SEJÁ VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR

Marcadores

Aborto (11) ACONSELHAMENTO PRÉ-MATRIMÓNIAL (5) Adolecentes Cristão (2) ADOLESCENTES (3) ADPB (1) ADULTÉRIO (2) ADULTOS (9) Agradecimento (1) Aniversario (10) Apologética Cristã (10) Arqueologia (1) As Inquisições (1) Assembleia de Deus (5) Barack Obama (2) Batismos (29) Bíblia (3) Brasil (48) Casamento (25) CGADB (19) Ciência (6) Círculo de Oração (5) CLASSE BERÇARIO (10) CLASSE BERÇÁRIO (26) CLASSE BETEL JOVENS (37) CLASSE DOS DISCIPULANDOS (55) CLASSE JOVENS E ADULTOS CENTRAL GOSPEL (74) CLASSE JOVENS E ADULTOS BETEL (155) CLASSE MATERNAL (104) Congresso (49) CPAD (6) Cruzada (3) Curiosidades (3) Cursos (3) Departamento Infantil (5) Depressão (2) Desaparecido (4) DESENHOS BIBLICOS (1) Desfiles (3) Dia do Pastor (4) Discipulado (64) Divórcio (4) EBD (20) EBO (21) Escatologia (2) Estudantes (2) Estudos (506) Eventos (118) FALECIMENTO (5) Família (16) Filmes (18) Fome (1) Galeria de Fotos (12) Gospel (285) Gratidão a Deus (1) Hinos Antigos (3) História (4) Homenagens (3) Homilética (4) Homoxesualismo (3) Ideologia de Gênero (12) Idolatria (3) Inquisição (2) Islamismo (10) Israel (18) LIção de Vida (2) Louvor (1) Luto (42) Maçonaria (3) Mães (3) Mensagens (56) Ministério (34) Missões (148) MODISMOS (2) Mundo (610) Mundo Cristão (178) MUSICAS EVANGÉLICAS (3) Namoro Cristão (8) Noivados (1) Notícias (3156) Obreiros (9) ONU (4) Oração (1) Pneumatologia (1) política (121) Psicopedagogia (3) Pureza sexual (8) Realidade Social (17) Reforma Protestante (4) RELIGIÕES (3) Retiro (4) REVISTA CLASSE PRIMARIOS (230) REVISTA CLASSE DOS PRE-ADOLESCENTES (267) REVISTA CLASSE DOS ADOLESCENTES (280) REVISTA CLASSE JARDIM DA INFÂNCIA (111) REVISTA CLASSE JUNIORES (243) REVISTA DA CLASSE JOVENS CPAD. (191) REVISTA DA CLASSE JOVENS. (319) REVISTA DA CLASSE ADULTOS (872) REVISTA DA CLASSE JOVENS E ADULTOS (411) REVISTA DA CLASSE JUVENIS (262) Revista Maternal (63) Santa Ceia (3) Saúde (45) Seminário (4) Sexualidade (7) Subsídios (1507) Subsídios EBD (1900) Subsídios EBD Videos (601) Templos (3) Teologia (5) Testemunho (1) TRANSGÊNEROS (2) Vida de Adolecente (5) videos (106) Virgilha (1)

06 outubro 2017

Lição 2 - Uma história sobre a bondade




ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO DO IPIRANGA - SEDE - SÃO PAULO/SP
PORTAL ESCOLA DOMINICAL
QUARTO TRIMESTRE DE 2017
Juniores: As histórias de Jesus
COMENTARISTA: PATRÍCIA ALMEIDA
COMENTÁRIO: PROF.ª JACIARA DA SILVA

LIÇÃO Nº 2 – UMA HISTÓRIA SOBRE A BONDADE


Objetivo
Professor (a) ministre sua aula de forma a conduzir seu aluno a Compreender a importância de amar o próximo e valorizar a comunhão entre os irmãos.
Memorizando
"Como vocês querem que os outros lhes façam, façam também vocês a eles." (Lc 6.31 - NVI)
Introdução
“Quem é o meu próximo?” O ser humano sempre usa de subterfúgios a respeito de dar uma definição, como o doutor da lei o fez – mas o Senhor Jesus ensina nesta parábola que amor não é assunto de discussão teórica, e sim de demonstração prática.
O que é amor?
Será que o meu amigo dicionário sabe?
Segundo o Dicionário Aurélio 2002, Amor do lat. amore:
1. Sentimento que predispõe alguém a desejar o bem de outrem...
2. Sentimento de dedicação ser a outro ser...
3. Sentimento de afeto, ditado por laços de família...
4. Sentimento terreno ou ardente de uma pessoa por outra...
5. Adoração, veneração, culto: amor a Deus.
6. Afeição, amizade, carinho, simpatia, ternura.
7. Muito cuidado, zelo.
Segundo o Dicionário Vine:
1. O termo grego ágape e agapaõ são usados no Novo Testamento para:
a) Descrever a atitude de Deus para com seu Filho ( Jô 17.26); para com o gênero humano, em geral ( Jo 3.16; Rm 5.8); e para com aquele que crê no Senhor Jesus Cristo em particular ( Jo 14.21)
b) Transmitir Sua vontade aos seus filhos concernente à atitude deles uns para com os outros ( Jo 13.34), e para com todos os homens ( 1 Ts 3.12; 1 Co 16.14; 2 Pe 1.7).
c) Expressar a natureza essencial de Deus ( 1 Jo 4.8).
• O amor só pode ser conhecido pelas ações que persuade, que estimula;
• O amor de Deus é visto no presente de Seu Filho ( 1 Jo 4.9,10);
• O amor teve sua perfeita expressão entre os homens, no Nosso Senhor Jesus Cristo ( 2 Co 5.14; Ef 2.4; 3.19; 5.2).
• O amor cristão é o fruto do Espírito no crente ( Gl 5.22).
O amor a Deus
Acerca de Deus, o termo agapaõ, conforme é usado, expressa “Amor e interesse profundo e constante de um Ser Perfeito para conosco, que imersos no pecado, indignos – e mesmo assim Ele nos ama- e produz em nós o Seu amor, e alimentando-nos com um amor reverente para com o Senhor que nos amou, e um amor prático para com os outros, e um desejo de ajudar os outros a buscar o Doador desse amor”.
A quem devemos amar?
Devemos demonstrar que amamos, através de ações:
a) Amando a Jesus Cristo ( Jo 14.23) – Guardar a Palavra é obedecer, como podemos dizer que amamos ao Senhor se não obedecemos a Sua Palavra?
b) Amando a Palavra de Deus ( Sl 119.97) – A Palavra de Deus nos torna mais sábios, a verdadeira sabedoria vai além do acúmulo de conhecimento, implica saber aplicar o conhecimento de modo que nossa vida mude para melhor. Se você ama a Palavra de Deus, você vive de acordo com o que ela ensina.
c) Amando a Vinda de Cristo ( 2 Tm 4.8) – Quando amamos uma pessoa, nos dedicamos a ela, e quando ela se ausenta, esperamos com ansiedade a sua volta. Se verdadeiramente amamos ao Senhor Jesus Cristo, com certeza amaremos a sua Vinda.
d) Amando aos irmãos ( 1 Jo 3.18) – Amar aos irmãos envolve, muitas vezes, colocar os interesses do outro em lugar do nosso, o verdadeiro amor consiste em ação e não somente em palavras.
e) Amando aos inimigos ( Mt 5.44) – Neste texto, o Senhor Jesus nos ensina o verdadeiro sentido de abnegar-se – o sentido aqui é que, mesmo sofrendo perseguição ou injustiça, ao invés de exigir nossos direitos – devemos livremente, voluntariamente – abrir mão deles, pois para Deus é mais importante praticar a justiça e a misericórdia do que recebê-las.
Quem é o próximo?
Enquanto o doutor da lei indagava (e permita-me estender essa indagação também ao sacerdote e ao levita da parábola), “Quem é o meu próximo?” – o samaritano que era desprezado como homem de raça mestiça, que era considerado profano, foi elogiado pelo Senhor Jesus por não teorizar – mas sim agir.
Encontrando o próximo:
Na parábola em questão, o próximo não é um amigo, um parente – e sim, um samaritano desprezado.Aqui o Senhor Jesus nos ensina, que o samaritano não se importou se aquela pessoa que ali estava, em circunstâncias normais, nem sequer, o saudaria, o samaritano simplesmente quando o viu teve compaixão, mostrou altruísmo, ou seja, amor sem interesse.
Não passe de largo:
O Senhor Jesus devolveu a questão do doutor da lei, mas mudou a ênfase: “Quem te parece, que foi o próximo daquele?” – o amor não considera o valor da pessoa, mas simplesmente responde a necessidade humana. Realmente o amor é o principio ético, a força motivadora e a metodologia correta de todo cristão. Sem amor não há benefícios ao próximo, e surgem os desentendimento, as pessoas se magoam e há divisões.
Amemos, pois, e viveremos bem melhor ( 1 Jo 3.14).
Jesus dá o exemplo ( Lc 19.10; Jo 13.14):
O Senhor Jesus nos amou de tal forma que, sendo Deus, humilhou-se a Si mesmo, assumindo a forma humana, e sacrificou-se dando a Sua vida para nos resgartar de volta a Deus. Ele não passou de largo, antes veio ao nosso auxilio.
Amados, não nos é muito mais fácil amar e ajudar os que nos cercam, visto que não morreremos como o Senhor Jesus o fez?
Que tal imitar o Mestre? ( 1 Jo 2.6)
Vamos imitar o Mestre?
Então comece a exercer com alegria a sublime missão de amar ao próximo, seja ele quem for.
Você sabe qual é o maior mandamento? ( Mt 32.37-39)
“Amarás ao Senhor teu Deus de todo o vosso coração... amarás ao teu próximo como a ti mesmo”.
Nosso amor a Deus deve ser sincero, e o amor do crente para com o seu próximo deve ser controlado e dirigido pelo seu amor e devoção a Deus, como podemos dizer que amamos a Deus se não amamos o nosso irmão? ( 1 Jo 4.20).
Amar o próximo não é fácil
Lembre-se que na parábola, se o homem ferido estivesse bem, nem teria cumprimentado o samaritano. A resposta do Senhor Jesus ao doutor foi “Vai e faze da mesma maneira”.
A parábola do samaritano nos ensina que:
1. Religiosidade não significa automaticamente – bondade;
2. Quanto ao nosso próximo, pode ser alguém fora do nosso grupo de convívio, de amizades, de familiares, ou de nossa religião;
3. Que o amor real requer abnegação como Cristo mostrou.
Siga o conselho do Mestre: “Vai e faze da mesma maneira”.
Aplicação da Lição
Caro professor (a) EBD, certifique-se de que você alcançou os objetivos da lição.
E convide-os, a neste mundo de egoísmo, desigualdades, desamor, mentiras, falsidades e tantas outras coisas, desafie-os a FAZER DIFERENÇA!!
Amemos... amemos nosso próximo.
Ore ao Senhor com eles, e diga que se ele se propuseram a fazer o Senhor os ajudará,
Diga que comecem a praticar hoje, e então eles verão quão felizes e vitoriosos serão.
Que o Senhor vos abençoe!
Fontes Consultadas:
• Bíblia de Estudo de Aplicação Pessoal – Editora CPAD – edição 2003
• Bíblia de Estudo Plenitude – SBB/1995 – Barueri/SP
• Bíblia de Estudo Pentecostal – Editora CPAD – Edição 2002.
• Bíblia Shedd – Editora Mundo Cristão – 2ª Edição
• Dicionário Vine – Editora CPAD – 3ª Edição 2003
Colaboração para o Portal Escola Dominical: Profª. Jaciara da Silva. http://www.portalebd.org.br/