SEJÁ VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR

Marcadores

Aborto (11) ACONSELHAMENTO PRÉ-MATRIMÓNIAL (5) Adolecentes Cristão (2) ADPB (1) ADULTÉRIO (2) Agradecimento (1) Aniversario (10) Apologética Cristã (10) Arqueologia (1) As Inquisições (1) Assembleia de Deus (5) Barack Obama (2) Batismos (29) Bíblia (3) Brasil (48) Casamento (25) CGADB (19) Ciência (6) Círculo de Oração (5) CLASSE BERÇÁRIO (26) CLASSE DOS DISCIPULANDOS (55) CLASSE JOVENS E ADULTOS CENTRAL GOSPEL (71) CLASSE JOVENS E ADULTOS BETEL (146) CLASSE MATERNAL (103) Congresso (49) CPAD (6) Cruzada (3) Curiosidades (3) Cursos (3) Departamento Infantil (5) Depressão (2) Desaparecido (4) DESENHOS BIBLICOS (1) Desfiles (3) Dia do Pastor (4) Discipulado (64) Divórcio (4) EBD (20) EBO (21) Escatologia (2) Estudantes (2) Estudos (505) Eventos (118) FALECIMENTO (5) Família (16) Filmes (18) Galeria de Fotos (12) Gospel (284) Gratidão a Deus (1) Hinos Antigos (3) História (4) Homenagens (3) Homilética (4) Homoxesualismo (3) Ideologia de Gênero (12) Idolatria (3) Inquisição (2) Islamismo (9) Israel (18) JARDIM DA INFANCIA (7) LIção de Vida (2) Louvor (1) Luto (42) Maçonaria (3) Mães (3) Mensagens (56) Ministério (34) Missões (147) MODISMOS (2) Mundo (608) Mundo Cristão (178) MUSICAS EVANGÉLICAS (3) Namoro Cristão (8) Noivados (1) Notícias (3155) Obreiros (9) ONU (4) Oração (1) Pneumatologia (1) política (121) Psicopedagogia (3) Pureza sexual (8) Realidade Social (17) Reforma Protestante (4) RELIGIÕES (3) Retiro (4) REVISTA BETEL JOVENS (1) Revista Central Gospel (1) REVISTA CLASSE PRIMARIOS (229) REVISTA CLASSE DOS PRE-ADOLESCENTES (267) REVISTA CLASSE DOS ADOLESCENTES (280) REVISTA CLASSE JARDIM DA INFANCIA (111) REVISTA CLASSE JARDIM DA INFÂNCIA (110) REVISTA CLASSE JUNIORES (242) REVISTA DA CLASSE JOVENS CPAD. (185) REVISTA DA CLASSE JOVENS. (319) REVISTA DA CLASSE ADULTOS (872) REVISTA DA CLASSE JOVENS E ADULTOS (389) REVISTA DA CLASSE JUVENIS (262) Revista Maternal (63) Santa Ceia (3) Saúde (45) Seminário (4) Sexualidade (7) Subsídios (1507) Subsídios EBD (1900) Subsídios EBD Videos (592) Templos (3) Teologia (5) Testemunho (1) TRANSGÊNEROS (2) Utilidade publica (1) UTILIDADE PÚBLICA (2) Vida de Adolecente (5) videos (106) Virgilha (1)

11 novembro 2011

10 MANEIRAS DE RESISTIR AO SEXO ANTES DO CASAMENTO POR BILLY GRAHAM




10 conselhos para os jovens resistirem ao sexo antes do casamento. Por Billy Graham 
O pregador batista norte-americano Billy Graham que foi conselheiro espiritual de vários presidentes americanos e é considerado um dos mais influentes escritores cristãos compartilha de dez conselhos para os jovens a cerca de cuidados para que não venham cometer o ato sexual antes do momento “certo”.

Confira abaixo os conselhos dado por Graham:

1) Evite más companhias. Se você andar com maus elementosficará dominado por eles. A Bíblia diz: “Retirai-vos do meio deles, não toqueis em coisas impuras” (II Co. 6):

2) Evite o segundo olhar. Você não pode controlar o primeiro, mas pode evitar o segundo, que se torna cobiça.

3) Discipline suas conversas. Evite piadas e histórias com sentido duvidoso. “As más conversações corrompem os bons costumes” (I Co 15:33)

4) Tenha cuidado com a maneira de vestir-se. Deve ser um assunto entre você e Deus as roupas que usa. Uma jovem recém-convertida falou: De agora em diante vou vestir-me como se Jesus fosse o meu acompanhante.

5) Escolha cuidadosamente os filmes e programas de televisão que assiste.

6) Tome cuidado com o que você lê. Muito da literatura contemporânea apela ao instinto sexual.

7) Esteja em guarda com respeito a seu tempo de folga. Davi tinha o tempo em suas mãos, viu Beteseba e caiu em complicações.

8) Faça uma regra de nunca se envolver em namoro pesado. Jovens cristãos deviam orar antes de cada encontro. A moça que tem Jesus Cristo em seu coração possui um poder sobrenatural para dizer “não” aos avanços de qualquer rapaz. E o rapaz que conhece Jesus Cristo tem poder para disciplinar sua vida.

9) Invista grande parte de seu tempo lendo as Escrituras - “Guardo no meu coração a tua palavra para não pecar contra ti”. (Sl 119:11) – Memorize versículos e quando a tentação chegar, cite-os. A palavra de Deus é a única coisa à qual satanás não pode se opor.

10) Cultive a Cristo em seu coração e vida. Deus o ama e uma forte fé Nele tem livrado a muitos homens e mulheres de cometer imoralidades (I Jo 2:14).

Por: Billy Graham


Fonte: PGJ

O câncer de Lula: castigo divino?


O câncer de Lula: castigo divino?
Julio Severo
Com a notícia recente de que Lula está com câncer, alguns comentaram alegremente que enfim o juízo de Deus chegou, como se o câncer tivesse sido alguma sentença divina.
De fato, Lula foi perverso em seu governo. Provavelmente, o mais pervertido presidente do Brasil. Seu governo tratou bem os terroristas, como Cesare Battisti, Fidel Castro e Mahmud Ahmadinejad, presidente do Irã.
* O terrorista comunista Battisti foi condenado por pelo menos quatro assassinatos na Itália. Mesmo assim, Lula mexeu todos os pauzinhos possíveis para que o governo brasileiro abrigasse o terrorista. (Mas o que Lula não suporta é a aflição dos inocentes: quando três atletas cubanos pediram asilo político no Brasil, o governo de Lula prontamente os devolveu aos braços amorosos de Fidel Castro. Não há nada que um socialista abomine mais do que ajudar inocentes.)
* O ditador comunista Castro já matou mais seres humanos do que baratas e moscas.
* O terrorista islâmico Ahmadinejad defende publicamente a destruição de Israel.
Lula é amigo deles.
Isso não é tudo. Seu governo passou oito anos tentando impor, em nome dos direitos humanos, o aborto na sociedade brasileira. Seu governo, desde o início, trabalhou febrilmente para impor a agenda gay não só no Brasil, mas também no mundo inteiro. Em 2003, o governo brasileiro sob Lula apresentou na ONU uma resolução pioneira classificando o homossexualismo como direito humano inalienável. Foi a primeira vez que um governo pediu para a ONU sacralizar a sodomia.
Depois de tudo isso, um câncer é um castigo?
Não tenho a menor dúvida de que Deus castiga aqueles que afrontam Sua santidade, e Lula não teve receio nenhum de afrontá-la repetidamente. Apesar disso, o câncer não é em si castigo.
Claro que em Sua soberania, Deus pode permitir que doenças e pestes sejam castigo, conforme confirma a Palavra de Deus: “Então enviou o SENHOR a peste a Israel, desde a manhã até ao tempo determinado; e desde Dã até Berseba, morreram setenta mil homens do povo.” (2 Samuel 24:15 ACF)Mas de forma geral, a doença está ligada à condição humana.
Desde que o pecado entrou na raça humana através da desobediência de Eva e Adão, todos merecemos morrer. Todos merecemos destruição e sofrimento, pois o pecado não faz outra coisa que trazê-los. E o pecado está em toda parte, tanto em pobres quanto em ricos, tanto em negros quanto brancos, tanto em religiosos quanto não religiosos. O pecado está firmemente enraizado na natureza humana, trazendo morte, destruição e doenças.
Por isso, pessoas que nunca mataram nem fizeram 1 por cento das maldades que Lula cometeu pegam câncer. Quase 25 anos atrás, visitei em São Paulo um hospital de crianças com câncer. Fiquei observando um bebê de poucas semanas cujos pais moravam no Nordeste. Eu estava no horário de visitas, e várias crianças estavam recebendo a visita de seus pais e parentes. Mas o bebê estava só. Orei por ele ali, com o coração cheio de compaixão. Orei também pelos pais dele, que eram pobres e não tinham condições de viajar a São Paulo. Voltei a visitar esse hospital outras vezes, e me doía o coração ver o bebê sozinho. Continuei orando por ele.
O câncer e muitas outras doenças e tragédias são o preço do pecado que está presente na humanidade, de modo que não penso que o câncer de Lula é em si um castigo divino. O real castigo está para vir. Será justo, rigoroso e eterno.
Em seu ministério terreno, Jesus passou grande parte do tempo pregando o Evangelho do Reino de Deus e fazendo milagres, especialmente curando os enfermos. Afinal, a doença é uma das ramificações do pecado. Talvez, por termos nos acostumado tanto à medicina, tenhamos nos esquecido de que um dos ministérios de Jesus para nós é a cura da nossa alma e corpo. Ele não abdicou desse ministério de que tanto precisamos.
Talvez também tenhamos nos esquecido de que quem mais nos alertou sobre o inferno foi o próprio Senhor Jesus. Nenhum sofrimento de câncer se compara ao castigo que uma alma sofre ao partir deste mundo sem ter entregado sua vida aos pés de Jesus Cristo. A condenação para todos aqueles que rejeitam ou não vivem o Evangelho é uma só: o inferno eterno. Esse é o castigo.
Não há punição mais justa e inescapável do que o sofrimento eterno no inferno. E ninguém pode barganhar com Deus para se livrar desse castigo.
Apesar de todas as maldades de Lula, penso que Deus pode salvá-lo de sofrer eternamente as consequências de suas próprias perversidades. Foi para esse propósito que Jesus veio, morreu e ressuscitou: para nos salvar.
Penso também que muitas pessoas estão orando por Lula. Se aprouver a Deus tocar nele, e ele responder positivamente ao convite que vem do céu, ficaremos maravilhados com um homem confessando publicamente que pecou contra o Brasil e suas famílias. Veremos também esse homem confessando publicamente o Senhor Jesus Cristo, reconhecendo o Reino de Deus e sua justiça indestrutível e eterna.
Creio em milagres, pois sou seguidor de Jesus Cristo, que me deu o maior dos milagres: resgatou minha vida do pecado e da condenação do inferno. E ele continua fazendo esse milagre em milhões de pessoas.
Ele pode fazer esse milagre na vida de Lula. Afinal, Lula é um grande pecador, e Jesus é um grande Salvador.

LIÇÃO 7- JESUS CURA UM CEGO.


4º Trim. 2011 - JARDIM DE INFÂNCIA - CPAD - Lição 7: Jesus cura um cego
PORTAL ESCOLA DOMINICAL
JARDIM DE INFÂNCIA - CPAD
4º Trimestre de 2011
Tema: Porque Jesus é poderoso.
Comentarista: Mônica Barreto Valente Varela e Midiam Pessoa.

Texto Bíblico João 9 1-12.
Objetivo
Ao ministrar sua aula à criança deve ter a certeza que Deus não mudou, assim como Ele curava no passado, hoje continua curando todas as enfermidades.
Aprendendo a Bíblia
Eu, o filho do homem, tenho poder na terra para perdoar pecados. Mateus 9. 6.
Palavra do dia...
PERDÃO.

JD_4trim2011_Licao7_fig 1.jpg
Fonte: www.julimarmurat.blogspot.com                
Explorando a Bíblia
A nossa história de hoje, fala de um homem que era cego desde que nasceu.
E como não podia enxergar pedia esmolas, todos os dias ele ficava a beira do caminho para receber de alguém algum dinheiro.
Claro que muitas pessoas o ajudavam, mas tinha aquelas que fingiam não ver aquele pobre homem.
Mas a história dele estava prestes a mudar.
Certo dia, enquanto Jesus caminhava viu um homem, sentado a mendigar ele chamou a atenção de Jesus.
Os discípulos perguntaram:
__Mestre porque este homem nasceu cego?
Isto foi conseqüência dos pecados dele mesmo, ou dos seus pais?
Nem uma coisa, nem outra, respondeu Jesus, mas para manifestar o poder de Deus.
Crianças vocês já tentaram andar com os olhos fechados?
È bem difícil, mas aquele homem já tinha prática, e com certeza o que ele mais queria era enxergar.
Jesus continuou falando aos discípulos todos nós devemos cumprir depressa as tarefas que nos foram dadas por aquele que me enviou.
Jesus estava dizendo que tudo que o nosso Deus o mandou fazer, ele obedecia. Jesus foi enviado para salvar e perdoar os nossos pecados e era justamente o que Ele iria fazer na vida daquele homem.
Jesus chamou o homem, cuspiu no chão fez barro com a saliva, esfregou nos olhos do cego e disse: Vá lavar-se no tanque de Siloé (a palavra Siloé significa enviado.)
Assim o homem foi, lavou-se e já voltou enxergando!
Seus vizinhos, e outros que conheciam o homem como um mendigo cego, perguntaram uns aos outros: Este é o mesmo cego- aquele mendigo?
Alguns diziam que sim, outros diziam que não. Não pode ser o mesmo homem, pensavam eles, mas é fora de dúvidas que se pareça com ele.
E o mendigo dizia: Eu sou o mesmo homem, as pessoas ficaram todas alegres com a cura daquele homem.
Jesus transformou a vida dele, agora não precisava mais pedir esmolas ele podia trabalhar e o melhor de tudo isso é que Jesus perdoou todos os seus pecados.
Este é o Deus que nós servimos, Ele tem todo o poder nos céus e na terra.      
Oficina criativa
Amplie o desenho abaixo para os pequenos colorir
JD_4trim2011_Licao7_fig 2.gif
Fonte: www.evangelizacao-infantil.blogspot.com
Fontes Consultadas:
·         Bíblia na linguagem de hoje
·         Bíblia da galerinha
·         Bíblia de estudo pentecostal.
·         Clássicos da Bíblia
Colaboração para o Portal Escola Dominical – Profª Cristina Araújo

LIÇÃO 7- O QUERIDO DE DEUS.


4º Trim. 2011 - PRIMÁRIOS - CPAD- Lição 7: O Querido de Deus
PORTAL ESCOLA DOMINICAL
PRIMÁRIOS - CPAD
4° Trimestre de 2011
Tema: Conhecendo a vontade de Deus.
Comentarista: Maria de Lourdes de A. Nascimento.

Texto Bíblico: 2 Samuel 12.24,25; 1 Reis 1.5-40;2.1-4.
Objetivo: Ministre sua aula de forma que os alunos compreendam que obedecer aos pais é a perfeita vontade de Deus.
Frase do dia:
O filho obediente alegra os pais e agrada a Deus.
Prim_4trim2011_licao7_ fig 1.jpg
Memória em ação
“Filhos o dever cristão de vocês é obedecer sempre ao seu pai e á sua mãe, porque deus gosta disso”.
(Colossenses 3.20).
Explorando a Bíblia
 Quem aqui é obediente ao papai e a mamãe?
Hoje vamos estudar sobre um menino que era muito obediente, e principalmente ele era obediente a Deus.
Esse menino chamava-se Salomão, desde pequeno ele obedecia tudo o que sua mãe dizia, este menino era filho do rei Davi aquele que venceu o gigante Golias.
E o nome de sua mãe era Bete-Seba, Salomão era muito estudioso e não tinha preguiça, seu professor, Natã deu a ele o nome de Jedidias que significa querido de Deus. 
Salomão era amado por deus, porque ele procurava obedecer e comportar-se do jeito que Deus queria.
E a Bíblia diz que Deus se alegra com aqueles que são obediente aos pais, Salomão sabia disso por isso que ele procurava ser obediente.
Mas o rei Davi estava muito velho, e precisava preparar alguém para ficar no lugar dele.
Salomão tinha um irmão mais velho, e este queria ser rei no lugar de seu pai, mas Deus não permitiria isso, pois Adonias não era obediente nem aos seus pais e nem a Deus.
Ele era mal fez muitas coisas erradas que deixou seu pai e principalmente a Deus muito triste.
Por este motivo Deus escolheu Salomão para ficar no lugar de Davi, seu pai. Davi compreendeu que Deus estava escolhendo Salomão porque ele sempre foi muito obediente.
Quando Davi percebeu que iria morrer, chamou seu filho Salomão e disse a ele:
__Meu filho, seja corajoso a faça tudo quanto o Senhor lhe mandar, obedeça a todos os seus mandamentos e assim ele estará contigo e tudo o que fizer prosperará.
Logo depois disso, o rei Davi morreu, mas Salomão nunca se esqueceu dos conselhos de seu pai.
Salomão procurava sempre fazer a vontade de Deus, e a cada dia ficava mais difícil resolver os problemas do povo, mas Salomão orava a Deus pedindo sempre a sua ajuda.
E um dia, quando Salomão dormia Deus apareceu em sonhos a ele e disse:
__Salomão, pede tudo o que quiser e te darei. Nossa! Imagine quantas coisas Salomão poderia pedir, mas com tantas coisas na cabeça o que seria melhor. Com certeza Salomão tinha um montão de coisas que ele queria pedir, mas vocês querem saber o que ele pediu?
Ele disse Senhor eu quero sabedoria, para seu um ótimo rei e governar bem o povo, do jeito que Deus queria.
Como nosso Deus é muito bondoso não deu só sabedoria deu também muitas riquezas, e Salomão se tornou o homem mais rico daquele tempo.
Muitas pessoas vinham de longe para ver o palácio de Salomão, ele construiu palácios lindos! Mas sabem o que ele fez que deixou Deus muito mais feliz, Salomão construiu um templo maravilhoso, com muito ouro prata e usou a melhor madeira que existia tudo isso para que a casa de Deus fosse linda.
Salomão se tornou um homem muito importante, e sabem de uma coisa ele que escreveu o livro de Salmos, lá ele ensina a todos os filhos a serem obedientes aos pais para que suas vidas possam ser abençoadas por Ele.
Que todos vocês obedeçam aos seus pais e só assim Deus estará sempre feliz com vocês.
Oficina criativa
Amplie o desenho abaixo para os pequenos colorir
Prim_4trim2011_licao7_ fig 2.jpg
Fonte: www.crianasamigosdedeus.blogspot.com
Fontes Consultadas:
·         Bíblia na linguagem de hoje
·         Bíblia da galerinha
·         Bíblia de estudo pentecostal.
·         Bíblia Viva
Colaboração para o Portal Escola Dominical – Profª Cristina Araújo

LIÇÃO 7 – JOEL, O PROFETA DO ESPÍRITO SANTO


4º Trim. 2011 - JUNIORES – CPAD - Lição 7: Joel, o profeta do Espírito Santo
PORTAL ESCOLA DOMINICAL
JUNIORES – CPAD
4º Trimestre de 2011
Tema:
 Deus fala com o seu povo
Comentarista: Laudicéia Barboza da Silva

Texto Bíblico:Joel caps. 1-3
Ao Mestre
Prezado (a), a lição de hoje nos traz o profeta Joel, denominado pela comentarista da CPAD, de “o profeta do Espírito Santo, por fazer alusão ao derramamento do Espírito Santo sobre toda a humanidade.
“Joel foi um pregador sobre o qual pouco conhecemos. Ele pode ter crescido em Jerusalém, talvez no lar de um sacerdote, porque ele conhecia bem os costumes do templo e do sacerdócio. Nos dias de Joel, a nação de Judá estava passando por graves problemas.
Nuvens de gafanhotos atacaram as searas e uma fome resultou em grande sofrimento. Joel disse ao povo que estas dificuldades eram o juízo de Deus pelos seus pecados. Deus usou também os desastres naturais para predizer, por intermédio de Joel, os terríveis juízos que iriam cair sobre os inimigos de Israel. Em meios a esses problemas, porém Joel lembrou o povo de que Deus está sempre dispostos a perdoar se voltarmos os nossos corações a ELE.” (Bíblia de Recursos para o Ministério com crianças – APEC – Editora Hagnos – Edição 2009, pag.980).
O nome hebraico desse profeta é Yo’el que significa “Javé é Deus”, nome que denota a soberania de Deus na história. Mostrando que o tempo e a natureza estão em Suas poderosas mãos.
Joel viveu em tempos de grande dificuldade, mas não se atemorizou, falava com coragem a Palavra de Deus e se dedicava em falar exatamente o que Deus o enviara a transmitir.
Deus continue a abençoar o seu ministério. Boa aula!
Objetivo
Professor ministre sua aula de forma a conduzir seu aluno a compreender que o Espírito Santo nos é enviado por Deus com a finalidade de revestimento de poder, afim de que anunciemos o Evangelho (as boas noticias) de salvação para todas as pessoas. O Espírito Santo ao ser derramado sobre aqueles (as) que desejam trabalhar para Deus, gera em seus corações coragem, autoridade e habilidade para anunciar a salvação aos que ainda não conhecem a Deus e o Senhor Jesus.
Exercitando a memória
“Porém, quando o Espírito Santo descer sobre vocês, vocês receberão poder e serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria e até nos lugares mais distantes da terra.” (At 1.8 – NTLH).
“Jesus prometeu aos discípulos que receberiam poder para testemunhar depois de terem recebido o Espírito Santo. Note a progressão: 1) receberiam o Espírito Santo. 2) lhes daria poder. 3) então testemunhariam e alcançariam resultados extraordinários. (...)” [Bíblia de Estudo de Aplicação Pessoal – Editora CPAD – Edição 2003, pág. 1477]
Crescendo no conhecimento
Crianças, hoje iremos conhecer o profeta Joel. Ele era muito corajoso, e amava a Deus e a Sua Palavra.
Joel viveu nos dias do rei Joás aproximadamente no período de 835-796 a.C., no reino do Sul, eram dias difíceis, nos quais as pessoas não queriam obedecer a Deus e muito menos ouvir a Sua Palavra. Justamente em meio a essa apostasia (abandono de fé) em Israel que Joel foi escolhido como porta-voz de Deus, ou seja, um profeta para transmitir exatamente o que Deus o mandasse dizer.
Exatamente por causa da maldade e desobediência do povo a Deus, aconteceu algo terrível e muito triste.
Naquele tempo, as pessoas não tinham os meios que hoje temos para adquirir alimento. Tudo o que precisavam eram tirados do campo, ou seja, tinham de plantar e do que se colhia era que se mantinham. Por exemplo:
- arroz
- feijão
- azeite (não somente para cozinhar como para usar nas lamparinas para clarear as casas à noite) 
trigo (para pão, macarrão, bolo, etc.)
algodão (os tecidos (roupas, cortinas, etc.)
Não havia supermercados como temos hoje. Tudo que tinham para se manterem vinha do campo. Então se abateu sobre o reino do sul um desastre  sem prévio aviso – gafanhotos. Isso mesmo crianças, gafanhotos. Eram tantos gafanhotos que formaram uma imensa nuvem que tapava até a luz do sol.
Esses gafanhotos desceram sobre os campos e em questão de horas, tudo o que era verde, ou seja, plantação foi completamente destruído, acabou-se tudo, nada ficou. Que tristeza para o povo de Israel. Nada de alimentos. Não tinham nem mesmo luz ao cair da noite nas casas.
Mas mesmo com esse acontecimento, eles não se arrependiam de suas maldades e nem se voltavam para Deus.
Em meio a essa calamidade, Deus ordena a Joel que fale aos habitantes de Judá, advertindo-os a que se arrependam de seus pecados, que se voltem a servir a Deus com todo o seu coração, pois o acontecido era castigo por suas maldades. Porém, se eles se arrependessem, Deus os perdoaria e lhes restituiria tudo o que foi devorado pelos gafanhotos.
Joel ainda lembrou ao povo que as pessoas que não obedecem a Deus serão julgadas no dia do Juízo final e serão lançadas em um lugar de grande sofrimento.
Joel não se preocupou com as “caras feias” de algumas pessoas que não queriam e nem gostavam de ouvir a Palavra de Deus. Ele estava fazendo o que Deus mandou que fizesse.
Mas mesmo as pessoas olhando para ele com “cara feia”, ele as amava, e queria que elas fossem felizes. Joel sabia que a única maneira de sermos felizes, é quando obedecemos a Deus. Foi Deus Quem nos criou, e nos ama muito, no ama tanto que nos enviou Seu Único Filho – Jesus – para morrer em nosso lugar, para que através DELE, possamos alcançar a felicidade verdadeira. Pois tudo o que está na Bíblia para fazermos é para o nosso bem.
Então Joel explicou ao povo o Caminho da Salvação: se convertendo a Deus, havia não somente abundancia de alimentos, mas que a nação de Israel seria preservada, e nela nasceria o Filho de Deus, e logo depois, Deus derramaria do Espírito Santo sobre os seus servo, dando-lhes poder para transmitir a mensagem de salvação, e fazer muitos milagres, pois teriam a virtude a autoridade divina.
Alguns deram ouvidos as palavras de Joel e foram abençoados e guardados naqueles dias difíceis.
Mas mesmo os que não creram, depois reconheceram que o que o profeta Joel falou eram palavras do próprio Deus, pois tudo se cumpriu exatamente como ele falou.
Aplicação da Lição
Amado (a) enfatize aos “pequenos” que nos dias de Joel o povo achava que servir a Deus era apenas ir na igreja (templo) e oferecer cânticos e ofertas. Mas Joel lhes ensinou que não é assim. Deus quer que o amemos e nós demonstramos isso obedecendo Sua Palavra, que aliás, só nos ensina como viver melhor e sem problemas. Joel ainda ensinou que amar a Deus é afastar-se das coisas erradas, é viver de modo correto e digno diante da nossa família e nossos amigos.
 Enfatize aos “pequenos” que chegará o dia em que o Senhor Jesus virá do céu, para buscar aqueles que são fiéis a ELE, que o amam e demonstram isso em seu viver diário. E aqueles que querem viver de acordo com a vontade de Deus, recebem força e ajuda do Espírito Santo, e também poder para realizar milagres para que o Nome de Jesus seja engrandecido e adorado pelas pessoas.
Assim como Ele escolheu e capacitou o profeta Joel, ELE hoje procura pessoas que o amem e querem ser seu porta-voz. Você quer? Se sua resposta for sim. ELE te capacitará e te usará.
Fontes Consultadas:
·         Bíblia de Estudo de Aplicação Pessoal – Editora CPAD – Edição 2003
·         Bíblia Shedd – Editora Mundo Cristão – 2ª Edição
·         Bíblia de Recursos para o Ministério com crianças – APEC – Editora Hagnos – Edição 2009
·         365 Lições de vida extraídas de Personagens da Bíblia - Rio de Janeiro - Editora CPAD
·         Richards – Lawrence O. – Guia do leitor da Bíblia – Editora CPAD – 8º Edição/2009
·         www.iprb.org.br
Colaboração para o Portal Escola Dominical  – Profª. Jaciara da Silva

LIÇÃO 7- ESCOLHA AMAR


4º Trim. 2011- PRÉ-ADOLESCENTES - CPAD - Lição 7: Escolha amar
PORTAL ESCOLA DOMINICAL
PRÉ-ADOLESCENTES - CPAD
4º Trimestre de 2011
Tema: Escolhas que Agradam a Deus
Comentarista: Ângela Sueli Silva da Costa

Texto bíblico: 1Co 13.1-7
Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos e não tivesse caridade, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.
E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse caridade, nada seria.
E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse caridade, nada disso me aproveitaria.
A caridade é sofredora, é benigna; a caridade não é invejosa; a caridade não trata com leviandade não se ensoberbece,
não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;
não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;
tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
O texto descrito acima na 1ª epistola a Igreja de Corinto o apostolo Paulo da uma definição do verdadeiro amor, bem como das suas virtudes.
O amor que ele se refere é o amor Ágape, ou seja, o amor de Deus, o que faz bem diferente do amor do homem que muitas vezes esta associado ao pecado.
O amor divino esta baseado na sua justiça e bondade.
Este amor descrito por Paulo deveria estar presente nos corações de todos os cristãos, todo proceder diante de Deus e do próximo esta baseado neste amor, o qual se torna a característica mais importante na vida cristã, nada pode subsitui-lo, Paulo afirma; mesmo que seja feito um grande sacrifício a favor de alguém, se isto for feito com amor não tem valor algum.
Introdução
A lição de hoje nos fala a cerca do amor, dentro do nosso trimestre é uma escolha que agrada a Deus, principalmente porque é uma ordenança do Senhor que amassemos, não somente a Deus mas também ao nosso próximo.
Porem este amor não pode ser como o amor humano, que esta associado ao pecado, pois muitas pessoas amam de forma parcial ou fazendo acepções de pessoas. Existem pessoas que apenas amam as pessoas que lhe agradam, mas Deus manda que amemos a todos.
Por isso o apostolo Paulo fez menção de um amor perfeito, um amor verdadeiro que esta livre da influencia do pecado, este amor é chamado ágape, ou seja, o amor de Deus, um amor baseado na sua bondade e justiça.
Para entendermos melhor vamos definir inicialmente o que é amor:
A Palavra amor
A palavra amor presta-se a múltiplos significados na língua portuguesa. Pode significar afeição, compaixão, misericórdia, ou ainda, inclinação, atração, paixão, querer bem de outra pessoa.
O conceito mais popular de amor envolve, de modo geral, a formação de um vínculo emocional com alguém, ou com algum objeto que seja capaz de receber este comportamento amoroso e alimentar as estimulações sensoriais e psicológicas necessárias para a sua manutenção; alguém pode ter, por exemplo, amor pelos estudos.
Os gregos utilizavam quatro palavras diferentes para definir o amor, cada uma delas tinha uma característica própria: Philia, Storge, Eros e Agape.
a) Philia
É o amor social, amor de amigo, de afinidade, patriótico, cívico. É a necessidade de compartilhar algo com alguém. Envolve afeição, e é o que chamamos "amizade".
b) Storge
É o amor familiar, amor natural de pai para os filhos, do tio para o sobrinho, e vice-versa. Envolve reciprocidade e homogeneidade.
c) Eros 
É o amor biológico, físico, sensorial, hormonal, sensual. É amor entre um homem e uma mulher. Amor que define bem o instinto sexual, a paixão.
d) Ágape
 É o amor de Deus, o amor-que-se-dá, o amor-sacrifício, o amor-entrega, o amor eterno, imutável e perfeito incondicional, não está dependente de uma resposta positiva: O amor de Deus diz: Eu amo-te, mesmo que tu me rejeites, que fales mal de mim, que me persigas, que tu me faças mal. É um amor que não é baseado nos sentimentos, nem em interesses pessoais.
Veja que o Senhor Jesus nos amou mesmo sem nós o amarmos
Nós fazíamos coisas desagradáveis aos seus olhos, porém, ele continuou a amar-nos esperando que um dia, nos reconciliássemos com Ele, e fizéssemos a Sua Vontade. O Amor Ágape considera uma pessoa valiosa e preciosa independente-mente, da sua maneira de ser, daquilo que ela é ou faz.
Foi este amor que Paulo mencionou na sua carta, não apenas para mostrar o verdadeiro amor que vinha de Deus, mas conscientizar os cristãos que este amor deveria predominar toda a nossa vida.
I- Porque Deus nos manda amar?
De um modo geral a essencial razão pelo fato de Deus desejar que amamos é que ele deu o exemplo disto. Deus com seu amor não permitiu que o homem vivesse pra sempre separado Dele, para resgatá-lo enviou seu filho a este mundo a dar a sua vida.
De igual modo o Senhor amou a todos, nos deixando o exemplo a ser seguido.
Ora, antes da festa da Páscoa, sabendo Jesus que já era chegada a sua hora de  passar deste mundo para o Pai, como havia amado os seus que estavam no mundo,  amou-os até ao fim. (Jo 13.1)
Ainda segundo nossa lição há pelos menos cinco razões porque Deus quer escolhamos amar!
Vejamos:
a) É uma ordenança
Por meio de Jesus Cristo a ordem de amar foi realçada, pois o Senhor definiu o amar como o mais importante dos mandamentos, primeiramente a Deus, e também ao próximo.
Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis.. (Jo 13.34))
b) Ele é o amor
O amor em seu conceito mais sublime é personificado em Deus, no versículo abaixo a palavra caridade tem o mesmo sentido de amor.
Aquele que não ama não conhece a Deus, porque Deus é caridade. (1Jo 4.8)
c) Ele nos amou primeiro
O apostolo Paulo afirma que antes de ser salvos, Deus já nos amava.
 Mas Deus prova o seu amor para conosco em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores. (Rm 5.8
d) Ele é o autor do amor
No Salmo 133 vemos de forma clara que Deus se agrada da união entre seus filhos, união esta baseada no amor ágape, Deus na sua infinita bondade projetou o homem para amar, amar a Ele primeiramente, bem como o seu próximo, esta era a sua vontade quando os criou no jardim do Éden, pois Ele é o Deus de amor.
Quanto ao mais, irmãos, regozijai-vos, sede perfeitos, sede consolados, sede de um mesmo parecer, vivei em paz; e o Deus de amor e de paz será convosco.( 2 Co 13.11)
e) Quem ama faz a diferença
Jesus ensinou que ao amarmo-nos uns aos outros, o mundo passa a ver que somos seguidores de Cristo. Pois todos veram que andamos diferentes dos demais, enquanto muitos amam apenas aqueles que os amam, fazemos diferente, amamos a todos.
Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros. (Jo 13.35)
II- Maior do que tudo
No evangelho de Marcos, nós vemos o Senhor Jesus ensinar os discípulos uma série de ensinamentos e parábolas, e em certo momento um dos que estavam ouvindo seus ensinamentos  lhe perguntou: qual o primeiro de todos os mandamentos?
E Jesus respondeu-lhe: O primeiro de todos os mandamentos é: Ouve, Israel, o Senhor, nosso Deus, é o único Senhor.
Amarás, pois, ao Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento.
E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes. (Mc 12.31,310)
De toda a lei de Deus o Senhor resumiu nestes dois mandamentos, as quais o elemento principal é o amor, tudo gira em torno do amor.
Deus amou a humanidade, mesmo sendo pecadores:
Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. (Jo 3.16)
Nós agora salvos devemos amar a Deus, e ao nosso próximo, o amor tem um papel importantíssimo na vida cristã de tal modo que Paulo o descreve como a coisa mais importante na vida do crente. Paulo menciona que ate mesmo algumas bênçãos espirituais de Deus que ele nos concedeu um dia cessará, mas o amor não, ele será eterno.
A caridade nunca falha; mas, havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;
Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e a caridade, estas três; mas a maior destas é a caridade. (1Co 13.8,13)
III- Isso que é ser feliz!
Uma das características mencionada por Paulo é que o amor nunca falha, nisto nós vemos que ele é essencial para termos uma vida feliz e vitoriosa.
Muitos cristãos são derrotados na vida, porque não sabem andar em amor, no início da Igreja primitiva no tempo dos apóstolos; verificamos que um dos motivos porque ela crescia, era precisamente por causa da união,da comunhão saudável que existia entre os irmãos, o amor  predominava na vida dos discípulos.
E, perseverando unânimes, todos os dias, no templo, e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração, louvando a Deus e caindo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor, à igreja, aqueles que se haviam de salvar. (At 2.46,47)

Todos viviam unidos e felizes, o amor de Deus produzia isto em seus corações, alias o apostolo Paulo fez menção desta operação de Deus em nòs, por ocasião da nossa salvação, todo temor e receio sai e entra a paz e a alegria.
Conclusão
Terminamos nossa lição aqui afirmando escolher amar, não é apenas obedecer a Palavra de Deus é viver de maneira plena, sem receio, confiando inteiramente no cuidado de Deus.
Se amamos; vivemos bem, em paz com Deus, com o nosso próximo, isto só produz alegria.
Podemos confiar inteiramente no amor de Deus, ele produz segurança.
Porque estou certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir,
Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor! (Rm 8.38,39)
Se confiarmos neste amor Deus estara sempre presente para nos ajudar, nos da alegria e paz.
Que Deus os abençoe.
Colaboração para o Portal Escola Dominical - Prof. Jair César S. Oliveira

LIÇÃO 7 – VENCENDO OBSTÁCULOS


4º Trim. 2011 - ADOLESCENTES – CPAD - Lição 7: Vencendo obstáculos
PORTAL ESCOLA DOMINICAL
ADOLESCENTES – CPAD
4º Trimestre 2011
Tema: O atleta cristão
Comentarista: Silas Daniel

Objetivo
Professor (a) ministre sua aula de forma que possa conduzir o aluno a:
ØConscientizar-se que a vida cristã não é fácil, porém, em Cristo podemos vencer todos o obstáculos.
Para refletir
“Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou” (Rm 8.31-38 – ARC).
A vida cristã é uma batalha. A segurança da vitória é certa porque Somos mais do que vencedores por AQUELE que nos amou.
Texto Bíblico em estudo: Rm 8.31-38.
Introdução
Qual é o crente que não quer ser mais que vencedor? O que significa ser mais que vencedor? O que não é ser mais que vencedor?
Romanos 8.37 nos afirma: “Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou.”
A confiança em Deus e em Suas Promessas, é o único meio pelo qual um cristão pode viver uma vida dirigida pelo Espírito Santo. À medida nós continuemos a confiar em Cristo momento após momento, nossa comunhão com Ele vai crescendo, e vamos sendo aperfeiçoados. Nossa vida demonstrará mais e mais o fruto do Espírito (Gl 5.22,23) e seremos cada vez mais transformados a Imagem de Cristo (Rm 12.2; 2 Co 3.18).
Seguir à Cristo não isenta-nos de problemas
A vida cristã é alternada por momentos de alegrias e tristezas. O Senhor Jesus
preveniu os discípulos de que, no mundo teriam aflições, mas exortou-lhes a terem
bom ânimo.
“... No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo; eu venci o mundo.” (Jo
16.33b
Vejamos mais detalhadamente:
1 – SER MAIS QUE VENCEDOR NÃO É:
  • Estar livre de tentações – I Co 10. 13;
  • Estar livre de fraquezas – I Co 2. 3;
  • Estar livre de tristezas – Mt 5. 4;
  • Ser animado o tempo todo – Mt 26. 43.
Ser mais que vencedor é ter vida de sacrifícios e renúncias.
2 – SER MAIS QUE VENCEDOR É:
·         Estar livre da condenação eterna – Rm 8. 1;
·         Estar livre da lei do pecado e da morte – Rm 8. 2;
·         Ser inclinado para as coisas do Espírito – Rm 8. 5;
·         Não poder ser condenado por ninguém – Rm 8. 34.
3 – SER MAIS QUE VENCEDOR É TER COMUNHÃO COM DEUS:
  • Com o testemunho do Espírito Santo – Rm 8. 16;
  • Ser guiado pelo Espírito Santo – Rm 8. 14;
  • Saber que o sofrimento faz parte da caminhada – Rm 8. 18;
  • Ser herdeiro de Deus e co-herdeiro com Cristo – Rm 8. 17.
4- ELEMENTOS QUE NOS FAZEM MAIS QUE VENCEDORES:
  • A morte, ressurreição e intercessão de Cristo Jesus – Rm 8. 34;
  • A intercessão do Espírito Santo – Rm 8. 26;
  • Deus é por nós – Rm 8. 31.
5 – RAZÕES DE SERMOS MAIS QUE VENCEDORES:
  • Fomos chamados por Deus – Rm 8. 28;
  • Escolhidos por Deus – Rm 8. 29;
  • Justificados e glorificados por Deus – Rm 8. 30.
Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada? Rm. 8. 35. Ninguém! Nada!
6 – OS MAIS QUE VENCEDORES DECLARAM PELA FÉ: Porque estou certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor! Rm 8. 38-39.
7 – SER MAIS QUE VENCEDOR REQUER MATURAÇÃO.
  • Cuidado nas conversações – I Co 15. 33;
  • Andar com os sábios – Pv 13. 20;
  • Afastar-se das paixões da mocidade – II Tm 2. 22; orar – Mt 6. 6;
  • Ler a Bíblia – Sl 119. 97.
Somos vitoriosos apesar dos problemas
Devemos nos confortar crendo que Deus está no controle de tudo. Ele está conosco. Ele conhece nossos limites: “Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que vos não deixará tentar acima do que podeis; antes, com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar.” (1 Co 10.13).
Por essa razão devemos depositar nossas esperanças no SENHOR.
Mesmo em meio a momentos difíceis e de sofrimento, mesmo em amargas decepções, mesmo quando tratados de maneira errada, nós como cristãos, como filhos de Deus, devemos crer, pois, sabemos que Deus operará em meio a estas situações para cumprir seu bom decreto em seus filhos. A situação pode ser ou não diretamente mudada por Deus, mas mesmo que elas se tornem difíceis Deus nos garante que teremos bons resultados e definidos, pois com a vitória também virá o amadurecimento espiritual, que Deus concede “aqueles que são chamados por seu decreto” (Rm 8.28)..
Os obstáculos servem para o crescimento
Existe uma relação íntima entre a fé e as promessas de Deus. Todas as pessoas que têm fé, necessariamente, guardam no coração as promessas de Deus. Mas não as guardam de qualquer maneira. Quem tem fé crê que Deus trabalha para o bem em todas as coisas, ou que todas as coisas funcionam conjuntamente para o bem daqueles que temem ao SENHOR. De fato se notarmos o que diz as Escrituras, veremos que Deus é que governa os céus e a terra, Ele é SENHOR de todas as coisas, e se permite que algo aconteça, com certeza é para alcançar propósitos na vida daqueles que o amam e que o temem.
Quando, pela graça de Deus, você vê e acredita nisto,  você coloca tudo nas Mãos de Deus, você pode dizer: “Sim SENHOR! Eu acredito EM SEU CUIDAR! Eu confio em SUA PALAVRA! Eu estou deixando para trás esta vida sem sentido, esta insensata luta comigo mesmo (a), pois agora entendo que tudo o que sou e tudo o tenho vem de Ti. Estou pronto para descansar em Ti. Ajude a minha incredulidade!”.
E você sentirá Seu Amor te envolver, Sua Paz inundar teu ser. E você terá aprendido a confiar Nele.
Conclusão
Devemos tomar muito cuidado para que não perdermos a confiança em Deus; afim de que, não coloquemos obstáculos aos desígnios de Deus. Poucos são os que compreendem o quanto Deus neles realizaria se Ele não encontrasse obstáculos aos seus desígnios.
Coloquemo-nos nas Mãos Daquele que tudo pode, com certeza em Seu Cuidar, Ele tem o melhor para nós. Deus vos abençoe.
DINAMICA
LIÇÃO 7 – VENCENDO OBSTACULOS
Medo de Desafios
Fonte: www.bernerartes.com.br
Público: Adolescentes, mínimo 6 pessoas.
Material: caixa, barra pequena de chocolate ou bombom, aparelho de som.
Desenvolvimento:
Coloque o chocolate na caixa, com um bilhete: COMA O CHOCOLATE!. Forre a caixa com jornal para que não se possa saber o que tem dentro.
Pede-se a turma que faça um circulo. O coordenador segura a caixa e explica o seguinte pra turma: "Estão vendo esta caixa? Dentro dela existe uma ordem a ser cumprida. Vamos brincar de batata quente com ela, e aquele que ficar com a caixa terá que cumprir a tarefa sem reclamar, independente do que seja... ninguém vai poder ajudar, o desafio deve ser cumprido apenas por quem ficar com a caixa."
É importante assustar a turma para que eles sintam medo da caixa, dizendo que pode ser uma tarefa extremamente dificil ou vergonhosa.
Começa a brincadeira, com a musica ligada, devem ir passando a caixa de um para o outro. Quando a musica for interrompida (o coordenador deve estar de costas para o grupo para não ver com quem está a caixa) aquele que ficou com a caixa terá que cumprir a tarefa... é importante que o coordenador faça comentários do tipo: Você está preparado? se não tiver coragem...
 
Depois de muito suspense quando finalmente o jovem abre a caixa encontra a gostosa surpresa. (O jovem não pode repartir o presente com ninguém).
Aplicação:
O objetivo desta brincadeira é mostrar como somos covardes diante de situações que possam representar perigo ou vergonha. Devemos aprender que em Deus podemos superar todos os desafios que são colocados a nossa frente, por mais que pareça tudo tão desesperador, o final pode ser uma feliz notícia.
Se quiser, distribua outros bombons ao final do encontro a todos os participantes.
Colaboração para o Portal Escola Dominical – Profª. Jaciara da Silva.

Lição 5, A Mordomia da Igreja Local

  Lição 5, A Mordomia da Igreja Local