SEJÁ VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR

Marcadores

Aborto (11) ACONSELHAMENTO PRÉ-MATRIMÓNIAL (5) Adolecentes Cristão (2) ADPB (1) ADULTÉRIO (2) Agradecimento (1) Aniversario (10) Apologética Cristã (10) Arqueologia (1) As Inquisições (1) Assembleia de Deus (5) Barack Obama (2) Batismos (29) Bíblia (3) Brasil (48) Casamento (25) CGADB (19) Ciência (6) Círculo de Oração (5) CLASSE BERÇÁRIO (26) CLASSE DOS DISCIPULANDOS (55) CLASSE JOVENS E ADULTOS CENTRAL GOSPEL (73) CLASSE JOVENS E ADULTOS BETEL (153) CLASSE MATERNAL (104) Congresso (49) CPAD (6) Cruzada (3) Curiosidades (3) Cursos (3) Departamento Infantil (5) Depressão (2) Desaparecido (4) DESENHOS BIBLICOS (1) Desfiles (3) Dia do Pastor (4) Discipulado (64) Divórcio (4) EBD (20) EBO (21) Escatologia (2) Estudantes (2) Estudos (506) Eventos (118) FALECIMENTO (5) Família (16) Filmes (18) Galeria de Fotos (12) Gospel (285) Gratidão a Deus (1) Hinos Antigos (3) História (4) Homenagens (3) Homilética (4) Homoxesualismo (3) Ideologia de Gênero (12) Idolatria (3) Inquisição (2) Islamismo (10) Israel (18) JARDIM DA INFANCIA (7) LIção de Vida (2) Louvor (1) Luto (42) Maçonaria (3) Mães (3) Mensagens (56) Ministério (34) Missões (148) MODISMOS (2) Mundo (610) Mundo Cristão (178) MUSICAS EVANGÉLICAS (3) Namoro Cristão (8) Noivados (1) Notícias (3155) Obreiros (9) ONU (4) Oração (1) Pneumatologia (1) política (121) Psicopedagogia (3) Pureza sexual (8) Realidade Social (17) Reforma Protestante (4) RELIGIÕES (3) Retiro (4) REVISTA BETEL JOVENS (1) Revista Central Gospel (1) REVISTA CLASSE PRIMARIOS (230) REVISTA CLASSE DOS PRE-ADOLESCENTES (267) REVISTA CLASSE DOS ADOLESCENTES (280) REVISTA CLASSE JARDIM DA INFANCIA (111) REVISTA CLASSE JARDIM DA INFÂNCIA (111) REVISTA CLASSE JUNIORES (243) REVISTA DA CLASSE JOVENS CPAD. (189) REVISTA DA CLASSE JOVENS. (319) REVISTA DA CLASSE ADULTOS (872) REVISTA DA CLASSE JOVENS E ADULTOS (401) REVISTA DA CLASSE JUVENIS (262) Revista Maternal (63) Santa Ceia (3) Saúde (45) Seminário (4) Sexualidade (7) Subsídios (1507) Subsídios EBD (1900) Subsídios EBD Videos (597) Templos (3) Teologia (5) Testemunho (1) TRANSGÊNEROS (2) Utilidade publica (1) UTILIDADE PÚBLICA (2) Vida de Adolecente (5) videos (106) Virgilha (1)

19 fevereiro 2019

ESCOLA DOMINICAL PALAVRA E VIDA - Conteúdo da lição 8


Lição 8
Data: ___/___/_____ 


TEMA: PECADO: INVENÇÃO OU FATO?
Texto Básico: Gênesis 3; Romanos 5.12-21

Há uma história em que um homem estava totalmente decepcionado com tudo e com todos.
Até mesmo com a fé. Dizia ele que já durante anos havia feito vários pedidos a Deus e que nunca tinha obtido resposta como ele desejava. O sonho dele era ter uma grande casa, quase uma mansão, mas nunca conseguira. Decepcionado com sua vida espiritual, resolveu que mudaria de lado: passaria
para o lado do diabo. E assim fez com o intuito de receber o que ele tanto queria e que não tinha conseguido até aquele instante.
Fez então um pedido ao inimigo: queria a casa dos seus sonhos. Então o diabo respondeu e disse que não daria apenas a casa, mas também um trabalho, fama, enfim, tudo que o homem queria e algo mais. O homem ficou impressionado. Rapidez no atendimento e ainda acréscimo no que pedira.
As coisas foram acontecendo e o pedinte cada vez mais maravilhado. Um dia, o diabo o levou numa mansão. Uma casa para ninguém colocar defeito. Algo grandioso. E então disse: esta casa será a sua casa para fechar os seus desejos.
Só tem uma coisa, disse o inimigo, dou-lhe a casa, mas eu preciso de uma coisa em troca. Qual?
Perguntou o homem. Tudo aqui é teu: casa, móveis, decoração, enfim, tudo, tudo. Mas eu preciso de dois pregos na parede da sala e esses dois pregos serão meus e você não poderá mexer neles, muito menos tirá-los. O homem já seduzido e entusiasmado, disse:
O que são dois preguinhos em comparação com esta mansão. Negócio fechado! E assim foi.
O homem vivia um tempo de extrema alegria. A casa era tudo. Realização praticamente total. Um belo dia, ele chega em casa e encontra pedaços de carne pendurados no prego. Naquele prego! Estranhou, mas achou que aquilo não tiraria a sua alegria. No dia seguinte, mais carne. No terceiro dia, já percebia um incômodo. As carnes penduradas já estavam putrificadas. Estavam podres. O cheiro era insuportável. Mau cheiro e insetos tomavam conta do ambiente que se tornou inabitável. Resolveu chamar o seu doador e reclamou. O diabo disse: cumpri o que disse que faria. Fizemos um acordo. Dei-lhe a casa e disse que os pregos seriam meus e eu poderia fazer o que eu quisesse.
Um simples prego arruinou o ambiente da casa, trazendo mau cheiro e bichos insuportáveis. O pecado é assim! Cuidado com os “negócios” que fazemos na vida espiritual.

1 – A REALIDADE DO PECADO( Romanos 5.12 )

O homem pode decidir entre o bem e o mal. A coisa mais extraordinária no ser humano não é exatamente aonde ele vai quando é obrigado a ir, mas quando ele faz bem a sua escolha ao ter a oportunidade de escolher entre o bem e o mal. No caso do homem da história contada na introdução, ele escolheu o mal, escolheu pecar. O alvo do Criador de bem estar físico e espiritual foi desperdiçado pelo homem ao fazer sua escolha.
Se tudo que Deus fez foi muito bom, por que razão nos deparamos com tantas coisas que não são tão
boas assim? Por que encontramos um mundo repleto de violência, dor, sofrimento, luto, etc? Por quê? Esta tem sido um das muitas perguntas inquietantes na existência humana.
A resposta está em uma só palavra: PECADO.
O que é pecado? Existem várias maneiras de se considerar o pecado. Em suma, pode ser dito como sendo tudo aquilo que desagrada a Deus, que ofende o caráter de Deus. A realidade do pecado que encontramos na Bíblia é uma experiência explicitada e evidenciada na vida humana: “Portanto, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens por isso que todos pecaram.” (Rm 5.12). Mesmo assim, a tendência do homem tem sido negá-lo, amenizá-lo ou interpretá-lo de outras maneiras.
A nossa história comprova a existência do pecado. Mas tem havido um esforço na elaboração de teorias como ateísmo, determinismo, hedonismo e outras, querendo tirar ou atenuar a realidade do pecado. Argumentam: se não há Deus, não há pecado. O homem não é livre, não fez escolhas, tudo foi determinado. Segundo esses ensinos, o pecado é resultado de algo ditado por impulsos íntimos e
circunstanciais, excluindo assim, a responsabilidade da escolha feita pelo homem.
Outros, enfocam que a vida é ditada pelo prazer: o foco é o prazer, sentir-se bem, não importa o custo
e os meios. O hedonismo tenta de todas as formas e argumentos esvaziar o conceito de pecado como
algo real; tenta, também, eximir o homem de responsabilidades em relação ao pecado e não apresenta suas respectivas consequências. Ensinam que o importante é o prazer e não importa se é certo ou errado. Esse ensino é muito presente na sociedade hoje.
A teoria da evolução, também, em certo sentido, além de outros distúrbios, esvazia o conceito de pecado. O que a Bíblia chama de pecado a evolução trata como sendo herança da vida primitiva, vida
animalesca.

2 – COMO O PECADO ENTROU NA VIDA HUMANA ( Gênesis 3.6 )
Ao ser criado por Deus, o homem recebeu muitos “bens, muitas coisas boas”. Deus deu a ele um lar
perfeito, o jardim do Éden, e ainda inteligência, domínio, matrimônio, enfim. Cercado de tantas coisas maravilhosas, o homem recebeu também a liberdade, que é um dos bens mais preciosos na vida, ainda que mais sérios e com tremenda responsabilidade. Mas o homem não soube
utilizar a preciosa liberdade de escolha. Fez mau uso dela. Decidiu mal.
Por influência externa, o homem escolheu desobedecer a Deus.
A essência do pecado é a desobediência e o egoísmo: “E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento; tomou
do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela.” (Gn 3.6). Precisamos hoje ter cuidado. Satanás foi sutil e sagaz. O pecado sempre se apresenta dessa maneira. É preciso ter cuidado! A Bíblia diz que o diabo procura a quem tragar: “Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar;” (1Pe 5.8).
O diabo agiu com astúcia sugerindo ao homem refletir, colocando dúvidas naquilo que Deus havia dito e fazendo sugestões.
A Bíblia diz: Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo. (Ef 6.11). É assim que acontece para que o pecado se desenvolva na vida humana. Ele usa métodos de convencimento. Podemos dizer, numa linguagem bem comum, que o diabo foi bom de papo. Até hoje ele é assim. Ele agiu e falou com sutileza, não com arrogância, imposição ou medo. Mas com oferta indutiva. A Bíblia diz que ele é astuto e o pai da mentira: “Quando ele
profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira.” (Jo 8.44). A sutileza de Satanás abre caminho para o desejo impuro, impulsiona a desobediência e o egoísmo. Satanás levanta suspeita sobre a bondade de Deus, sobre sua retidão e santidade.
 
3 – AS CONSEQUÊNCIAS DA QUEDA ( Gênesis 3.14-19 ) 
A queda do homem trouxe como consequência o juízo de Deus. Para a serpente: “... Porquanto fizeste
isto, maldita serás mais que toda a fera... E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.” (Gn 3.14-15). Para a mulher:
“Multiplicarei grandemente a tua dor, e a tua conceição; com dor darás à luz filhos; e o teu desejo será para o teu marido, e ele te dominará.” (Gn 3.16). E para o homem: “... maldita é a terra por
causa de ti; com dor comerás dela todos os dias da tua vida...No suor do teu rosto comerás o teu pão, até que te tornes à terra; porque dela foste tomado; porquanto és pó e em pó te tornarás.” (Gn 3.17-19). Quando Adão e Eva pecaram, eles se fizeram merecedores de punição pela desobediência e trouxe consequências para todos os envolvidos na queda. A Bíblia é clara e diz que: “O salário do pecado é a morte.” (Rm 6.23). O pecado gera culpa. A Bíblia diz: “Foram abertos os olhos e...” (Gn 3.7). Realmente houve conhecimento, mas diferente do que eles imaginavam e esperavam. Ao invés de se tornarem iguais a Deus veio sobre eles a punição.
 
PARA PENSAR E AGIR 
O pecado é real na vida humana. A Bíblia ensina assim e constatamos na experiência humana.
O pecado precisa ser tratado como pecado. Trouxe as piores consequências para o ser humano, trazendo morte, sobretudo a espiritual, com consequência de morte eterna. Não deixemos que o diabo
queira colocar pequenos “pregos” em nossa vida para pendurar imundície. O pecado é uma imundície na vida humana. Admitir que somos pecadores e buscar a solução em Deus é o caminho da vitória sobre o grande mal chamado pecado. Não subestime o pecado. Veja como algo sério a ser combatido com o sangue de Jesus. Não negocie nunca com ideias e conceitos filosóficos que querem esvaziar o sentido do pecado.
Pecado existe, sim. Viver no pecado, não!

Contatos Pr Marcos André: palestras, aulas e pregações: 21 969786830 (Tim e zap) 21 992791366 (Claro)  https://marcosandreclubdateologia.blogspot.com

LIÇÃO 05 - A INSTITUIÇÃO DA MONARQUIA EM ISRAEL / SUBSÍDIOS / CLASSE ADULTOS

Apresentado pelo Comentarista das Revistas Lições Bíblicas Adultos da CPAD, pastor Osiel Gomes