SEJÁ VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR

Google+ Followers

25 fevereiro 2017

Lição 9: Fidelidade, Firmes na Fé

Fidelidade, firmes na fé – Daniel Conegero


Fidelidade, Firmes na Fé é o tema da lição 9 das Lições Bíblicas CPAD do 1º trimestre de 2017 para a Escola Bíblica Dominical. Neste estudo da Bíblia meditaremos sobre a fidelidade gerada pelo Espírito Santo na vida daqueles que foram regenerados.

Texto Áureo: 2 Timóteo 2:13
Leitura Bíblica em Classe: Hebreus 10:35-39

Introdução – Lição 9: Fidelidade, Firmes na Fé

Na lista das virtudes do fruto do Espírito escrita pelo apóstolo Paulo aos gálatas está a fidelidade, uma característica marcante na vida do cristão verdadeiro.
No entanto, enquanto aqueles que são guiados pelo Espírito Santo refletem tal virtude, os que andam segundo as obras pecaminosas da carne demonstram a idolatria e a heresia, dois vícios completamente opostos à virtude da fidelidade.

I- O Significado de Fidelidade

fidelidade é a qualidade de quem é fiel e confiável, ou seja, uma pessoa leal. Na Bíblia essa palavra traduz, em casos específicos, o mesmo termo grego original que amplamente é traduzido como “fé”.
No capítulo 5 da Epístola aos Gálatas, a melhor tradução de fato é “fidelidade” ou “lealdade”, já que tal palavra aparece após “benignidade” e “bondade”.
É interessante notar que antes de Paulo citar essa virtude no capítulo 5, ele já havia reclamado da infidelidade de muitos cristãos da igreja da Galácia, não apenas para com ele, mas para com o próprio Evangelho anunciado (Gl 4:16; cf. 1:6-9; 3:1; 5:7).
Logo, o apóstolo citou muito apropriadamente essa qualidade, que, no presente contexto, implica na fidelidade a Deus e à sua vontade. Além disso, devemos perceber que a próxima virtude citada na lista é a mansidão, de modo que quando alguém é fiel a Deus naturalmente haverá gentileza e lealdade também para com os homens.
Para entender melhor esse assunto, principalmente sobre o conceito de fidelidade como um atributo de Deus, recomendo a leitura do texto onde tratamos exatamente sobre o significado de fidelidade na Bíblia.

II- Idolatria e Heresia: Um Perigo à Fidelidade

Paulo menciona a idolatria e a heresia como obras da velha natureza. Quando o apóstolo mencionou a idolatria, ele estava se referindo não apenas à adoração de imagens, mas também a tudo o que envolve a prática pecaminosa que substitui a adoração ao verdadeiro Deus revelado em Jesus Cristo por qualquer outra adoração.
Nesse contexto, podemos indicar, por exemplo, a avareza, já que ela coloca o “eu” em primeiro lugar e direciona a adoração que deveria ser dada ao Senhor para as riquezas. É por isso que Jesus advertiu contra a impossibilidade de servir a Deus e a Mamom (Mt 6:24). Saiba o que é idolatria segundo a Bíblia.
O apóstolo também mencionou a idolatria em associação à feitiçaria. A palavra utilizada no original para feitiçaria é pharmakeia, e transmite a ideia de manipulação de drogas e poções. Essa é a mesma palavra que dá origem a palavra portuguesa “farmácia”.
Todavia, naquela época alguém que possuía habilidades na manipulação de substâncias químicas geralmente era identificado como mago, já que as pessoas costumeiramente atribuíam às fórmulas poderes mágicos, misteriosos e encantamentos.
Logo, ao associar as palavras idolatria e feitiçaria o apóstolo está denunciando a prática idolatra de algumas pessoas que substituíam a confiança em Deus pela fé num tipo de conceito de magia.
Outra obra pecaminosa mencionada por Paulo é a heresia, do grego hairesis, que significa literalmente “escolha”, mas que no Novo Testamento é aplicado para se referir, principalmente, ao conceito de sectarismo.
Paulo aplicou esse termo escrevendo aos gálatas para se referir as divisões que ocorrem quando os membros da comunidade cristã, motivados pelas dissensões, ciúme, inimizades e inveja, “escolhem” lados opostos uns dos outros e formam verdadeiras facções. Entenda melhor o significando de heresia na Bíblia.
Obviamente esse tipo de comportamento se opõe não apenas a fidelidade a Deus, mas também a lealdade que deve haver entre os irmãos.

III- Sejamos Fiéis Até o Fim

A Bíblia nos exorta a sermos fiéis até o fim. Nela encontramos vários exemplos de pessoas que foram fieis ao Senhor independentemente das circunstâncias e condições que se apresentaram.
Foi assim com Daniel na Babilônia, onde foi ele fiel a Deus mesmo numa terra estranha onde o paganismo estava enraizado. Também temos o exemplo de Noé que pregou a justiça em meio a uma sociedade completamente depravada e corrompida.
De fato esse tipo de fidelidade não encontra origem no próprio homem, mas é gerada pelo Espírito Santo na vida daqueles nasceram de novo, e estes, assim como , mesmo diante das mais terríveis dificuldades e provações permanecem fieis ao Senhor.

Conclusão

Se fomos regenerados pelo Espírito Santo, naturalmente devemos viver pelo Espírito e sermos guiados por Ele. Assim, Ele gera em nós as virtudes que nos capacitam a ter uma vida que agrada ao Senhor, sempre fiel à sua vontade, demonstrando lealdade à sua Palavra e também uns com os outros.Fidelidade, Firmes na Fé é o tema da lição 9 das Lições Bíblicas CPAD do 1º trimestre de 2017 para a Escola Bíblica Dominical. Neste estudo da Bíblia meditaremos sobre a fidelidade gerada pelo Espírito Santo na vida daqueles que foram regenerados.
Texto Áureo: 2 Timóteo 2:13
Leitura Bíblica em Classe: Hebreus 10:35-39

Introdução – Lição 9: Fidelidade, Firmes na Fé

Na lista das virtudes do fruto do Espírito escrita pelo apóstolo Paulo aos gálatas está a fidelidade, uma característica marcante na vida do cristão verdadeiro.
No entanto, enquanto aqueles que são guiados pelo Espírito Santo refletem tal virtude, os que andam segundo as obras pecaminosas da carne demonstram a idolatria e a heresia, dois vícios completamente opostos à virtude da fidelidade.

I- O Significado de Fidelidade

fidelidade é a qualidade de quem é fiel e confiável, ou seja, uma pessoa leal. Na Bíblia essa palavra traduz, em casos específicos, o mesmo termo grego original que amplamente é traduzido como “fé”.
No capítulo 5 da Epístola aos Gálatas, a melhor tradução de fato é “fidelidade” ou “lealdade”, já que tal palavra aparece após “benignidade” e “bondade”.
É interessante notar que antes de Paulo citar essa virtude no capítulo 5, ele já havia reclamado da infidelidade de muitos cristãos da igreja da Galácia, não apenas para com ele, mas para com o próprio Evangelho anunciado (Gl 4:16; cf. 1:6-9; 3:1; 5:7).
Logo, o apóstolo citou muito apropriadamente essa qualidade, que, no presente contexto, implica na fidelidade a Deus e à sua vontade. Além disso, devemos perceber que a próxima virtude citada na lista é a mansidão, de modo que quando alguém é fiel a Deus naturalmente haverá gentileza e lealdade também para com os homens.
Para entender melhor esse assunto, principalmente sobre o conceito de fidelidade como um atributo de Deus, recomendo a leitura do texto onde tratamos exatamente sobre o significado de fidelidade na Bíblia.

II- Idolatria e Heresia: Um Perigo à Fidelidade

Paulo menciona a idolatria e a heresia como obras da velha natureza. Quando o apóstolo mencionou a idolatria, ele estava se referindo não apenas à adoração de imagens, mas também a tudo o que envolve a prática pecaminosa que substitui a adoração ao verdadeiro Deus revelado em Jesus Cristo por qualquer outra adoração.
Nesse contexto, podemos indicar, por exemplo, a avareza, já que ela coloca o “eu” em primeiro lugar e direciona a adoração que deveria ser dada ao Senhor para as riquezas. É por isso que Jesus advertiu contra a impossibilidade de servir a Deus e a Mamom (Mt 6:24). Saiba o que é idolatria segundo a Bíblia.
O apóstolo também mencionou a idolatria em associação à feitiçaria. A palavra utilizada no original para feitiçaria é pharmakeia, e transmite a ideia de manipulação de drogas e poções. Essa é a mesma palavra que dá origem a palavra portuguesa “farmácia”.
Todavia, naquela época alguém que possuía habilidades na manipulação de substâncias químicas geralmente era identificado como mago, já que as pessoas costumeiramente atribuíam às fórmulas poderes mágicos, misteriosos e encantamentos.
Logo, ao associar as palavras idolatria e feitiçaria o apóstolo está denunciando a prática idolatra de algumas pessoas que substituíam a confiança em Deus pela fé num tipo de conceito de magia.
Outra obra pecaminosa mencionada por Paulo é a heresia, do grego hairesis, que significa literalmente “escolha”, mas que no Novo Testamento é aplicado para se referir, principalmente, ao conceito de sectarismo.
Paulo aplicou esse termo escrevendo aos gálatas para se referir as divisões que ocorrem quando os membros da comunidade cristã, motivados pelas dissensões, ciúme, inimizades e inveja, “escolhem” lados opostos uns dos outros e formam verdadeiras facções. Entenda melhor o significando de heresia na Bíblia.
Obviamente esse tipo de comportamento se opõe não apenas a fidelidade a Deus, mas também a lealdade que deve haver entre os irmãos.

III- Sejamos Fiéis Até o Fim

A Bíblia nos exorta a sermos fiéis até o fim. Nela encontramos vários exemplos de pessoas que foram fieis ao Senhor independentemente das circunstâncias e condições que se apresentaram.
Foi assim com Daniel na Babilônia, onde foi ele fiel a Deus mesmo numa terra estranha onde o paganismo estava enraizado. Também temos o exemplo de Noé que pregou a justiça em meio a uma sociedade completamente depravada e corrompida.
De fato esse tipo de fidelidade não encontra origem no próprio homem, mas é gerada pelo Espírito Santo na vida daqueles nasceram de novo, e estes, assim como , mesmo diante das mais terríveis dificuldades e provações permanecem fieis ao Senhor.

Conclusão

Se fomos regenerados pelo Espírito Santo, naturalmente devemos viver pelo Espírito e sermos guiados por Ele. Assim, Ele gera em nós as virtudes que nos capacitam a ter uma vida que agrada ao Senhor, sempre fiel à sua vontade, demonstrando lealdade à sua Palavra e também uns com os outrosFidelidade, Firmes na Fé é o tema da lição 9 das Lições Bíblicas CPAD do 1º trimestre de 2017 para a Escola Bíblica Dominical. Neste estudo da Bíblia meditaremos sobre a fidelidade gerada pelo Espírito Santo na vida daqueles que foram regenerados.
Texto Áureo: 2 Timóteo 2:13
Leitura Bíblica em Classe: Hebreus 10:35-39

Introdução – Lição 9: Fidelidade, Firmes na Fé

Na lista das virtudes do fruto do Espírito escrita pelo apóstolo Paulo aos gálatas está a fidelidade, uma característica marcante na vida do cristão verdadeiro.
No entanto, enquanto aqueles que são guiados pelo Espírito Santo refletem tal virtude, os que andam segundo as obras pecaminosas da carne demonstram a idolatria e a heresia, dois vícios completamente opostos à virtude da fidelidade.

I- O Significado de Fidelidade

fidelidade é a qualidade de quem é fiel e confiável, ou seja, uma pessoa leal. Na Bíblia essa palavra traduz, em casos específicos, o mesmo termo grego original que amplamente é traduzido como “fé”.
No capítulo 5 da Epístola aos Gálatas, a melhor tradução de fato é “fidelidade” ou “lealdade”, já que tal palavra aparece após “benignidade” e “bondade”.
É interessante notar que antes de Paulo citar essa virtude no capítulo 5, ele já havia reclamado da infidelidade de muitos cristãos da igreja da Galácia, não apenas para com ele, mas para com o próprio Evangelho anunciado (Gl 4:16; cf. 1:6-9; 3:1; 5:7).
Logo, o apóstolo citou muito apropriadamente essa qualidade, que, no presente contexto, implica na fidelidade a Deus e à sua vontade. Além disso, devemos perceber que a próxima virtude citada na lista é a mansidão, de modo que quando alguém é fiel a Deus naturalmente haverá gentileza e lealdade também para com os homens.
Para entender melhor esse assunto, principalmente sobre o conceito de fidelidade como um atributo de Deus, recomendo a leitura do texto onde tratamos exatamente sobre o significado de fidelidade na Bíblia.

II- Idolatria e Heresia: Um Perigo à Fidelidade

Paulo menciona a idolatria e a heresia como obras da velha natureza. Quando o apóstolo mencionou a idolatria, ele estava se referindo não apenas à adoração de imagens, mas também a tudo o que envolve a prática pecaminosa que substitui a adoração ao verdadeiro Deus revelado em Jesus Cristo por qualquer outra adoração.
Nesse contexto, podemos indicar, por exemplo, a avareza, já que ela coloca o “eu” em primeiro lugar e direciona a adoração que deveria ser dada ao Senhor para as riquezas. É por isso que Jesus advertiu contra a impossibilidade de servir a Deus e a Mamom (Mt 6:24). Saiba o que é idolatria segundo a Bíblia.
O apóstolo também mencionou a idolatria em associação à feitiçaria. A palavra utilizada no original para feitiçaria é pharmakeia, e transmite a ideia de manipulação de drogas e poções. Essa é a mesma palavra que dá origem a palavra portuguesa “farmácia”.
Todavia, naquela época alguém que possuía habilidades na manipulação de substâncias químicas geralmente era identificado como mago, já que as pessoas costumeiramente atribuíam às fórmulas poderes mágicos, misteriosos e encantamentos.
Logo, ao associar as palavras idolatria e feitiçaria o apóstolo está denunciando a prática idolatra de algumas pessoas que substituíam a confiança em Deus pela fé num tipo de conceito de magia.
Outra obra pecaminosa mencionada por Paulo é a heresia, do grego hairesis, que significa literalmente “escolha”, mas que no Novo Testamento é aplicado para se referir, principalmente, ao conceito de sectarismo.
Paulo aplicou esse termo escrevendo aos gálatas para se referir as divisões que ocorrem quando os membros da comunidade cristã, motivados pelas dissensões, ciúme, inimizades e inveja, “escolhem” lados opostos uns dos outros e formam verdadeiras facções. Entenda melhor o significando de heresia na Bíblia.
Obviamente esse tipo de comportamento se opõe não apenas a fidelidade a Deus, mas também a lealdade que deve haver entre os irmãos.

III- Sejamos Fiéis Até o Fim

A Bíblia nos exorta a sermos fiéis até o fim. Nela encontramos vários exemplos de pessoas que foram fieis ao Senhor independentemente das circunstâncias e condições que se apresentaram.
Foi assim com Daniel na Babilônia, onde foi ele fiel a Deus mesmo numa terra estranha onde o paganismo estava enraizado. Também temos o exemplo de Noé que pregou a justiça em meio a uma sociedade completamente depravada e corrompida.
De fato esse tipo de fidelidade não encontra origem no próprio homem, mas é gerada pelo Espírito Santo na vida daqueles nasceram de novo, e estes, assim como , mesmo diante das mais terríveis dificuldades e provações permanecem fieis ao Senhor.

Conclusão

Se fomos regenerados pelo Espírito Santo, naturalmente devemos viver pelo Espírito e sermos guiados por Ele. Assim, Ele gera em nós as virtudes que nos capacitam a ter uma vida que agrada ao Senhor, sempre fiel à sua vontade, demonstrando lealdade à sua Palavra e também uns com os outros.http://ebdweb.com.br/fidelidade-firmes-na-fe-daniel-conegero/

Extremista que perseguia cristãos se converte após visão: “Ouvi o chamado de Deus”

  SEMADUP MISSÕES   terça-feira, maio 23, 2017   Criado no hinduísmo, Pradhan era líder de um grupo extremista que perseguia cr...

AS 10 MAIS VISITADAS