASSE DOS DISCIPULANDOS CLASSE JOVENS E ADULTOS CENTRAL GOSPEL CLASSE JOVENS E ADULTOS BETEL CLASSE MATERNAL Congresso CPAD Cruzada Curiosidades Cursos Departamento Infantil Depressão Desaparecido DESENHOS BIBLICOS Desfiles Dia do Pastor Discipulado Divórcio EBD EBO Escatologia Estudantes Estudos Eventos FALECIMENTO Família Filmes Galeria de Fotos Gospel Gratidão a Deus Hinos Antigos História Homenagens Homilética Homoxesualismo Ideologia de Gênero Idolatria Inquisição Islamismo Israel LIção de Vida Louvor Luto Maçonaria Mães Mensagens Ministério Missões MODISMOS Mundo Mundo Cristão MUSICAS EVANGÉLICAS Namoro Cristão Noivados Notícias Obreiros ONU Oração Pneumatologia política PRIMARIOS Psicopedagogia Pureza sexual Realidade Social Reforma Protestante RELIGIÕES Retiro Revista Central Gospel REVISTA CLASSE PRIMARIOS REVISTA CLASSE DOS PRE-ADOLESCENTES REVISTA CLASSE DOS ADOLESCENTES REVISTA CLASSE JARDIM DA INFANCIA REVISTA CLASSE JARDIM DA INFÂNCIA REVISTA CLASSE JUNIORES REVISTA DA CLASSE JOVENS CPAD. REVISTA DA CLASSE JOVENS. REVISTA DA CLASSE ADULTOS REVISTA DA CLASSE JOVENS E ADULTOS REVISTA DA CLASSE JUVENIS Revista Maternal Santa Ceia Saúde Seminário Sexualidade Subsídios Subsídios EBD Subsídios EBD Videos Templos Teologia Testemunho TRANSGÊNEROS Utilidade publica UTILIDADE PÚBLICA Vida de Adolecente videos Virgilha

10 dezembro 2016

Lição 11 - A ressurreição dos mortos II


PORTAL ESCOLA DOMINICAL
QUARTO TRIMESTRE DE 2016
JUVENIS - O QUE VEM POR AÍ?
COMENTARISTA: CARLOS EDUARDO LOURENÇO
COMENTÁRIO: PROF. LUCAS NETO
ASSEMBLEIA DE DEUS EM FORTALEZA/CE



LIÇÃO 11 – A RESSURREIÇÃO DOS MORTOS

INTRODUÇÃO
Jesus Cristo ressuscitou para nos dar a oportunidade de também ressuscitar em um corpo glorioso para a vida eterna. A bíblia registra pelo menos duas ressurreições, a primeira para a vida eterna a segunda para a condenação eterna. Nesta lição estudaremos sobre estas ressurreições segundo a cronologia bíblica.

I – O ENSINO BÍBLICO SOBRE A RESSURREIÇÃO
A morte física não enseja o fim permanente de um ser humano, considerando que somos formados por uma tricotomia composta de corpo, alma e espírito, quando morremos fisicamente o corpo físico volta ao pó e a alma e o espírito volta para Deus. (Ec 3:19-20; Ec 12:7)
A santa Bíblia nos ensina que o ponto de partida para acreditarmos na ressurreição de nosso corpo está garantido na ressurreição de Jesus que foi crucificado e no terceiro dia ressuscitou num corpo glorioso e
assim em eventos futuros haverá ressurreições coletivas de toda a humanidade para a vida ou para a morte. (1 Co 6:14)
 A GLÓRIA É DE DEUS Acesse: www.proflucasneto.wordpress.com 1 ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL - 4º TRIMESTRE / 2016 - REVISTA CPAD - JUVENIS LIÇÕES BÍBLICAS - O QUE VEM POR AÍ ? LIÇÃO 11 – A RESSURREIÇÃO DOS MORTOS INTRODUÇÃO Jesus Cristo ressuscitou para nos dar a oportunidade de também ressuscitar em um corpo glorioso para a vida eterna. A bíblia registra pelo menos duas ressurreições, a primeira para a vida eterna a segunda para a condenação eterna. Nesta lição estudaremos sobre estas ressurreições segundo a cronologia bíblica. I – O ENSINO BÍBLICO SOBRE A RESSURREIÇÃO A morte física não enseja o fim permanente de um ser humano, considerando que somos formados por uma tricotomia composta de corpo, alma e espírito, quando morremos fisicamente o corpo físico volta ao pó e a alma e o espírito volta para Deus. (Ec 3:19-20; Ec 12:7) A santa Bíblia nos ensina que o ponto de partida para acreditarmos na ressurreição de nosso corpo está garantido na ressurreição de Jesus que foi crucificado e no terceiro dia ressuscitou num corpo glorioso e assim em eventos futuros haverá ressurreições coletivas de toda a humanidade para a vida ou para a morte. (1 Co 6:14) II - A NATUREZA E A OCASIÃO DA RESSURREIÇÃO Todos os homens ressuscitarão para um julgamento final. Aqueles que morreram em Cristo Jesus ressuscitarão por ocasião do arrebatamento da igreja onde Jesus virá buscar a sua noiva. Já os que morreram sem Cristo Jesus no coração ressuscitarão no final do milênio para serem julgados um por um estando já condenados porque não professaram Jesus como seu Salvador e Senhor. (Dn 12:1-4) III - O JULGAMENTO FINAL 1. EVENTOS QUE ANTECEDEM AO JUÍZO FINAL No final do reino milenial de Cristo, Satanás é solto do abismo e então sairá a seduzir a muitos homens que nasceram e viveram no milênio para combater a Cristo, mas a um só tempo, fogo desce do céu e consome a todos os que se levantaram contra Cristo e, então, Satanás é sumariamente lançado no lago que arde com fogo e enxofre, onde já se encontram o Anticristo e o falso profeta, e serão atormentados de dia e de noite, pelos séculos dos séculos. (Ap 20:7-10) 2. O JUÍZO FINAL 2.1. DESCRIÇÃO DO JUÍZO FINAL O juízo final ou julgamento perante o grande trono branco será um rígido julgamento onde todas as pessoas de todas as eras que não aceitaram o sacrifício de Cristo na cruz do Calvário, portanto, o rejeitaram como Salvador e Senhor, os não salvos, comparecerão diante do supremo juiz, para receberem o justo juízo de condenação eterna.(Ap 20:11-15) 2.2. TEMPO E LOCAL DO JUÍZO FINAL O julgamento perante o grande trono branco se dará logo após o reino milenar de Cristo e a Santa Bíblia não menciona o local se será no céu ou na terra, pois, ambos fugiram da presença de nosso Senhor não se achando lugar para eles. (Ap 20:11) 2.3. O PROPÓSITO DO JUÍZO FINAL Deus no final dos tempos de forma implacável aplicará a sua justiça com uma severa sentença de condenação eterna a aqueles que o rejeitaram como o seu Deus e também a uma tão grande salvação no Senhor através de seu sacrifício na cruz e ao mesmo tempo destruirá e consequentemente banirá todo o mal a partir da desobediência de Satanás no céu e a dos homens na terra, desde o dia da queda de Adão e Eva até o último dia na terra. (Fp 2:5-11) 2.4. OS AGENTES DESTE JUÍZO FINAL A GLÓRIA É DE DEUS Acesse: www.proflucasneto.wordpress.com 2 Jesus será o supremo juiz que irá presidir o julgamento perante o grande trono branco.(Jo 5:19-29; At 17:30-31; 2 Tm 4:1) Todos os mortos de todas as épocas que morreram fisicamente sem o ato de arrependimento dos seus pecados e de aceitação de Cristo como seu Salvador e Senhor ressuscitarão em um corpo não glorificado, esvaziando o Hades, (inferno), para serem julgados e sentenciados a condenação eterna.(Ap 20:11-13) Uma observação importante a fazer é que na 2ª ressurreição no final do milênio haverá a ressurreição dos salvos em Cristo Jesus em corpos glorificados para a vida eterna que morreram fisicamente no milênio, porém, estes não farão parte do juízo final, pois, este julgamento é somente para os nãos salvos de todas as eras da humanidade. (Dn 12:2; Jo 5:28-29; At 24:14-15) 3. AS BASES DO JUÍZO FINAL 3.1. ETAPAS DA SESSÃO JUDICIAL DO JULGAMENTO PERANTE O GRANDE TRONO BRANCO Nº ETAPAS DESCRIÇÃO 3.1.1. Apresentação dos não salvos em Cristo diante do Senhor no trono branco Os mortos de todas as épocas ressurretos em um corpo não glorificado se apresentarão diante do Supremo Juiz que está assentado no grande trono branco.(Ap 20:11; Fp 2:9-11) 3.1.2. Abertura do livro das obras dos homens O julgamento começará e para cada homem que se apresentar diante do grande trono branco será aberto um conjunto de livros onde estão registradas todas as obras e até mesmo pensamentos deste homem durante toda a sua vida na terra. Estes livros testificam a má conduta moral daquele homem, o seu não arrependimento de pecados e o seu não reconhecimento de Cristo como seu Salvador e Senhor, enquanto esteve vivo na terra.(Ap 20:12-13; Ec 12:14) 3.1.3. Abertura do Livro da Lei Jesus é um justo juiz e demonstrará a aquele que cometeu pecados que a base espiritual de seu julgamento tem como parâmetro os preceitos divinos exarados na Bíblia Sagrada. (Rm 2:11-16) 3.1.4. Abertura do Livro da Vida Testificado que o ímpio não cumpriu a Lei de Deus e nem foi justificado pela fé em Jesus Cristo, ainda assim, o seu nome será buscado entre os nomes dos salvos inscritos no Livro da Vida e como o seu nome não estará registrado no Livro da Vida do Cordeiro, este receberá o justo juízo de condenação eterna (Ap 20:12;15; Ap 21:27) 3.1.5. Sentença dos ímpios. A sentença dos ímpios será a condenação em sofrimento eterno no lago de fogo, esta é a segunda morte. (Ap 20:14- 15) IV - CONCLUSÃO O homem carece da glória de Deus e por este estado débil moral e espiritual, o homem não possui justiça própria que lhe conceda o direito de estar diante de Deus, de ser aceito como cidadão celestial pelo Santo Senhor. É preciso que este homem seja declarado justo em sólidas e efetivas bases espirituais para que o mesmo tenha uma larga porta para a salvação do juízo de Deus e da condenação eterna sendo esta declaração eficaz para a salvação somente atr

Fonte: https://proflucasneto.files.wordpress.com/2013/04/4t_2016_juvenis_lic3a7c3a3o-11_a-ressurreic3a7c3a3o-dos-mortos.pdf Acesso em 07 dez. 2016.