SEJÁ VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR

Google+ Followers

Marcadores

Aborto ACONSELHAMENTO PRÉ-MATRIMÓNIAL Adolecentes Cristão ADOLESCENTES ADPB ADULTÉRIO ADULTOS Agradecimento Aniversario Apologética Cristã Arqueologia As Inquisições Assembleia de Deus Barack Obama Batismos Bíblia Brasil Casamento CGADB Ciência Círculo de Oração CLASSE BERÇARIO CLASSE BERÇÁRIO CLASSE DOS DISCIPULADOS CLASSE DOS DISCIPULANDO CLASSE DOS DISCIPULANDOS CLASSE JOVENS E ADULTOS CENTRAL GOSPEL CLASSE JOVENS E ADULTOS BETEL CLASSE MATERNAL Congresso CPAD Cruzada Curiosidades Cursos Departamento Infantil Depressão Desaparecido DESENHOS BIBLICOS Desfiles Dia do Pastor Discipulado Divórcio EBD EBO Escatologia Estudantes Estudos Eventos FALECIMENTO Família Filmes Galeria de Fotos Gospel Gratidão a Deus Hinos Antigos História Homenagens Homilética Homoxesualismo Ideologia de Gênero Idolatria Inquisição Islamismo Israel LIção de Vida Louvor Luto Maçonaria Mães Mensagens Ministério Missões MODISMOS Mundo Mundo Cristão MUSICAS EVANGÉLICAS Namoro Cristão Noivados Notícias Obreiros ONU Oração Pneumatologia política PRIMARIOS Psicopedagogia Pureza sexual Realidade Social Reforma Protestante RELIGIÕES Retiro Revista Central Gospel REVISTA CLASSE PRIMARIOS REVISTA CLASSE DOS PRE-ADOLESCENTES REVISTA CLASSE DOS ADOLESCENTES REVISTA CLASSE JARDIM DA INFANCIA REVISTA CLASSE JARDIM DA INFÂNCIA REVISTA CLASSE JUNIORES REVISTA DA CLASSE JOVENS CPAD. REVISTA DA CLASSE JOVENS. REVISTA DA CLASSE ADULTOS REVISTA DA CLASSE JOVENS E ADULTOS REVISTA DA CLASSE JUVENIS Revista Maternal Santa Ceia Saúde Seminário Sexualidade Subsídios Subsídios EBD Subsídios EBD Videos Templos Teologia Testemunho TRANSGÊNEROS Utilidade publica UTILIDADE PÚBLICA Vida de Adolecente videos Virgilha

03 julho 2017

Subsídio da E.B.D: O Único Deus Verdadeiro e a Criação

O Único Deus Verdadeiro e a Criação
O texto áureo ratifica a existência de um único Deus, palavras ditas pelo Senhor Jesus (Mc 12.29). Já a verdade prática confirma o versículo do texto áureo e acrescenta a criação como obra do Deus de Israel.
A existência de um único Deus e a criança são fatores definitivos para que na Bíblia não haja espaço para a teoria do evolucionismo.
I – O ÚNICO DEUS VERDADEIRO
Monoteísmo é a crença em um único Deus, enquanto o politeísmo é a crença em várias divindades. Já o panteísmo é a crença que Deus é tudo e tudo é deus, para Claudionor de Andrade “nesse sistema, não se faz distinção entre o Criador e a criatura”.
O versículo: “Eu sou o Senhor, teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da escravidão” (Êx 20.2), possui duas cláusulas.
A primeira cláusula descreve a pessoa de Deus, Eu sou o Senhor, teu Deus. Cláusula que ratifica a existência de um único Deus, sendo este Senhor, isto é, misericordioso, e sendo Deus, isto é, o Todo Poderoso.
Já a segunda cláusula fala da ação divina em libertar o povo de Israel da escravidão, que te tirei da terra do Egito, da casa da escravidão.
Retornando ao monoteísmo percebe-se que o Deus adorado pelos israelitas é o mesmo Deus adorado pelos cristãos, porém no que corresponde a Alá, deus dos muçulmanos, não se identifica em grau histórico, nem teológico com o Deus dos cristãos. Sendo que Alá era um dos deuses existentes em Meca, em pleno século VII.
II – CRIAÇÃO X EVOLUÇÃO
A primeira coisa que se pode notar correspondente à criação versus a evolução está relacionada diretamente às palavras: doutrina e teoria. A palavra doutrina corresponde com estudo definitivo, enquanto teoria corresponde com aquilo que ainda não se definiu. Claro que a criação é uma doutrina que se define no âmbito religioso pela palavra fé.
Em segundo, a criação apresenta uma ordem perceptível nos seguintes fenômenos:
A duração de um dia (aproximadamente 24 horas).
A gestação de um ser.
O desenvolvimento harmônico de um ser no ventre materno.
A existência de um satélite natural que em harmonia se relaciona com a Terra.
A maneira harmônica e dependente de cada órgão dos seres vivos e como estes se estabelecem.
Enquanto que o evolucionismo tenta explicar a harmonia e a ordem na existência de todas as coisas com as palavras: evolução, adaptação e seleção natural.
III – A CRIAÇÃO
O termo utilizado em hebraico para criar é bará, que significa uma ação divina que produz um resultado novo e imprevisível. Em seis dias tudo foi criado, fato ratificado no primeiro capítulo da Bíblia. Portanto, Deus é o criador de todas as coisas e o ato de criar é pertencente somente Ele.
Em seis dias todas as coisas foram criadas. A criação foi conduzida por uma ordem, pois Deus já na criação demonstrava para a sua obra prima que a ordem é de total importância para a concretização do inexistente e do inesperado.
O homem é considerado a obra prima: o homem foi criado de forma diferente. Os demais seres, tantos os inanimados como os vivos, foram criados pelo poder da Palavra de Deus: haja luz (v.3), haja uma expansão no meio das águas (v.6), produza a terra (v.11), haja luminares (v.14), produza as águas abundantemente... (v.20). Porém, no sexto dia a Palavra divina foi, façamos o homem (v.26) que no capítulo dois de Gênesis estará escrito à forma em que explica o modo da criação do homem, Deus tocou ao criar o homem. Deus mudou o modo no sexto dia da criação, porque ali estava a obra prima da criação.
O homem é o único ser da criação a receber uma missão da parte de Deus. Primeiramente o homem recebeu o mandamento cultural, frutificai, e multiplicai-vos, e enchei a terra (v.28), e em segundo, o controle da administração com o direito de sujeitar e dominar os demais seres vivos, e por poder ser beneficiado pela natureza (vv. 29,30).
Referência:

ANDRADE, Claudionor Corrêa de. Dicionário Teológico.Rio de Janeiro: CPAD, 1997.http://andresoncorte.blogspot.com.br/