SEJÁ VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR

Google+ Followers

12 maio 2017

2º. domingo de maio – Dia das Mães


Desejo que as homenagens realizadas neste dia, além do carinho, atenção e presentes recebidos, se prolonguem por muitas datas. 
Parabéns pelo seu dia! 
Você é especial e privilegiada, pois Deus lhe deu o berço da vida! 
Com um abraço, Sulamita.

Se desejar uma dinâmica alusiva ao dia das Mães, você encontra no marcador “Dinâmicas para o dia das Mães”, deste blog.


Adultos: O Caráter do Cristão - Moldado pela Palavra de Deus e provado como ouro
Lição 07: Rute, uma mulher digna de confiança
Professoras e professores, observem estas orientações:
1 – Antes de abordar o tema da aula, é interessante que vocês mantenham uma conversa informal e rápida com os alunos:
- Cumprimentem os alunos.
- Dirijam-se aos alunos, chamando-os pelo nome, para tanto é importante uma lista nominal para que vocês possam memorizar.
- Perguntem como passaram a semana.
- Escutem atentamente o que eles falam.
- Observem se há alguém necessitando de uma conversa e/ou oração.
- Verifiquem se há alunos novatos e/ou visitantes e apresentem cada um.
2 - Este momento não é uma mera formalidade, mas uma necessidade. Ao escutá-los, vocês estão criando vínculo com os alunos, eles entendem que vocês também se importam com eles.
Outro fator importante para estabelecer vínculos com os alunos é através das redes sociais, adicionem os alunos e mantenham comunicação com eles.
3 - Após a chamada, solicitem ao secretário da classe a relação dos alunos ausentes e procurem manter contato com eles durante a semana, através de telefone ou email ou pelas redes sociais,deixando uma mensagem “in box” dizendo que sentiu falta dele(a) na EBD).
Os alunos se sentirão queridos, cuidados, perceberão que vocês sentem falta deles. Dessa forma, vocês estarão estabelecendo vínculos afetivos com seus alunos.
4 – Escolham um momento da aula, para mencionar os nomes dos alunos aniversariantes, parabenizando-os, dando-lhes um abraço, oferecendo um versículo.
5 – Fazendo o que foi exposto acima, somando-se a um professor motivado, associando a uma boa preparação de aula, com participação dos alunos, vocês terão bons resultados! Experimentem!
6 - Agora, vocês iniciam o estudo da lição. Vejam estas sugestões:
- Apresentem o título da lição: Rute, uma mulher digna de confiança.
- Escrevam o nome RUTE no quadro ou cartolina.
- Apontando para o nome de Rute, falem: Esta é a primeira personagem bíblica feminina das lições que estamos estudando. Mas, ainda vamos estudar sobre 4 mulheres nas lições subsequentes.
- Perguntem: Mas, o que vocês conhecem a respeito de Rute?
Deixem que os alunos relatem, mas com uma condição: a informação que um aluno falar não poderá ser repetida por outro colega. Isto promoverá mais atenção e o relato da história não tomará muito tempo.
- Trabalhem o conteúdo da lição, oportunizando a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.
Não se esqueçam de escrever no quadro ou cartolina as características do caráter de Rute.
Utilizem um mapa, para mostrar as cidades de Belém e Moabe. Dessa forma, vocês estão apresentando um documento geográfico no qual a história de Rute aconteceu.
!!!!mapa
- Utilizem a dinâmica “De Moabe a Belém”.
- Para concluir, falem: Podemos citar da lição de hoje,  duas mulheres: Noemi, mãe de Malom e Quiliom, como também Rute, mãe de Obede. Então, aproveitem e façam uma homenagem às mães pelo seu dia, se sua classe for composta por mulheres ou mista.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Atenção! Professores da classe dos novos convertidos:

Vocês encontram sugestões para a revista Discipulando do 1o. ao 4o. ciclo, no marcador "Discipulando", deste blog.
Para a revista 1 e 2 do Discipulado, vocês encontram no marcador "Subsídio Pedagógico Discipulado 1" e "Subsídio Pedagógico Discipulado 2", do currículo antigo. Façam bom proveito!

Dinâmica: De Moabe a Belém
Objetivo: Contextualizar a história de Rute com a vida dos alunos.
Material:
04 figuras de pés(esquerdo e direito)
01 pão pequeno(pode ser pãozinho de queijo)
Procedimento:
- Organizem os alunos em círculo.
- Falem: Do que conhecemos da história de Rute, a situação dela e da sogra(Noemi), quando ainda estavam em Moabe, era uma muito difícil.
- Perguntem: O que pode representar a terra de “Moabe” na vida da gente?
Aguardem as respostas.
Certamente, as respostas vão girar em torno de problemas, dificuldades etc.
- Falem: Não sei qual a situação individual de vocês em “Moabe”. Mas, Deus conhece.
- Falem: Elas foram para Belém de Judá, pois lá não havia mais seca e souberam que Deus havia visitado seu povo.
- Coloquem no centro do círculo as figuras dos pés.
- Falem: Desejamos sair desta situação. Então, estes pés indicam locomoção, saída de lugar para outro, de uma situação para outra.
- Para representar este ato, peçam para que deem um passo à frente.
- Falem: Chegar a Belém é o desejo de vocês. Esperam que Deus também visite vocês e mude a situação.
- Em seguida, façam uma oração pelos alunos, pedindo a Deus que a terra de Moabe, a situação difícil, mude para Belém de Judá, casa de pão.
- Para concluir, entreguem para cada aluno um pão pequeno, pode ser pãozinho de queijo, para representar a mudança de situação tão esperada.
Por Sulamita Macedo.

AS 10 MAIS VISITADAS