SEJÁ VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR

Marcadores

Aborto (11) ACONSELHAMENTO PRÉ-MATRIMÓNIAL (5) Adolecentes Cristão (2) ADPB (1) ADULTÉRIO (2) Agradecimento (1) Aniversario (10) Apologética Cristã (10) Arqueologia (1) As Inquisições (1) Assembleia de Deus (5) Barack Obama (2) Batismos (29) Bíblia (3) Brasil (48) Casamento (25) CGADB (19) Ciência (6) Círculo de Oração (5) CLASSE BERÇÁRIO (26) CLASSE DOS DISCIPULANDOS (55) CLASSE JOVENS E ADULTOS CENTRAL GOSPEL (71) CLASSE JOVENS E ADULTOS BETEL (146) CLASSE MATERNAL (103) Congresso (49) CPAD (6) Cruzada (3) Curiosidades (3) Cursos (3) Departamento Infantil (5) Depressão (2) Desaparecido (4) DESENHOS BIBLICOS (1) Desfiles (3) Dia do Pastor (4) Discipulado (64) Divórcio (4) EBD (20) EBO (21) Escatologia (2) Estudantes (2) Estudos (505) Eventos (118) FALECIMENTO (5) Família (16) Filmes (18) Galeria de Fotos (12) Gospel (284) Gratidão a Deus (1) Hinos Antigos (3) História (4) Homenagens (3) Homilética (4) Homoxesualismo (3) Ideologia de Gênero (12) Idolatria (3) Inquisição (2) Islamismo (9) Israel (18) JARDIM DA INFANCIA (7) LIção de Vida (2) Louvor (1) Luto (42) Maçonaria (3) Mães (3) Mensagens (56) Ministério (34) Missões (147) MODISMOS (2) Mundo (608) Mundo Cristão (178) MUSICAS EVANGÉLICAS (3) Namoro Cristão (8) Noivados (1) Notícias (3155) Obreiros (9) ONU (4) Oração (1) Pneumatologia (1) política (121) Psicopedagogia (3) Pureza sexual (8) Realidade Social (17) Reforma Protestante (4) RELIGIÕES (3) Retiro (4) REVISTA BETEL JOVENS (1) Revista Central Gospel (1) REVISTA CLASSE PRIMARIOS (229) REVISTA CLASSE DOS PRE-ADOLESCENTES (267) REVISTA CLASSE DOS ADOLESCENTES (280) REVISTA CLASSE JARDIM DA INFANCIA (111) REVISTA CLASSE JARDIM DA INFÂNCIA (110) REVISTA CLASSE JUNIORES (242) REVISTA DA CLASSE JOVENS CPAD. (185) REVISTA DA CLASSE JOVENS. (319) REVISTA DA CLASSE ADULTOS (872) REVISTA DA CLASSE JOVENS E ADULTOS (389) REVISTA DA CLASSE JUVENIS (262) Revista Maternal (63) Santa Ceia (3) Saúde (45) Seminário (4) Sexualidade (7) Subsídios (1507) Subsídios EBD (1900) Subsídios EBD Videos (592) Templos (3) Teologia (5) Testemunho (1) TRANSGÊNEROS (2) Utilidade publica (1) UTILIDADE PÚBLICA (2) Vida de Adolecente (5) videos (106) Virgilha (1)

21 janeiro 2013

JARDIM DA INFANCIA - Lição 4: Deus me protege


PORTAL ESCOLA DOMINICAL
JARDIM DE INFÂNCIA – CPAD
1° Trimestre de 2013
Tema: Valorizando os bons Princípios
Comentarista: Midiam Pessoa, Mônica Barreto Valente Varela

LIÇÃO 4 - DEUS ME PROTEGE

Objetivo:
Ao terminar a aula a criança tem que ter a certeza que ela tem um Deus poderoso que a protege de tudo, dos medos e perigos e que sempre está por perto nos momentos difíceis de sua vida.

Aprendendo a Bíblia:
“O Senhor protege os que o amam...”(Salmos 145.20).

PRIMARIOS - Lição 4: É tempo de sorrir


PORTAL ESCOLA DOMINICAL
PRIMÁRIOS – CPAD
1º Trimestre de 2013
Tema: Uma Família Abençoada
Comentaristas: Midian Pessoa e Laudicéia Barboza


LIÇÃO 4 – É TEMPO DE SORRIR


Texto Bíblico: Gênesis 21.1-8


Objetivo
Ministre sua aula de forma a conduzir os pequenos a crer que Deus é fiel em Sua Palavra, o que Ele fala se cumpre.


Frase do dia...
DEUS É FIEL

JUNIORES: Lição 4:Destruiram os meus sonhos


PORTAL ESCOLA DOMINICAL
JUNIORES – CPAD
1º Trimestre de 2013
Tema:
Deus realiza sonhos
Comentaristas: Rosangela Rodrigues do Amaral e Dâmaris da Costa Ferreira


LIÇÃO 4 – DESTRUIRAM MEUS SONHOS


Texto Bíblico:Genesis 37.20-24


Objetivo
Professor ministre sua aula de forma a conduzir seu aluno a conscientizar-se de que quando deixamos sentimentos ruins como a inveja, a raiva e o ciúme faz com que façamos coisas erradas e más, que desagrada a Deus e sempre traz conseqüências desastrosas para nossa vida.

JUVENIS - Lição 4: Preserve o verde, ame o próximo


PORTAL ESCOLA DOMINICAL
JUVENIS – CPAD
1º Trimestre de 2013
Tema: A ATUALIDADE DA MENSAGEM DA BÍBLIA
COMENTARISTA: Ciro Sanches Zibordi

LIÇÃO 4 - PRESERVE O VERDE, AME O PRÓXIMO

TEXTO BÍBLICO(Gn 1.1-26; 2.15)

ENFOQUE BÍBLICO
“E tornou o SENHOR Deus o homem, e o pôs no jardim do Éden para o lavrar e o guardar” (Gn 2.15)

OBJETIVOS
Convenceros alunos que precisam se conscientizar quanto à preservação de nossos ecossistemas.
Enfatizarque ser um defensor da natureza é uma tarefa de cada cidadão, principalmente de salvo em Cristo, pois esse é um dos deveres da humanidade desde o principio (Gn 2.15).
Deixarclaro que, em matéria de prioridade, o ser humano tem muito mais valor que as belas paisagens da natureza e os animais. Daí a necessidade de amarmos os nossos semelhantes

PRE ADOLESCENTES - Lição 4: O Homem Máquina Perfeita


PORTAL ESCOLA DOMINICAL
PRE ADOLESCENTE- CPAD
1º trimestre 2013
Tema: A Bíblia e a Ciência
Comentaristas: Niedja de Mello

LIÇÃO 4 - O HOMEM MÁQUINA PERFEITA

Introdução
Na lição anterior estudamos a criação da terra e a vida sobre ela, nesta lição daremos prosseguimento e estudaremos a criação do homem.
Nosso titulo menciona “homem máquina perfeita” isto porque a lição trata o homem não apenas no sentido espiritual, como uma criação divina, mas também sob o aspecto cientifico, se assim o fazermos certamente concordaremos de que o ser humano de fato com toda a sua complexidade  material e espiritual é um  ser, uma “maquina” perfeita.
Nesta lição estaremos destacando os fatos científicos, isto porque continuaremos a estudar sobre o assunto na lição 5, onde falaremos do homem sob o aspecto espiritual.
Por mais que a ciência se desenvolva ela não consegue explicar com exatidão os mistérios que envolvem o ser humano. Enquanto alguns cientistas incrédulos e ateus buscam explicações por meio de diversas teorias, há alguns que ficam perplexos com a estrutura e formação do corpo humano, e admitem ser uma máquina perfeita.
Esse esforço do homem se auto conhecer não é apenas no sentido de entender sua origem, mas também de procurar solucionar os problemas que lhe prejudicam hoje. A exemplo disto; alguns médicos não entendem porque o homem morre, sendo que as células que formam seu corpo são regenerativas, em outras palavras, o homem deveria ser eterno.
Todavia nós sabemos porque razão isto acontece, e de fato nesse ponto a ciência tem razão, o homem foi projetado para viver eternamente, mas após o pecado tudo foi mudado, pela determinação divina a sua vida se reduz a poucos anos, e é infelizmente é encerrada de forma prematura pela vida desregrada de alguns.

I - A resposta da Bíblia
Desde os tempos mais remotos indagamos sobre a origem dos seres vivos, e durante todo esse tempo da historia, o homem distanciado de Deus sempre procurou dar "respostas" a essa questão, mas na forma de fantasias, estórias fantásticas recheadas de alegorias, que foram transmitidas de geração após geração por meio de filosofias e falsas religiões.
E aproximadamente há 250 anos a ciência tendo se desenvolvido, procura esclarecer esse fato, desmentindo as crenças e conceitos ultrapassados. Contudo as suas afirmações não podem ser devidamente comprovadas mesmo que suas indagações estejam baseadas em leis sólidas, para tanto formulam teorias que jamais poderão encontrar a verdade, verdade está que está de modo
claro e visível a todos nas Escrituras.
O Senhor Jesus foi claro quando disse:
Errais por não conhecer as Escrituras e nem o poder de Deus. (Mt 22.29)
Deus por seu poder trouxe a existência aquilo que não existia, pelo seu poder e autoridade, o grande problema dos cientistas é a sua mente incrédula, que reluta em aceita a simples explicação bíblica, eles indagam “nada pode surgir do nada” erram por não conhecer as
Escrituras e o poder de Deus, pois haveria alguma coisa impossível a Deus?
Por outro lado há cientistas sinceros e honestos, que admitem a complexidade da questão, pois que a ciência em si não é má e procura por meios de Leis e experimentação comprovar todas as coisas, mas contudo não tem conseguido dar todas as respostas de modo correto e aceitável, visto que apenas consegue chegar ao campo da teoria e especulação. Esses cientistas por sua vez mesmo que tenham de admitir que todas as coisas passam por um processo natural, ficam admirado da complexidade e harmonia da criação, pois mesmo que houve um processo na origem do ser humano não foi obra do acaso, mas sim de uma força sobrenatural; Deus.
A Bíblia de Gênesis a Apocalipse afirma e reafirma que Deus é o criador do ser humano.
E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; macho e fêmea
os criou. (Gn 1.27)
Em apocalipse: E jurou por aquele que vive para todo o sempre, o qual criou o céu e o que nele há, e a terra e o que nela há, e o mar e o que nele há, que não haveria mais demora; (Ap 10.6)
Deus formou o ser humano no sexto dia conforme relato do livro de Gênesis, sendo que a sua constituição é dupla, ou seja, constituição material e imaterial, o que o difere dos demais animais. Vemos isto claramente em Gênesis:
E formou o SENHOR Deus o homem do pó da terra e soprou em seus narizes o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente. (Gn 2.7)
Quando diz que do pó da terra Deus formou o homem, aqui se refere a parte material, e ao afirmar que Deus soprou em seus narizes o fôlego de vida se refere a parte espiritual, na qual o homem passou a ser uma alma vivente. No antigo testamento essa idéia era difundida, que o homem possuía corpo e alma, mas no novo testamento predominou a teoria que chamamos tricotomia, ou seja, o homem é um ser tricotomo constituído de três essências; corpo, alma e espírito.
E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo. (1Ts 5.23)
Foi assim que aprouve  a Deus à sua semelhança, criar o homem. Um Deus trino criou um homem triuno — espírito (em heb. rüah; em grego pneuma), alma (em heb. nephesh; em grego psyche) e corpo ( grego sõma) (1 Ts 5.23). Estas três divisões se diferenciam em natureza e funcionalidade uma da outra, ainda que estejam interligadas entre si.
Corpo – é a parte material, física: Com o  seu corpo o homem se comunica com o mundo físico exterior que o cerca, nomeadamente através de seus cinco sentidos (audição, olfato, tato, paladar e visão).
Alma- é parte imaterial- representa as emoções, a vontade - Através da alma o homem sente impulsos advindos de ambos corpo e espírito; é através dela que ele se alegra ou entristece, provoca sentimentos ou reações psicológicas (Sl 42.11).
Espírito- também parte imaterial- é a parte da consciência, do relacionamento com Deus – através do espírito o homem pensa, analisa é seu intelecto: através do espírito tem contato com o mundo espiritual e se relaciona com o seu criador.
A Bíblia afirma em Gn 1.26,27:
E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo réptil que se move sobre a terra. E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou.
Essa imagem e semelhança não se refere a semelhança física, o Senhor Jesus afirmou:
Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade. ( Jo 4.24)
Logo vimos que não se referia a uma imagem física, semelhante ao corpo humano, essa imagem e semelhança se referia ao caráter moral  espiritual do homem.
Deus fez o homem um ser perfeito em todos os sentidos, no sentido físico ao qual revemos no tópico adiante, no sentido moral, social, e espiritual. Seu corpo uma verdadeira máquina no seu funcionamento, livre de doenças, enfermidades e cansaços, seu caráter moral o fazia santo, sábio, sua vida espiritual o fazia imortal e unido a Deus mediante a comunhão diária.

II- A resposta da ciência
Como já afirmei anteriormente, a ciência se baseia em teorias e não na verdade, de inicio uma teoria é apenas uma suposição, hipótese um pensamento especulativo, embora muitas teorias são tidas como verdade nunca foram devidamente provadas.
A ciência tenta explicar a origem do ser humano mediante a teoria da evolução, de Charles Darwin, naturalista britânico, no estudo A Origem das Espécies formula a teoria da evolução dos seres vivos mediante uma seleção natural que favorece nos indivíduos variações úteis na luta pela existência; estas variações transmitem-se, reforçadas, aos descendentes. 
Charles Darwin formula a doutrina evolucionista, segundo a qual as espécies procedem umas das outras por evolução. Em virtude da seleção natural sobrevivem os indivíduos e as espécies melhor adaptados. A esta obra segue-se A Origem do Homem, em que aprofunda a sua teoria sobre a descendência do homem e do macaco de um antepassado comum.
Mas recentes estudos mostraram que essa teoria está equivocada, principalmente no que diz respeito ao homem. Antigamente víamos os macacos sendo usados como cobaia nos laboratórios, agora vemos os ratinhos sendo usado, esta mudança ocorreu porque se descobriu que Genes do rato é mais aproximado do humano, com isto fica claro que a suposta evolução do macaco é errônea. Portando ficamos com a resposta bíblica.

III- Máquina perfeita
O corpo humano é uma máquina biológica complexa, cujo funcionamento e constituição é quase inteiramente idêntico ao funcionamento e constituição dos corpos de outras espécies de animais, exceto a sua constituição espiritual, de modo que pode ser comparado a uma máquina com suas engrenagens e funções.
Veja alguns dados dessa verdadeira máquina:
- o corpo humano possui 150 ossos e 500 músculos
- o peso do sangue de um adulto é de 15 quilos
- o coração bate, em média 70 vezes por minuto e cada
- pulsação desloca 44 gramas de sangue
- somados 24 horas dá um total de 5.850 quilos diários
- toda massa do sangue passa pelo coração em três minutos
- os pulmões humanos contem normalmente 5 litros de ar
- o homem respira 1.200 vezes por hora, gastando 306 litros de ar
- o corpo humano possui 13 elementos, sendo 8 sólidos e 5 gasosos
- um homem  pesando 76 quilos é constituído de 44 quilos de oxigênio, 7 de hidrogenio 173 gramas de azoto, 600 gramas de cloro, 100 de enxofre, 1700 gramas de calcio, 800 gramas de potássio, 50 gramas de ferro, suficiente para fazer 5 pregos e cal suficiente para pintar 20 metros de parede.
A fisiologia, para um melhor compreensão do funcionamento do corpo humano, divide o organismo em diversos sistemas ou aparelhos, constituídos por órgãos que funcionam em conjunto para realizar uma determinada função, citarei alguns a titulo de subsidio, visto que na revista já está mencionado outro mais:
•          Sistema digestivo :  O sistema digestivo e recentemente renomeado como aparelho digestivo é o sistema que é responsável por obter dos alimentos ingeridos os nutrientes necessários às diferentes funções do organismo, como crescimento, energia para reprodução, locomoção, etc. É composto por um conjunto de órgãos que têm por função a realização da digestão.  Aparelho digestivo humano
É composto pelo tubo digestivo:Boca ,Faringe, Esôfago, Estômago, Duodeno
Intestino delgado, Intestino grosso, Reto, Glândulas salivares, Glândulas gástricas
(na parede interna do estômago) Glândulas intestinais (na parede interna do intestino
delgado) Pâncreas, Fígado
•          Sistema respiratório:  A função do sistema respiratório é basicamente garantir as trocas gasosas com o meio (hematose), mas também ajuda a regular a temperatura corpórea, o ph do sangue e liberar água. Os componentes são nasofaringe, laringe, traquéia e os pulmões.

•          Sistema circulatório: O sistema circulatório é composto pelo coração e pelos vasos sanguíneos, que são: as artérias, as veias e os capilares. A sua função é realizar a circulação sanguínea.
•          Sistema Ósseo: O esqueleto humano é formado por 206 ossos, tem a função principal de sustentar e dar forma ao corpo, mas também a de proteger determinados órgãos, como, por exemplo, o cérebro, que é protegido pelo crânio, e também os pulmões e o coração, que são protegidos pelas costelas.
Os ossos do corpo humano variam de formato e tamanho, sendo o maior deles o fêmur,
que fica na coxa, e o menor o estribo que fica dentro do ouvido médio.
É nos ossos que se prendem os músculos, por intermédio dos tendões.
O esqueleto feminino difere um pouco do masculino, como, por exemplo, na pélvis,
cujo formato favorece a saída de um bebê do ventre da mãe.
Fazem parte também do esqueleto humano, além dos ossos, os tendões, ligamentos e as
cartilagens.
•          Sistema muscular: O sistema muscular é o conjunto de órgãos (músculos) que lhes permite moverem-se, tanto externa, como internamente.
O sistema muscular é formado por três tipos de músculo: cardíaco,
estriado e liso. Os músculos estriados são controlados pela vontade do homem, e por
serem ligados aos ossos permitem a movimentação do corpo. Os músculos lisos são
involuntários e trabalham para movimentar os órgãos internos (exemplo: movimentos
do esôfago). O músculo cardíaco é um músculo estriado, que move o coração; no
entanto, possui como característica não estar sob qualquer controle voluntário, sendo por
isso colocado a parte.  O movimento dos músculos é controlado pelo sistema nervoso.
Existem mais de 650 músculos no corpo humano. O sistema nervoso recebe as
informações do corpo e reage de acordo com elas. Facilmente se percebe que qualquer
problema ou alteração existente no corpo afeta o sistema nervoso.

IV- Quem está no controle?
Bem no inicio, precisamente após o dilúvio, a humanidade estava unida em um único lugar
Com uma mesma língua, já haviam se multiplicado muitíssimo, todavia continuaram errando, cometendo pecados contra  Deus, o castigo do dilúvio de nada os aproveitou, decidem construir uma enorme torre, mais conhecida como a torre de babel, naquele episódio Deus diz:
E o SENHOR disse: Eis que o povo é um, e todos têm uma mesma língua; e isto                               é o que começam a fazer; e, agora, não haverá restrição para tudo o que eles                       intentarem fazer. ( Gn 11.6)
Esta palavra nos serve de referencia para ver a intenção do homem em sempre estar intentando o mal, e é isto que estamos vendo nesses últimos dias, através do desenvolvimento da ciencia  o homem  procurando ser igual a Deus, no sentido de dar e tirar a vida. Até mesmo gerá-la em laboratórios.
Mas lembramos que nem mesmo uma folha da arvore cai se não for pela permissão de Deus,     pois Ele é soberano sobre tudo. Seu domínio soberano é universal, absoluto e imutável (ou inalterável).
a) Soberania Universal: Ela se estende sobre toda a sua criação; animada e inanimada — e da mais alta forma de criatura vivente até a mais baixa. Nenhum pardal cai sem a vontade de nosso Pai que está no céu, o Senhor Jesus disse:
Não se vendem dois pardais por um asse? E nenhum deles cairá em terra sem o consentimento de vosso Pai. E, quanto a vós outros, até os cabelos todos da cabeça estão contados. Não temais, pois! Bem mais valeis vós do que muitos pardais. (Mt 10.29,31)
Novamente, está escrito:
O SENHOR tem estabelecido o seu trono nos céus, e o seu reino domina sobre tudo. (Sl 103.19)
b) Soberania Absoluta: Sua autoridade é perfeita em sua administração; ela é exercida a partir da sabedoria infinita de Deus, e é suprema na extensão de seu poder, glória e domínio. Nenhum limite pode, e nem será, posto no lugar da autoridade, poder ou controle soberano de Deus. No avanço de Seus propósitos e planos eternos, o SENHOR age como Lhe agrada com os habitantes dos céus e entre os moradores da terra. Nada em toda a criação é capaz de resistir à vontade de Deus, ou frustrar os Seus propósitos — seja por meio de homens, super-homens, cientistas, anjos, espíritos caídos ou maus, ou qualquer outra coisa, a Escritura diz:
Jurou o SENHOR dos Exércitos, dizendo: Como pensei, assim sucederá, e, como determinei, assim se efetuará. (Is 14.24)
c) Soberania Imutável: Ela permanece inalteravelmente a mesma durante todo o tempo, e sob todas as circunstâncias. O governo e domínio soberano de Deus não podem ser ignorados; ele não pode ser rejeitado, e não pode ser frustrado ou impedido pela humanidade ou por qualquer outra coisa na criação. Assim, a Escritura declara:
O SENHOR frustra os desígnios das nações e anula os intentos dos povos. O conselho do SENHOR dura para sempre; os desígnios do seu coração, por todas as gerações. (Sl 33.10,11)
Muitas vezes não compreendermos o porque de muitas coisas, e a forma irresponsável que o homem conduz a questão da vida,  mas sem duvida o homem vai até onde Deus permite, muitas vezes para ver o próprio desvario e estupidez de seus atos.
Mas sem duvida o Senhor Deus é senhor da historia, os homens mesmo não tendo conciencia disto acabam por executar os propósitos de Deus.
Para fazerem tudo o que a tua mão e o teu conselho tinham anteriormente determinado que se havia de fazer. (At 4.28)
Devemos nos lembrar que já estamos vivendo os últimos dias, onde a Palavra nos adverte acerca da multiplicação da ciencia e do esfriamento do amor.

Conclusão
Terminamos nossa aula afirmando que devemos aceitar o testemunho bíblico a cerca do origem do ser humano, não devemos permitir que nossa fé seja abalada por estudos, experimentos de cientistas ateus que não tem o propósito de descobrir a verdade, mas sim atacar a Deus e sua soberania.
Cientistas honestos admitem nenhum ser humano ou qualquer outra criatura poderia se originar simplesmente de uma obra do acaso, mas sim por obra de uma força superior e sobrenatural,
O homem por sua razão jamais poderá entender isto, ainda mais quando utiliza a ciencia de forma errada procurando provar suas teorias.
Professor conduza seus alunos reafirmando o relato biblico acerca da nossa origem, procure com dedicação responde as duvidas dos alunos, pois concerteza perguntas surgiram.
Que Deus os abençoe.

Colaboração para Portal Escola Dominical -  Prof. Jair César S. Oliveira
  fonte http://www.portalebd.org.br

ADOLESCENTES - Lição 4: Quem manda em você?


PORTAL ESCOLA DOMINICAL
ADOLESCENTES – CPAD
1º Trimestre 2013
Tema: O relacionamento entre o crente e o mundo
Comentarista: Elaine Cruz


LIÇÃO 4 – QUEM MANDA EM VOCE?


Ao Mestre
Amado (a) esta lição é uma ótima oportunidade para ensinar aos adolescentes um pouco acerca da mordomia cristã, ou seja, que temos de administrar nossa vida, reunindo tanto o aspecto material como o espiritual nos moldes da Palavra de Deus, sejam quais forem as circunstâncias.

Enfatizando aos adolescentes que, “prestar contas” faz parte da vida diária. Que todos nós de uma forma ou de outra devemos fazê-lo, pois “prestar contas” éexigência de quem cuida de nós (Deus, nossos pais), e é responsabilidade nossa que recebemos cuidados e orientações.
E não é somente agora que são filhos, mas que como dissemos acima: “prestar contas” faz parte da vida diária, pois o empregado “presta conta” ao seu empregador; marido e mulher “prestam contas” um ao outro e a família; o cidadão presta conta à sociedade, e às autoridades (legislativa, executiva e judiciária), e, todos, toda a humanidade terá de “prestar contas” à Deus de tudo quanto houver feito, seja bem ou mal.

Assim podemos dizer que “ninguém se manda”. Todos nós temos a responsabilidade administrarmos nossa vida (comportamento), nossa alimentação, nosso lazer, nossa vida espiritual e nosso tempo, de forma consciente, sabendo que de tudo teremos de “prestar contas”.
Deus é Criador de todas as coisas (Dt 10.14). Tudo o que temos é dádiva de Deus (At 17.25), e quando nos apresentarmos diante Dele, nosso Senhor Jesus Cristo exigirá que cada um de nós “preste contas” de sua mordomia (2 Co 5.10).

Se levarmos a sério as nossas responsabilidades como mordomos de Deus (Gn 1.26), estaremos preparados para o dia em que nos apresentaremos a ELE para a prestação de contas.
É nos necessário administrarmos com sabedoria, sejam quais forem os recursos que temos de administrar (tempo, talento ou dinheiro). Como bons administradores devemos nos esforçar par evitar o desperdiço, maximizar o crescimento (da vida espiritual, e da Obra de Deus), certificando-nos de que estamos agradando a Deus.
O tempo deve ser usado com sabedoria; os nossos talentos empregados para edificar os outros e glorificar a Deus; o dinheiro deve ser gasto com cautela e responsabilidade.

Sabem o que nos motiva a cumprir fielmente nossa mordomia? – é conscientizarmos-nos profundamente da nossa responsabilidade pessoal perante Deus.

“Cada um administre aos outros o dom como o recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus.”( 1 Pe 4.10 – ARC).


Objetivo
Professor (a) ministre sua aula de forma que ao término, seu aluno possa:
Ø  Reconhecera necessidade ter autocontrole em suas atividades, para que assim possa definir limites em tudo quanto fizer, reconhecendo Deus em todos os seus atos, crendo que ELE como SENHOR de todas as coisas, quer o melhor para nós, por isso seus mandamentos são vida e paz, para todos aqueles que O obedecem.  



Para Refletir:
“Portanto, façam tudo com decência e ordem.”( 1 Co 14.40 – NTLH).

Seguindo as regras da Hermenêutica, a do contexto, veremos que este versículo nos fala de ordem e decência nos cultos.
Mas já que aqui foi colocado em um assunto de procedimento individual, saliente aos adolescentes que, o cristão é cidadão do céu, o apóstolo Paulo disse “...que somos embaixadores da parte de Cristo.” (2 Cor 5.20 – ARC), ou seja, somos representantes de Deus aqui na terra, e por essa razão somos sal da terra e luz do mundo, e como tal, não podemos agir de forma diferente, nosso comportamento, nossa vida em geral, deve ser um referencial para a sociedade, para todos aqueles que nos cercam.



Texto bíblico em estudo: Pv 19.8; Rm 6.1-14 e 8.15.

Introdução
Estes textos nos mostram claramente que se amamos nossa vida, se queremos a felicidade tão almejada, devemos viver com sabedoria, pautando nossas ações com inteligência.
O texto de Romanos nos enfatiza que nossa vida deve ser vivida de forma lúcida e responsável, pois somos livres, fomos libertados do poder do pecado, logo, não estamos mais sob o domínio desenfreado que arrasta as pessoas que não conhecem a Deus.

Não podemos viver de forma egocêntrica, buscando e fazendo coisas que somente engordam nossos interesses egoístas, fazendo tudo (até as mais “baixas”) para obter o que desejamos. Quem vive dessa forma, gozando desenfreadamente, de tudo o que o mundo oferece, não usa de sabedoria, nem conserva a inteligência, pois trará dano a si próprio.  

Como servos de Deus (como professamos ser), nossa vida tem ser vivida sóbria e piedosamente, reconhecendo que tudo o que foi escrito nas Escrituras Sagradas, foi para nosso ensino.
Será que achamos que sabemos mais do que Deus que nos criou e que é Onisciente?  – ELE nos conhece e sabe o que é melhor para nós, e através de sua Palavra, adverte-nos para que não confiemos em nosso próprio entendimento, achando que sabemos o que fazemos, e que nos mandamos, e que ninguém pode falar nada conosco, pois como dizem alguns: “Quem manda na minha vida sou eu”.
Somente DEUS pode nos fazer caminhar de forma a alcançar a paz e a felicidade:

“Confia no SENHOR de todo o teu coração e não te estribes no teu próprio entendimento.
Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas. Não sejas sábio a teus próprios olhos; teme ao SENHOR e aparta-te do mal.”(Pv 3.5-7).


A multimídia
Hoje vivemos o mundo das novas tecnologias de comunicação, e é caracterizado por interatividade, mobilidade, convertibilidade, interconectividade, globalização e velocidade. Com isso estamos vivendo uma época de mudança (ou “inversão”) de valores. Pois, devido a velocidade de informação sem fronteiras, jogos de interação, etc., que hoje nossas crianças e adolescentes têm acesso, estamos vivendo um relativismo escancarado, onde parece não haver mais verdade absoluta, cada um tem a sua, contrariando com isso as Sagradas Escrituras, que são imutáveis, pois seu Autor – Deus – é imutável.

O cristão não deve ser um eremita, não deve se afastar do convívio social, para não se contaminar com esse relativismo mundano que vemos,não – não é essa a missão da Igreja de nosso Senhor Jesus Cristo, nem mesmo nosso modo de ser, o ser humano foi criado com necessidade de relacionamento.
Precisamos viver no mundo sem se contaminar com sua pecaminosidade – ai você pergunta, mas como fazê-lo?
Simples – administrando nossa vida com responsabilidade pessoal perante Deus.  A resposta está de forma simples na carta de Paulo aos Romanos 6.1-14. Se já fomos libertos da vil escravidão do mundo, vamos tornar a fazer as “coisas” de lá desenfreadamente? – claro que não. Leia o que o apóstolo escreveu:

“Que diremos, pois? Permaneceremos no pecado, para que a graça seja mais abundante? De modo nenhum! Nós que estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda nele?”(Rm 6..1,2).

Devemos pedir ao SENHOR a capacidade de usarmos os recursos tecnológicos de forma sábia. E não nos deixar influenciar com o mal, mas que ELE nos conceda poder para através destes recursos influenciar toda a humanidade com a graça e o amor divinos, anunciando a Palavra de Deus.  – esse é o bom uso da multimídia.

O mau uso – acarretará conseqüências desastrosas, na área psicológica, comportamental e social da pessoa, com maior prejuízo à crianças e ao adolescente que não tem possibilidade de uma avaliação madura e coerente do conteúdo sobre ela despejado.
Por exemplo:
·      Inversão de valores;
·      Apologia ao crime;
·      Exploração sexual;
·      Estímulo à violência;
·      Incentivo a prostituição e ao homossexualismo.

Como verdadeiros cristãos, devemos viver por Deus epara Deus. Procurando honrar e refletir Deus em tudo o que pensamos, falamos e fazemos.


Os Jogos Eletrônicos
O mercado de Jogos Eletrônicos estão em constante mudança.
Será que todos esses jogos são apenas diversão inofensiva ou apresentam perigos?

“O ‘videogame’ mais vendido no ano de 2001”, segundo a revista Newsweek, “foi Grand Theft Auto 3”. O objetivo do jogo, cujo título significa “O Grande Ladrão de Carros 3”, é progredir em uma organização criminosa. Para isso, é preciso envolver-se em vários crimes, como prostituição e assassinato. “Cada ato seu tem conseqüências”, explica a Newsweek. Se o jogador mata um pedestre usando um carro roubado, a polícia vem atrás dele. Se dá um tiro num policial, o FBI entra no caso. Se ele matar um agente do FBI, os militares vão tentar acabar com ele. O jogo foi projetado para maiores de 17 anos, mas sabe-se de lojas que o vendem para jovens de menos idade. Até crianças de 12 anos dizem que gostariam de jogá-lo.

Por que estou falando de um jogo que foi o mais vendido em 2001? – por que estes dias, os priminhos de meus sobrinho, de faixa etária entre 6 e 10 anos estavam jogando esse jogo, e pasmem... filhos de crente. A mãe é coordenadora do Departamento Infantil, o pai é obreiro. Será que não vemos os perigos desses jogos? – depois quando nosso adolescentes e jovens estão desviados vamos chorar, orando, orando e orando para que eles voltem aos Caminhos do SENHOR – mas será que não seria o caso de cuidarmos para que não fossem tragados dentro de nossas casa com estes jogos tão destrutivos? – sendo que nós, nós mesmos, colocamos m suas mãos?

Professor (a) ore para dar essa aula, apresentando a Deus, cada um de seus alunos. E ao dar aula enfatize acerca do perigo de certos jogos. Enfatizando que como administradores de suas vidas, devem ter sabedoria, para não trazer danos a si mesmos.
O PRIMEIRO jogo para computador, Spacewar, foi criado em 1962. O objetivo: destruir asteróides e espaçonaves inimigas. Com o tempo, surgiram incontáveis jogos similares. Nos anos 70 e 80, os computadores pessoais ficaram mais potentes e os jogos de computador se popularizaram. Surgiram jogos de aventura, de quebra-cabeças, de estratégia e de ação. Em certos jogos de estratégia, por exemplo, o jogador deve projetar cidades ou civilizações e administrar seu crescimento. Muitos games (jogos) simulam esportes, como futebol e golfe.

Há jogos elogiados por serem educativos e divertidos. Em alguns deles, você pode tentar pousar um avião, pilotar um carro de corrida ou uma locomotiva a vapor, andar de jet ski ou viajar ao redor do mundo. Mas alguns jogos de ação, em especial os jogos de tiro, são muitas vezes criticados por seu conteúdo violento. Em muitos deles, o objetivo é que o jogador escolha uma arma e saia atirando nos inimigos para matar — quer eles sejam humanos quer não.

Jogos em rede — a nova mania
O que torna esse tipo de jogo diferente? Os vários personagens com quem você se depara no jogo não são controlados pelo computador, mas por outras pessoas que jogam simultaneamente pela Internet. Milhares de pessoas podem participar do mesmo jogo, On-line ao mesmo tempo. A popularidade desses jogos depende em grande parte do contato social envolvido. Os jogadores podem conversar bastante entre si e, assim, sentir que fazem parte de uma comunidade global.

Um grande negócio
O futuro da indústria de jogos eletrônicos demonstra estar cada vez mais promissor.
Todo dia, segundo a organização Forrester Research, mais de um milhão de pessoas jogam pela Internet, e diz-se que o interesse pelos jogos em rede vai aumentar. Muitas crianças crescem jogando no computador e não param quando ficam adultas. Um homem que joga há muitos anos diz: “Jogar no computador se tornou um modo de ter contato com amigos do mundo todo.”

Há algum perigo para os jogadores?
O menino de 12 anos “encurralou o oponente desarmado e encostou a arma na cabeça dele. ‘Você não tem saída!’, disse o garoto com um sorriso maldoso, enquanto zombava do personagem na tela. ‘Você é meu!’ O menino apertou o botão e deu um tiro bem no rosto do personagem, que girou e caiu, com o jaleco manchado de sangue. ‘É o seu fim!’, disse o menino, rindo”.

Este episódio real foi descrito no artigo “Violência nos computadores — Seus filhos correm perigo?”, escrito em inglês por Stephen Barr. É um exemplo do que ocorre em alguns jogos eletrônicos. Evidentemente, então, a questão levantada no nosso título acima é bem apropriada. Existem mais de milhares jogos eletrônicos no mercado. Alguns deles são considerados educativos ou simples diversão inofensiva.

Especialistas falam dos perigos
“Alguns jogos apresentam temas anti-sociais, como violência, sexo e linguagem obscena”, diz David Walsh, presidente do Instituto Nacional sobre Mídia e Família, dos EUA. “Infelizmente esses parecem ser os jogos mais populares entre crianças de 8 a 15 anos.”
Um estudo realizado nos Estados Unidos mostrou que quase 80% dos videogames preferidos pelos jovens contêm violência. Rick Dyer, presidente da empresa Virtual Image Productions, diz: “Não são mais apenas jogos. São instrumentos de aprendizado. Estamos mostrando às crianças — da maneira mais inacreditável — a sensação que se pode ter ao puxar um gatilho. O que elas não aprendem são as conseqüências na vida real.”

Acreditam que alguém possa falar um absurdo desse?- Quantos pais, pastores e superintendentes de EBD precisam estar atentos, também os encarregados do ministério de ensino, notadamente entre os jovens, adolescentes e crianças. Muitos não têm procurado saber o que seus alunos têm aprendido e vivido no dia-a-dia da semana, nas escolas e locais de trabalho, que tipo de informação têm recebido da mídia e, diante disto, muitas doutrinas errôneas e falsas têm invadido as mentes e os corações dos pequenos, dos adolescentes e dos jovens, gerando um campo propício para o afastamento destas pessoas, ainda em tenra idade, da presença do Senhor.

Cabe-nos orar...  e também orar por nós mesmos para não cairmos de nossa posição, e jamais fazermos a obra do SENHOR fraudulosamente.

Vejamos um resumo dos perigos dos Jogos Eletrônicos:
  • Jogos violentos podem incentivar o comportamento agressivo.
  • Os jogos eletrônicos fazem com que a pessoa deixe de ser mero espectador da violência; são projetados para que se participe dela.
  • Para os mais impressionáveis, pode ficar difícil distinguir a realidade da fantasia.
  • Como um vício, os games podem levar o jogador a negligenciar obrigações e relacionamentos importantes.
  • Os jogos podem tomar o tempo que a criança deveria gastar em outras atividades importantes, como estudar, interagir com outros e participar em brincadeiras que estimulem a criatividade.
  • Olhar muito tempo para uma tela pode causar fadiga visual.
  • Falta de exercício, um possível resultado de se jogar demais, pode causar obesidade.

Amado (a) não há como mensurar o que está por trás dos jogos eletrônicos. Os resultados são seres humanos com suas mentes profundamente comprometidas pela perversidade maligna. Tempos atrás o Ministério da Justiça brasileiro obrigou que se retirasse do mercado o game Carmageddon, cujo tema consiste em dirigir na contra-mão, destruir veículos e espalhar pedaços dos corpos de pedestres. Neste jogo deve-se matar crianças, gestantes e idosos, e com isto garantir pontos adicionais e bônus extras. A atitude do governo brasileiro foi o reflexo de protestos de entidades. Procedimento igual foi adotado por outros governos estrangeiros. Há na Internet mais de 3 mil páginas fazendo referências ao Carmageddon. Jogo diabólico, criado por mente diabólica. Os jogos de videogames vendem muito, por diversos e variados motivos. Publicidade massificante, violência em excesso, misticismo em larga escala, muita ação e aventura além de investimentos bilionários da indústria no desenvolvimento de novos jogos. Para cada dólar investido, a indústria tem um retorno de milhares de outros dólares. Por isso é que não se pára com o lançamento de novos produtos, as cifras são espantosamente inimagináveis. Nada acontece por acaso, tudo é minuciosamente pensado e planejado para um único objetivo: capturar mentes.

A internet
A Internet vem apresentando uma das maiores transformações sociais que o homem já viu.
Mas o mesmo universo virtual que estabelece novas relações de tempo e espaço, resultado da facilidade e rapidez com que informações e dados trafegam pela rede, também esconde armadilhas terríveis. Para nós adultos, como a de hackers que usam seus conhecimentos para invadir sites, roubarem dados e mais uma série de ações criminosas.
E para nossas crianças e adolescentes?

Vejamos alguns desses perigos:
·      A censura da Internet é praticamente impossível. Com milhões de sites (locais onde pessoas podem procurar informações) e bilhões de usuários no mundo inteiro, cada um capaz de colocar suas idéias na frente de outras pessoas (Época, 20/12/99, página 93), não existe governo capaz de controlar o conteúdo da Internet. Por essa razão, há muitas coisas erradas facilmente disponíveis na rede. Há milhares de sites que incentivam inimizade, violência, imoralidade, rebelião, adoração ao Diabo, etc. Correio eletrônico (e-mail) e sites de bate-papo podem ser usados por pessoas maldosas com intenções impuras ou criminosas.
·      A disponibilidade de muitas informações, quase de graça, convida o usuário a ficar viciado na rede. Tempo que deveria ser usado para orar, estudar a Bíblia, louvar ao Senhor, estar com a família e com outras pessoas acaba sendo gasto na frente da tela de um PC.



·      A Internet pode contribuir à solidão. Parece engraçado! Uma ferramenta que abre portas de comunicação com o mundo inteiro acaba, muitas vezes, criando mais isolação e solidão. Na segurança do próprio lar, uma pessoa pode se comunicar com muitos sem ter contato pessoal com ninguém.Pense como isso é prejudiacial para um adolescente com problemas de interação social. Deus nos criou como seres sociais, precisando de contato com outras pessoas. Por isso, Ele nos deu o casamento, a família e a igreja. Nós precisamos de outras pessoas. Uso descontrolado da Internet rouba as pessoas deste contato essencial com outros.
·      Internet, mal-usada, é um mercado aberto onde encontramos pornograficas, livros que incentivam a adoração de Satanás, e outros que ensinam como conseguir armas e fazer bombas, e vídeos igualmente maus. Pesquisas mostram que qualquer pessoa, até uma criança, pode acessar textos, imagens e conversas absolutamente horríveis, sem pagar nada. Existem programas para facilitar os esforços dos pais a controlar o acesso dos filhos aos sites inapropriados, mas não há garantia que sempre conseguem identificar e bloquear as coisas erradas. Uma boa regra é que, os filhos (crianças, adolescentes) não usem a Internet se não tiver um dos pais presente supervisionando.

Segundo artigo da Folha Online, tem aumentado assustadoramente o número de crianças e adolescentes internautas no Brasil, e também os relatos de pedofilia na web.
As crianças são vulneráveis à exploração e ao prejuízo causados por “maníacos sexuais do computador”. Por usar de “perversão da fala” e de “sinuosidade dos lábios”, os pedófilos visam as crianças, que são inexperientes. (Pv 4.24; 7.7) Usando uma prática conhecida como grooming (preparação), eles cobrem a criança de atenção, afeição e bondade, fazendo-a sentir-se especial. Parecem estar a par de tudo que a criança gosta, incluindo seus passatempos e músicas favoritos. Fazem com que pequenos problemas em casa pareçam maiores, com o objetivo de criar uma barreira entre a criança e a família. A fim de realizar seus desejos maldosos, os predadores talvez até mesmo enviem para a vítima uma passagem para ela viajar de uma ponta a outra do país. Os resultados são assustadores.

O caso dos adolescentes de Évora que colocaram na Internet um vídeo com os seus atos de vandalismo relançou a questão. Como se regula o acesso dos mais jovens à Internet? O problema é difícil de resolver, mas os especialistas avançam algumas pistas. Bom senso, partilha e confiança. Estas são algumas "dicas" preciosas para os pais preocupados com a correta utilização da Internet.
Nossas crianças e adolescentes usam-na cada vez mais e proibir está longe de ser a solução para evitar os perigos que estão sempre à espreita nesta rede global.
Ferramenta de trabalho essencial nas tarefas escolares, o computador é também cada vez mais indispensável  Mas tal como acontece com outros aparelhos em casa, é preciso saber colocá-lo no lugar certo, no nível adequado de uso.

Muito se têm tentado fazer em relação à bloquear o que as crianças vêem na internet, existem programas que bloqueiam sites questionáveis, monitoram a navegação e não permitem divulgação de dados pessoais na rede.
Mas nenhum filtro controlador do acesso à internet substitui o diálogo entre pais e filhos.
O papel do professor também é fundamental.

Amado (a) alerte seus alunos: CUIDADO COM AS SALAS DE BATE-PAPO e o MESSENGER.
Uma detetive, especialista em crimes pela internet, para mostrar como as salas de bate-papo são perigosas. Fingiu ser uma jovem de 14 anos, ela entrou numa sala de bate-papo e, em questão de segundos, várias pessoas entraram em contato com ela. Pessoas desconhecidas fizeram perguntas como: “Onde você mora?” “Você é menino ou menina?” “Será que podemos conversar?” Muitos eram supostos predadores sexuais que estavam sendo investigados pela polícia. Isso mostra como é fácil para um pedófilo entrar na sala de bate-papo e o adolescente o adicionar no Messenger.

Alguns pais acham que é seguro deixar os filhos entrar nas salas de bate-papo porque, enquanto a conversa se desenvolve, todos os conectados estão a par do assunto em consideração. No entanto, uma vez que a pessoa entra numa sala de bate-papo, pode ser convidada para uma conversa a dois (no “reservado”). Referindo-se a essa prática, a Força-Tarefa da Internet para Proteção Infantil, do Reino Unido, acautela: “Isso é como sair de uma festa onde há muitas pessoas e ir para uma sala particular, a fim de ter uma conversa à parte com um desconhecido”.

Professor (a) ensine seus alunos de forma que estejam decididos a guardar os mandamentos de Deus e que evite brincar com o perigo. O amor e a reverência a Deus, junto com o respeito por seu Poder e Autoridade, nos motivam a odiar o mal e evitar as coisas que O desagradam. O raciocínio claro, além do conhecimento dos princípios de Deus, ajuda-nos a reconhecer os perigos que podem corromper-nos a mente, o coração e a espiritualidade.
Ao colocarmos-nos em posição de obediência a Deus, passamos a abominar atitudes gananciosas e egoístas que podem prejudicar a nós, a nossa família e destruir o nosso relacionamento (comunhão) com Deus.

A Bíblia nos fala de vida de oração para que o cristão conheça a vontade do SENHOR (Cl 1.9). Há três modos de identificar a vontade divina e administrá-la em nossa vida:
  1. Vontade Absoluta de Deus: é a sua vontade soberana e imutável, que não pode ser alterada.
  2. Vontade Permissiva de Deus: refere-se ao poder de Deus de permitir, como e quando ELE quiser que algo aconteça, seja positivo ou negativo. Por exemplo: Deus nos deu o livre-arbítrio, mas ELE nos previne que o que fizermos, iremos colher. SE nossas ações forem boas colheremos o bem, porém se forem más... colheremos o mal.
  3. Vontade Preventiva de Deus: diz respeito à ação de Deus para prevenir o homem de algum mal ou pecado (Gn 20.6; 31.24; Sl 19.13). Quando mantemos plena comunhão com Deus, somos prevenidos dos perigos que podem ameaçar a nossa vida, seja em qual for à esfera.

Amado (a) fale-lhes acerca de segurança e alegria que sentem aqueles que servem a Deus com zelo, fidelidade e diligencia.


Outros hábitos
À medida em que o tempo vai passando a sociedade moderna vai se tornando, cada vez mais permissiva, e os homens vão se afastando cada vez mais de Deus.
Cada dia mais surgem mais pseudo-cristãos alegando que “certas” práticas é natural, e que não “tem nada a ver”, que não afetam nossa comunhão com Deus – mas a Bíblia nos afirma que muitos que praticam a injustiça “não herdarão o reino de Deus.” (1.Co 6.9).
Por essa razão devemos ser vigilantes, não descuidarmos de nossa vida cristã. Pois muitos têm se perdido em meio à prática de “inocentes” coisas que achavam que não “tinha nada a ver”.

Em 1 Corintios 6.12, Paulo adverte-nos sobre a importância de evitar “comportamentos controladores e viciosos”. O vicio não é apenas um mau hábito, é também uma necessidade excessiva, dominadora, repetitiva e insistente, em que a pessoa fica presa e muitas vezes inconscientemente conduzida a praticar cada dia com mais intensidade. E isso tem acontecido muito com os usuários da internet.

A Bíblia traz ensinos claros, relevantes e suficientes para os cristãos de todas as faixas etárias e todas as épocas. Por essa razão a geração da “era tecnológica”, podem orientar-se pela Palavra de Deus em todas as áreas de suas vidas.
O adolescente cristão não deve permitir que nada o afaste de sua comunhão com Deus, que nada obstrua sua vida familiar - a confiança e o carinho que tem por seus pais, e vice-versa.


Dominando os desejos
“Melhor é o longânimo do que o valente, e o que governa o seu espírito do que o que toma uma cidade.”(Pv 16.32 –ARC).

Na luta contra o mal, Deus concede aos seus o Fruto do Espírito, cuja ultima expressão é a temperança. 
A temperança como Fruto do Espírito realiza no cristão o domínio próprio. E esse autodomínio nos é outorgado para que possamos vencer o mal e não sermos dominado por ele.
A temperança é a qualidade de quem é moderado, de quem tem autocontrole, sendo capaz de dominar seu espírito, seus sentimentos e paixões.

Esse domínio próprio não se refere à força de vontade de origem humana que alguns possuem e outros não, mas refere-se a um suprimento de força dado pelo Espírito Santo, com o qual o crente torna-se apto a vencer seus próprios desejos, não permitindo que o mal entre em sua vida, agindo em duas formas:
1)      Domínio sobre o mal para viver uma vida de vitória espiritual;
2)      Domínio sobre as coisas materiais para que elas não nos impeçam de servir ao SENHOR.

Um exemplo bíblico que podemos destacar é Daniel, um adolescente, que em um país estranho e idolatra, longe de seus pais, colocou em seu coração “não se contaminar”. E Deus o ajudou a cumprir este propósito, e Daniel obteve uma grande vitória, a qual lhe abriu as portas para ser uma benção, sua vida foi grandemente abençoada e também a de todos m cujo meio ele vivia.

A mesma história se repete em nossos dias, onde muito adolescentes e jovens enfrentam oposições do mal no meio em que convivem, em nome de um comportamento social inadequado e muitas vezes ilícito.
Deus hoje procura os “danieis” que ELE possa usar como usou o jovem Daniel na Babilônia – você não quer atender ao chamado de Deus?



Conclusão
O mundo hoje vive num relativismo excêntrico, onde cada um faz o que quer e como quer. Onde todos têm sua “razão”. Os valores estão invertidos, onde muitas vezes fazer o que é certo é tachado de burrice, e agir errado é ser “esperto”.

O adolescente cristão precisa entender que o mundo como sistema social, nunca fará a nada para obedecer a Deus e aceitar a Jesus Cristo como SENHOR. A Bíblia nos diz “...que todo o mundo está no maligno” (1 Jo 5.19). Assim, o comportamento que a mídia, os meios de comunicação apresentam como corretos e direito, não é agradável à Deus.

É certo que o crente não pode fechar em uma redoma, alheio a tudo. E nem Deus quer isso, ELE nos criou para relacionar-se com as outras pessoas, para termos amizades sinceras, e ensinarmos nossos amigos, compartilhando com eles nossas alegrias e bênçãos.
Mas devemos manter-nos conscientes de nossa condição de servos de Deus, e que como tais, somos responsáveis por nossas ações, e “prestaremos contas” a ELE por tudo o que fizermos.

“Examinai tudo. Retende o bem.”(1 Ts 5.21-ARC).
Essa recomendação do apostolo Paulo é perfeitamente atual para os meios de comunicação, em especial à internet, que em meio às boas coisas, trazem inúmeros perigos e malefícios, coisas pecaminosas e destruidoras de vidas, de lares, e de valores do bem.
Vivamos, pois com prudência e vigilância, moldando nossas vidas para agradar a Deus em tudo o que fizermos, e assim verdadeiramente estaremos vivendo com sabedoria, pautando nossas ações com inteligência.


Colaboração para o Portal Escola Dominical – Profª. Jaciara da Silva 
fonte portalebd.

Lição 4 - Elias e os profetas de Baal I

PORTAL ESCOLA DOMINICAL
PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2013
ELIAS E ELISEU - Um ministério de poder para toda a Igreja
COMENTARISTA: JOSÉ GONÇALVES
COMENTÁRIOS - EV. CARAMURU AFONSO FRANCISCO
ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO DO BELÉM - SEDE - SÃO PAULO/SP

 
                                                                                  



LIÇÃO Nº 4 – ELIAS E OS PROFETAS DE BAAL
                                  
                                               Devidamente aprovado na escola de Deus, o profeta Elias mostra ao povo de Israel que só o Senhor é Deus.
INTRODUÇÃO
- Na sequência do estudo sobre o ministério de Elias, veremos o grande desafio lançado pelo profeta Elias e que levou o povo de Israel a reconhecer que só o Senhor era Deus.
- Elias somente pôde ser o instrumento de Deus para a demonstração de quem tinha a verdadeira deidade, depois de ter ele próprio experimentado esta soberania divina.
I – ELIAS APRESENTA-SE A ACABE
- Na sequência do estudo do ministério do profeta Elias, hoje abordaremos o famoso embate entre Elias e os profetas de Baal e de Asera, fugindo um pouco da ordem cronológica, já que, na lição passada, deixamos Elias partindo para Sarepta de Sidom, onde seria sustentado por uma viúva, tema que abordaremos na lição 6.
- O fato é que, após ter tido a experiência de ser sustentado por uma viúva paupérrima, a fim de que aprendesse que Deus era não só o Deus de Israel mas de todas as nações, bem como Aquele que provê não só Seus profetas, mas todos os seres humanos, bem como de ter tido a experiência de que Deus é o dono da vida, a ponto de ressuscitar o filho daquela mesma viúva, Elias teve todas as experiências necessárias para que, então, tendo sido devidamente provado e aprovado, retornasse para publicamente se mostrar não só ao rei Acabe mas a todo o Israel.
- Estas experiências de Elias são, como já temos dito nas lições anteriores, uma cabal demonstração que, para sermos aprovados por Deus, para sermos como Apeles, ou seja, aprovado em Cristo (Rm.16:10), temos, antes de mais nada, de ser provados, pois não há aprovação sem prévia provação.
- O fato é que, três anos e seis meses depois que havia proferido a palavra profética anunciadora da longa seca, o profeta Elias recebe a ordem de Deus para que se mostrasse a Acabe, porque era chegado o tempo de dar chuva sobre a terra (I Rs.18:1).
- O texto bíblico mostra-nos, com absoluta clareza, que não há coisa alguma de triunfalismo na expressão do profeta quando disse que não cairia chuva sobre Israel segundo “a sua palavra”. Ao contrário do que dizem muitos falsos pregadores de nossos dias, a expressão “segundo a minha palavra” de que fala o profeta em I Rs.17:1 não contém qualquer “determinação” ou “força própria” do profeta, mas a vontade de Deus tão somente, pois vemos aqui, em I Rs.18:1, que o próprio Deus diz que Ele é quem daria chuva sobre a terra, prova de que não se dependia da vontade do profeta para que chovesse, ou não, mas, sim, da vontade do Senhor.
- Agora que Elias havia experimentado a soberania divina sobre a natureza, sobre todas as nações e sobre a vida humana, o profeta estava em condições de, novamente, se manifestar ao rei Acabe e a todo o Israel, pois havia sido aprovado pelo Senhor.
- No momento em que Elias se vai apresentar a Acabe, a fome era extrema na terra e o rei, inclusive, estava tendo grandes dificuldades para alimentar os seus animais, a ponto de estar procurando, juntamente com seu mordomo Obadias, fontes de água e erva para este fim ( I Rs.18:5,6).
- A fome já tinha chegado também ao palácio do rei e Acabe sentia na pele que Baal não era capaz de fornecer alimentação aos animais, apesar de o rei ser um adorador daquela falsa divindade.
- Obadias, nome cujo significado é “servo do Senhor”, era um homem temente a Deus, como afirma o texto sagrado, a ponto de, correndo risco de vida, ter se disposto a sustentar cem profetas do Senhor, que escondeu em duas covas, cada uma com cinquenta profeta, dando-lhes pão e água, no instante em que Jezabel destruía os profetas do Senhor (I Rs.18:4).
- Notamos, portanto, que, enquanto Elias era escondido pelo Senhor, diante do progresso da seca, não tendo sido exitosa a busca pelo profeta Elias, Jezabel se voltou contra os profetas do Senhor que ainda restavam, certamente mandando perseguir e matar aqueles que estavam vinculados às escolas dos profetas, de onde Elias havia certamente saído para pronunciar a sua palavra profética a respeito da seca.
- Este simples relato do texto sagrado mostra-nos, com absoluta clareza, que a fidelidade a Deus nem sempre representa imunidade à perseguição ou, mesmo, à morte. Embora o texto bíblico não deixe claro, dá-nos a entender que Jezabel conseguiu matar e destruir alguns profetas, pois é dito que, em meio à destruição, Obadias conseguiu esconder cem deles, e não todos eles. Houve profetas que morreram pelo único fato de servir a Deus, não tendo Deus livrado estes da morte.
- Precisamos, portanto, entender que nem sempre Deus livra os Seus servos da morte e da perseguição, Elias e estes cem profetas foram guardados e escondidos pelo Senhor, mas outros pereceram. Por que isto aconteceu?
- Por primeiro, para que entendamos que Deus é soberano, está acima de cada de um de nós, fazendo como Lhe apraz, não estando preso a nossas vontades, a evidenciar, uma vez mais, a mentira dos triunfalistas e defensores da chamada confissão positiva, que infestam os nossos púlpitos lamentavelmente nestes dias tão difíceis em que vivemos.
- Por segundo, foi necessário que Jezabel iniciasse a matança dos profetas para que Obadias, homem temente a Deus, tomasse a iniciativa de livrar os cem profetas. O mordomo do rei não teria se movimentado caso não visse a ameaça de morte por parte da rainha. Deus permitiu esta ação maligna da rainha para que cem profetas fossem poupados. Aliás, quem não garante que, caso Jezabel não iniciasse a matança dos profetas, esta centena de profetas não morreria de fome, diante da grande seca existente? Deus cuidou, assim, que as escolas de profetas subsistissem apesar da fome extrema e da apostasia generalizada.
fonte  http://www.portalebd.org.br

Lição 4 - Elias e os profetas de Baal I Plano de Aula

PORTAL ESCOLA DOMINICAL
PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2013
ELIAS E ELISEU - Um ministério de poder para toda a Igreja
COMENTARISTA: JOSÉ GONÇALVES
PLANO DE AULA - EV. CARAMURU AFONSO FRANCISCO
ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO DO BELÉM - SEDE - SÃO PAULO/SP

PLANO DE AULA Nº 4
LIÇÃO Nº 4 – ELIAS E OS PROFETAS DE BAAL
                                              
1º SLIDE  INTRODUÇÃO
- Na sequência do estudo sobre o ministério de Elias, veremos o grande desafio lançado pelo profeta Elias e que levou o povo de Israel a reconhecer que só o Senhor era Deus.
- Elias somente pôde ser o instrumento de Deus para a demonstração de quem tinha a verdadeira deidade, depois de ter ele próprio experimentado esta soberania divina.
2º SLIDE   I – ELIAS APRESENTA-SE A ACABE
- Três anos e seis meses depois que havia proferido a palavra profética anunciadora da longa seca, o profeta Elias recebe a ordem de Deus para que se mostrasse a Acabe, porque era chegado o tempo de dar chuva sobre a terra (I Rs.18:1).
- Agora que Elias havia experimentado a soberania divina sobre a natureza, sobre todas as nações e sobre a vida humana, o profeta estava em condições de, novamente, se manifestar ao rei Acabe e a todo o Israel, pois havia sido aprovado pelo Senhor.
3º SLIDE
- No momento em que Elias se vai apresentar a Acabe, a fome era extrema na terra e o rei, inclusive, estava tendo grandes dificuldades para alimentar os seus animais, a ponto de estar procurando, juntamente com seu mordomo Obadias, fontes de água e erva para este fim ( I Rs.18:5,6).
- A fome já tinha chegado também ao palácio do rei e Acabe sentia na pele que Baal não era capaz de fornecer alimentação aos animais, apesar de o rei ser um adorador daquela falsa divindade.
4º SLIDE
- Obadias era um homem temente a Deus, por isso: a) preocupou-se em sustentar cem profetas do Senhor com pão e água; b) agiu em favor dos homens de Deus quando Jezabel quis destruí-los, mesmo correndo risco de vida; c) respeitou e honrou o profeta Elias quando este foi ao seu encontro; d) servia ao rei com dedicação, buscando sempre ter um bom testemunho.
5º SLIDE
- Acabe era um homem ímpio, por isso: a) preocupava-se mais com seus cavalos e mulas do que com os seus súditos;
b) era homem ameaçador e um instrumento de morte; c) infamava e caluniava o profeta Elias, chamando-o de “perturbador de Israel”; d) não se preocupava em servir com excelência ao seu povo, pensava apenas em si.
6º SLIDE
- Elias encontra-se com Obadias e manda que o levasse à presença de Acabe.
 - No encontro com Obadias, Elias fica sabendo que fora protegido da perseguição e da morte durante o período da estiagem, pois Jezabel matara profetas do Senhor enquanto Acabe buscara o profeta em todos os lugares do mundo.
7º SLIDE
- O encontro de Elias e de Acabe mostra-nos, uma vez mais, a diferença de quem serve a Deus e de quem não O serve:
a) o rei mostra todo seu ódio e rancor, ao chamar o profeta de “perturbador de Israel” (I Rs.18:17);
b) o profeta denuncia o pecado do rei e mostra quem estava a perturbar Israel (I Rs.18:18).
8º SLIDE
- Elias lança o desafio do ajuntamento de todo o povo e dos profetas de Baal e de Asera no monte Carmelo, lugar antigo de adoração a Baal (I Rs.18:19,20).
- Acabe aceita o desafio, achando que o ajuntamento do povo e dos profetas com Elias em local destinado a adoração a Baal era tudo quanto queria para terminar a “perturbação”.
9º SLIDE  II – ELIAS E OS PROFETAS DE BAAL E DE ASERA
- Reunido o povo, Elias faz uma denúncia ao povo, condenando a sua vacilação(I Rs.18:21).
- Todo o poder demonstrado por Deus durante o período da seca teve por objetivo fazer o povo se desprender de Baal e desconfiar daquele ídolo.
10º SLIDE
- A vacilação:
a)  é resultado do abandono de Deus e de Sua lei.
n)  produz paralisia espiritual e desagrada ao Senhor.
11º SLIDE
- Reunido o povo, Elias faz o desafio da resposta com fogo. Quem fosse o verdadeiro Deus deveria responder com fogo ao sacrifício de um bezerro.
- Elias mandou que fossem tomados dois bezerros, pois não se pode usar do mesmo bezerro que fosse oferecido a Baal para depois ser oferecido a Deus. Deus exige exclusividade.
12º SLIDE
- O povo considerou boa aquela palavra e aceitou o desafio. Temos aqui uma demonstração de que o povo de Israel era um povo que se deixava levar por sinais (cf. Lc.11:16,29; I Co.1:22), comportamento que não deve ser a conduta de quem serve a Deus, que deve viver por fé e não por vista (II Co.5:7).
- Após três anos e seis meses em que o Senhor mostrou Sua soberania sobre a natureza, desmentido as crendices a respeito de Baal, o povo ainda precisava de um sinal. A fé não se alicerça em sinais, embora seja fortalecida e corroborada por sinais, mas deve ser uma confiança no que Deus diz, no que Deus revelou através da Sua Palavra.
13º SLIDE
- Elias mandou que os profetas de Baal oferecessem seu sacrifício primeiro, porque eram mais numerosos, em mais uma eloquente demonstração de confiança em Deus.
 - Os profetas de Baal prepararam o seu bezerro, puseram-no sobre a lenha e, desde a manhã até o meio dia, começaram a invocar a Baal. Entretanto, Baal nada lhes respondeu, mesmo diante do “espetáculo” que acompanhava a invocação com saltos, gritos e retalhamento com “derramamento de sangue humano”.
14º SLIDE
- O povo vacilante que estava no monte Carmelo não se deixou envolver pelos saltos e pulos dos profetas de Baal. Estavam esperando vir fogo do céu para consumir o sacrifício, pois sabiam que o Deus verdadeiro assim responderia à invocação.
- Chegando o meio-dia, Elias começou a zombar dos profetas. Esta zombaria foi didática, para mostrar ao povo de Israel quais são os atributos do verdadeiro Deus.
15º SLIDE
- Chegada a hora da oferta de manjares, a hora da oração ( At.3:1), Elias chamou a atenção do povo e foi oferecer o seu sacrifício.
- Elias esperou o momento certo para o oferecimento do sacrifício, que era a hora da oração, a hora estabelecida pelo Senhor, mais um gesto didático para mostrar ao povo que se deve obedecer ao Senhor.
16º SLIDE
- Antes de mais nada, Elias, ao chegar perante o altar, reparou o altar que estava quebrado (I Rs.18:30) - “Em altar quebrado, não se oferece sacrifício a Deus”. 
- Nesta reparação, o profeta Elias tomou doze pedras, conforme o número das tribos de Israel, e, com aquelas pedras, edificou o altar do Senhor (I Rs.18:31,32). Outra atitude didática a fim de restaurar a identidade do povo israelita.
17º SLIDE
- Após ter reparado o altar, edificando-o com doze pedras representativas das doze tribos de Israel, o profeta Elias fez um rego em redor do altar.
- Esta atitude mostra que, nas coisas de Deus, não há qualquer confusão ou dúvida. Elias livrou-se de qualquer suspeita.
18º SLIDE
- Depois de fazer o rego, que ainda estava seco, o profeta armou a lenha, dividiu o bezerro em pedaços e o pôs sobre a lenha, tudo conforme o ritual estabelecido na lei de Moisés, tudo conforme a vontade de Deus.
- Em seguida, o profeta mandou que se derramasse água sobre o altar, tanto sobre o bezerro quanto sobre a lenha, quatro cântaros de água, e por três vezes, de modo que o rego, onde cabia cerca de 14 a 28 litros, ficou cheio de água, a fim de que não houvesse qualquer dúvida a respeito da operação divina.
19º SLIDE
- O poder e a glória de Deus só se manifestam quando estamos “encharcados de água”, ou seja, quando há a plenitude da Palavra de Deus (Ef.5:26).
- Os sinais e maravilhas existem para confirmar a Palavra (Mc.16:20. Os apóstolos faziam muitos sinais e maravilhas (At.5:12) porque nunca se descuidavam do ministério da Palavra e da oração (At.6:2,4).
20º SLIDE
- Na hora da oração, Elias orou. Não foi uma oração longa, não foi um clamor alto, não teve salto, não teve estrepolias, nem qualquer invencionice, mas tinha um tríplice propósito, a saber:
a) fazer com que Deus confirmasse que tudo o que ocorrera tinha sido da Sua vontade, que o profeta  fora apenas um instrumento;
b) mostrar aos profetas e seguidores de Baal e de Asera que Deus era o Deus único e verdadeiro, que Baal não era deus e nada podia fazer em relação à natureza;
c) mostrar ao povo de Israel Deus estava pronto a perdoar-lhes, que era possível ainda a conversão a Deus. Deus não tinha rejeitado o Seu povo.
21º SLIDE
- Após esta oração simples e objetiva, caiu fogo do Senhor e consumiu o holocausto, a lenha, as pedras, o pó e ainda lambeu a água que estava no rego (I Rs.18:38).
- Quando fazemos como Elias, a glória de Deus também se manifesta, “o fogo do Senhor também cai”. Basta que haja santificação, obediência, conformidade com os mandamentos divinos, plenitude da Palavra de Deus e oração sincera e objetiva.
22º SLIDE
- Após esta manifestação de poder e de glória, o profeta, então, determinou que o povo lançasse mão dos profetas de Baal e de Asera, não permitindo que nenhum escapasse e mandou levá-los até o ribeiro de Quisom, onde os matou (I Rs.18:40).
- Os profetas de Baal e de Asera eram falsos profetas, profetas que tinham levado o povo a se desviar espiritualmente, a seguir outros deuses e que deviam ser mortos (Dt.13:2,5), para retirar o mal do povo.
 
OBSERVAÇÃO: MATERIAL EM POWERPOINT ANEXO A ESTE ARTIGO.
COLABORAÇÃO PARA O PORTAL ESCOLA DOMINICAL - EV. CARAMURU AFONSO FRANCISCO
fonte  http://www.portalebd.org.br

Membros lotam templo central no primeiro culto de Santa Ceia do ano



Quem foi ao primeiro culto de Santa Ceia no templo central da Assembleia de Deus, em Jaguaribe, pôde ver a multidão que preenchia todos os espaços do maior templo assembleiano da Paraíba.
Bancos lotados, corredores imprensados, púlpito cheio, pessoas nas janelas: esse foi o cenário visível numa das reuniões religiosas mais importante para quem é membro da Assembleia de Deus e acima de tudo, um cristão.
Participar de um culto de Santa Ceia tem um significado muito grande para quem é seguidor de Jesus Cristo. Um culto em que, os batizados nas águas, participam de uma grande Ceia simbólica, onde o pão representa o Corpo de Cristo e o vinho, o sangue vertido na cruz do Calvário.
A mensagem da noite ficou por conta do pastor da igreja, José Carlos de Lima que falou sobre as bênçãos de Deus na vida do crente. “O que Deus reservou para você vai chegar. Espera Nele”, disse ele no contexto da mensagem proferida.
O templo central ainda este mês fará outro importante evento. Trata-se da Escola Bíblica de Obreiros que será nos dias 29, 30 e 31 de Janeiro. Todos estão convidados!  fonte ADPB

Ramon Nascimento
ramon@adpb.com.br

Secretaria de Missões da ADPB lança página oficial na internet


Esse novo projeto já era esperado por todos os agentes de missões da capital paraibana e a equipe de mídia da Secretaria de Missões da Assembleia de Deus na Paraíba (Semad-PB) resolveu começar 2013 com essa novidade.
O semadpb.com, como é chamado, foi criado com o objetivo de aproximar cada vez mais a secretaria do agente de missões e aos membros da Assembleia de Deus. “Ferramenta útil no desenvolvimento do trabalho missionário nas congregações. No semadpb.com é possível receber informações dos nossos missionários com maior freqüência, sem precisar vir à secretaria para buscar tal informação”, enfatiza o pastor Eduardo Leandro Alves, secretário executivo de missões da ADPB.
Na página oficial da Semad-PB, o internauta pode conhecer  o pensamento da Missão; receber informações dos missionários que estão sendo mantidos em 5 países da América; 1 na África e outro na Oceania. No site da Semad, o membro fica atualizado à respeito das notícias missionárias no Brasil e no mundo. Outra novidade é que é possível fazer o download de imagens relativas ao material que a secretaria disponibiliza.
É importante salientar que o objetivo da criação do semadpb.com não diminuir a freqüência do agente de missões na secretaria, pelo contrário, esta ferramenta digital é mais um suporte do papel de transparência que este departamento da igreja desenvolve em mais de uma década de história.
Portanto, click no link ao lado e navegue agora mesmo: http\\ semadpb.com fonte ADPB
Ramon Nascimento
ramon@adpb.com.br

Portal ADPB termina o ano com mais de meio milhão de acessos


O gráfico que trata-se do relatório de acessos do portal ADPB mostra-nos uma crescente, desde o dia em que esse novo projeto de comunicação foi ao ar.
Segundo o relatório repassado pela Ativa Web, empresa que gerencia tecnicamente este portal, o número de acessos ou visitas únicas como são chamadas, cresceu acentuadamente em todos os 12 meses do ano passado.
Em Janeiro de 2012, a página adpb.com.br contabilizou 12.178 acessos e daí não parou de crescer. Os meses que contabilizaram a maior quantidade de visitas foram os meses de Setembro (60.000 visitas) e Dezembro (69.653). Isso equivale a mais de 2.300 visitas num único dia.
“Esta notícia é uma bênção para todos nós que fazemos parte da Assembleia de Deus paraibana. Apresentar um relatório como esse, nos repassa uma responsabilidade tamanha. Pois o portal ADPB já se configura como um dos portais de denominação evangélica da Paraíba com maior número de visitas e por isso deve manter-se sempre atualizado. Graças a Deus esse novo projeto de comunicação está dando certo”, enfatizou o assessor de comunicação da Assembleia de Deus em João Pessoa, Ramon Nascimento.
Ainda de acordo com relatório enviado pela Ativa Web, o portal obteve a soma de 559.672 visitas em apenas 12 meses, ou melhor, mais de meio milhão de acessos.
Outro fator importante é que além do Brasil, a Argentina e a Bolívia apareceram no ranking dos países que mais acessam o portal   fonte ADPB.com.br.
Da redação

Lição 5, A Mordomia da Igreja Local

  Lição 5, A Mordomia da Igreja Local