SEJÁ VOCÊ TAMBÉM UM SEGUIDOR

Marcadores

Aborto (11) ACONSELHAMENTO PRÉ-MATRIMÓNIAL (5) Adolecentes Cristão (2) ADPB (1) ADULTÉRIO (2) Agradecimento (1) Aniversario (10) Apologética Cristã (10) Arqueologia (1) As Inquisições (1) Assembleia de Deus (5) Barack Obama (2) Batismos (29) Bíblia (3) Brasil (48) Casamento (25) CGADB (19) Ciência (6) Círculo de Oração (5) CLASSE BERÇÁRIO (26) CLASSE DOS DISCIPULANDOS (55) CLASSE JOVENS E ADULTOS CENTRAL GOSPEL (73) CLASSE JOVENS E ADULTOS BETEL (153) CLASSE MATERNAL (104) Congresso (49) CPAD (6) Cruzada (3) Curiosidades (3) Cursos (3) Departamento Infantil (5) Depressão (2) Desaparecido (4) DESENHOS BIBLICOS (1) Desfiles (3) Dia do Pastor (4) Discipulado (64) Divórcio (4) EBD (20) EBO (21) Escatologia (2) Estudantes (2) Estudos (506) Eventos (118) FALECIMENTO (5) Família (16) Filmes (18) Galeria de Fotos (12) Gospel (285) Gratidão a Deus (1) Hinos Antigos (3) História (4) Homenagens (3) Homilética (4) Homoxesualismo (3) Ideologia de Gênero (12) Idolatria (3) Inquisição (2) Islamismo (10) Israel (18) JARDIM DA INFANCIA (7) LIção de Vida (2) Louvor (1) Luto (42) Maçonaria (3) Mães (3) Mensagens (56) Ministério (34) Missões (148) MODISMOS (2) Mundo (610) Mundo Cristão (178) MUSICAS EVANGÉLICAS (3) Namoro Cristão (8) Noivados (1) Notícias (3155) Obreiros (9) ONU (4) Oração (1) Pneumatologia (1) política (121) Psicopedagogia (3) Pureza sexual (8) Realidade Social (17) Reforma Protestante (4) RELIGIÕES (3) Retiro (4) REVISTA BETEL JOVENS (1) Revista Central Gospel (1) REVISTA CLASSE PRIMARIOS (230) REVISTA CLASSE DOS PRE-ADOLESCENTES (267) REVISTA CLASSE DOS ADOLESCENTES (280) REVISTA CLASSE JARDIM DA INFANCIA (111) REVISTA CLASSE JARDIM DA INFÂNCIA (111) REVISTA CLASSE JUNIORES (243) REVISTA DA CLASSE JOVENS CPAD. (189) REVISTA DA CLASSE JOVENS. (319) REVISTA DA CLASSE ADULTOS (872) REVISTA DA CLASSE JOVENS E ADULTOS (401) REVISTA DA CLASSE JUVENIS (262) Revista Maternal (63) Santa Ceia (3) Saúde (45) Seminário (4) Sexualidade (7) Subsídios (1507) Subsídios EBD (1900) Subsídios EBD Videos (597) Templos (3) Teologia (5) Testemunho (1) TRANSGÊNEROS (2) Utilidade publica (1) UTILIDADE PÚBLICA (2) Vida de Adolecente (5) videos (106) Virgilha (1)

10 maio 2011

Cristãos são acusados de tentar alterar a religião oficial da Malásia

  
MALÁSIA (50º) - A acusação foi feita em dois blogs, e citados na página principal do periódico Utusan Malaysia, que é de propriedade do partido dominante no país.

O jornal alegou que os líderes cristãos jantaram com o ministro de Penang, Lim Guan Eng, para discutir a possibilidade de fazer do cristianismo a religião oficial da Malásia. Lim negou as alegações e seu partido abriu um processo contra o jornal.

“Nós nunca pedimos que a Malásia se tornasse um país cristão, hindu ou budista”, ele disse.

O jantar foi organizado pela Comunidade cristã evangélica nacional, Dia mundial de oração, os mercados de Penang e a Aliança de pastores de Penang.

Os organizadores insistem que os únicos assuntos discutidos no jantar foram relacionados à corrupção e suborno no estado.

“A comunidade cristã em Penang está perturbada pelas alegações sem fundamento feitas pelo jornal”, afirma a mídia.

Uma investigação policial ainda está em andamento. O ministro Datuk Seri Hishammuddin  Hussein disse que as investigações estão focadas em esclarecer se havia ou não verdades na matéria publicada pelo jornal ou se o periódico pretendia incitar desentendimentos no país.

Enquanto isso, as relações permanecem delicadas entre a população de maioria muçulmana e os cristãos, que ocupam apenas 10% nas estatísticas do país.

Quando a questão foi levantada durante o fim de semana, Hussein reagiu dizendo que o status do islamismo como religião oficial era “sacrossanto e nunca poderia ou deveria ser questionado”.

Um clérigo afirmou que essas alegações contra os cristãos são absurdas e que o governo está agindo propositalmente para tentar recrutar apoio novamente entre os muçulmanos.

“O governo está sentindo que perdeu sua popularidade, e por isso, poderiam tirar vantagem em provocar desconforto e confusão – que gere medo – na população”.

Tradução: Deborah StafussiPORTAS ABERTAS


Fonte: Christian Post

CENTENÁRIO DAS ASSEMBLEIAS DE DEUS NO BRASIL: MAIS UM TRISTE CAPÍTULO


CRONOLOGIA E HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO TEOLÓGICA NAS ASSEMBLEIAS DE DEUSO texto abaixo, publicado na versão digital do jornal O Liberal, me foi enviado via email por seu autor, e reflete bem o clima que se instaurou em torno da celebração do Centenário das Assembleias de Deus no Brasil.

Centenário paralelo, uma afronta a Belém 

Numa abominável afronta a nossa cidadania civil e religiosa, certos pastores do Sul ameaçam vir montar celebração paralela ao Centenário.
que a população e as autoridades de Belém fariam, caso tivéssemos na cidade um Círio paralelo? Se de repente alguns padres do Sul do País arrebanhassem meia dúzia de fiéis e, em plena quadra nazarena, viessem em caravanas à capital paraense organizar outro Círio? Um Círio clandestino e aviltante, que ignorasse as igrejas históricas e ultrajasse as autoridades católicas do Estado do Pará? Algo parecido está sendo cogitado em relação às celebrações do Centenário da Assembleia de Deus.
Já não é novidade para ninguém que a Assembleia de Deus nasceu entre nós. Que foi bem ali, na Siqueira Mendes, que alguns irmãos, reunidos no dia 18 de junho de 1911, organizaram-se sob o primitivo nome 'Missão da Fé Apostólica'.
Acontece que, tendo essa igreja crescido de modo fenomenal, e alcançado a partir de Belém todos os cantos da Nação, cresceu também o poder político na ala de suas lideranças. Surgiram alguns caciques, organizados em certas convenções de duvidoso teor cristão. E agora, numa abominável afronta à nossa cidadania civil e religiosa, certos pastores do Sul ameaçam vir em junho para montar uma celebração paralela ao Centenário. Prometem vir à terra da Assembleia de Deus zombar de seus prédios históricos, de seu Museu Nacional, das famílias que descendem direto dos pioneiros e da liderança de nossa igreja. Não obstante a Constituição nos garanta o direito de ir e vir, o que esses homens pretendem fazer é um ato repugnável e de péssimo testemunho para o Evangelho.
Obviamente, você já deve estar querendo saber o porquê desse ato tresloucado. E eu já lhe explico.
Ainda em 1930, a Assembleia de Deus, até esse tempo liderada pelos missionários estrangeiros, viu nascer uma instituição nacional. Viu nascer uma convenção de pastores brasileiros que se diziam deslocados perante a liderança natural dos missionários fundadores. Em Natal, onde se reuniram, eles pleiteavam liberdade. Porém, antes de abrirem a boca para gritar por esse poder, a alma altruísta dos missionários lhes repassou tudo: todas as igrejas estabelecidas, todos os crentes, todo o patrimônio. E, tendo deixado os nacionais com a faca e o queijo na mão, rumaram para terras descobertas do evangelho pentecostal, no Sul do País.
E foi ali, no Sul do País, depois da morte desses corajosos missionários, que o poder eclesiástico da Assembleia de Deus estendeu seus tentáculos. Aproveitando toda a criação intelectual e espiritual de Belém, esses líderes do Sul montaram editoras e formaram impérios. A partir da humilde tipografia instalada na Travessa Nove de Janeiro, esses burocratas do poder publicaram livros, jornais e revistas de escola bíblica dominical. Estas revistas, por exemplo, criadas em Belém em 1919, têm hoje uma tiragem de quase três milhões de exemplares por trimestre, sem que assista à igreja belenense um único centavo de royalties.
Enquanto isso, Belém, por seu papel de igreja-mãe, conservou-se ao longo do tempo como referência única de Assembleia de Deus, com lideranças importantes e lugar de visitação contínua, nacional e internacional. E isso incomoda, pois, você há de concordar, a vaidade humana não se satisfaz facilmente. A trilogia do diabo é sexo, poder e dinheiro. Se o primeiro é proibido às escâncaras na igreja, e o último não constitui problema para alguns, poder é a ponta do tridente que nunca para de crescer. A iniciativa de vir a Belém do Pará realizar um Centenário paralelo evidencia a fome pelo poder. Precisam dessa vitrine para exibir Brasil afora.
Mas, vir afrontar nossa terra, merece ser repensado. Não esqueçam que somos índios pentecostais.
Rui Raiol é escritor
Fonte: O Liberal

Que tristes palavras. No que edificam?

- "abominável afronta..."
- "um Círio clandestino e aviltante..."
- "certos pastores do Sul ameaçam vir em junho..."
- "Prometem vir à terra das Assembleias de Deus zombar..."
- "o que esses homens pretendem fazer..."
- "... o poder eclesiástico das Assembleias de Deus estendeu os seus tentáculos..."
- "... esses líderes do sul montaram editoras e formaram impérios."
- "Mas vir afrontar a nossa terra..."
- "Não esqueçam que somos índios pentecostais."

De quem é a culpa por mais esta vergonha nacional, não apenas para as Asssembleias de Deus no Brasil, mas para todos que professam a fé evangélica?

É muito conveniente apontar culpados nesta hora ou se sentir (ou se dizer) vitimado.

Quem são os culpados?

- Os que tomam o lugar de acusadores em vez de reconhecer os seus próprios erros e pecados;
- Os que não conseguem perdoar;
- Os que semeiam contendas;
- Os que fomentam facções;
- Os que estão cegos pelo poder;
- Os que desaprenderam o "lavar os pés";
- Os que não querem andar a segunda milha;
- Os que não largam a capa;
- Os desejosos dos primeiros lugares;
- Os famintos de vingança;
- Os sedentos de notoriedade;
- Os encantados com os holofotes;
- Os embriagados com privilégios;
- Os adoradores de si mesmos;
- Os que vivem o pseudoevangelho de Jesus;
- Os que não medem as consequências dos seus atos e palavras.

De que lado eles estão? Com certeza, não estão ao lado de Deus.

"Examine-se, pois, o homem a si mesmo [...]" (1 Co 11.28a)

Que os amados irmãos assembleianos em Belém do Pará (pastores, líderes, membros, congregados etc.), ou em qualquer outra parte do Brasil, não se deixem levar por sentimentos amargos, por qualquer espírito de guerrilha, ou pelos interesses pessoais de quem quer que seja.

É tempo de lamentações e arrependimento.

No amor de Cristo,http://www.altairgermano.net

Russo desenvolve cyborg para hospedar a alma; igreja protesta



A Igreja Ortodoxa Russa criticou o projeto “Rússia 2045” de cientistas daquele país que prevê a criação de um corpo cibernético para abrigar a alma de pessoas que estiverem para morrer.

Alexey Osipov, teólogo e professor da Academia Espiritual de Moscou, entidade ligada à igreja, disse que Deus não permite que haja a separação entre alma e corpo. Argumentou que o ser humano é “uma unidade” e não dá para separar uma coisa de outra. “A criação decyborgs seria uma interferência na natureza humana.”

Dmitry Itskokov, responsável pelo projeto, discorda porque, para ele, a alma (ou o espírito) não vem do transcendente, de Deus, mas de um conjunto de informação (que inclui um modo de raciocínio, conhecimento, memória, sensações, etc.) alocado na mente das pessoas.

Nesse sentido, segundo ele, em algum momento será perfeitamente possível transportar essa “massa de informação”, vertida em bits, para um corpo cibernético, havendo, em consequência, a conquista da imortalidade.

O cientista disse que esse corpo será tão ou mais perfeito que o organismo humano e que as pessoas vão ter a opção de morrer ou de continuar a viver por intermédio da tecnologia.

O site do projeto apresenta manifestações favoráveis ao cyborg. O cientista Aleksandr Aleksandrovich, por exemplo, disse que um organismo artificial poderá suportar condições ambientais extremas, como altas temperaturas, pressão e radiação, sendo, portanto, fundamental para a conquista pelo homem de outros planetas.

Itskokov afirmou que os religiosos, em vez de se opor ao desenvolvimento das tecnologias avançadas, deveriam contribuir para a elaboração de novos paradigmas filosóficos e éticos para essa nova fase que a humanidade iniciará em breve.

Com informação do  Interfax e  projeto Rússia 2045, entre outros sites.
 fonte PAULOPES WEBLOG

Vídeo da Via Láctea vista de uma montanha vira hit na internet




O vídeo produzido pelo norueguês Terje Sørgjerd já teve mais de oito milhões de acessos só no Youtube. O fotógrafo subiu a montanha El Teide, nas Ilhas Canárias (Espanha), é lá, de uma altitude de 3.718 metros e ao longo de 170 horas, flagrou a paisagem e o firmamento e mostrou a Via Láctea em diversas fases.


Com informação do Facebook de Terje Sørgjerd.  FONTE PAULOPES WEBLOG

Silas Malafaia antecipa data do protesto em Brasília



Como há a possibilidade de o PL 122 ser tratado em caráter de urgência no Senado, o pastor Silas Malafaia adiantará a data da manifestação pacífica em frente ao Congresso Nacional, em Brasília. O evento, que seria no dia 29 de junho, acontecerá no dia 1º de junho, às 15h. O objetivo é protestar contra esse o projeto de lei, desarquivado em fevereiro deste ano, pela senadora Marta Suplicy, do PT, com a assinatura de 27 senadores.

O PL 122 criminaliza qualquer ação, opinião ou crítica que venha a ser interpretada como discriminação ou preconceito quanto ao homossexualismo no Brasil, com pena de 2 a 4 anos de prisão. Sendo assim, fere a liberdade religiosa e de expressão, direitos garantidos pela Constituição brasileira, expressas no artigo 5º, incisos 4, 6, 8 e 9. “Essa é uma lei vergonhosa, que finge proteger a prática homossexual, porém, sua intenção real é colocar uma mordaça na sociedade e criminalizar os que são contra o comportamento homossexual. Com essa lei querem atingir as famílias, as questões religiosas e a liberdade de expressão”, afirma o pastor Silas Malafaia, que convida os brasilienses para participarem desse manifesto.

Aqueles que não puderem estar presente também podem ajudar nessa luta em favor da família e da liberdade de expressão.

Entre no site www.senado.gov.br/senadores e envie para os representantes do seu estado: "Sr. Senador, rejeite a PL122/2006.

Em favor da família, em favor da liberdade de expressão e abaixo a pedofilia." Quem desejar pode ainda enviar esse pedido para os senadores dos demais estados da federação.
Para cópia deste conteúdo, é obrigatória a publicação integral do texto e a divulgação do link www.amigodecristo.com 
Fonte: Vitória em Cristo

Avivamento em Pré-Encontro da UMADEB na Regional Leste


3,5 mil jovens aprendem sobre pós-modernidade e focam Centenário da AD

Jovens tomados pelo poder de Deus durante culto


Com a presença de 3,5 mil jovens dos setores, 02 - São Miguel Paulista, 07 - Guaianazes, 09 - Itaquera, 13 - Suzano, 16 - Artur Alvim, 19 - Guarulhos, 20 - Arujá, 22 - Itaquaquecetuba, 23 - Vila Ré, 27 - Ferraz de Vasconcelos, 31 - Ermelino Matarazzo, 36 - Vila Rio Branco, 39 - Parada XV de Novembro, 41 - Mogi das Cruzes, 42 - Poá, 49 - Jardim dos Pimentas e 53 - Itaim Paulista, foi realizado durante todo dia 1 de maio, no templo-sede do setor 53, Itaim Paulista, o 4º Pré-Encontro da UMADEB, União da Mocidade das Assembleias de Deus, Ministério do Belém, Regional Leste.

Sob a orientação do pastor presidente, José Wellington Bezerra da Costa, o pré-encontro da região leste teve a direção dos pastores, Lélis Washington Marinhos, pastor setorial em Atibaia, coordenador geral da UMADEB e presidente do conselho político da CGADB e José Wellington Bezerra da Costa Neto, 1º secretário geral da UMADEB. Pastor Lélis disse aos jovens que o propósito da realização destes pré-encontros é unir a juventude da igreja em torno de dois grandes objetivos, adorar a Deus e envolver a juventude para o encontro geral, que este ano será realizado paralelamente a celebração do centenário no estado de São Paulo, no próximo mês de novembro. 

O pastor Elias Camilo dos Santos, líder do setor 53, Itaim Paulista e o pastor José Carlos Magalhães, vice-presidente da AD, Ministério de São Miguel Paulista foram os palestrantes. Além de falarem dentro do tema escolhido pela liderança “Jovem e os dilemas da Pós-Modernidade” os pastores focaram também a importância do jovem na história e celebração do centenário da AD no Brasil.

Os dois cultos foram bastante espirituais, os jovens saíram alegres, renovados, fortalecidos pela palavra de Deus e também conscientes de sua importante participação na história de sua igreja, a Assembleia de Deus, durante todos estes anos e principalmente agora no ano de seu centenário. O poder de Deus se fez presente durante todo o dia, envolvendo a todos no templo, o quebrantamento espiritual, a chama pentecostal que chegou junto com os pioneiros Daniel Berg e Gunnar Vingren no ano de 1911 tem se mantido acesa também através dos jovens e isto pode ser visto nos olhos marejados de lágrimas, nas mãos levantadas, nos joelhos dobrados dos jovens envolvidos pela poderosa ação da palavra de Deus. O pré-encontro da regional leste no ano do centenário deixará grandes marcas na vida de todos.

O pastor Lélis agradeceu o apoio de todo ministério, através do pastor presidente e de todos os pastores setoriais, agradeceu ao pastor Elias e juventude em Itaim Paulista pela acolhida, aos responsáveis pela coordenação da regional, aos coordenadores, regentes e jovens de todo ministério, especialmente neste evento, os que formam a regional leste pelo sucesso do trabalho que com certeza trará grandes resultados e agradeceu o apoio dado aos jovens pelos dos deputados, federal e estadual da denominação, pastores Paulo Freire, Adilson Rossi e da vereadora Marta Costa.


Pastor Lélis Washington, coordenador geral da UMADEB

Pastor Elias Camilo, preletor do culto da manhã

Pastor José Carlos Magalhães, preletor do culto
da tarde
o templo esteve repleto durante todo dia
FONTE
http://pastorwellingtonjunior.blogspot.com
Texto e Fotos: 
Tiago Bertulino

"Somos a Assembleia de Deus de ontém, hoje e sempre" entrevista com o pastor José Wellington Bezerra da Costa

Pastor José Wellington Bezerra da Costa


O pastor José Wellington Bezerra da Costa, presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB) e da Assembleia de Deus, Ministério do Belém (SP), costuma afirmar que continua hoje com o mesmo fervor que tinha em seu coração quando começou a servir ao Senhor Jesus, a diferença é que agora com muito mais experiência. Afinal, são 76 anos de vida, dos quais 69 de fé em Jesus e de Assembleia de Deus, e 57 como obreiro, sendo 49 só como pastor da AD.

Líder do órgão máximo da denominação no país no ano do seu centenário, e com anos de experiência à frente da AD, pastor José Wellington reflete sobre o passado, o presente e o futuro da AD, e seus principais desafios no século 21, e fala da alegria que foi participar da 6ª edição do Congresso Mundial das Assembleias de Deus, que foi realizado de 6 a 9 de fevereiro em Chennai, Índia. Segundo ele, essa foi uma das melhores edições do evento. O Congresso deste ano reuniu cerca de 10 mil assembleianos de 70 nações e teve como tema “Avante! No favor de Deus”. O objetivo do Congresso é manter e celebrar a fraternidade mundial da denominação e estabelecer objetivos conjuntos para os próximos anos.


Pastor Wellington relata a sua experiência entre os irmãos indianos, o tratamento dispensado aos convidados, o perfil da igreja em território indiano e ainda informações sobre os preparativos das comemorações do Centenário das ADs no Brasil.

Obreiro O senhor esteve recentemente no Congresso Mundial das Assembleias de Deus na Índia. Como foi o evento deste ano? O que o senhor destacaria de mais positivo?
Em primeiro lugar, nós fomos recebidos de uma forma muito carinhosa. Os indianos são um povo com um coração nobre, receptivo, amoroso. A forma como eles nos receberam nos cativou inteiramente. Se esse povo nos tratou tão bem na parte social, imagine a igreja local. Também participamos de cultos maravilhosos. O presidente da Convenção da Assembleia de Deus na Índia, o pastor David Mohan, é um homem de Deus. Ele é líder de uma igreja bonita, grande e avivada. Enfim, tivemos um trabalho maravilhoso. Com relação à organização, eu tenho participado de vários Congressos Mundiais da AD, mas esse foi o mais organizado de que já participei. No que diz respeito à organização, dou nota 10 aos irmãos da Índia. E a liturgia deles se assemelha muito com a dos brasileiros. O que eu posso dizer? Eu voltei muito feliz. Outra alegria é que, pela primeira vez, tivemos um brasileiro como um dos preletores do Congresso Mundial da AD. O pastor Joel Freire, líder da Convenção Fraternal das Assembleias de Deus Brasileiras nos Estados Unidos (Confradeb-EUA), foi um dos ministrantes na grande reunião de terça-feira à noite. Foi uma celebração muito bonita.


Obreiro O que mais chamou a sua atenção na Assembleia de Deus daquele país?
A impressão que eu trouxe daqueles dias é de uma igreja muito amável, e que está trabalhando com denodo a fim de realizar a obra de Deus. Como as reuniões eram de caráter mundial, nos deparamos com uma amálgama de vários povos. Na verdade, o maior número era de indianos, mas pelas suas vestimentas não conseguíamos distinguir os naturais dos estrangeiros, ou seja, quais eram indianos nativos e quais eram do Paquistão ou da Malásia. Mas, eu chamo a atenção para o comportamento desse povo, uma postura excelente. Eu voltei maravilhado com o momento do culto, com a maneira como as pessoas se comportaram diante de Deus. Eu posso afirmar que foi algo muito bom.

Obreiro Qual o ponto mais positivo do evento para o senhor?
Como na Índia ainda existem alguns Estados em que há muita repressão ao cristianismo, a realização desse Congresso deixou para todo o país uma mensagem evidente do poder do Evangelho. Como a igreja que existe na Índia é relativamente grande, tudo o que faz tem naturalmente um grande alcance e, de fato, a igreja 
indiana deixou uma mensagem do Evangelho de Cristo que mostra para todo o povo que o Evangelho é superior a toda aquela idolatria em território nacional.

Obreiro A Assembleia Geral Ordinária da CGADB em Cuiabá será a AGO do Centenário. Qual a sua expectativa para esse conclave e para os temas que serão debatidos ali?
Eu estou naturalmente orando e certo que vamos realizar com sucesso mais um período convencional. Vamos colocar em pauta assuntos que considero muito importantes, principalmente no que diz respeito à doutrina. Temos também o resultado daquela comissão que formamos na Convenção Geral passada, no Espírito Santo, que trata sobre o casamento, e também temos o programa do Centenário. Queremos dar muita evidência a essa programação de junho, pois estamos certos de que a igreja no Brasil está envolvida. Estamos dando apenas os últimos retoques na programação, de maneira que eu creio que toda a igreja no Brasil estará exaltando ao Senhor de forma marcante pelo centenário da nossa igreja.

Creio que as comemorações do Centenário da AD no mês de junho são um momento concedido por Deus para notificar a todo o Brasil a presença de nossa igreja. Eu, que pertenço à geração passada, lembro-me que a nossa igreja, por ser pequena e também perseguida, era mantida quase no anonimato. Hoje, porém, pela graça de Deus, a denominação tem visibilidade devido à sua expansão, projeção social e uma grande parcela de membros universitários, profissionais liberais. Essa comemoração vai também notificar ainda mais a existência e o conteúdo da denominação.

Obreiro O senhor acredita que a AGO de Cuiabá possa ser também um período de reflexão sobre o Centenário da igreja para os cerca de 2,5 mil ministros que estarão ali presentes?
Nós faremos todo o possível para que isso aconteça, e este é o desejo do meu coração. Como nesse período não vamos ter eleição, então teremos muito tempo para uma reflexão mais profunda do trabalho do Senhor. Eu acredito que o Senhor Deus vai nos dirigir para que levemos o nosso plenário a um momento de reflexão, porque é muito apropriado para isso acontecer. Depois de 100 anos de existência, esse é um momento importante para todos os obreiros, embora não tenhamos um número tão elevado para a AGO em Cuiabá, mas é uma chance que Deus está nos concedendo.


Obreiro Olhando para a Assembleia de Deus hoje e para o seu passado e o seu futuro, o que é preciso melhorar ou resgatar na nossa denominação para que possa enfrentar com êxito os desafios do século 21?
Eu acredito que a Assembleia de Deus na qual aceitei a Cristo como meu salvador há 69 anos passados não pode estar diferente hoje. É verdade que houve mudanças na sociedade atual, porém a modernidade e o avanço tecnológicos devem ser utilizados por nós para o bem e a edificação da Igreja. No contexto doutrinário, temos todo o empenho de manter a Igreja dentro dos parâmetros das Sagradas Escrituras. É verdade que somos constrangidos a reconhecer que em algumas cidades há igrejas que estão um pouco diferentes com relação a alguns costumes que não são próprios da Assembleia de Deus, e é por isso que o tema desta Convenção Geral de abril é A Doutrina e o Comportamento da Igreja para este momento. Desejo convocar os pastores para que todos estejam empenhados no ensino da Palavra de Deus e do comportamento da Igreja que o Senhor tirou do mundo, purificando-a com o Seu sangue a fim de levá-la para o Céu. Não podemos perder esse alvo. Somos a Assembleia de Deus de ontem, hoje e a do futuro. Não se pode mudar a identidade da Igreja do Senhor.

Obreiro Como estão os preparativos para a Conferência Pentecostal na região Sudeste em novembro?
Estamos empenhados na construção de nosso novo templo. Temos muito a fazer, portanto trabalhamos diuturnamente. Com relação à organização, estamos trabalhando naturalmente na preparação do povo de todas as faixas etárias da igreja, desde as crianças, passando pela mocidade e pelo Círculo de Oração, a Orquestra, o Coral e os obreiros. Estamos envolvidos nesse trabalho, e esperamos ter uma grande festa.

Obreiro Que palavra o senhor deixa para os obreiros assembleianos de todo o país por ocasião do Centenário das Assembleias de Deus no brasil?
Eu quero dizer aos meus companheiros que a existência da Assembleia de Deus é uma indelével prova do poder de Deus derramado em nossos corações no Brasil, e que não podemos prescindir dessa operação miraculosa de Deus em Seu povo neste país. Temos que valorizar isso, pois este é o tempo que Deus colocou em nossas mãos para dar ênfase não somente no que diz respeito à parte social, porém muito mais à parte espiritual. Não podemos nos esquecer da doutrina dos apóstolos, da comunhão, do partir do pão, e das orações.

fonte: Revista Manual do Obreiro
CPAD - Casa Publicadora das Assembleias de Deus

ATENÇÃO: ENSAIOS DO GRANDE CORAL




Olá, queridos jovens. PAz do Senhor a todos.

Neste próximo domingo iniciam os ensaios para o grande coral de jovens do nosso 13º congresso. Avise aos jovens da sua congregação e divulguem na internet por e-mail, orkut, etc.

NAO FALTEM...
FONTE AD TORITAMA

Pastor e família são ameaçados de morte por extremistas

  
Flag of Pakistan.svgPAQUISTÃO (11º) - Um líder cristão paquistanês, juntamente com sua família, faz parte do número crescente de cristãos ameaçados de morte por extremistas islâmicos. São eles o pastor Javaid Austin, 60 anos, presidente e fundador da Igreja Luz da Cidade, em Lahore, sua esposa Rubina e seus filhos Azeem, 26 anos, Waseem, 24 anos, e Naeem, 23 anos.

No dia 7 de abril de 2011, o pastor disse que recebera ameaças de morte por extremistas muçulmanos desconhecidos. Ele disse que costumava conduzir orações de cura e cruzadas em sua igreja para os deficientes e enfermos e que, não somente cristãos, mas também muçulmanos frequentavam as reuniões de oração “para serem curados de suas doenças”.

Ele contou que, em 2003, um deficiente muçulmano lhe pediu oração. Então, participou de uma reunião de oração e pareceu muito alegre quando oraram por ele. “Ele estava muito feliz e louvava a Deus, passando a frequentar as reuniões de oração”, disse o Pastor Javaid.

Quando viu que Deus estava operando em sua vida, ele doou um terreno para os pobres e necessitados e pediu ao Pastor Javaid para dividi-lo para contruir um prédio para a igreja, uma escola cristã e casas para 125 famílias pobres. E assim foi feito.

Entretanto, quando alguns muçulmanos da região ouviram que um muçulmano tinha doado um grande terreno para os cristãos, ficaram furiosos. Eles queriam impedir que o terreno fosse usado e, por duas vezes, atacaram a comunidade cristã quando estava reunida para cultuar.

Por fim, abriram um processo de falsa propriedade contra o Pastor Javaid, dizendo que ele tinha ocupado o terreno ilegalmente. Mas, quando o pastor mostrou os documentos de posse ao tribunal, o caso foi decidido em seu favor.

Após o encerramento deste caso, um extremista muçulmano abriu outro processo, alegando que o pastor estava “convertendo muçulmanos ao cristianismo à força”, o qual também foi comprovado como “falso”.

Em 14 de janeiro de 2004, os muçulmanos furiosos atacaram a igreja durante uma reunião de oração e também as casas dos cristãos. Muitos irmãos ficaram feridos e tiveram suas casas danificadas.

Embora o pastor e os membros da comunidade tenham registrado a queixa em uma delegacia próxima, a polícia não tomou nenhuma ação legal contra os culpados. O Pastor Javaid informou que, desde então, tem recebido “repetidas ameças por telefone que continuam até hoje”. Ele foi avisado de que enfrentaria “consequências graves” caso não desista do terreno.

Tradução: Getúlio Cidade 


Fonte: ANS    

Cristãos nigerianos temem ataques de muçulmanos

  
NIGÉRIA (23º) - Um grupo de ajuda humanitária que trabalha para proteger a Igreja Perseguida em diversos lugares do mundo afirma que a morte de Osama Bin Laden pode provocar atos de violência contra os cristãos.

Quando souberam da morte de Osama Bin Laden, os cristãos no norte da Nigéria fugiram para as bases policiais e militares, implorando para que os oficiais os protegessem. Os cristãos temem que as cidades que são governadas por muçulmanos radicais possam atacá-los. Jonathan Racho, diretor da organização International Christian Concern, diz que tais ataques são possíveis.

“O fato é que quando os muçulmanos radicais já estão enfurecidos por causa das ações do Ocidente, eles se manifestam contra os cristãos, pois acreditam que são agentes do Ocidente. Já aconteceu isso no passado. Eles sempre atacam os cristãos”, afirma Jonathan Racho.

Os oficiais da Nigéria, um país formado por cristãos e muçulmanos, conversaram com os cristãos durante horas, tentando convencê-los de que poderiam ir para casa em segurança.

“Estou feliz porque nada aconteceu até agora, e esperamos e oramos para que não haja nenhuma retaliação.”

Tradução: Deborah Stafussi


Fonte: One News Now

Filho de Bin Laden está desaparecido desde a morte do terrorista


Filhos de Bin Laden criticam sepultamento no mar

Filho de Bin Laden está desaparecido desde a morte do terrorista
Um dos filhos de Osama bin Laden teria fugido da casa onde o líder da Al Qaeda foi morto há mais de uma semana, em Abbottabad, no Paquistão, e não foi mais visto. A informação é do jornal "Daily Mail", citando declarações do governo paquistanês.

A suspeita é de que seja o filho mais novo do terrorista, Hamza, 19, chamado de "príncipe do terror", mas sua identidade ainda não foi confirmada.

A notícia de que um dos filhos de Bin Laden estaria desaparecido foi dada por oficiais do governo do Paquistão, que em entrevista à ABC News, informaram que uma das mulheres capturadas na operação relatou que não se tem notícias do filho do terrorista que estava na casa desde a ação militar.

Inicialmente, acreditava-se que Hamza havia sido morto na operação, mas o filho que teria sido morto na ação foi identicado como Khalid, segundo o "Daily Mail".

Hamza é filho de Khairiah Sabar, que se casou com Bin Laden em 1985. Ele é acusado de envolvimento no atentado que matou a líder oposicionista paquistanesa Benazir Bhutto, em 2007, e já apareceu em alguns vídeos com o pai.

Em um deles, ele diz: "Estou avisando que o povo da América vai sofrer terríveis consequencias se perseguirem meu pai. Lutar com americanos é a base para a fé".

No terceiro aniversário dos atentados ao metrô de Londres, em julho de 2008, ele apareceu em outro vídeo, pedindo a "destruição dos Estados Unidos, Reino Unido, França e Dinamarca".

Filhos de Bin Laden critiam sepultamento no mar
Os demais filhos de Osama bin Laden ameaçaram levar o presidente americano Barack Obama à justiça como "responsável" pelo destino de seu pai e consideraram "inaceitável" e "humilhante" que seu corpo tenha sido lançado ao mar, em mensagem divulgada nesta terça-feira.

"Consideramos o presidente Obama em pessoa legalmente responsável pelo destino de nosso pai, Osama bin Laden", indica a mensagem assinada por Omar bin Osama bin Laden, divulgada online em nome dos irmãos e citado pelo centro americano de vigilância de sites islamitas.

"É humana e religiosamente inaceitável ver uma pessoa desse nível e dessa importância para seus parentes ter seu corpo lançando ao mar de uma forma humilhante para sua família e seus adeptos, e que fere os sentimentos de centenas de milhões de muçulmanos", acrescentou Omar Bin Laden.

"Como filho de Osama Bin Laden, nos reservamos o direito" de levar os responsáveis por "esse crime à justiça americana e internacional para esclarecer a respeito do destino de nosso pai desaparecido", acrescentou.


Fonte: Uol

LIÇÃO 05 - A INSTITUIÇÃO DA MONARQUIA EM ISRAEL / SUBSÍDIOS / CLASSE ADULTOS

Apresentado pelo Comentarista das Revistas Lições Bíblicas Adultos da CPAD, pastor Osiel Gomes