SEJÁ VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR

Google+ Followers

22 julho 2017

Lição 4 - Jovens e Adultos - Betel - O perfil dos enviados de Cristo I






ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO MADUREIRA - SAMAMBAIA SUL/DF
PORTAL ESCOLA DOMINICAL
SEGUNDO TRIMESTRE DE 2017
Jovens e Adultos - Betel - Evangelismo, missões e discipulado: S tarefa primordial da Igreja
COMENTARISTA: OÍDES JOSÉ DO CARMO
COMENTÁRIO: PB. SAMUEL DA SILVA SOUZA

LIÇÃO Nº 4 - O PERFIL DOS ENVIADOS DE CRISTO

...
INTRODUÇÃO
O propósito e missão da igreja dada por Jesus é claro em Marcos 16.15, a pregação do evangelho deve ser o mais importante alvo do cristão e da congregação, esta tarefa foi incumbida aos apóstolos por Jesus e se estende a todos nós até os dias de hoje.
1. O CARÁTER DE UM ENVIADO
Assim como o caráter de cada indivíduo é formado desde o berço, nosso caráter cristão também passa a ser moldado desde os primeiros passos de nossa caminhada com Cristo (Jo 1.12; 3.3). Os valores do Reino de Deus passam a ser impressos em nós, para que verdadeiramente possamos ser seguidores de Jesus Cristo. Deus usa de muitos meios e formas para que o caráter de seus filhos sejam formados, mas sem dúvida alguma, o principal fator de influência é o agir da Palavra dEle na vida de cada um, bem como o consolo e direção que o Espírito Santo dá aos Seus (Ef 1.13).
1.1. Servo
Embora em nossa cultura não gostemos muito da palavra servo, é essa atitude de servir que agrada a Deus, que traz bênçãos aos irmãos, e cumpre o propósito do Senhor Jesus, pois Ele mesmo disse que veio para nos servir. O que Deus espera de cada salvo por Jesus é que assuma sua nova identidade, de ser um servo útil no Reino. Embora não seja fácil assumir essa nova identidade, nosso alvo é conseguir, e para isso precisamos crucificar nosso eu buscando maior comunhão com o Espírito Santo. O mundo nos deixou uma mentalidade – a de empregado – de fazer coisas para ser recompensado. Porém o Senhor Jesus nos deixou algo ainda melhor – o espírito de Servo, fazer coisas para agradar ao Senhor, e abençoar aos irmãos, mesmo que não venhamos a receber nada em troca. O nosso Senhor merece qualquer esforço nosso para mudar esse tipo natural de pensamento.
1.2. Santo
Um dos diversos exemplos da confusa terminologia existente na cristandade é encontrado no significado da palavra "santo". Muitos cristãos pensam em “um santo” como alguém que vive ou viveu uma vida exemplar. Porém a Bíblia usa o termo para descrever todos os crentes, até mesmo aqueles em Corinto, que eram notórios por suas divisões e carnalidade, (1 Co 3.1-4). Eles estavam associados ao mal moral (1 Co 5) e alguns professavam uma má doutrina que atacava os próprios fundamentos do cristianismo (1 Co 15). Não existe um grupo de cristãos na Bíblia que esteja numa situação mais precária, exceto talvez pelos gálatas. Mesmo assim, apesar de todo o fracasso deles, a Palavra de Deus chama os coríntios de "santos"! (1 Co 1.2) Com base nisso fica claro que a Bíblia define "santo" de um modo diferente daquele normalmente usado pelas pessoas nos dias de hoje. Santo é alguém "santificado". Ser santificado, posicionalmente falando, é ter sido "colocado à parte" ou "separado" por Deus para bênção. Isso acontece quando nascemos de novo. Aqueles que são nascidos de Deus foram colocados à parte ou separados da massa da humanidade que caminha rumo à destruição. Todos os crentes desde o início dos tempos são santos.
Para continuar lendo este artigo baixe o anexo no link abaixo.
Fonte: http://www.ebd316.com/2017/07/a-evangelizacao-urbana-comentarios.html Acesso em 10 jul.2017.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AS 10 MAIS VISITADAS